Listas

TOP 5 | Os Melhores filmes do astro George Clooney

E, na semana das mães, o astro George Clooney completou 56 anos de idade (6 de maio). Vale destacar que o galã vai se tornar pai finalmente, algo que é esperado para meados de junho. Então, o ator deverá dar uma pausa na carreira para se dedicar integralmente ao casal de gêmeos que espera com Amal Clooney, com quem é casado desde 2015.

Embora a ideia soe como uma loucura para alguns, a verdade é que o eterno galã de Hollywood é um dos poucos que podem se dar ao luxo de dizer “até logo” para Hollywood sem o menor receio ou remorso. Se a conquista em frente ou detrás das câmeras é jus ao seu sucesso, o Nerdtrip resolveu garimpar a carreira do ator e separamos as suas melhores contribuições ao cinema com o seu invejável currículo. Confira a lista:

5) Amor Sem Escalas (2009) –  

Não se deixe enganar pelo título (em português) do filme. Um excelente drama/comédia romântica, que entrega mais do que uma história de amor batida. Há muitas questões dentro do filme: a coisa toda de envelhecer e dar lugar ao novo, dilemas sobre família, sobre carreira, sobre escolhas que fazemos, e ainda o grande caos que foi a crise de 2008 nos Estados Unidos. Tudo isso apresentado de maneira leve, com os momentos cômicos muito bem encaixados. Vera Farmiga e Anna Kendrick roubam a cena, com personagens femininas bem exploradas. George Clooney interpreta um personagem que se parece muito com ele pessoalmente e isso funciona muito bem no roteiro calmo do talentoso Jason Reitman. Além de tudo isso, o filme poupa o espectador dos clichês e entrega um ótimo final que faz com que tenhamos muita tristeza com o personagem interpretado por Clooney.

4) Conduta de Risco (2007) –

Nova prova da inteligência de Clooney em escolher papéis tridimensionais, em vez do aborrecido bom moço, aqui ele interpretada Michael Clayton, um advogado astuto e inescrupuloso em um ambiente hostil, imoral e corrupto, ao qual ele parece imune até investigar o bizarro desequilíbrio emocional e suicídio (será?) de um dos chefões da firma. Thriller dramático impecável, que deu a Tilda Swinton o merecido Oscar. Dirigido por Tony Gilroy, o roteirista da trilogia Bourne.

3) Tudo pelo Poder (2011) –  

Dirigido, co-escrito e estrelado por Clooney, este drama político reflete o triste arco-dramático do idealista gerente de campanha Stephen Meyers (Ryan Gosling) ao descobrir que o candidato para quem trabalha nas prévias democratas, o Governador Mike Morris, não é o modelo irrepreensível e ético que pensava. Um filmaço das mãos de um cineasta maduro que extraí de um elenco impecável – Philip Seymour Hoffman, Paul Giamatti, Marisa Tomei, Evan Rachel Wood – algumas de suas melhores atuações.

2) Os Descendentes (2011):  

Uma das melhores atuações de Clooney, que está maravilhoso como o pai inseguro e desorientado que de repente tem que cuidar das filhas sem saber direito como, chegando ao ponto de pedir conselhos a um adolescente tapado de 17 anos. A história flui calma e tranquilamente, com belíssimas imagens do Hawaii e uma agradável trilha sonora somente de músicas havaianas. Alexander Payne, que é um diretor competente e tem bons filmes no currículo, conseguiu tirar o máximo da atuação de Clooney e o seu talento foi destacado com uma indicação ao Oscar.

1) Boa Noite, e Boa Sorte (2005):  

Neste manifesto contra o Macartismo, a caça às bruxas orquestrada pelo Senador McCarthy contra quem quer que fosse taxado de comunismo em meados dos anos 50, Clooney dirige, co-escreve e estrela, mas é humilde o bastante para abrir espaço à discreta e assustadora atuação de David Strathairn, como o jornalista da CBS Edward R. Murrow na cruzada para desacreditar e eventualmente destruir o vil congressista. A fotografia em preto e branco e a trilha sonora também funcionam muito bem neste trabalho indicado a 6 Oscars.

Menção honrosa:

 Syriana – A Indústria do Petróleo (2005) –  

 A indústria de Hollywood está repleta de filmes sobre a luta contra o terrorismo, mas geralmente os americanos são vistos como salvadores do mundo, impulsionados pelo patriotismo e pela tecnologia de ponta. Syriana – A Indústria do Petróleo traz uma versão mais complexa do tema, pois mostra como o governo fecha os olhos aos problemas quando isso lhe convém, o filme ainda conseguiu dar ao astro o tão sonhado Oscar, como melhor ator coadjuvante, pelo papel de um agente da CIA que questiona as estratégias de seus superiores.

Sobre o autor

Igor Souza

Editor-Chefe do Nerdtrip e Professor de Biologia e Educação Física Escolar.
Amante de Animações, Seriados, Games, Ficção, Mundo Mágico, HQs e lunático pela 7º Arte.
Entendedor de Oscar e outras premiações frescurites que ninguém liga e repara nos filmes (aqueles detalhes bobos).
Ama a 'Trindade' que é conhecida nos 7 cantos do mundo e nas horas vagas escuta aquela música eletrônica para ficar na vibe ou curte também aquele bom e velho rock'n'roll.

Adicionar comentário

Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta ...

%d blogueiros gostam disto: