Connect with us

TV

STAR TREK DISCOVERY | A contradição dos trekkers racistas!

Publicado

em

E a aguardada nova série de TV da franquia Star Trek, “Discovery”, nem estreou e já causa polêmica. Trekkers racistas…  hã? Sim, caro viajante nerd, trekkers racistas! Sim, tripulante nerd, eu tenho noção do quão contraditório isso soa aos ouvidos de quem aprecia a obra de Gene Roddenberry. Mas, a verdade é que infelizmente eles existem.

Em reportagem sobre o assunto, o site io9 publicou alguns twittes que pipocaram na rede com reclamações racistas acerca do “excesso de diversidade” que a nova série irá apresentar. Segundo os autores dos posts, a série comete um “genocídio branco” ao apresentar tão poucos personagens da referida etnia. Seguem alguns desses disparates:

A nova série da CBS, “Star Trek: Discovery”, só tem um branco no papel e surpresa – ele é gay! Mais um fracasso dos #SJW, como a Marvel. #WhiteGenocidepic.twitter.com/1ng1HW3L53
— Conscious Celt (@ConsciousCelt) May 18, 2017
STAR TREK: Discovery
parece mais
Star Trek: forçando a Diversidade
– David Laettner (@DavidLaettner) May 18, 2017
Star Trek Discovery. Os únicos caras brancos são um vulcano cuzão e um timoneiro molenga. Parece que a série é bem SJW.
– Lubert Das (@LubertDas) May 17, 2017
Ler esse tipo coisa me faz concluir que esses senhores não fazem a mínima ideia sobre o que estão falando. Star Trek traz em sua essência primordial uma mensagem de apologia à diversidade cultural, étnico e sexual.
A franquia Star Trek começou com a série clássica em 1966, e trouxe ao público, em plena guerra fria, uma mensagem de diversidade e tolerância muito incomum nos shows de TV da época. O visionário Roddenberry entendia que a evolução da raça humana e, consequentemente, de sua sociedade, dependia totalmente do quão tolerante a mesma tinha que ser com as diferenças entre diversos povos, etnias, nacionalidades, e sim, também sexualidade. Já na série clássica, encontrávamos esse tipo de diversidade começando pela ponte de comando.

Em “TOS” (The Original Serie) já tínhamos uma oficial de comunicações negra e do sexo feminino, um timoneiro japonês, um engenheiro chefe escocês, um primeiro oficial mestiço de humano e alienígena e, no auge da corrida espacial, um oficial de navegações russo. Todos trabalhavam em igualdade de direitos e em prol do sucesso da missão de “chegar aonde nenhum homem jamais chegará”.

Desde o início, a série fazia questão de realçar que sem a colaboração mútua entre todas as nações, etnias e sexos, jamais chegaríamos à sociedade utópica mostrada na série. Além disso, ao encontrar em sua jornada pela galáxia povos alienígenas, a tripulação da “Enterprise” sempre procurava a diplomacia ao invés da hostilidade, tentando sempre entender e aceitar os costumes e culturas dessas raças extraterrestres. Não podemos, por exemplo, esquecer que TOS foi a série responsável por exibir o primeiro beijo inter-racial da TV americana, causando grande rebuliço na época, repúdio por uma parcela da população e aplausos pela iniciativa por parte de uma parcela bem maior dos espectadores.

As quatro séries subsequentes trataram de aprofundar ainda mais a inclusão, trazendo mulheres em posição de comando (capitãs de naves estelares e almirantes), personagens de todas as etnias, credos e locais do planeta (e de outros planetas também) todos juntos, misturados e trabalhando em conjunto pelo aprimoramento da sociedade. Star Trek é a primeira série de TV que me lembro de ter visto encarar um casal homo afetivo de maneira normal e corriqueira. A própria “1º diretriz” da “Federação dos Planetas” e da “Frota Estelar” é a lei máxima do respeito às diferenças:

“É proibido a todas as naves e membros da Frota Estelar interferir com o desenvolvimento normal de uma cultura ou sociedade. Essa diretiva é mais importante do que a proteção das naves ou membros da Frota Estelar. Perdas são toleradas, caso sejam necessárias para a observação dessa diretiva.”

Diante de tudo isso, é muito difícil entender como uma pessoa preconceituosa ou racista tenha se tornado fã de uma série que, desde seu início, vai contra o preconceito e o racismo. Quando leio twiters como os desses senhores acima, o termo pejorativo “modinha” me vem à mente. Mas ao rotulá-los, eu apenas estaria me igualando a eles em sua suprema ignorância…

Assista abaixo o trailer da série Star Trek Discovery que segundo seus produtores deve estrear entre agosto e setembro em uma parceria entre o canal CBS e a Netflix, porém sem uma data ainda definida:

Jorge Obelix. Ancião do grupo, com milhares de anos de idade. Fã da DC Comics e maior conhecedor de Crise nas Infinitas Terras e Era de Prata do Universo. Grande fã de Nicholas Cage que acha que um filme sem ele nem pode ser considerado filme. Fã de Jeff Goldblum também, e seu maior sonho é ver ambos (Cage e Goldblum) contracenando.

TV

TITÃS | Patrulha do Destino vai participar do show

Publicado

em

O clássico super grupo da DC Comics, Patrulha do Destino, participará de um dos episódios da nova série de TV, produzida pelo novo serviço de streaming da DC. O produtor e escritor de Titãs, Geoff Johns, postou em suas mídias sociais, a imagem da capa do roteiro do quinto episódio da série intitulado “Doom Patrol” e a mensagem:

 

“Os Titãs estão recebendo companhia.”

 

 

Nenhuma informação foi dada sobre quais membros da equipe farão parte da produção.

Nos quadrinhos, Gar Logan, conhecido originalmente com “Rapaz Fera”, iniciou sua vida de combate ao crime integrando a formação original da Patrulha do Destino, antes de se juntar aos “Novos Titãs”.

 

 

A Patrulha do Destino é uma equipe de super-heróis criada em 1963, por Arnold Drake, Bob Haney e Bruno Premianique. Semelhante aos X-Men, o grupo marginalizado e considerado uma ameaça para a sociedade, fez sua estreia em My Greatest Adventure # 80.

 

A primeira formação contava com a participação de:

 

Dr. Niles Caulder

 

 

O super inteligente “Chefe” do grupo, que infelizmente vivia confinado em uma cadeira de rodas.

 

Mulher Elástica

 

 

Rita Farr era uma atriz que foi exposta à estranhos gases vulcânicos quando filmava na África. O acidente fez com que ela desenvolvesse a capacidade de aumentar ou diminuir o tamanho de seu corpo, adquirindo proporções descomunais. Mais tarde ela viria a dominar seu poderes por completo, conseguindo mudar o tamanho de membros individualmente.

 

Homem Negativo

 

 

Larry Trainor era um piloto que foi atingido por radiação cósmica, se tornando altamente radioativo e capaz de emitir uma silhueta que ele apelidou de Homem Negativo. A silhueta consegue voar e atravessar objetos sólidos, mas só podia ficar fora do corpo de Trainor por no máximo um minuto.

 

Homem-Robô

 

 

Cliff Steele, era um atleta mundialmente famoso que foi dado como morto em um acidente automobilístico. O Dr. Niles Caulder conseguiu transferir o cérebro de Steele para um corpo robótico invulnerável e extremamente forte.

 

 

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK:  facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER:  twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM:  instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE:  www.nerdtrip.com.br

Confira também:

SUPER MARIO BROS | Nintendo pode estar trabalhando em animação da franquia para os cinemas

CINQUENTA TONS DE LIBERDADE | Jamie Dornan e Dakota Johnson encerram o último capítulo da trilogia com chave de ouro!

STAR WARS: RISE TO POWER | Jogo para plataforma mobile pode estar próximo de seu lançamento

 

Continue lendo

TV

LEGENDS OF TOMORROW | Confira trailer de retorno da pausa de meio de temporada que apresenta Constantine

Publicado

em

Legends of Tomorrow retorna de sua pausa de meio de temporada amanhã, tendo em vista isso, foram divulgados pela CW, emissora responsável pela série, dois novos trailers, sendo que um deles mostra John Constantine conversando com a líder das Lendas, Sara.

Confira o trailer que apresenta Constantine:

Veja também o trailer para o episódio 10, intitulado “Daddy Darhkest”:

Sinopse do episódio:

Daddy Darhkest

Depois do encontro de Sara (Caity Lotz) com Mallus, as Lendas são visitadas por John Constantine (Matt Ryan), um detetive demonologista. As Lendas concordam em acompanhá-lo à um hospital psiquiátrico e ficam surpresas ao descobrir quem Constantine está tentando ajudar. Durante o exorcismo, Sara, Snart (Wentworth Miller) e Constantine desaparecem, deixando Ray (Brandon Routh) e Zari (Tala Ashe) para tentar cuidar do cliente de Constantine. Enquanto isso, Amaya (Maisie Richardson-Sellers) e Nate (Nick Zano) mais uma vez se deparam com o Kuasa. Dermott Downs dirigiu o episódio escrito por Keto Shimizu e Matthew Maala.

O décimo episódio da 3ª temporada de Legends of Tomorrow estreia em 12/02/2018.

Leia mais sobre Legends of Tomorrow.


SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK:  facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER:  twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM:  instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE:  www.nerdtrip.com.br

Leia outras notícias do  Nerdtrip  e confira também:

GAME OF THRONES | Pode haver um 8º Livro? George R.R. Martin esclarece

NIGHTWING | Josh Gad afirma que estaria disposto a interpretar o vilão Pinguim no filme

QUANDO NOS CONHECEMOS | A comédia romântica com viagem no tempo da Netflix

Continue lendo

TV

LEGION | FX revela sinopse da 2º temporada!

Publicado

em

Após os acontecimentos da primeira temporada, incluindo o desaparecimento de David e Oliver, Shadow King ainda está perdendo e mesmo assim continua sedento por poder. Melanie Bird e seus alunos juntaram forças com os antagonistas da última temporada. Com base no enredo oficial  da Marvel Comics de Chris Claremont e Bill Sienkiewicz, Legion é a história de David Haller (Dan Stevens), um homem que se julgava esquizofrênico por toda a sua vida, quando na verdade  que ele realmente pode ser o mutante mais poderoso do mundo.

Desde a infância, David é diagnosticado com esquizofrenia e vive uma boa parte de sua vida em uma instituição psiquiátrica. Quando aos 30 anos de idade, conhece e se apaixona por Syd (Rachel Keller). Depois que Syd e David compartilharam um encontro surpreendente, ele foi forçado a enfrentar uma possibilidade chocante de que as vozes que ouve e as visões que tem frequentemente podem realmente ser reais.

Syd orientou que David buscasse ajuda através de Melanie Bird (Jean Smart),  terapeuta exigente e uma mente brilhante de uma equipe de especialistas – Ptonomy (Jeremie Harris), Kerry (Amber Midthunder) e Cary (Bill Irwin) – cada um de quem possui um presente único e extraordinário. Juntos, eles ajudaram David a reconhecer e aproveitar seus poderes ocultos. Com seu apoio, David finalmente revelou uma verdade profundamente suprimida – ele tinha sido assombrado por toda a vida por um parasita malicioso de poder inimaginável. Conhecido como Shadow King, essa criatura malévola apareceu na forma da amiga de David, Lenny (Aubrey Plaza), mas é, na verdade, um ser antigo chamado Amahl Farouk.

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK:  facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER:twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM:instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE:www.nerdtrip.com.br

Confira também:

Confira também:

SHADOW OF THE COLOSSUS | Revelado trailer incrível de lançamento oficial do Remake!

OUTLANDER | Cenas de bastidores e o nosso casal gravando no mar? 

OUTLANDER | Aprenda a falar gaélico com Sam Heughan – Lição 2

Continue lendo

Mais lidos da semana

%d blogueiros gostam disto: