Vale a Maratona?

VALE A MARATONA? | The Tudors

Uma série histórica pode não atrair muita atenção a um primeiro momento. Mas em mãos hábeis, com um bom roteiro e um elenco afiado, pode render bons entretenimentos.É o caso de The Tudors, série exibida pela Showtime entre 2007 a 2010.

Jonathan Rhys Meyers
Jonathan Rhys Meyers

O show acompanha a trajetória de Henrique VIII, e sua vida que foi feita sob medida para ser adaptada para o cinema ou TV. Não por acaso, são inúmeros filmes que abordam a turbulada vida do rei que fez de sua vida pessoal uma extensão da história do próprio povo.

Jonathan Rhys Meyers e Jeremy Northam
Jonathan Rhys Meyers e Jeremy Northam

Se no início a escalação do jovem ator Jonathan Rhys Meyers, por ser jovem (e bonito demais!) para representar Henrique, a desconfiança logo se desfez. Seu Henrique, sedutor como deveria ser, sabe ter o peso dramático necessário, segurando as cenas mais complexas, principalmente em seus embates intelectuais com Thomas More (Jeremy Northam), e também conseguiu convencer como um já envelhecido monarca no fim da última temporada.

As mulheres da vida de Henrique também têm seus destaques, em especial as duas primeiras: Catarina de Aragão e Ana Bolena.

Resultado de imagem para the tudors catarina de aragão
Maria Doyle Kennedy

Catarina, defendida com intensidade por Maria Doyle Kennedy, transmite toda a realeza da filha dos mais famosos dos reis espanhóis, Fernando e Isabel, caprichando inclusive no sotaque espanhol da rainha. A serenidade e devoção dela à Henrique fica totalmente crível com a atuação de Maria Doyle, mas também consegue passar uma frieza no trato dos inimigos e mesmo uma crueldade em certos momentos, mas que são demonstrados apenas pelo olhar.

Resultado de imagem para the tudors natalie dormer
Natalie Dormer é a rainha Margery… quer dizer Ana Bolena

No lado oposto, vemos Natalie Dormer vivendo sua primeira rainha. Sua Ana Bolena é como entrou para a história: fria, sedutora e um tanto ingênua. Ela mesmo querendo parecer uma mulher forte, acaba sendo usada pelo tio e pelo pai, e vê no irmão seu único aliado, e é justamente ele que vai arrastá-la para a ruina. A cena de sua morte (ah na história não tem spoiler) é emocionante!

A construção histórica é um trabalho incrível. Figurinos, cenários, objetos de cena, tudo convence. Claro que muitos puristas vão reclamar de licenças criativas em adaptar fatos, acelerar acontecimentos ou fundir personagens históricos, mas isto é um mal necessário para dar fluidez à história, que em momento algum de suas quatro temporadas fica maçante. E também não economiza em cenas de violências.

Falta de semelhança físcia desagradou os críticos.
Falta de semelhança físcia desagradou os críticos.
Resultado de imagem para the tudors henry cavill
Henry Cavil, o Homem de (armadura) Aço

No elenco, ainda temos nomes consagrados como Sam Neil, James Frain e Peter O’Toole, além do atual Homem de Aço, Henry Cavil.

A série com temporadas curtas, de apenas 10 episódios (com exceção da 3ª que contou com apenas 8), proporciona uma jornada pela história inglesa, e que deixou um gostinho de quero mais, que poderia ser focado na trajetória das irmãs Mary e Elizabeth.

NOTA PARA THE TUDORS: 4 / 5

Emissora de televisão: Showtime
Transmissão original 1 de abril de 2007 – 20 de junho de 2010
N.º de temporadas 4
N.º de episódios 38

DISPONÍVEL NA NETFLIX? SIM

Resultado de imagem para the tudors

Sobre o autor

João Paulo Rocha

Professor de História e Grande apaixonado pela sétima arte e da maior premiação do cinema, o Óscar. Viciado em séries e Redador das colunas "Vale a Maratona" e "Papo de Cinema".

2 Comentários

Clique aqui para comentar

Deixe uma resposta ...

  • Sou suspeita para falar porque sou apaixonada por história e séries históricas, mas The Tudors coooom certeza vale a maratona. Só demorei um pouco (muito) para me acostumar com um Henry bonitão e não-ruivo, haha. Mas isso a gente supera.

%d blogueiros gostam disto: