Connect with us

Buteco Nerd

BUTECO NERD | FIFA ou PES, qual o melhor game de futebol ?

Published

on

Hoje no Buteco Nerd, iremos fazer um comparativo entre duas grandes franquias do mundo dos games, Fifa e Pro Evolution Soccer. Antes de mais nada, já deixo claro que não entraremos em um debate sobre qual versão é melhor, 2016 ou 2017 entre outros, e sim a franquia como um todo.

O debate entre os jogadores desses games é muito focado em qual deles é melhor. Tendo isso em mente, resolvemos trazer pra nossa mesa essa discussão e tentar entender os argumentos da cada um desses grupos.

Se de um lado temos os fãs do FIFA, vulgos “fifeiros”, que dizem que seu game é melhor devido ao jogo mais realista e maiores vendas, temos também os fãs do PES, eterno Winning Eleven, que tem um estilo de jogo mais voltado para um game Arcade do que para o realismo na física do game.

Apesar do FIFA ser mais vendido globalmente, no Brasil o PES ganha um fôlego, um dos motivos pode ser pela nostalgia, afinal se analisarmos as gerações Super NES, Playstation 1 e 2, o game da Konami sempre reinou absoluto nos nossos corações.

Mas após essa geração, quando a possibilidade de aumentar o realismo do game passou a receber atenção e foi se tornando cada vez mais possível e importante para os jogadores, o FIFA começou a se destacar, pois consegue a cada edição lançar, mesmo que menos em algumas, novas mecânicas de jogo, isso sem esquecer-se dos gráficos e da física que é muito mais real.

Muita gente que joga o PES atualmente o faz por dois motivos, alguns pelo saudosismo do game, outros por encontrar um jogo mais amigável e que de certa forma flui mais facilmente, isso devido ao fato da Konami não ter se importado muito em regular a física do jogo de forma mais real.

Por exemplo, certas horas quando você vai chutar a gol, mesmo que meio desequilibrado, sai uma bomba em nível de Roberto Carlos. O controle de bola, os passes, tudo no PES é mais tranqüilo de ser feito do que no FIFA. Lógico que devemos ressaltar que isso para jogadores iniciantes. Na medida em que você se acostuma com o game, tudo começa a fluir mais facilmente, sendo o PES ou FIFA.

Um diferencial do FIFA é a possibilidade de se jogar com seleções femininas, e fizeram isso muito bem. Jogar uma partida com uma seleção feminina é totalmente diferente das equipes masculinas. Eles ousaram e acertaram em cheio. Após uma temporada jogando nas ligas masculinas, nada como jogar uma partida entre as seleções femininas para dar uma quebrada no ritmo. E você consegue perceber a diferença no estilo de jogo quando faz essa troca.

Confiram a evolução em termos gráficos do Pro Evolution Soccer, ou PES:

Agora a evolução gráfica do FIFA:

Cada jogo tem uma mentalidade diferente. Por ser mais amigável, para um jogo entre amigos eu recomendo que você escolha o PES, agora para experiência mais real contra adversários de nível superior, o FIFA deve ser sua escolha, pois inicialmente ele oferece um desafio maior.

Resumindo, para aqueles iguais a mim que não se importam com qual game jogar, fica a dica de que ambos os jogos são bons, de certa forma se completando. Sendo que FIFA é um game mais realista, e PES tende mais para o lado Arcade.

Ambos são obrigatórios na estante de qualquer viciado em games de esportes. Eu sou grande fã de ambos, e cada dia jogo um diferente e me divirto muito com ambos. Já para aqueles que só gostam de uma das duas franquias, aconselho que experimentem a outra com a mente aberta, pois não irão se arrepender.

É isso aí amigos, gostaram da minha análise ou eu só falei besteira? Não deixem de comentar aqui e nos seguir nas nossas redes sociais.

Sou redator, gamer, leitor convicto, em minha biblioteca possuo inúmeros livros. Gosto de games clássicos e novos, sejam eletrônicos ou até mesmo de tabuleiro. Assisto filmes e séries repetidamente e sempre me divirto como se estivesse vendo pela primeira vez. Grande fã de Harry Potter e também da Marvel e DC, sem esquecer é claro de Dragon Ball e Cavaleiros do Zodíaco.

Buteco Nerd

BUTECO NERD | Os personagens desperdiçados de Dragon Ball

Published

on

Todos os fãs de alguma série ou anime tem sua lista de personagens favoritos. Não precisamos ir muito longe para encontrar pessoas que encontram potencial em histórias ou personagens que muitas vezes as próprias produtoras não enxergam.

Tendo em vista isso, hoje no Buteco Nerd iremos conversar sobre alguns personagens de Dragon Ball que foram e ainda são mal aproveitados pela lenda Akira Toriyama.

Ressaltando que isso se trata única e exclusivamente de minha opinião pessoal, e você caro leitor, tem todo o direito de discordar de mim, e comentar sobre quais personagens esqueci, ou que mencionei alguma bucha que você não vai com a cara.

Sem mais delongas, vamos conferir alguns personagens desperdiçados em Dragon Ball:

Dabura

O Rei dos Demônios esteve presente na saga de Majin Boo em Dragon Ball Z. Ele se mostrou um grande adversário, derrotando Kibito, Kuririn e Picollo muito facilmente. Ele ainda lutou contra Gohan dentro da nave do mago Babidi e deu trabalho ao Sayajin. Durante essa batalha, Goku disse que Dabura poderia ser tão poderoso quanto Cell em sua forma perfeita, talvez até mais poderoso.

Uma pena ele ter enfrentado tão rapidamente o principal vilão da saga, o que lhe trouxe um fim muito rápido, não permitindo que ele enfrentasse Goku ou Vegeta.

Para aqueles que também gostaram do personagem, ele está presente em alguns games da franquia, como Dragon Ball Xenoverse 1 e 2, e Dragon Ball Heroes.

Gotenks

Esse é um personagem que parece ter sido criado apenas como tampão. Gotenks também aparece pela primeira vez na saga de Babidi em Dragon Ball Z. Ele é a fusão de Trunks e Goten (outro mal aproveitado), os filhos de Vegeta e Goku respectivamente, e que demonstram muito potencial, uma vez que atingiram facilmente o nível de Super Sayajin ainda quando crianças, e em sua fusão, atingiram também de forma fáil o Super Sayajin 3.

Tivemos uma breve aparição do personagem em Dragon Ball Super quando Bills chega a Terra pela primeira vez, mas não vimos mais grande coisa do personagem, inclusive em alguns dos episódios de Dragon Ball Super que deram destaque aos pequenos Sayajins.

Com tamanho poder e potencial, eles poderiam muito bem ter sido levados ao Torneio do Poder para ajudar o Sétimo Universo, mas realmente a sua experiência (ou a falta dela) em campo de batalha poderia pesar contra na arena

Broly

O Lendário Super Sayajin aparece em alguns OVAs de Dragon Ball e nada mais, nem fazendo parte do cânon da franquia. Tudo bem que agora tivemos uma personagem apresentada para o Torneio do Poder que é uma referência direta a ele, mas convenhamos, não tem como se igualar ao Broly né?!

Bardock

Outro sayajin que os fãs de Dragon Ball simplesmente adoram. Bardock é o pai de Goku e Radditz, ele enfrenta Freeza e tenta impedir sem sucesso a destruição do planeta Vegeta, mas sem sucesso. O personagem possui alguns OVAs e está presente em diversos jogos da franquia Dragon Ball. Mas no universo canônico, ele foi derrotado por Freeza enquanto Goku ainda era muito pequeno.

 

Janemba

Outro personagem que aparece somente em um OVA. Janemba é a encarnação da energia maligna das almas que foi coletada por gerações e que um ogro descuidado responsável por cuidar dessas energias, acaba libertando.

O personagem é tão forte, que somente Gogeta, a fusão entre Goku e Vegeta, foi capaz de derrotar.

 

Paikuhan

Paikuhan não está presente no universo canônico de Dragon Ball. Ele foi criado por Akira Toriyama como um personagem filler genérico, que seria o oponente de Goku no outro mundo. Segundo o próprio Akira, ele seria um personagem do tipo “Picollo”, pois o autor instruiu a equipe de design a utilizar expressões do Namekuseijin para o personagem,

Isso não quer dizer que ele não seja um personagem interessante de ser melhor explorado, e quem sabe não entraria no universo canônico de Dragon Ball? Está aí mais um personagem que caberia muito bem na equipe do Universo 7, mas parece que se fossem muito guerreiros poderosos junto a Goku, o desequilíbrio de poderes dos universos seria grande demais.


Vamos chegando ao fim com essa prosa aqui no Buteco Nerd. Diz aí se você concorda ou discorda de minha lista! Esqueci de alguém? Citei algum personagem ruim? Deixe sua opinião nos comentários abaixo!

 

Continue Reading

Buteco Nerd

BUTECO NERD | Filmes com grandes trilhas sonoras: Falcão – O Campeão dos Campeões

Published

on

Fala galera, quem aí conhece filmes com trilhas sonoras marcantes? Então, em algumas vezes a trilha sonora é parte tão importante que o enredo do filme. Over The Top, no Brasil traduzido para Falcão – O Campeão dos Campeões pode ser considerado um desses casos.

Antes de mais nada, se você nunca assistiu esse filme, só tenha a dizer SHAME SHAAAME….. É um dos clássicos filmes desse que é um dos maiores ícones dos anos 80.

414457-1

Em Over The Top, Stallone interpreta Lincoln Hawk, um caminhoneiro solitário, que abandonou sua família devido ao mau relacionamento com o sogro, Jason Cutler, mas manteve contato por cartas com sua esposa, Christina Cutler-Hawk. Anos após isso, ao contrair uma doença terminal, Christina pediu a Hawk que passasse um tempo com seu filho, Michael.

Nas estradas dos Estados Unidos, após passarem por algumas desavenças, aos poucos pai e filho começam a se entender e se tornam de fato pai e filho. Durante a viagem, Hawk ensina o filho a disputar braço de ferro, e que ele está indo até Las Vegas para disputar o campeonato nacional da modalidade. Até que o avô  tenta sequestrar de volta o garoto e e chega a oferecer dinheiro a Hawk para se afastar definitivamente, que ele prontamente recusa.

over the top nerdtrip (1)

Ao final do filme, Stallone, que vendeu seu caminhão para apostar em si mesmo no campeonato, em disputa com o campeão Bull Harley, vence a disputa e Michael escolhe morar com o pai.

Agora chega de blá-blá-blá e vamos ao que realmente importa pra gente agora, que é a trilha sonora do filme.

Winner Takes It All – Sammy Hagar

A principal do filme em minha opinião, sendo tocada durante o campeonato nacional. Uma curiosidade, no clipe da música, Stallone aparece lutando com Haggar.

Meet Me Half Way – Kenny Loggins

In This Country – Robin Zander

Take It Higher – Larry Greene

All I Need Is You – Big Trouble

Bad Nite – Frank Stallone

Gypsy Soul – Asia

Mind Over Matter – Larry Greene

I Will Be Strong – Eddie Money

Bônus: Clipe oficial de Winner Takes It All, com Stallone e Haggar se enfrentando no final, vale a pena conferir

Quais outros filmes ou séries vocês acham que tiveram grandes trilhas sonoras? Deixe suas sugestões abaixo que elas podem aparecer em futuras matérias aqui no Buteco Nerd, do Nerdtrip!

Continue Reading

Buteco Nerd

BUTECO NERD | Os melhores vilões da Marvel/Netflix

Published

on

O que seriam dos heróis sem seus vilões? Hoje iremos falar sobre o outro lado da moeda, sem eles será que teríamos heróis como Homem-Aranha, Batman, Superman e outros? Os vilões podem ser de simples assaltantes de carteiras a poderosos seres intergaláticos. Temos terríveis vilões que sequer possuem super-poderes, tal qual vários heróis que não são de fato, super.

Quem não conhece o Universo Cinematográfico Marvel? Sim, esse mesmo, que nos presenteia a cada lançamento, com grandes filmes, os chamados blockbusters, tanto em orçamento quando em bilheteria e qualidade (esse último nem sempre), dentre eles Homem de Ferro 1 (2008), Capitão América 2 (2014), Os Vingadores (2012) e Homem-Aranha: De Volta ao Lar (2017).

Também não podemos esquecer, é claro, da parceria entre Marvel e Netflix, que nos brindou com o grande sucesso Demolidor, além das séries Jéssica Jones, Luke Cage e por último Punho de Ferro, que renderam tanto sucesso que ainda em 2017 ocorrerá o lançamento de uma série crossover entre esses quatro personagens, chamada de Os Defensores, e também um spinoff já confirmado, proveniente da 2ª temporada de Demolidor, onde teremos como protagonista Frank Castle, ou para quem preferir, “O Justiceiro”.

Como toda produção, seja para o cinema ou TV, precisa de bons personagens para ter sucesso, iremos elencar aqui alguns dos grandes vilões que já nos foram apresentados pela Netflix nas séries com selo Marvel.

4º – Madame Gao (Punho de Ferro / Demolidor)

A enigmática vilã é uma das líderes do grupo criminoso The Hand (Tentáculo). Ela entrou no UCM através da série do Demolidor e posteriormente em Punho de Ferro, roubando a cena todas as vezes em que apareceu. Brilhantemente interpretada por Wai Ching Ho, a personagem ainda deve aparecer na série Os Defensores, o que com toda certeza aumenta a qualidade da produção da Netflix.

3º – Cotton Mouth (Luke Cage)

O grande destaque na série do Luke Cage, sua falta foi muito sentida no decorrer da trama após sua morte, que foi uma solicitação do próprio Mahershala Ali, que deu vida a Cotton Mouth (Boca de Algodão), devido a outros compromissos do ator, seja no cinema ou na série House of Cards. Ali conseguiu trazer profundidade ao explosivo personagem, o tornando um dos grandes vilões representados pela Netflix.

2º – Kilgrave – (Jessica Jones)

Sejamos sinceros, quem já havia lido as HQs de Jéssica Jones, intituladas Alias? Vamos mais a fundo, quem conhecia o Homem Púrpura, a.k.a. Kilgrave? Afunilei bastante não é mesmo? A Netflix utilizou três personagens que não estão no alto escalão da Marvel e que são desconhecidos do público geral, que são Punho de Ferro, Luke Cage e Jéssica Jones, então imaginem seus vilões. Tal qual os dois citados acima, Kilgrave não é um vilão do alto escalão da Marvel, e muitos ficaram receosos com a forma como ele seria representado na série. De fato, um vilão com a pele roxa nas séries da Netflix que tem uma pegada tão verossímil seria um tanto quanto decepcionante. Ao invés disso, o que temos é uma grande interpretação de David Tennant. Usando apenas um terno roxo e com o poder de controlar mentes, ele é um pesadelo na vida de Jéssica Jones e um grande presente aos fãs da série. Tennant consegue atingir um nível de atuação que inclusive preocupa a roteirista Melissa Rosenberg sobre como montar a 2ª temporada de Jéssica Jones: “O nível de atuação de David como Kilgrave ficou muito alto, vai ser difícil encontrar um vilão tão bom!”

1º – Rei do Crime (Demolidor)

Sem dúvida alguma, esse é consenso entre praticamente todos os fãs das séries Marvel/Netflix. Wilson Fisk, interpretado por Vincent D’Onofrio, é o grande vilão dessa primeira fase. Em uma primeira temporada praticamente perfeita de Demolidor, o “grande” vilão, se me perdoam o trocadilho, tem grande responsabilidade pelo sucesso. O personagem, que já foi muito bem interpretado no fatídico filme de 2003 por Michael Clarke Duncan, teve sua origem debulhada pelos roteiristas e produtores, o que evidenciou suas motivações e com certeza trouxe diversos fãs para o personagem. Além dessa grande atuação na primeira temporada de Demolidor, Fisk aparece na segunda temporada, interagindo com Frank Castle na cadeia, o que deixou a hype nas alturas para a série solo do Justiceiro e uma provável aparição de Fisk, mostrando que mesmo preso ele ainda detém muito poder, e provavelmente possui ligações com o Tentáculo. Só nos resta especular e esperar o lançamento das vindouras séries da Marvel/Netflix!

E você, meu amigo Nerd, o que achou dessa minha seleção? Gostou? Odiou? Comenta aí, só não vale apelar heim. Vamos debater, afinal é para isso que serve um buteco, não é mesmo? E continue ligado no Nerdtrip para ficar por dentro de todas as novidades do mundo nerd/pop/geek!

Continue Reading

Mais lidos da semana

Copyright © 2017 Nerdtrip. Theme by GNTK Inc., powered by Gancarteek.

%d blogueiros gostam disto: