Connect with us

Conexão Otaku

DRAGON BALL SUPER | O que achamos da saga “Sobrevivência do Universo” e do Torneio do Poder – Crítica com Spoilers

Publicado

em

Já fazem alguns dias que ocorreu o final do Torneio do Poder e da saga Sobrevivência do Universo em Dragon Ball Super, que começou no episódio 77 em 05 de fevereiro de 2017 e terminou no episódio 131 no último fim de semana, no dia 25 de março de 2018. Com isso o anime foi paralisado para produção de um filme que chega em dezembro desse ano e também para que a trama do mangá ultrapasse o que ocorreu no anime, e há ainda a promessa e esperança dos fãs de que o anime volte com novas sagas após o lançamento do longa.

O Torneio do Poder causou um enorme rebuliço em todo mundo, prova disso é que tivemos o episódio final exibido em diversos locais públicos ao redor do planeta e muita gente já está se sentindo órfã dos guerreiros Z e também dos diversos novos personagens apresentados durante a saga Sobrevivência do Universo.

Primeira aparição do Migatte no Gokui

Dragon Ball Super começou devagar, apresentando em seu início apenas o material dos dois últimos filmes lançados (A Batalha dos Deuses e O Renascimento de F), mas após isso, tirando um ou outro episódio de enrolação, o anime foi crescendo, com a saga do Universo 6, que foi a fagulha para o Torneio do Poder, e também a saga do Trunks do Futuro (fizemos uma crítica dessa saga, clica aqui para conferir), que trouxe de volta dois amados personagens, Mirai Trunks e Vegetto (para levar os fãs a loucura), além dos vilões Goku Black e Zamasu.

 

O ponto baixo do Torneio do Poder, Ribrianne.

O Torneio do Poder foi o ápice de Dragon Ball Super, onde tivemos diversos personagens novos apresentados, que trouxeram um misto de sentimentos a todos que estavam acompanhando o anime. Se por um lado tivemos a apresentação das Saiyajins do Universo 6, Caulifla e Kale (e sua fusão Kefla), e dos guerreiros da Tropa do Orgulho do Universo 10, principalmente Jiren, Toppo e Dyspo, tivemos também os terríveis lutadores do Universo 2, liderados por Ribrianne e seu angustiante método de batalha “amoroso”.

Freeza e nº17 foram cruciais para a vitória do Universo 7

No geral, tivemos uma grande saga, com muitas emoções para os fãs, alguns fan services e surpresas. Mas também coisas que muita gente com certeza alteraria se tivesse o poder de Zen-oh. Começando falando pelo nosso universo, o sétimo, algumas coisas cabem destacar. Primeiramente, foi uma grande ideia do Akira trazer de volta o Freeza para compor a equipe do Universo 7, ele cumpriu com todas as expectativas e foi além, sendo um dos grandes pilares da vitória de seu universo, surpreendendo por diversas vezes ao ajudar Goku e também sendo o vilão ardiloso que já conhecemos ao enganar Frost.

O mito do Torneio: 17

Outro vilão de Dragon Ball Z que foi reinserido em Dragon Ball Super, o Androide 17 dispensa comentários e foi de longe um dos principais lutadores da arena, inclusive quebrando um enorme tabu em animes, que foi interromper uma transformação atacando a lutadora Ribrianne. 17 mitou por diversos episódios, ajudou a eliminar grandes adversários, foi uma enorme pedra no sapato de Jiren e no final, venceu o Torneio, graças ao sacrifício de Goku e Freeza para derrubarem Jiren. E por fim, fez o desejo que todos esperavam, restabelecendo os universos apagados durante o Torneio.

Se por um lado tivemos essa grande participação de Freeza e do Androide 17, quem esteve bem abaixo do esperado foi Gohan. É compreensível, uma vez que o filho de Goku não treinava a muito tempo, mas para alguém que sempre foi tido como o guerreiro mais poderoso, que terminou a saga de Cell e Boo como o Saiyajin mais forte, com uma das transformações mais queridas pelas fãs, a sua forma mística, Gohan deixou bastante a desejar, para quem era (ao menos no papel) o líder de sua equipe. Todos esperavam que Gohan mitasse e novamente mostrasse uma grande evolução em seus poderes, mas tudo que vimos foi um guerreiro fora de forma e limitado, que conseguiu apanhar de inúmeros personagens mais fracos, que foram eliminados até que facilmente por seus companheiros.

Os demais membros do Universo 7, fizeram o que se esperava deles, eliminaram alguns lutadores, mas não fizeram tanta diferença no balanço final, sem contar é claro Goku e Vegeta, mas esse eu vou guardar para o final dessa crítica. Senti falta da presença do Majin Boo na equipe, mas talvez isso causasse um desbalanceamento muito grande, devido a seus vários poderes, dentre eles o de recuperar a energia de seus companheiros, mas convenhamos, seria bem mais legal se tivessemos lá o Boo do que Tenshinhan, Kuririn ou Mestre Kame.

Catopesra representou bem os Tokusatsus

Vale aqui uma menção honrosa ao guerreiro do Universo 3, Catopesra, uma clara homenagem aos Tokusatsus, que desafiou Jiren, Freeza e Vegeta, e não foi eliminado por nenhum dos três, perdendo apenas para um inimigo que ele não podia ver, Gamisaras, do Universo 4.

Entre as gratas surpresas que tivemos nos demais universos, podemos destacar com certeza a inclusão de novos guerreiros Saiyajins, provenientes do Universo 6. Além de Kyabe, que já conhecíamos, a entrada de Kale e Caulifla foi muito bem pensada. Tivemos ali um imenso fan service, onde pudemos ver finalmente de forma canônica, a aparição de uma versão do Lendário Saiyajin Broly, através da transformação em Super saiyajin de Kale, e também pudemos ver a primeira transformação feminina em Super Saiyajin, quando Caulifla conseguiu realizar, até que de forma bem fácil o que Goku, Vegeta e Gohan ralaram demais para realizar. (a outra lutadora que conhecemos antes que poderia ter se transformado foi Pan, a filha de Gohan, que foi protagonista em Dragon Ball GT, falamos aqui o motivo dela não ter conseguido essa transformação), além é claro da fusão potara entre as irmãs, que apresentou uma guerreira muito poderosa, Kefla.

Kefla, a fusão de Kale e Caulifla

 

 

Um ponto negativo que destaco foi justamente essa facilidade para se atingir a transformação. Quando Vegeta ajudou Kyabe a se transformar no Torneio entre os Universos 6 e 7, foi bem feito, fazendo com que o guerreiro se irritasse ao extremo, mas após isso, apenas buscando uma coceirinha nas costas, foi bastante brochante.

Do Universo 11, destacamos seus três guerreiros que são de fato poderosos, Dyspo, Toppo e Jiren. Dyspo se mostrou um oponente formidável, que encarou de igual para igual o assassino do Universo 6 Hitto, mesmo que quase tenha sido eliminado, também se mostrando uma ameaça para Gohan e Freeza, necessitando do sacrifício de Gohan para ser eliminado, sendo que naquela altura do torneio, caso ele eliminasse os dois guerreiros do universo 7, poderíamos ter um resultado bastante diferente ao fim do Torneio. Toppo foi outro que trouxe certa decepção em sua participação, pois mesmo utilizando o Hakai (energia da destruição), não conseguiu eliminar nenhum grande oponente de seu universo, e ainda foi facilmente vencido por um Vegeta que estava enfurecido. A batalha entre Toppo e Vegeta poderia ter recebido mais tempo de tela, pois seria uma das principais do Torneio, mas isso não ocorreu.

Os membros mais poderosos da Tropa do Orgulho: Dyspo, Jiren e Toppo.

Hitto Vs Jiren

Agora vamos falar dos principais guerreiros ao início do Torneio. Hitto teve uma rápida participação e também não foi lá muito importante durante as batalhas, sendo totalmente ofuscado pelas garotas Saiyajin de seu universo. Apesar de ser extremamente poderoso e ter conseguido dar um susto ao “quase” eliminar Jiren, o que acabou apenas causando sua própria eliminação ao receber a retaliação de seu ataque mais poderoso. A dúvida que fica é o motivo de Jiren não ter feito o mesmo com Goku, o que mostrou pela primeira vez no Torneio do Poder a arrogância do guerreiro.

Outro guerreiro que entrou muito bem cotado no Torneio, Vegeta não deixou por menos. Elevou sua transformação em Super Saiyajin Blue a um novo nível, enfrentou Jiren de frente e ainda tirou onda. O princípe dos Saiyajins ajudou demais o Universo 7. 

Vegeta SSJ Blue Full Power

Jiren dispensa comentários. Aparentemente o guerreiro mais poderosos apresentado até o momento em toda a franquia de Dragon Ball (lembrando que os anjos, o sumo sacerdote e Zen-oh não são guerreiros). Vamos aos fatos, o cara bateu no Goku SSJ Blue com Kaioken 20x e Vegeta SSJ Blue Full Power, além é claro do Goku utilizando o Migatte no Gokui (sem falar em Hitto e Golden Freeza). O cara sem dúvidas usava hack. Uma pena que ele surtou no final do Torneio após ver que não era tão poderoso como pensava e que haviam guerreiros que poderiam se aproximar de seu poder. Sua cena final deu sinais de que ele poderá ficar ainda mais poderoso se passar a confiar em seus aliados.

Goku com SSJ Blue + Kaioken 20x

E o Goku? Ahhh o Goku, com seu protagonismo de sempre, quase sendo eliminado por diversas vezes, fez o dever de casa. Nos brindou com grandes batalhas ao longo do Torneio. Enfrentou Kefla e Jiren, dois dos maiores mitos que surgiram nessa saga, e felizmente o protagonismo não fez com que ele derrotasse Jiren, mas a exemplo de seu filho Gohan, e juntamente com Freeza, se sacrificou para salvar o seu Universo, dando algum sinal de que talvez um dia ele se torne algo mais que apenas um guerreiro egoísta que só quer ficar mais forte e lutar contra os mais fortes, quem sabe um vislumbre de heroísmo (não me odeiem, fãs do Goku, eu também gosto do Kakarotto).

Migatte no Gokui Completo Vs Jiren Enfurecido


Leia mais notícias sobre Dragon Ball Super

Leia mais notícias sobre animes!


SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK:  facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER:  twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM:  instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE:  www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

TOKYO GHOUL:RE | Confira a prévia e título do episódio 2 da 3ª temporada do anime

MY HERO ACADEMIA | Confira a prévia do episódio 2 da 3ª temporada de “Boku no Hero Academia”

BORUTO: NARUTO NEXT GENERATIONS | Confira os títulos e sinopses dos episódios 53, 54, 55, 56 e 57


Studio Geek – Os Melhores Produtos da Cultura Pop, Geek e Nerd.

Sou um dos administradores e redator do Nerdtrip. Entusiasta dos games e livros. Meu foco é dividido em diversas áreas, indo desde cinema e séries, até animes e tokusatsus. Assisto filmes e séries repetidamente e sempre me divirto como se estivesse vendo pela primeira vez. Grande fã de Harry Potter e também da Marvel e DC, sem esquecer é claro de Dragon Ball e Cavaleiros do Zodíaco.

Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana

%d blogueiros gostam disto: