Connect with us

Hateando

HATEANDO | The Flash!

Published

on

Todos nós temos um lado crítico, um lado chato e, às vezes, até insuportável. E a gente se controla por bom senso, tenta olhar por outros ângulos, buscando melhorar nossa opinião sobre assuntos e pessoas em geral.

Mas recebi da Nerdtrip a carta branca pra soltar este monstro de dentro de mim, mas só nesta coluna.

Então tá, sejam bem-vindos ao “HATEANDO“!

Hoje eu quero achincalhar uma série em que tudo é rápido:

O protagonista é rápido, a maioria dos vilões são mais rápidos que ele, a trama você manja rápido, e mais rápido ainda você percebe:

The Flash é uma droga de série!

Na minha concepção, sempre achei que o Flash deveria ser um herói quase imbatível. Nada poderia nunca surpreendê-lo. Fico revoltado sempre que eu vejo ele tomar um soco, pelo amor de Deus! É um absurdo!

Ele se desvia de bala, mas é surpreendido e toma socos…

Nesta série, ele ainda conta com o apoio de toda uma equipe que parece que saiu do seriado “Malhação”, tem até um cara chamado “Cisco” (é de encher os olhos de lágrima mesmo).

E é impressionante o tanto de gente que sabe a identidade secreta (kkk) dele.

Quando fui assistir o primeiro episódio, fui com a expectativa alta, sempre gostei do Flash, mas tá louco, aconteceu tudo no primeiro episódio!

Sua origem, sua adaptação aos poderes, nome, uniforme, equipe, interesse amoroso, já rolou até um crossover! Que pressa é essa?!

Acho que não acreditaram na série e já jogaram tudo o que tinha logo de cara.

Outra coisa que me incomoda nessa série, o uniforme…

Que tosco cara.

Parece couro!

É a versão Flash do Village People?

O cara quando corre deve ficar todo “assado”, que dó.

Pior que ele, só um outro velocista da série que corre de calça jeans e com uma “cuia” na cabeça.

E quanta referência à fotografia: Flash, Zoom, só falta agora aparecer um inimigo chamado “Selfie”.

E cada temporada são 23 episódios, é muita coisa e sempre a mesma coisa: apareceu um corredor novo, mais rápido e o Flash “corre” atrás de descobrir quem é, e já fizeram isso 3 vezes!!!

E os discursos motivacionais?! Que chato isso! Toda luta alguém tem que fazer um discursinho pra ele e termina dizendo: Corre Barry! É muito piegas.

Minha torcida é para que Flash fique cada vez mais rápido e acabe logo.

Se você concorda, deixa aí nos comentários, mas se você discorda e quer me xingar, deixa aí nos comentários também.

Agora, deixa eu correr que outro dia tem mais.

Fuuuuuuuiii!!!!

Paulistano, amo música, filmes, séries, e estou ressuscitando o amor por animes. Aprecio os filmes bons e me divirto debochando dos ruins (o que gerou o injusto apelido de Mestre Hater). Tento ter como característica, textos curtos e objetivos valorizando a informação. Escritor das colunas HATEANDO! (quartas-feiras) Demorei, mas eu vi! (Sextas-feiras) Escondido na Netflix (Domingos)

4 Comments

4 Comments

  1. Marlon

    17 de maio de 2017 at 11:02

    Que maldade kkk .Gostei realmente vc falou muita coisa que fingimos não ver para continuar vendo a série.

  2. Helouise

    17 de maio de 2017 at 11:12

    Que top sua coluna. Realmente uma série muito fraca. E foi bem assim q aconteceu comigo percebi q era ruim super rápido rsrs

  3. Catiane

    17 de maio de 2017 at 12:37

    Não vou mostrar isso para minha filha, para que você não tenha alguém te odiando para o resto da vida…kkkkkk
    Ela ama essa série.

  4. Ritinha Angel

    17 de maio de 2017 at 13:43

    Assisti a série The Flash dos anos 90 e pra mim foi tão bom que tenho até medo de assisti esse novo, não me sinto instigada para assisti.

Deixe uma resposta ...

Hateando

HATEANDO | Supernatural

Published

on

E hoje é dia de HATEANDO!
Nossa coluna semanal onde esquecemos a etiqueta e o bom senso e malhamos o Judas.
A vítima de hoje além de ser uma série ruim, ela é também interminável: Supernatural!

A série conta a história de dois irmãos, Sam e Dean Winchester, que na falta do que fazer, sofrem de um dos males do Edir Macedo: ficar correndo atrás de demônios.

Eles passam a vida atrás do “tinhoso” sem o deixar em paz.
Eric Kripke, o culpado da criação da série, havia preparado para serem só cinco temporadas, que foram até boas, mas a ganância fez com que o canal que exibe Supernatural o esticasse até começarmos a torcer pelos demônios para essa praga acabar logo.

Eric foi então substituído, sua sucessora “Sera Gamble” tornou se o ser mais maligno da história da série com suas traminhas mexicanas envolvendo até anjos.

E já teve anjo, arcanjo, anticristo, (esse era um garotinho, comprovando que moleque tem parte com capeta, que também apareceu na série), mas não acaba!
A série é tão ruim que até Deus pediu as contas nela e saiu fora.

Quando acabaram as tranqueiras do inferno, apareceram os monstros, dragões, e até um “unicórnio” que “peidava arco-íris” .
E tanta coisa ruim é “super-natural” nesse seriado onde até a morte já morreu.

Supernatural é uma fábrica de encher linguiça, que não sabe mais pra onde vai (pro inferno, fica a dica), que não sabe como acabar, e eu não sei como alguém assiste…

Outra coisa, esse seriado não gosta de mulher?!
Já começa matando uma, não forma nenhuma grande personagem (as que ameaçam ser, caem no limbo do esquecimento), outras surgem só como donzelas em perigo, e quando dá um papel grande para alguma, é pra interpretar algum demônio cabuloso de encapetado, não sei como as feministas não vieram encher o saco dos produtores ainda.

Supernatural é ruim, começou até razoável, enquanto se comportava como uma homenagem a arquivo x, mas agora não dá mais medo em ninguém, tá precisando ser exorcizada e se possível cremada e jogada as cinzas no oceano, ela é uma espécie de Rita Cadillac, uma Gretchen, que já foi legalzinha mas já chega né?

Mas se você não concorda, deixa aí nos comentários, e se você concorda, põe nos comentários também e vamos juntos torcer pelo fim dessa assombração.

Continue Reading

Mais lidos da semana

Copyright © 2017 Nerdtrip. Theme by GNTK Inc., powered by Gancarteek.

%d blogueiros gostam disto: