Connect with us

Cinema

HOMEM-ARANHA: DE VOLTA AO LAR | Conheça o acordo que levou ao novo filme do Homem-Aranha

Published

on

Quando se trata de super-heróis no cinema, a maioria das pessoas não se importa com qual estúdio tem os seus direitos. E isso é um tanto complicado quando se trata do Homem-Aranha, já que o personagem é compartilhado por dois estúdios: Sony Pictures e Marvel Studios. Esta é uma parceria sem precedentes que abriu o caminho para o reboot do personagem em Homem-Aranha: De volta ao Lar, que será lançado nesta quinta (06/07/17).

Para entender essa parceria, é importante saber exatamente como esses direitos funcionam. Antes do primeiro filme do Homem de Ferro, a Marvel apenas licenciava seus personagens para outros estúdios, ou seja, por uma quantia nem tão grande de dinheiro (a editora não andava bem das pernas na época), liberava suas criações para que terceiros fizessem os filmes. Nessa brincadeira o Homem-Aranha ficou com a Sony e os X-Men com a Fox, que eram as responsáveis pela adaptação e todo o controle criativo.

Em meados dos anos 2000, a Marvel criou a Marvel Studios e decidiu produzir seus próprios filmes de super-heróis. O problema aqui era que eles já tinham vendido as licenças de seus personagens mais famosos (a Sony tinha o Homem-Aranha, a Fox tinha o X-Men e o Quarteto Fantástico) e enquanto os estúdios continuassem produzindo esses filmes periodicamente, a Marvel Studios não poderia recuperá-los. Não restava opção a não ser trabalhar com heróis considerados menos populares, como Homem de Ferro, Capitão América e Thor.

Apesar dos riscos, como todos nós sabemos agora, a iniciativa deu muito certo e criou um universo conectado de filmes (Marvel Cinematic Universe, como ficou conhecido) resultando em uma das franquias mais bem sucedidas da história. Assim, a diferença entre um filme “Marvel” e um filme “Marvel Studios”, é que o primeiro pode ter sido feito por outro estúdio e não está conectado ao MCU. Explicado tudo isso, você deve estar se perguntando como diabos o Homem-Aranha foi parar no filme do Capitão América e por que Homem-Aranha: De Volta ao Lar está sendo lançado pela Marvel Studios??

Vamos lá, a produtora Amy Pascal, que na época era a chefe da Sony Pictures, conseguiu chegar a um acordo com Kevin Feige, chefão da Marvel Studios para compartilharem o personagem. Após longas discussões, eles concordaram em avançar com o novo reboot. Ficou assim: O filme ainda é financiado e distribuído pela Sony Pictures (ou seja, eles pagam por 100%), e a Sony recebe a bilheteria, mas a Marvel Studios produziu o filme e foi a responsável pelo processo criativo. Isso significa que Feige ajudou a escolher o diretor e o elenco, a criar o tom e o estilo do filme. Resumindo, eles fizeram um filme do Homem-Aranha no padrão já consagrado (e de acordo com alguns, repetitivo…) da Marvel Studios.

Então, o que a Marvel ganha nesse acordo? Além de poder brincar com um brinquedo desejado há muito tempo, eles conseguem usar o Peter Parker de Tom Holland em um número definido de filmes no MCU (cinco no total, num acordo inicial, incluindo De Volta ao Lar e sua sequência). Isso também significa que agora ele está integrado ao MCU, interagindo com Homem de Ferro, Doutor Estranho, Vingadores e companhia. Ele já está confirmado em Vingadores 3 e 4. Claro que a popularidade do herói em todas essas produções é muito bem vinda.

Tem mais, embora eles não recebam nada da bilheteria, ainda possuem os direitos de merchandising do Homem-Aranha, faturando com brinquedos e qualquer coisa que leve a marca do aracnídeo. É importante ressaltar que o acordo atual vale apenas para cinco filmes. Ou seja, se tudo correr bem, eles voltarão à mesa e renegociarão para continuar assim. Ou pode ser que a Sony banque a criança birrenta e resolva ir embora levando a bola junto. Parece complicado, né? Calma que ainda pode piorar.

Tudo pode ficar ainda mais confuso se a Sony confirmar suas intenções de desenvolver um “Aranhaverso”, um universo compartilhado de filmes de heróis e vilões que passeiam pelas páginas do amigão da vizinhança, e totalmente separados do MCU.

Isso inclui um filme do Venom (já confirmado) estrelado por Tom Hardy, um filme da Gata Negra e Silver Sable dirigido por Gina Prince-Bythewood, e potencialmente filmes baseados no Mistério e Kraven, o Caçador.

Nesse caso a Marvel Studios não possuiria nenhum envolvimento nesses filmes. E pelo acordo firmado, o Homem-Aranha não pode dar as caras neles também. Sim, é isso mesmo, apesar de todos esses personagens virem dos quadrinhos do cabeça de teia, o próprio não pode aparecer (estranho né?!). É quase como se fossem dar uma festa de aniversário, mas sem o aniversariante, somente com os convidados.

Mas… daqui alguns anos vão ter que renovar esse acordo, certo? É perfeitamente possível que a Marvel Studios embarque na aventura junto, ou talvez, que aconteça uma separação nada amigável. Quem pode prever o que ainda pode acontecer?

Até agora predomina um certo ar de ceticismo quanto a esse “Aranhaverso” sem Homem Aranha. Mas e vocês? Acham que pode dar certo? Deixem suas opiniões aqui nos comentários! E se gostaram da matéria, compartilhem por aí!

Autora de A Senhora do Caos – A Viajante e o Dragão e coautora de Sociedade dos Corvos, com o conto Vida Perfeita.
Nasci no Espírito Santo, mas vivo no interior paulista com minha família.
Sou graduada em Pedagogia, atuo na área de administração de empresas, escritora e redatora do NerdTrip. Iniciei minha carreira literária publicando na plataforma de leitura online Wattpad e em 2016 lancei meu primeiro livro impresso.
Com verdadeiro fascínio por histórias fantásticas, gibis, livros e pelo mundo nerd, sou jogadora assumida de RPG. Comecei a escrever por volta dos doze anos e convicta digo que os livros salvaram minha vida, tornaram-me um adulto mais completo e possibilitaram que obtivesse sucesso em minha carreira.

3 Comments

3 Comments

  1. Hugo Francato

    6 de julho de 2017 at 09:11

    Esse é o famoso ganha-ganha

  2. Athayde Martins

    9 de julho de 2017 at 07:50

    Algumas vezes um herói coadjuvante faz sucesso, mas é difícil. Gostei da matéria. Beijos e mais sucesso pra voce.
    a

    • W.F.Endlich

      9 de julho de 2017 at 17:59

      Pois é, tomara, mas vamos aguardar pra ver no que dá…

Deixe uma resposta ...

Cinema

LIGA DA JUSTIÇA | “I hear you talk to fish!” – Jason Momoa responde se o “Aquaman” fala com os peixes

Published

on

O filme dos “Superamigos” apresente de forma incrível o “Rei dos Sete Mares” e Jason Momoa está fantástico como Arthur Curry em sua fase “badass”.

No inicio da produção, quando Batman está reunindo sua “Liga” e encontra Aquaman em uma Taverna, o “Morcegão” brinca com as habilidades do “homem-peixe” dizendo:

 

 

“Ouvi dizer que você fala com os peixes!”

 

 

Fazendo referencia as inúmeras zombarias que o filho da Atlântida sofreu ao longo dos anos.

Em recente entrevista Jason Momoa respondeu se no universo cinematográfico DC, nosso Aquaman fala ou não fala com os peixes.

 

“Eu acho que ele pode ouvi-los e eles podem ouvi-lo. Em um nível maior, quando ele era criança, ele sabia que tinha algo especial, porque ele podia ouvi-los e ser ouvido por eles.”

 

 

Momoa diz que os poderes do herói serão aprimorados nas futuras produções, principalmente no filme solo do personagem.

Atualmente ele não consegue se comunicar com a vida marinha por completo.

Uma parcela significativa da história do Aquaman foi cortada do filme, com o personagem de Willem Dafoe sendo retirado inteiramente da produção.

 

“Zack Snyder e eu, tentávamos demonstrar que ele era um pária, ele era meia-raça e ele foi criado como humano, mas ele era o rei legítimo. Ele é impuro e acabei de sentir que eu sofro dessa doença. Então, depois disso, eu estava tipo, ‘f ***-se, você está sozinho.”

Continue Reading

Cinema

STAR WARS | Nova trilogia será criada do zero por Rian Johnson

Published

on

O diretor de Os Últimos Jedi, Rian Johson, desenvolverá uma nova trilogia para a franquia Star Wars. A LucasFilm confirmou a informação.

“LucasFilm está entusiasmada em anunciar que Rian Johnson irá criar uma nova trilogia para Star Wars, a primeira do qual ele irá escrever e dirigir, com a colaboração do produtor Ram Bergman.”

E acrescentaram: “Como roteirista de Os Últimos Jedi, Johnson concebeu e realizou um poderoso filme do qual a LucasFilm e a Disney estão imensamente orgulhosas. Na criação dessa nova trilogia, que será separada dos episódios da saga Skywalker, Johnson irá introduzir novas personagens de um canto da galáxia que Star Wars nunca explorou antes”.

A presidente da LucasFilm, Kathleen Kennedy, disse:

“Nós todos amamos trabalhar com Rian em Os Últimos Jedi. Ele é uma força criativa, e assisti-lo realizar Os Últimos Jedi desde o início até o fim foi um dos grandes trabalhos da minha carreira. Rian irá fazer coisas incríveis nesta nova trilogia que é um quadro em branco.”

Rian Johnson e Bergam também divulgaram um comunicado:

“Star Wars é a grande mitologia moderna e nós nós sentimos muito sortudos em contribuir com ela. Mal podemos esperar para continuar com esta nova série de filmes.”

Vem muita coisa boa por aí, hein galera? Não há mais informações sobre a trilogia por enquanto, mas estamos de olho para mantê-los atualizados e diminuir um pouco a ansiedade dos fãs e a nossa também!

Continue Reading

Cinema

TODO DINHEIRO DO MUNDO | Após exclusão de Kevin Spacey, novos cartazes são divulgados

Published

on

Kevin Spacey, duas vezes ganhador do Oscar (e até o mês passado um do grandes candidatos para o próximo prêmio com o novo projeto de Ridley Scott) e estrela da carro-chefe das série da Netflix, tornou-se tóxico para qualquer projeto que coloque seu nome nos créditos com a enxurrada de denúncias de assédio sexual que tem varrido grandes nomes de Hollywood.

Após ver seu contrato com a poderosa rede de streaming virar pó, que o demitiu do papel de protagonista da série House of Cards e cancelou todos os projetos de filmes em andamentos, teve agora TODA sua participação no filme já concluído de Scott cancelada, e foi substituido por Christopher Plummer, que refilmou todas as aparições do personagem de Spacey.

O próprio diretor já tinha declarado em diversas ocasiões, quando as acusações sobre Spacey começaram a ser divulgadas, que Plummer sempre foi sua primeira opção para o papel, e que a escolha do intérprete de Frank Underwood foi uma imposição dos produtores por um nome “mais comercial” (fato que forçou a Spacey a interpretar embaixo de toneladas de maquiagem para envelhecimento).

A decisão inédita e corajosa de Scott forçou o descarte de todo o material promocional do filme. Trailer e pôsteres onde constava o nome de Kevin Spacey foram abandonados, e agora novos materiais promocionais começam a ser divulgados.

O cartaz original apreentava um grande busto de Spacey (como o milionário J. Paul Getty) fazendo sombra sobre os personagens de Williams e Wahlberg:

Já nos novos pôsteres, um simplesmente apresenta uma orelha sangrenta feita de dinheiro. O outro caracteriza os personagens de Michelle Williams e Mark Wahlberg em um carro de espera, cercado de paparazzi com as palavras: “J. Paul Getty teve uma fortuna. Todos os outros pagaram o preço”, no topo.

 

O filme conta a história do sequestro do neto de Getty, John Paul Getty III, de 16 anos. Quando o ancião Getty se recusa a pagar o resgate, o que levou os sequestradores a enviarem a sua orelha cortada para a família, a mãe do menino (Williams) se equipa com um ex-negociador da CIA (Wahlberg) para tentar salvar seu filho.

Ridley Scott tem a asperança de  conseguir regravar as cenas e preparar o filme para manter a data de lançamento original de 22 de dezembro.

Continue Reading

Mais lidos da semana

Copyright © 2017 Nerdtrip. Theme by GNTK Inc., powered by Gancarteek.

%d blogueiros gostam disto: