Connect with us

Conheça um pouco mais...

VALERIAN | As HQs que inspiraram o filme – Conheça um pouco mais…

Publicado

em

Em agosto estreia “Valerian, e a Cidade dos Mil Planetas”, filme de produção francesa dirigido pelo também francês Luc Besson, o mesmo do excelente “O Quinto Elemento” de 1997. Confesso que quando assisti ao trailer, fiquei de queixo caído diante da profusão de belíssimas imagens espaciais, de civilizações futuristas  avançadas e alienígenas extremamente realistas. E, ao saber que o longa foi baseado em uma série de HQs dos anos 70 que inspiraram inclusive George Lucas para seu “Star Wars” de 1977, corri atrás ávido para lê-las.

“Valérian – Agente Espaço-Temporal” foi criado pela dupla formada pelos franceses “Pierre Christin” que escrevia as histórias e  “Jean-Claude Mézières” que desenhava. Foi publicada primeiramente em 1967 na revista “Pilote” e a partir de 1970 ganhou publicação própria pela editora franco-belga “Dargaud”. No Brasil foi publicada apenas em tirinhas no jornal “O Globo” na década de 80, ganhando álbuns próprios somente agora justamente por causa do filme vindouro. Por esse motivo, tive dificuldades em encontrar, tendo que me contentar com a versão portuguesa da publicação.

Tive acesso a seis álbuns de 50 páginas cada, com histórias distintas, porém com a mesma temática futurista. Os protagonistas das histórias são Valérian e Laureline, dois agentes “espaço-temporais”, que como o próprio cargo já diz, viajam através do espaço e do tempo. Ambos trabalham para o governo de “Galaxity”, a capital do “Império Galáctico da Terra”. Num futuro distante, nosso planeta se unificou e se expandiu pela galáxia se tornando um dos grandes impérios do universo.

Não sem antes ter passado por um apocalipse ecológico no ano de 1986, após uma explosão tão violenta que derreteu os pólos da Terra levando a sociedade humana a retroceder a um estado de barbárie que perdurou até o século XXIV quando se reestruturou e voltou a progredir. Lembrando que tais histórias foram escritas em uma época onde ainda não se falava em aquecimento global e a palavra “ecologia” era uma grande desconhecida da população em geral.

O herói da história, Valérian, é um rapaz entre 20 e 30 anos, forte, corajoso, audaz e fiel que aceita ordens superiores sem questioná-las, mesmo quando sente que estão totalmente erradas. É um patriota abobado em um universo onde não existem mais pátrias. Porém sua lealdade ao império é tão grande que me lembrou as histórias do Superman da DC Comics, apelidado de “Escoteirão Azul” pelo Batman justamente por essa obediência cega ao sistema vigente. Valérian também é extremamente machista em relação a sua companheira Laureline.

Sensualidade de Laureline é explorada, porém sem nu frontal.

Laureline por sua vez, é oposto de Valérian. Rebelde e questionadora, costuma seguir sempre sua própria bússola moral e consciência ao tomar suas decisões. Desacata ordens superiores e bate sempre de frente com Valérian, num papel ousado para uma mulher na época. Pelo menos nas edições que li, não há uma menção clara a um matrimônio formal entre os dois protagonistas, mas eles efetivamente são um casal. Não há cenas de sexo propriamente ditas, mas a sensualidade de Laureline é explorada de uma forma aberta, sendo que é comum a personagem aparecer em trajes sumários nas civilizações por onde passam, e eventualmente até nua de costas ou de lado, sem que o nu frontal seja utilizado. Laureline é uma bonita moça com ares de adolescente, porém fica claro que é uma adulta no enredo. A escolha de “Cara Delevigne” para interpretá-la nas telonas me parece bastante acertada. Pelo menos na caracterização física da personagem. Só faltou pintar o cabelo de ruivo.

Os enredos são até legais, porém inocentes e rasos como as outras publicações da época. Sabemos que a dupla de heróis vai vencer e não há margem para acreditarmos que os vilões tenham qualquer chance ao final da história. A ambientação se passa não só no futuro, mas em outros planetas e civilizações, com raças interessantes e bizarras. Os desenhos são firmes e limpos, dando ênfase tanto aos personagens quanto aos cenários e naves, veículos e maquinários futuristas.

Concluindo, “Valérian e Laureline”, como vem sido tituladas as reedições na Europa, é uma leitura interessante, contudo podem se tornar tediosas em determinados momentos, principalmente para os leitores atuais que primam mais pelos desenhos e pelas cenas de ação do que pelos diálogos e pela trama. Em muitos momentos, Valérian nos traz balões de falas grandes, narrativa arrastada enquanto quadros de paisagens, tanto de planetas quanto do espaço sideral com naves e plataformas espaciais são mostradas. Mas é uma obra de extrema importância e cuja leitura é válida pelo valor que tem  por ter inspirado grande parte da ficção científica posterior, inclusive o já citado pai da franquia Star Wars.

Abaixo, assista o trailer do filme que estreia no Brasil em agosto:

Jorge Obelix. Ancião do grupo, com milhares de anos de idade. Fã da DC Comics e maior conhecedor de Crise nas Infinitas Terras e Era de Prata do Universo. Grande fã de Nicholas Cage que acha que um filme sem ele nem pode ser considerado filme. Fã de Jeff Goldblum também, e seu maior sonho é ver ambos (Cage e Goldblum) contracenando.

Conheça um pouco mais...

UMA CILADA PARA ROGER RABBIT | Conheça as 4 “Femme Fatales” que inspiraram a criação de Jessica Rabbit

Publicado

em

 

VOCÊ SABIA…

Que a estonteante Jessica Rabbit do clássico “Uma Cilada para Roger Rabbit” (1988) foi baseada em quatro femme fatales do cinema?

 

 

O roteirista Gary K. Wolf se inspirou principalmente na personagem do desenho animado “Red Hot Riding Hood” (1943) conhecida como Ruiva (Red) criada pelo gênio Tex Avery. “Red” apareceu em vários curtas-metragens da MGM e em alguns filmes de Tom e Jerry. Ela é uma cantora e dançarina que enlouquece todos os homens da boate em que trabalha, especialmente o personagem “Lobo” que sempre tentava seduzi-la e captura-la. O famoso número musical de Jessica Rabbit no filme dirigido por Robert Zemeckis, também foi retirado da animação Red Hot Riding Hood.

 

 

O diretor de animação Richard Williams disse que criou Jessica pensando em Rita Hayworth, no filme Gilda (1946), com um pouco de Veronica Lake.

Nascida Margarita Carmen Cansino, em 17 de outubro de 1918, em Nova Iorque, Rita Hayworth foi uma atriz americana de ascendência hispano-irlandesa, que se tornou uma das maiores estrelas do cinema da década de 1940 e uma das mulheres mais desejadas e famosas de todo mundo.

 

 

O auge de sua beleza e fama, foram registrados no clássico Gilda (1946), de Charles Vidor, ao lado de Glenn Ford. A frase da campanha publicitária, “nunca houve uma mulher como Gilda”, retratava de forma precisa e impecável, a forma como a atriz era vista por toda Hollywood.

Veronica Lake, nome artístico de “Constance Frances Marie Ockelman” nasceu no Brooklyn, Nova Iorque, em 14 de Novembro de 1922 e foi uma atriz americana famosa por seus papéis de mulher fatal em filmes noir durante os anos 40.

 

 

Para a famosa mecha de cabelo e por sugestão de Robert Zemeckis, o visual foi retirado de Lauren Bacall.

 

 

“Betty Joan Perske”, nasceu em 16 de setembro de 1924, também em Nova Iorque. Adotou o nome artístico de Lauren Bacall, tornando-se conhecida por sua voz rouca e sua aparência sensual, transformando-se em um ícone de moda e um modelo para as mulheres modernas da época.

 

 

 

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

CHARMED | O polêmico reboot da série

QUE MERDA É ESSA? | Shazam!

MAMMA MIA! LÁ VAMOS NÓS DE NOVO | Crítica do Don Giovanni

VENOM | Novo trailer é lançado!

TOP 5 | Vilões de séries que amamos odiar

C – POP | Minhas paixões Coreanas


Studio Geek – Os Melhores Produtos da Cultura Pop, Geek e Nerd.

Continue lendo

Conheça um pouco mais...

LUKE CAGE | 2ª Temporada do show tem importante conexão com o filme do “Pantera Negra”

Publicado

em

VOCÊ SABIA…

Que a ótima segunda temporada de Luke Cage, tem uma conexão importante com o filme do Pantera Negra, além de uma referência ao Capitão América, em forma de easter egg?

SPOILER ALERT!  SPOILER ALERT!  SPOILER ALERT!  SPOILER ALERT!  SPOILER ALERT!

 

—————————————————-SPOILER————————————————————

 

A erva “nightshade” que Bushmaster inala em seu ritual, que confere força e capacidades sobre-humanas e que mais tarde é usada por Tilda Johnson para curar o próprio John Mclver, é na verdade a erva sagrada de Wakanda, que conferem os poderes do grande felino para o Pantera Negra, batizada com outro nome, por ter sido descoberta na Jamaica.

 

 

O termo “nightshade” ou “Solanaceae” é usado para denominar uma família de ervas que inclui cipós, arbustos, plantas medicinais, especiarias, ervas daninhas e etc, que contém um alto índice de alcaloides altamente tóxicos.

 

 

Tilda Johnson nos quadrinhos nunca teve seu nome “Nightshade” (Sombra da Noite) associado a nenhuma erva especial. Ela nasceu em Nova York e bem cedo descobriu que tinha uma grande aptidão natural para a ciência, tornando-se uma das maiores mentes criminosas da cidade.

 

 

John McIver, conhecido como John Bushmaster, tornou-se chefe do crime na Europa e depois expandiu-se para os Estados Unidos. Mclver passou pelo mesmo processo científico que deu a Luke Cage seus poderes, concedendo-lhe super força e resistência sobre-humana. Também em nenhum momento, o Bushmaster dos quadrinhos usa algum tipo de erva para aprimorar seus poderes.

 

 

Na série da Netflix, Bushmaster inala a “erva sagrada” (que pode ser vista em seus tons de lilás e roxo), diferente do procedimento utilizado em Wakanda, onde a erva é macerada e bebida pelo rei. Interessante notarmos que pelo fato da erva ter sido descoberta na Jamaica, ela foi batizada por outro nome, diferente da terminologia usada em Wakanda, que se manteve “fechada” para o mundo externo. A referência ao Capitão aparece, quando descobrimos que o Bushmaster sobreviveu ao uso da erva, devido a uma vacinação que receberá em sua juventude, que lhe concedeu resistência sobre-humana, mais uma das incontáveis tentativas do governo de replicar o soro do super soldado.

 

 

E você, conseguiu “pescar” essa “poderosa” conexão e essa incrível referência em forma de easter egg? Gradativamente as conexões entre os grandiosos filmes da Marvel Studios e as ótimas séries da Netflix começam tomar maiores proporções, interligando ainda mais o competente universo compartilhado da “casa das ideias”.

 

Confira também nossa crítica em vídeo da excelente segunda temporada de “Lucas Grant” logo abaixo, ou clicando aqui.

 

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

TEEKCAST #43 | Homem-Formiga e a Vespa – O que achamos do filme

UNCHARTED | Natan Fillion é Nathan Drake em filme produzido por fãs! Assista!

RUGRATS | Nickelodeon confirma o retorno de “Os Anjinhos” em nova série animada e filme em live-action!

AVES DE RAPINA | Site diz que filme produzido por Margot Robbie terá Arlequina ao lado de Canário Negro, Caçadora, Cassandra Cain e Renee Montoya!

DEADPOOL DUPER CUT | Confira a primeira imagem do Omega Red vivido por Dakota Shepley

UNIVERSO CINEMATOGRÁFICO MARVEL | Astro de Quarteto Fantástico quer entrar para o UCM como um vilão


Studio Geek – Os Melhores Produtos da Cultura Pop, Geek e Nerd.

Continue lendo

Conheça um pouco mais...

MORBIUS, O VAMPIRO VIVO | Conheça a origem do “vilão” que será interpretado por Jared Leto nos cinemas

Publicado

em

Com o anuncio de que a Sony irá produzir um filme de Morbius, o vampiro vivo, um dos vilões mais tradicionais do Homem Aranha, com Jared Leto no papel principal, inúmeras duvidas surgiram na internet sobre o vampiro mais importante do universo Marvel. Para saciar sua fome de saber, resolvemos dar um rápido resumo na história do vilão que infernizou a vida do aracnídeo nos anos 70.

 

QUEM É MORBIUS?

 

Certa vez, o cientista vencedor do premio Nobel de bioquímica, o Dr. Michael Morbius, descobriu que estava doente. Uma rara enfermidade destruía suas células sanguíneas.

Para tentar salvar sua própria vida, o renomado cientista desenvolveu uma tecnologia que destilava e sintetizava o sangue de morcegos vampiros, na forma de um potente soro com intuito de estabilizar sua doença. Porém, nenhum sucesso foi obtido.

Desesperado, o Dr. Morbius, com a ajuda de um amigo, submeteu-se a um tratamento de choque para estimular a produção de células sanguíneas em seu corpo. A eletricidade de alguma forma agiu como um catalisador, estimulando as substancias extraídas dos morcegos vampiros existentes em seu corpo, provocando uma mudança radical em toda sua estrutura física.

 

 

Michael Morbius transformou-se em um ser, que em muitos aspectos se assemelha a um vampiro (força sobrenatural, caninos alongados, pele pálida e uma incrível sede de sangue que assola seu organismo, que tenta desesperadamente repor as células que estavam se deteriorando).

Após beber o sangue de algumas vitimas (inclusive seu amigo Nikos) o cientista ficou bastante abalado e tentou cometer suicidio atirando-se ao mar, mas devido ao próprio instinto de sobrevivência, Morbius acabou nadando para superfície.

 

 

Movido por suas necessidades vampirescas e incapaz de se controlar, Michael matou indiscriminadamente para saciar sua sede, vivendo com a culpa oriunda de sua eterna maldição. Ao longo de sua carreira, o vilão cruzou o caminho do Homem Aranha por diversas vezes, mas sempre encontro a derrota pelas mãos do “escalador de paredes”.

 

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK:  facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER:  twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM:  instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE:  www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

GEEK CITY | Porta dos Fundos, Choque de Cultura e despedida do personagem Kiko são presença confirmadas no evento!

BORUTO: NARUTO NEXT GENERATIONS | Revelados título, prévia e spoilers do episódio 64

ALTERED BEAST | 30 anos de nostalgia de um clássico esquecido!

COMANDO PARA MATAR | Personagem de Arnold Schwarzenegger foi inspirado em clássico herói da DC Comics

FAIRY TAIL | Criador do anime anuncia um spin-off!

O CANDIDATO HONESTO 2 | Leandro Hassum mais sincero do que nunca no inédito trailer da continuação!


Studio Geek – Os Melhores Produtos da Cultura Pop, Geek e Nerd.

 

Continue lendo
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana

%d blogueiros gostam disto: