Connect with us

Críticas

O DOUTRINADOR | Crítica do filme sobre o “Justiceiro” brasileiro

Publicado

em

 

Foto: divulgação

No final de julho do corrente ano, este colunista que vos fala teve o prazer de resenhar o trailer de uma ambiciosa produção do cinema nacional, que ganhou vida graças à parceria entre a Downtown Filmes, a Paris Filmes, o Telecine Productions, o canal Space e a Guará Entretenimento.

Foto: divulgação

Tratava-se do filme de ação nacional O Doutrinador, a princípio com estreia anunciada para setembro, e cujo personagem, oriundo do quadrinho homônimo de Luciano Cunha (o qual não li), lembra bastante, em essência, o personagem Justiceiro (The Punisher) da Marvel Comics e Marvel Studios, e, no visual, o personagem Sandman (o clássico, e não a criação de Neil Gaiman), graças à máscara de gás que utiliza para manter-se no anonimato.

O NerdTrip teve a oportunidade de assistir à produção no dia de hoje e traz, em primeira mão, suas impressões sobre ela.

O filme se inicia com uma manifestação popular nas portas do que parece ser o Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual do Estado de São Paulo, na qual uma multidão protesta pedindo para que o cínico governador e pré-candidato à Presidência da República, Sandro Corrêa (vivido por Eduardo Moscovis) retorne à prisão, concomitantemente a este se esconder sob uma mesa enquanto, do lado de fora de sua sala, ouve-se sons de luta até a entrada do ‘herói’ mascarado, que bruscamente o retira de seu fajuto esconderijo.

Foto: divulgação

Um flashback, então, nos leva ao policial Miguel (interpretado por Kiko Pissolato), sua relação com a filha Alice (lindamente vivida pela fofa Helena Luz), com a ex-esposa Isabela (Natália Lage, excelente), com seu trabalho na fictícia “Divisão Armada Especial – D.A.E.”, com seus colegas de profissão e com seu amigo Edu (Samuel de Assis), até o incidente trágico – bem ao sabor de Justiceiro ou do Paul Kersey (Charles Bronson) de Desejo de Matar – que motivará sua ‘transformação’ no Doutrinador, o que praticamente fecha o primeiro arco do filme.

A partir daí a história nos mostra a primeira aparição do anti-herói; apresenta a “aliada” do Doutrinador, a hacker Nina (vivida por Tainá Medina); bem como a grande galeria de vilões do filme – empresários, ministros do Supremo, delegados, policiais e deputados corruptos – os quais serão alvos da matança sistemática do vingativo policial.

Foto: divulgação

O terceiro e último ato do longa, como não poderia ser diferente, descreve alguns dissabores típicos da “jornada do herói” até o final literalmente explosivo.

Em termos estruturais, o longa apresenta, mesmo para os “dias ensolarados”, uma fotografia marcada pela paleta constantemente escura e acinzentada, o que dificulta, principalmente nas muitas cenas noturnas, o acompanhar das cenas de ação e de luta, mas que também pode ter sido escolhida justamente para as mascarar.

O filme possui um bom ritmo, mas não dá para deixar a sensação de ser um “filme-piloto”, já que é do conhecimento de todos que o Space desenvolveu uma série sobre o personagem, a ser veiculada a partir de 2019. Ou seja, algumas soluções soam apressadas (a fila de seguranças batidos, sem mostrar o confronto que os derrubaram), e algumas simplesmente são deixadas no ar, bem como a presença e desenvolvimento de alguns personagens (a ministra vivida por Marília Gabriela, a não ser que continue na série, quase não tem razão para existir, assim como a candidata à presidência – Júlia Machado – vivida pela sempre bela Helena Ranaldi e a curtíssima aparição de Natália Rodrigues, absolutamente descartável).

Apesar de muitos vilões, todos são tratados de forma profundamente caricata (exceção a Eduardo Moscovis, mais sutil), sem que emerja um nêmesis ao anti-herói matador, o que esvazia um pouco a dramaticidade e interesse pela continuação seriada, que corre o risco de apelar para o episódico (um vilão a cada capítulo).

Kiko Pissolato convence do ponto de vista físico, mas seus talentos dramáticos se mostram bastante limitados para convencer ao público da dor que praticamente enlouquece seu personagem, o que daria maior profundidade e verossimilhança à cruzada que ele inicia.

Foto: divulgação

Não se explica também o porquê de Miguel/Doutrinador ser tão atlética e militarmente superior a todo o resto dos policiais do D.E.A. e aos capangas que surgem aos borbotões.

Os destaques positivos, em termos de interpretação, ficam a cargo de Samuel de Assis, Tainá Medina, mas, principalmente pela performance de Natália Lage, que mesmo com pouco tempo em cena, consegue conferir mais realismo na sua personagem do que todos os demais juntos.

Foto: divulgação

Por fim, é realmente refrescante assistir a uma tentativa de inovação de gênero para o cinema brasileiro, aproveitando o apelo político e da onda de super-heróis atuais, ainda que, apesar de algumas boas sequências e da segura direção de Gustavo Bonafé, fiquemos com aquela sensação de que poderia ser um pouco melhor, já que o instigante trailer entregava praticamente toda a trama e as melhores cenas de ação do longa.

A trilha sonora – basicamente internacional – também incomoda um pouco, já que se trata de um retrato exagerado do cenário nacional e haveria muitas canções brasileiras que poderiam complementar a narrativa, o que confere ainda mais um ar de ‘subproduto’ dos enlatados norte-americanos.

 


Pontuação de 0 a 5

Nota: 3 (Bom)

 


SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

DEMOLIDOR | Crítica em vídeo da 3º temporada com Aline Giugni & Don Giovanni

POKÉMON SUN & MOON | Revelados título e prévia do episódio 95 do anime

BLACK CLOVER | Confira o título e prévia do episódio 56 do anime

BORUTO: NARUTO NEXT GENERATIONS | Revelados título, sinopse, prévia e spoilers do episódio 79

DEMOLIDOR | Série chega ao seu ápice de qualidade na nova temporada (Crítica)

TITANS | Lento, mas bem interessante! Episódio #03: Origins (Crítica)

 

Sou um quarentão apaixonado pela cultura pop em geral. Adoro quadrinhos, filmes, séries, bons livros e música de qualidade. Pai de um lindo casal de filhos e ainda encantado por minha esposa, com quem já vivo há 19 bons anos, trabalho como Oficial de Justiça do TJMG, num país ainda repleto de injustiças. E creio na educação e na cultura como "salvação" para nossa sociedade!!

Críticas

THE PURGE | É noite de purificação, tudo é permitido. Expurgue! (Crítica sem spoilers da 1ª temporada)

Publicado

em

Pôster TV – The Purge (Divulgação)

Produzida pela USA Network e baseada na franquia de filmes The Purge (Uma Noite de Crime), criada por James DeMonaco, temos apresentada a série homônima “The Purge”. Com uma premissa simples, ambientada em uma realidade “alternativa” nos Estados Unidos, a série apresenta os habitantes de uma típica cidade estadunidense que precisam sobreviver a noite do “Expurgo”. 

Aprovada dez anos antes pelo governo dos EUA, a noite do Expurgo ocorre anualmente durante 12 horas ininterruptas, onde qualquer um pode cometer os crimes que quiser, por qualquer desculpa que considere válida, ou até mesmo sem ter uma desculpa. 

Confira a sinopse oficial e trailer de The Purge:

A história gira em torno de um período de 12 horas, quando todos os crimes, incluindo vandalismo, homicídio, incêndio e roubo se tornam legais, autorizados pelo governo dos Estados Unidos, sob o o comando de um partido político totalitário chamado NFFA (New Founding Fathers of America), em um futuro distópico. A série segue os acontecimentos na vida de vários personagens, aparentemente não relacionados, que vivem em uma pequena cidade. Como o passar das horas, cada personagem é forçado a contar com o seu passado e descobrirem o quão longe irão para sobreviver a noite.

Na série “The Purge”, os protanistas são o casal Rick (Colin Woodell) e Jenna (Hannah Emily Anderson), Lila (Lili Simmons), Jane (Amanda Warren), Miguel (Gabriel Chavarria), Penelope (Jessica Garza), além do misterioso Joe (Lee Tergensen).

Com o desenrolar da trama, cada personagem ganha tempo de tela e através de vários flashbacks, tem desenvolvidas suas próprias histórias, que acabam por ir se interligando. As histórias paralelas de cada personagem parecem um tanto quanto rasas e as situações por vezes são forçadas no desenrolar dos episódios.

Também conseguimos notar o efeito que uma noite sem consequências para seus atos pode causar nas pessoas. Vemos crimes, em especial assassinatos, sendo cometidos por motivos banais, que servem como uma faca de dois gumes, pois ao mesmo tempo em que vemos até que ponto o ser humano pode chegar devido a motivos mesquinhos e egoístas, como também esvaziam o potencial da série com um roteiro que conta com soluções muito simples. 

Confira a nossa galeria de imagens com os protagonistas de The Purge:

“The Purge” conta com um bom primeiro ato, onde os personagens e suas motivações, em sua maioria, são bem apresentados ao público, um segundo ato que ocorre de forma mais rápida e intensa e que ajuda o show, mas um terceiro ato que decepciona, devido a forma utilizada para ligar as tramas de seus protagonistas.

Não temos aqui um grande destaque de atuação por qualquer um dos atores envolvidos em The Purge, mas a soma de todos os personagens, traz uma boa química e faz com que a série consiga manter a maioria de seus espectadores durante seus 10 episódios, e deixe os fãs um pouco ansiosos, mas não desesperados por uma próxima temporada.

Nota: 3 / 5.


SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK:  facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER:  twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM:  instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE:  www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

UMA AVENTURA LEGO 2 | Aguardada continuação ganha inédito trailer!

BORUTO: NARUTO NEXT GENERATIONS | Confira os títulos e sinopses dos episódios 83, 84 e 85

POKÉMON SUN & MOON | Confira título e prévia legendada do episódio 98 do anime

GAME OF THRONES | McFarlane Toys lança novos hominhos de Daenerys Targaryen e Viserion (versão Dragão de Gelo)

AQUAMAN | Com cenas inéditas, Filme com o Rei dos Mares ganha trailer final!

PETS: A VIDA SECRETA DOS BICHOS 2 | Gatinha Chloe é destaque no 2º trailer divulgado

O CORINGA | Confira Joaquin Phoenix em movimentada cena de atropelamento

TRIP LISTA | Japoneses definem os 15 maiores rivais dos animes

Continue lendo

Críticas

TITANS | Dupla de prodígios! Episódio #06: Jason Todd (Crítica)

Publicado

em

(Foto – Divulgação)

Após cinco episódios que envolveram um mix de emoções e uma trajetória rica e calma para a união natural do supergrupo Titans, no sexto episódio tivemos um foco maior no personagem principal da série, Robin.

Para falar a verdade não tivemos a participação de um Robin, mas de dois. Jason Todd é introduzido de forma magistral para fazer com que Dick Grayson volte a questionar aquela pulga atrás da orelha sobre o que ele acha do Batman atualmente, percebemos nos últimos episódios que ele realmente tenta fugir da dependência do Morcegão que mesmo longe o observa e o apoia em suas decisões. Para nós espectadores de fora isso fica bem claro, mas na confusão social e psicológica que Grayson se encontra, as revelações feitas por Jason Todd ao seu respeito e o que significa ser o “novo Robin” dão uma luz guia para o eterno garoto maravilha.

E diante isso, vem a prova final para que Grayson consiga largar de vez o fardo de apoio do Batman, resolver um problema do passado que envolve a sua família do circo. Com cenas de ação mais urbanas, as coreografias de luta ainda continuam impecáveis e ver dois garotos prodígios lutando juntos foi bem interessante. Percebe-se que Todd por ser mais jovem, é mais apetitoso que Grayson, que por outro lado mostra já sua experiência no combate ao crime, juntos em cena fica evidente que Todd admira Grayson por ter dado o pontapé na parceria com o Batman, mas o menino ainda não consegue compreender que existe limites e responsabilidades na vivência de um vigilante que combate ao crime, algo que Grayson já compreendeu e que Todd infelizmente não irá conseguir entender pelo o que o seu futuro o aguarda (alô pé de cabra do Coringa!), sendo que aí está o engate que vai fazer ele adquirir o perfil e a mentalidade do famoso e querido Capuz Vermelho.

O episódio é bem rico na mitologia do Cavaleiro das Trevas e o “livramento” e entendimento de Dick Grayson sobre as ações de Bruce Wayne com ele acabam acontecendo, fica claro também que Wayne e Batman conseguem ser sim seres diferentes na sociedade, mesmo que vívidos pela mesma pessoa. Acredito que essa podia ser uma das marcas que Grayson acabava confundindo entre Wayne e Batman e o quão difícil é para ele ter está dupla identidade, coisa que Dick estava perdendo com a aparição do novo Robin e também com a insistência dele continuar usando a roupa e ser o Robin.

Parece que agora temos a almejada transição para o Asa Noturna, um personagem cerebral e sem confusões psicológicas, algo que Dick Grayson conseguiu desenvolver bem nas HQs deixando o Batman orgulhoso da independência que ele tomou e fez com que o personagem ganhasse muitos fãs em suas histórias solo, um episódio tipicamente de quadrinhos da Bat-família, onde o Morcegão sabe que pode contar de longe com o apoio dos seus prodígios para resolver qualquer problema.

Nota para o episódio: 5 / 5

Confira a promo em vídeo do episódio 07, intitulado “Asylum”:

Continue lendo

Críticas

TITANS | Enfim, juntos! Titãs, atacar! Episódio #05: Together (Crítica)

Publicado

em

(Foto – divulgação)

Após um incrível episódio que contou com a apresentação da Patrulha do Destino, finalmente tivemos a oportunidade de vermos Dick, Kory, Rachel e Gar unidos. Neste quinto episódio que foi rápido, mas que contou com uma dinâmica incrível, tivemos uma maior aceitação dos personagens com seus poderes e a resposta sobre o Robin ser o líder do grupo.

Assim como nos quadrinhos, na série o nosso Robin carrega alguns trejeitos de uma pessoa que ele detesta neste momento, o espírito de liderança e planejamento do Batman, em poucas palavras, ele tem aquele “preparo” para enfrentar grandes adversidades. Em “Together”, Dick se sente no dilema ainda se deve ou não confiar em seus futuros parceiros, aqui vemos uma grande resistência que começa a ser desmanchada aos poucos justamente no primeiro e acalorado flerte com Kory (Estelar).

Vendo que a única saída é realmente se revelar quem ele é, o nosso Robin usa toda as suas táticas de luta e bugigangas para afastar o mal da obscura Família Nuclear, vilões criados em 1985 por Jim Aparo e Mike W. Barr para enfrentarem o supergrupo de heróis Os Renegados nas HQs, e ao mesmo tempo ele acaba encorajando os Titãs a lutarem juntos com ele para enfim vencerem a maligna família.

Ver Mutano, Estelar e Ravena lutando ao lado do Robin (único por enquanto que tem uniforme) foi incrível e com toda certeza estamos bastante animados para ver os próximos episódios, principalmente pelo final surpreendente dele com uma grande aparição no final. Felizmente os Titãs estão seguindo um caminho seguro e bastante empolgante, após 5 episódios, podemos concluir que a série tem muito mais acertos do que erros e esperamos que ela continue assim, mostrando todos os heróis juntos. Titãs, atacar!

Nota para o episódio: 5 / 5

Confira a promo em vídeo do episódio 06, intitulado Jason Todd:


SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

DEMOLIDOR | A “Sentença” da Terceira Temporada

TRIP LISTA | As melhores aparições de Stan Lee em adaptações dos quadrinhos

ALITA: ANJO DE COMBATE | Com muitas cenas de ação, inédito trailer revela a jornada da personagem principal!

FIRST TO ELEVEN | Um achado memorável

EM CHAMAS | Filme baseado em conto de Haruki Murakami é escolhido para representar a Coreia de Sul no Oscar

GUERRA FRIA | Filme do vencedor do Oscar Pawel Pawlikowski tem estreia programada para fevereiro

RIO HEROES | Começam as gravações da 2ª temporada da série brasileira

POKÉMON SUN & MOON | Confira título e prévia legendada do episódio 97 do anime

QUADRINHOS | MIS-SP inaugura exposição sobre HQ’s nesta quarta-feira (14/11), confira a programação!

Continue lendo
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: