Connect with us

Conheça um pouco mais...

SHAZAM | 15 curiosidades sobre o “Capitão Marvel” que farão você olhar com outros olhos para a produção mais corajosa da Warner/DC

Giovanni Giugni Oliveira

Publicado

em

 

 

Basta a Warner disponibilizar alguma nova informação sobre “Shazam” (dirigido por David F. Sandberg), ou “vazar” na internet alguma nova imagem de Zachari Levi, travestido como “Capitão Marvel”, que discussões acaloradas e previsões pessimistas tomam a rede mundial de computadores.

Para deixar vocês por dentro e preparados para uma das adaptações mais corajosas da Warner/DC , resolvemos reunir 15 curiosidades sobre o personagem, que farão você olhar de forma mais positiva para a audaciosa produção da Warner Bros.

 

1 – Criado em 1939 pelo roteirista Bill Parker e pelo desenhista C. C. Beck, o personagem apareceu pela primeira vez na revista Whiz Comics #2, lançado em fevereiro de 1940, durante a era de ouro dos quadrinhos.

 

 

2 – O nome do herói seria inicialmente “Capitão Trovão” (por isso o símbolo peitoral), mas foi modificado para Marvel (que em inglês significa algo como maravilhoso, incrível), pouco antes do lançamento da revista, pois já existia um personagem com esse nome na editora Fiction House.

3 – O Capitão Marvel é o alter ego de Billy Batson, um jovem que trabalha como repórter de rádio e foi escolhido, devido a sua bondade interior, para receber os poderes do Mago Shazam, para preservar a justiça e a paz no Universo.

4 – Billy se transforma em “Capitão Marvel” bradando a palavra  Shazam, que além de ser o nome do Mago, representa em forma de acrônimo,  os seis deuses que outorgavam a Billy seus poderes: Salomão, Hércules, Atlas, Zeus, Aquiles e Mercúrio.

 

 

5 – O personagem foi originalmente criado pela Fawcett Comics , no final dos anos 30, para competir com o Superman. A DC Comics processou a Fawcett em 1941, alegando que o Capitão Marvel era uma violação de direitos autorais e uma cópia descarada do Homem de Aço. A batalha judicial prolongou-se por doze anos, encerrando-se em 1953 com um acordo proposto pela Fawcett, que havia decidido, devido às baixas vendas de suas revistas, abandonar a publicação de histórias em quadrinhos e dedicar-se a outros ramos editoriais.

 

 

6 – Devido a esse acordo, o Capitão Marvel mergulhou no esquecimento do público durante o restante dos anos 50 e todos os anos 60, retornando a ser veiculado somente em 1973, quando a DC Comics adquiriu os direitos do personagem e retomou sua publicação nos Estados Unidos. Porém, durante o longo hiato do herói, a rival Marvel Comics lançou um outro personagem com o mesmo nome (Capitão Marvel / Mar-vell – criado em 1967), que impediu a DC e os produtores da famosa série de TV de usarem “Capitão Marvel” no título.

 

 

7 – Para explicar porque os personagens não haviam envelhecido desde que as publicações da Fawcett Comics foram interrompidas, os escritores explicaram que o Dr. Silvana, colocou em animação suspensa toda a Família Marvel, inclusive o próprio vilão, por 20 anos.

8 – Na década de 1950, uma pequena editora britânica “L. Miller and Son” publicava a série do Capitão Marvel, mas com o resultado da ação judicial, a editora teve seu fornecimento de quadrinhos do Capitão Marvel abruptamente interrompido. Eles chamaram o escritor de quadrinhos britânico, Mick Anglo, que criou uma versão do super-herói chamado Marvelman. Capitão Marvel Jr., foi adaptado para criar o “Jovem Marvelman”, enquanto Mary Marvel gerou uma versão masculina, o Kid Marvelman. A palavra mágica “Shazam!” foi substituída por “Kimota” (“Atomik” soletrado ao contrário). Os novos personagens assumiram a numeração da série original do Capitão Marvel no Reino Unido na edição # 25.

 

 

9 –  o Marvelman, atualmente é conhecido como Miracleman.

10 – Marvelman foi cancelado em 1963, mas foi revivido em 1982 pelo escritor Alan Moore nas páginas da Warrior Magazine.

 

 

11 – Baseado nas vendas de quadrinhos, o Capitão Marvel foi o super-herói mais popular dos anos 40, superando até o Superman. Por isso a Fawcett expandiu a franquia para incluir outras “Maravilhas”, como a Mary Marvel  e o Capitão Marvel Jr.

12 – O Capitão Marvel também foi o primeiro super-herói de quadrinhos a ser adaptado para o cinema, em um seriado de 1941, da Republic Pictures intitulado “As Aventuras do Capitão Marvel” .

13 –  O Capitão Marvel foi classificado como o 55º maior personagem de quadrinhos de todos os tempos pela revista Wizard . A IGN também classificou o personagem como o 50º maior herói de quadrinhos de todos os tempos, afirmando que o personagem será sempre um lembrete duradouro de tempos mais simples.

 

 

14 – Capitão Marvel Adventures vendeu catorze milhões de cópias em 1944.

15 – Parte da razão para esta popularidade incluiu o gigantesco apelo que o personagem tem com o público infantil, Billy transforma-se em adulto, mas continua com a consciência de uma criança. O tom cômico, colorido e surreal, encantava a todos. Em suas histórias, Billy Batson normalmente narrava as aventuras do Capitão Marvel, falando diretamente para seu público alvo, de seu microfone de rádio WHIZ, relacionando cada história a perspectiva de um garotinho.

 

 

Ufa, espero que estas informações ajudem os mais pessimistas, a olharem com outros olhos a empreitada da Warner/DC, que audaciosamente, pretende produzir um filme diferente, divertido e corajoso. Toda sorte do mundo pra eles…

SHAZAM!!!!!

 

 

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK:  facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER:  twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM:  instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE:  www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

WATCHMEN | Primeiros nomes do elenco da série são revelados!

DETROIT: BECOME HUMAN | Sony libera trailer de lançamento do game

ESCONDIDO NA NETFLIX | Uma Caminhada na Floresta

BORUTO: NARUTO NEXT GENERATIONS | Revelados título, prévia e spoilers do episódio 59

 


Studio Geek – Os Melhores Produtos da Cultura Pop, Geek e Nerd.

Giovanni Giugni (Don Giovanni) é o exército de um homem só, por trás da "Casa das Ideias Nerd". Teve a felicidade de ter como primeiras experiências cinematográficas, filmes do calibre de "Superman" de 1978 e "O Império Contra-ataca". Destemido desenhista e intrépido apaixonado por "Super-heróis", vive disfarçado como um pacato Professor de musculação.

Conheça um pouco mais...

MATERATE | Dúvida no que assistir? App facilita a busca no Netflix e nos principais serviços de streaming!

Igor Souza

Publicado

em

Foto – Reprodução

Nos últimos quatro anos um grupo formado por criativos, designers e programadores espalhados entre Rio de Janeiro e São Paulo se dedicou a mapear as principais dificuldades e desejos de quem assiste a filmes e séries. A ideia era criar um produto definitivo, que reunisse a vida audiovisual do usuário em um único lugar.

O MateRate nasce como a plataforma que traz para o universo dos filmes e séries a mesma inovação que o Whatsapp trouxe para a comunicação, o Airbnb para a hospedagem e o Spotify para músicas. Uma ideia com DNA brasileiro, com potencial de se tornar um app de alcance mundial.

O novo serviço está disponível em versão beta para download na App Store e no Google Play .

Como funciona

Ao se cadastrar, o visitante é convidado a avaliar pelo menos dez filmes. A partir desse momento, o sistema prevê como o usuário avaliaria cada filme ainda não assistido. Todos os filmes recebem então um selo na escala MateRate, que ao invés das tradicionais cinco estrelas, traz reações como “boo”, “grr”, “hmm”, “yeah” e “wow” (a nota máxima!).

Usuário pode classificar filmes e séries com reações

Em seguida, o usuário pode fazer um filtro pelos principais serviços de assinatura, aluguel ou compra (Netflix, Now, HBO, Prime Video, iTunes, Google Play, Telecine Play, Looke, etc).

Foto – Reprodução

Todos os títulos disponíveis nos catálogos selecionados são ordenados de acordo com o gosto do usuário, possibilitando que se encontre o filme perfeito para o momento em tempo recorde. O MateRate indica onde o conteúdo está, além de exibir o valor, facilitando a comparação de preços. Ao escolher um título para assistir, basta dar o play para abrir o conteúdo na plataforma selecionada.

Para os filmes em cartaz em circuito comercial, o Mate indica as salas de exibição mais próximas, direcionando para a página de escolha de assentos e compra de ingressos, com um único clique.

Promovendo conexões

Se o usuário estiver acompanhado, pode selecionar com quem vai assistir: namoradx, família ou amigxs. O algoritmo mixa os perfis e gera um “match” de recomendações, acabando com as intermináveis discussões sobre o que assistir. Também é possível saber a avaliação dos amigos, uma forma simpática de aproximar e promover encontros fora do ambiente virtual.

Navegação

É possível buscar pelo nome da produção, e também por diretores e elenco, caso o usuário queira se aprofundar nas biografias de seus ídolos. A busca permite o uso de filtros detalhadíssimos (como por exemplo: quero ver uma comédia francesa da década passada), e traz as principais informações sobre cada conteúdo (trailer, sinopse, equipe, elenco, etc). Oferece também as avaliações do IMDB, Meta Score (média da crítica internacional), e da imprensa especializada.

Com uma navegação agradável e divertida, o app gerencia seu consumo de séries, sabendo quanto falta assistir em cada uma, quando o próximo episódio vai ao ar, em qual temporada e episódio estão os amigos. Ao criar um alerta o usuário é avisado pelo sistema assim que uma nova temporada é lançada.

Usuário pode fazer um filtro pelos principais serviços de assinatura, aluguel ou compra

Avaliação

A ideia é que o usuário avalie cada filme ou série assistidos: quanto mais se avalia, mais precisas ficam as previsões do Mate. Também é possível comentar, criticar, compartilhar, ver os comentários e críticas de outros usuários. Aos poucos a plataforma vai se transformando em uma biblioteca digital com todo o histórico de conteúdos já assistidos.

A “watchlist”, outra ferramenta do MateRate, permite ao usuário fazer uma lista de tudo o que ainda quer assistir. O filtro por preço é outra ótima dica para quem está em busca de filmes com valores promocionais, tanto nas plataformas de streaming quanto nos cinemas.

MateRate oferece filtros que facilitam a busca por preço

O nome do app é uma referência ao Mate, personagem que guia o usuário pela plataforma, e ao termo inglês “rate”, de classificação.

A plataforma possui atualização diária em seu banco de dados, permitindo o acesso ao perfil de filmes e séries no momento de seu lançamento global e o melhor de tudo, o app é gratuito e está disponível para download na App Store e  Google Play

Continue lendo

Conheça um pouco mais...

IRMÃOS GÊMEOS | 5 Curiosidades sobre o divertido clássico que completa 30 anos

Giovanni Giugni Oliveira

Publicado

em

 

Produzido e dirigido por Ivan Reitman em 1988 “Irmãos Gêmeos” é um filme que surpreendentemente “consolida” a carreira do astro Arnold Schwarzenegger, ao mostrar a versatilidade do “governator” deixando sua zona de conforto para se aventurar no gênero da comédia, após inúmeros filmes de ação de estrondoso sucesso. Apesar de ser considerado erroneamente por muitos como o primeiro filme de comédia de “Big Arnie” (pois o ator já havia feito filmes como: “Hércules em Nova Iorque” em 1970 e “The Vilian” em 1979) Irmão Gêmeos é o filme que mostra para o grande público e para Hollywood que o “brutamontes” dos filmes de ação, podia de forma mega carismática protagonizar divertidos filmes de comédia para todas as idades. 

Na trama dois improváveis  gêmeos (Arnold Schwarzenegger e Danny DeVito) são separados após o parto, desconhecendo assim a total existência um do outro. O cerne do filme é o contraste entre o personagem rude de DeVito e o personagem de Schwarzenegger, que é incrivelmente inteligente, mas inocente e socialmente inexperiente.

 

 

Perto de completar 30 anos (9 de dezembro de 1988) o filme continua divertindo gerações e para matar sua curiosidade sobre a produção, separamos algumas informações inusitadas sobre o longa, confira:

 

  • Em vez de receberem os habituais salários Schwarzenegger e DeVito negociaram com o estúdio para receber 20% das bilheterias do filme. Isso resultou em um faturamento de US $ 35.000.000 para cada um, derivado das vendas internacionais (vídeo e DVDs) e exibições para a TV. Arnold ganhou mais dinheiro em Irmãos Gêmeos do que em qualquer um dos filmes do Exterminador.

 

  • Arnold Schwarzenegger sempre quis fazer uma sequência intitulada “Triplets”, com Danny DeVito e Eddie Murphy como um terceiro irmão perdido. DeVito deu ideias para um roteiro em 2003, mas Schwarzenegger estava muito ocupado concorrendo ao cargo de governador. Em 2012 a sequencia foi oficialmente confirmada.

 

  • Clint Eastwood visitou o set no dia em que Arnold gravou a cena de Julius cantando no avião. Ele comentou com Arnold Schwarzenegger “Eu não sabia que você tinha tal talento.”

 

  • O filme foi um sucesso comercial, arrecadando US $ 11 milhões em seu fim de semana de estreia e US $ 216 milhões em todo o mundo.

 

  • O Rotten Tomatoes dá ao filme apenas uma pontuação de 34%, dá para acreditar?

 

 

 

 

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

BOKU NO HERO ACADEMIA | Divulgada a confirmação da 4° temporada do anime

ESCONDIDO NA NETFLIX | Hotel Transilvânia 2 – Continuação reforça o respeito e amor as diferenças de gênero!

TITANS | Mais um trailer incrível da DC

ANIMAIS FANTÁSTICOS 3 | Macaulay Culkin no clã dos Malfoys?

MAYANS MC | Um grande início para o spin-off de Sons of Anarchy – Crítica sem spoilers dos 3 primeiros episódios da 1ª temporada

CAPITÃ MARVEL | Trailer fica abaixo das expectativas (Primeiras Impressões

Continue lendo

Conheça um pouco mais...

PUMPING IRON | Schwarzenegger admitiu que inventou várias histórias para o famoso documentário

Giovanni Giugni Oliveira

Publicado

em

 

VOCÊ SABIA…

Que o astro Arnold Schwarzenegger admitiu ter inventado várias histórias no documentário “Pumping Iron” de 1977, com o intuito de aumentar a dramaticidade dos bastidores do Mr. Olympia de 1975?

Arnold Schwarzenegger admitiu que inventou várias histórias porque os produtores lhe disseram que sem drama, o documentário sobre o mundo do fisiculturismo profissional, que mostra os bastidores das principais competições da IFBB (Mr. Universo e Mr. Olympia) não funcionaria.

 

 

Uma das histórias inventadas foi o fato de “Big Arnie” não ter comparecido ao funeral de seu pai por causa de uma competição de musculação. Arnold realmente foi ao funeral e ainda teve a oportunidade de falar com seu pai pouco antes dele falecer.

Filmado durante 100 dias que antecederam as competições de Mr. Universo e Mr. Olympia de 1975, “Pumping Iron” foi determinante para a carreira de Schwarzenegger, além de ser um dos grandes responsáveis pela popularização da musculação no final dos anos 70 e por toda década de 80.

 

 

Dirigido por George Butler e Robert Fiore, inspirado em um livro de mesmo nome escrito por Butler e Charles Gaines, Pumping Iron revelou a personalidade carismática e a determinação de “ferro” do “Carvalho Austríaco” para o mundo, além de lançar um olhar único sobre os áureos tempos do Fisiculturismo competitivo.

O documentário teve sua produção interrompida por dois anos por falta de dinheiro. Schwarzenegger e outros fisiculturistas que aparecem no filme, ajudaram a levantar fundos para completar a produção, que foi lançada em 1977, tornando-se um sucesso de bilheteria e de critica. Recebendo uma pontuação de 94% no Rotten Tomatoes, o filme abriu as portas de Hollywood para Schwarzenegger, que foi chamado para estrelar “Stay Hungry” (1976) ao lado de Jeff Bridges e Sally Field, que rendeu a Arnold, o Globo de Ouro de melhor ator estreante.

 

 

O filme também serviu para popularizar a cultura do fisiculturismo, que ainda era um nicho bastante desconhecido na época, ajudando a catapultar a mania “fitness” nos anos 80. Após o lançamento do filme, houve um aumento significativo no número de academias nos EUA, para atender a incrível demanda de pessoas que curiosamente queriam ir além de seus limites físicos, imbuídos apenas de determinação, suor e “ferro”.

P.S. – O filme também foi responsável por lançar o até então desconhecido Lou Ferrigno para o estrelato, sua participação na produção, lhe rendeu o papel principal no incrível sucesso televisivo, a série “O Incrível Hulk”.

P.S. 2 – Pumping Iron pode ser encontrado no catalogo da Netflix com o singelo título de “O Homem dos músculos de aço”.

 

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

TRIP LISTA | Os melhores filmes de todos os tempos pela equipe Nerdtrip

BOKU NO HERO ACADEMIA | Confira o título e prévia legendada do episódio 21 da 3° temporada

CELLS AT WORK! | Confira a prévia do episódio 9 da 1ª temporada!

GEEK CITY 2018 | Evento libera agenda completa com participação de grandes artistas!

GEEK CITY 2018 | PES 2019, GWENT e nova expansão de World of Warcraft são destaques da área de games

PENTAGON | Grupo Sul-Coreano confirma o retorno com 8 membros!


Studio Geek – Os Melhores Produtos da Cultura Pop, Geek e Nerd.

Continue lendo
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana

%d blogueiros gostam disto: