Connect with us

Demorei, mas eu vi!

DEMOREI, MAS EU VI! | Freaks and Geeks

Jr Costa

Publicado

em

No “Demorei, mas eu vi!” dessa semana, quero falar de uma série tão bacana que me deixou inconformado duas vezes!

A primeira é: por que eu não vi antes?!

A segunda: por que acabou tão rápido?!

Estou falando de “Freaks and Geeks“.

A série lembra um pouco os moldes de “Anos Incríveis“, com a diferença que ela não usa o estilo de narração da série de Kevin Arnold.

A trama se concentra nesses dois times, os “Freaks” (Freak é uma palavra de origem inglesa que significa “aberração”, mas que é utilizada para qualificar algo que é fora do comum, anormal ou sobrenatural. É bastante utilizado como uma gíria para denotar algo ou alguém “maluco”, “divertido” ou “inusitado”). São os rebeldes da escola. Ao longo da trama, vai se esclarecendo o porquê de seus comportamentos. São o lado mais denso e dramático do seriado.

E os “Geeks” (Geek é algo semelhante ao conceito de nerd: aquele que tem um profundo interesse por assuntos científicos e tecnológicos, gosta de estudar, é muito inteligente, pouco sociável e não se importa com a aparência pessoal). Os indivíduos geeks se interessam por tudo que está relacionado a tecnologia e eletrônica, gostam de filmes de ficção científica (Star Wars, Star Trek e outros), são fanáticos por jogos eletrônicos e jogos de tabuleiro e, na escola, se destacam dos outros colegas pelos conhecimentos demonstrados).

É a parte mais doce e engraçada da série, mas sem abrir mão de alguns momentos dramáticos e tocantes.

A série estreou em setembro de 1999. Foi criada e produzida por Judd Apatow (diretor de O Virgem de 40 anosLigeiramente Grávidos e um dos criadores da série Love da Netflix) e Paul Feig (dirigiu: Missão Madrinha de Casamento, As Bem Armadas e o recente reboot de Caça Fantasmas) e transmitida pela NBC. Aqui no Brasil, foi transmitida pela Multishow.

E é um desfile de aspirantes que vieram a fazer sucesso depois, como: Linda Cardellini (Mad Men e Bloodline), James Franco (Harry Osborn da 1° franquia do Homem-Aranha) John Francis Daley (Bones e escreveu o roteiro de “Homem aranha: De Volta ao Lar“), Daniel Desario. Temos também Busy Philipps- interpretando a rebelde Kim Kelly e outros nomes  bem conhecidos como Jason Segel (o Marshall de How I Met Your Mother) e Seth Rogen.

Sua trama principal acompanha a história de Lindsay Weir e seu irmão Sam Weir (Linda Cardellini e John Francis Daley). Ela, uma adolescente que está no ensino médio e em crise de identidade, é considerada uma geek, mas decide depois da morte da avó, tornar-se uma freak. E em paralelo, o seriado também conta a história de seu irmão Sam, suas primeiras paixões e experiências, a chegada da puberdade, e a sua tentativa de sucesso social. E para o fazer companhia, temos os impagáveis Neal e Bill, dois geeks que são viciados em “Jornadas nas Estrelas”, e assim como Sam também sofrem por não serem bonitos.

É super agradável de assistir, e você acaba se identificando em algum ou muitos pontos, dramas e personagens. A série é cultuada até hoje e continua ganhando fãs, devido as reprises e a disponibilidade no Netflix e no YouTube, e relançamentos em DVD e Bluray.

A produção foi encerrada após apenas 18 episódios, mesmo sendo um sucesso de crítica (chegou a ganhar o prêmio Emmy de melhor elenco e foi indicado por duas vezes a melhor roteiro), críticos aplaudem a série e são unânimes em considerá-la injustiçada e à frente de seu tempo. Do elenco, Seth Rogen é um dos que até hoje não se conformam com a forma abrupta que o seriado foi interrompido.

E eu faço coro com ele, a série é bem ambientada, tem diálogos engraçados e inteligentes, o elenco é muito competente e carismático, a trama é interessante. Enfim, deveria ter durado bem mais do que durou. A abertura fica gravada na lembrança desde o 1° episódio.

Então, não faça como eu que “demorei”, e veja logo “Freaks and Geeks“, lembrando que está disponível na Netflix.

Mas, e você? O que achou dessa série? E qual outra injustiçada você gostaria que fosse citada por nós? Deixe o seu comentário e até semana que vem com mais um “Demorei, mas eu vi!“.

Paulistano, amo música, filmes, séries, e estou ressuscitando o amor por animes. Aprecio os filmes bons e me divirto debochando dos ruins (o que gerou o injusto apelido de Mestre Hater). Tento ter como característica, textos curtos e objetivos valorizando a informação. Escritor das colunas HATEANDO! Demorei, mas eu vi! Escondido na Netflix

Demorei, mas eu vi!

DEMOREI, MAS EU VI! | Shingeki no Kyojin – Um Anime Brutal

Jr Costa

Publicado

em

Imagem de divulgação do anime Shingeki no Kyojin. Copyright © Funimation Productions, LTD. All Rights Reserved Ltd.

Um anime brutal, que foge do tradicional e não liga para sutilezas, que não alisa e que tem gente morrendo de tudo quanto é jeito nas mãos (e pés, bocas e etc..) de gigantes de até 60 metros de altura sedentos por carne humana. Bem, isso é só um fiapo de Shingeki no Kyojin (Attack on Titan), um anime que Demorei, mas eu vi e que agora quero recomendar para vocês.

Shingeki no Kyojin é um anime dirigido por Tetsuro Araki e produzido pelo Wit Studio com a colaboração do estúdio Production I.G, exibida no Japão pela emissora Mainichi Broadcasting System (MBS). Baseado no mangá de Hajime Isayama lançado em 2009 na revista Bessatsu Shonen Magazine da editora Kodansha, e ainda em publicação.

Cena do anime Shingeki no Kyojin. Copyright © Funimation Productions, LTD. All Rights Reserved Ltd.

A humanidade foi atacada por gigantes, e para conseguir sobreviver ela vive detrás de 3 muralhas (Maria, Rose e Sina), que ficam uma atrás da outra, como camadas aonde a população vive e é separada e definida por classes entre elas, num ambiente mesclado entre o medieval e o industrial.

Em meio a tudo isso acompanhamos os adolescentes Eren Jäger, Mikasa Ackerman e Armin ArletEles vivem na primeira cidade que fica atrás da Muralha Maria, a mais externa. Então um dia aparece de repente um Titã Colossal de 60 metros de altura que acaba abrindo uma passagem na muralha para que os outros Titãs menores entrem por ela, e então um massacre se inicia na cidade.

Cena do anime Shingeki no Kyojin. Copyright © Funimation Productions, LTD. All Rights Reserved Ltd.

O anime aqui é angustiante e seco, os traços são competentes e transmitem bem a angústia vivida pela população enquanto é devorada. Os poucos sobreviventes se refugiam na próxima camada das muralhas e alguns deles juram e passam a se preparar para vingar as vítimas dos Titãs.

Não irei estender na sinopse pois o anime é cheio de reviravoltas e de surpresas. Além de um roteiro quase impecável, a arte é de uma qualidade acima da maioria dos animes, mesmo nas cenas mais ágeis e rápidas não há queda na qualidade, e a maneira como a suposta câmera se posiciona é um show à parte.

A trilha sonora é poderosa desde a abertura, que aliás é considerada por muitos a mais marcante e vibrante dos animes. Shingeki no Kyojin não brinca em serviço, um conselho que dou é não escolher um personagem favorito, pois assim como em Game of Thrones quase ninguém é poupado.

Na segunda temporada o ritmo dá uma diminuída, mas a trama cresce e com qualidade, passamos a ser instigados tentando solucionar mistérios e quando os embates retornam temos batalhas memoráveis que colocam o anime entre os melhores já produzidos.

A terceira temporada é prevista para ainda esse ano, enquanto isso a primeira temporada está disponível na Amazon Prime Vídeo, enquanto que na Crunchyroll todos os episódios estão disponíveis.

Demorei, mas eu vi!

E não me arrependi, recomendo muitíssimo Shingeki no Kyojin.

Deixe nos comentários o que você achou desse anime e mande alguns outros que você indica.

Nota para o Anime: 4,5 / 5

 


SIGA-NOS nas redes sociais:

Continue lendo

Demorei, mas eu vi!

DEMOREI, MAS EU VI! | Outlander: Guia de episódios e resumo – parte VIII (1ª Temporada)

W.F.Endlich

Publicado

em

A primeira temporada da série foi baseada no primeiro livro da série da autora Diana Gabaldon – “Outlander“, em português “Viajante no Tempo”.

“No final da Segunda Guerra Mundial, 1945, a enfermeira Claire Randall reencontra seu amado marido, com quem segue para uma segunda lua de mel na romântica Inverness, situada nas Ilhas Britânicas. Ele é um historiador em busca de um antepassado famoso. Insiste em conhecer um local místico conhecido como Craignadum, um círculo de pedras, no qual testemunha rituais de bruxaria local. Dias depois, quando resolve retornar ao local, ela desmaia e de maneira inexplicável e de repente, volta no tempo para o ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros. Arrastada para o passado por forças desconhecidas Claire enfrenta intrigas e perigos que torna a saudade uma amiga constante, seu coração é partido pela ausência do esposo e os perigos que tem que enfrentar fuguram-se além de suas aparentes habilidades e potenciais. Contudo, ao conhecer melhor Jamie, um jovem highlander, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo ardente pelo escocês. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente para a sua antiga vida?”

Guia de Episódios:

“Existem razões para  muitas pessoas acharem que essa sequencia dos últimos dois episódios da primeira temporada são os melhores vistos até então. Eu particularmente, acredito que apesar das cenas de violência e muito sangue, foram muito bem construídos e nos deixam com o gosto de “quero mais nos lábios” para a próxima temporada.”

Ep 15 – Wentworth Prison (59 Min. 2015 – 16/05/2015): Jamie aguarda sua sentença de morte na prisão de Wentworth, enquanto Claire e os Highlanders procuram um plano de resgate. Quando Jamie é visitado por Black Jack, ele percebe que há um destino pior do que a morte. E sofre seus piores horrores entre aquelas paredes. Ele aceita ser subjugado por Randall para salvar a vida de Claire, mas ela não vai descansar, enquanto não encontrar um meio de tirar de lá o homem que conquistou seu coração de maneira irreversível.

Ep 16 – To Ransom A Man’s Soul (61 Min. – 2015 – 30/05/2015): Um plano desesperado e de sucesso pouco provável consegue libertar Jamie. Muito embora suas feridas físicas nem se comparam à destruição de seu interior. Claire leva seu marido para um mosteiro nas proximidades, e tenta com todos os seus conhecimentos, salvar a mão, a vida e a alma do homem que ama. A mente do homem ainda está sofrendo os efeitos da tortura e ela arriscará tudo para não perder a única chama de esperança e amor que ainda queima. Pois sabe que aquele homem é tudo o que lhe restou naquele passado estranho o hostil.

Curiosidades:

  • A autora Diana Gabaldon fez uma pequena aparição no episódio “The Gathering” (1 temporada, episódio 4), como a personagem Iona McTavish que tem uma breve conversa com Mrs. Fitz enquanto leva a Claire para assistir a cerimônia de juramento ao Clã Mackenzie.
  • O Fort William na série, na realidade, se chama Blackness Castle.
  • Sam Heughan foi o primeiro a ser chamado para fazer parte da série como Jamie Fraser, mesmo o criador Ronald D. Moore pensando que ele seria um dos últimos. Catriona Balfe, como Claire Randall, foi chamada semanas antes de começar a filmar.

Fontes: *https://www.starz.com, *Wikkipédia, * Imagens obtidas na internet

 

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

VIOLET EVERGARDEN | Com o sucesso do anime, novo projeto está sendo planejado!

DEADPOOL 2 | Novo trailer mostra várias cenas de ação e apresenta a X-Force!

TRIP LISTA | Imaginamos o elenco dos sonhos para um filme do Preacher

HOTEL TRANSILVÂNIA 3 | Animação ganha inédito trailer!

TEEKCAST #38 | Framboesa de Ouro 2018: O pior dos piores na cultura nerd!

SONIC | Sega provoca os fãs com teaser do próximo game do Ouriço mais rápido do mundo

RADIANT | Confira o primeiro trailer da adaptação do mangá francês para anime


 

Studio Geek – Os Melhores Produtos da Cultura Pop, Geek e Nerd.

Continue lendo

Demorei, mas eu vi!

DEMOREI, MAS EU VI! | Outlander: Guia de episódios e resumo – parte VII – (1ª Temporada)

W.F.Endlich

Publicado

em

A primeira temporada da série foi baseada no primeiro livro da série da autora Diana Gabaldon – “Outlander“, em português “Viajante no Tempo”.

“No final da Segunda Guerra Mundial, 1945, a enfermeira Claire Randall reencontra seu amado marido, com quem segue para uma segunda lua de mel na romântica Inverness, situada nas Ilhas Britânicas. Ele é um historiador em busca de um antepassado famoso. Insiste em conhecer um local místico conhecido como Craignadum, um círculo de pedras, no qual testemunha rituais de bruxaria local. Dias depois, quando resolve retornar ao local, ela desmaia e de maneira inexplicável e de repente, volta no tempo para o ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros. Arrastada para o passado por forças desconhecidas Claire enfrenta intrigas e perigos que torna a saudade uma amiga constante, seu coração é partido pela ausência do esposo e os perigos que tem que enfrentar fuguram-se além de suas aparentes habilidades e potenciais. Contudo, ao conhecer melhor Jamie, um jovem highlander, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo ardente pelo escocês. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente para a sua antiga vida?”

Guia de Episódios:

Ep 13 – The Watch (59 Min. 2015 – 02/05/2015) Jamie encontra-se entre uma rocha e um lugar difícil quando ressurge um desertor do exército de Randall do seu passado. Claire auxilia a uma Jenny em seus trabalhos, enquanto Jamie e Ian se juntam ao The Watch, resultando em consequências devastadoras. Claire ainda está ocupada e acompanha a gestação da cunhada,  preocupando-se com seu estado, que ela considera delicado.

Ep 14 – The Search (61 Min. 2015 – 09/05/2015): Claire e Jenny, ainda se reabilitando do parto difícil, partem para resgatar Jamie de seus captores exercito inglês. Quando Murtagh, amigo de Jamie e simpatizante dos jacobitas, se junta à busca por ele. Jenny retorna para casa e para seu filho recém-nascido, enquanto os outros companheiros de viagem se voltam para táticas pouco ortodoxas para enviar a uma mensagem para Jamie. Mas quando essa mensagem realmente tem um retorno, a notícia não é o que eles esperavam, para desespero de Claire.

Fontes: *https://www.starz.com, *Wikkipédia, * Imagens obtidas na internet

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

VIOLET EVERGARDEN | Com o sucesso do anime, novo projeto está sendo planejado!

DEADPOOL 2 | Novo trailer mostra várias cenas de ação e apresenta a X-Force!

TRIP LISTA | Imaginamos o elenco dos sonhos para um filme do Preacher

HOTEL TRANSILVÂNIA 3 | Animação ganha inédito trailer!

TEEKCAST #38 | Framboesa de Ouro 2018: O pior dos piores na cultura nerd!

SONIC | Sega provoca os fãs com teaser do próximo game do Ouriço mais rápido do mundo

RADIANT | Confira o primeiro trailer da adaptação do mangá francês para anime


 

Studio Geek – Os Melhores Produtos da Cultura Pop, Geek e Nerd.

Continue lendo
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: