Connect with us

Conheça um pouco mais...

DRAGON BALL | As Deliciosas Incoerências do mais querido Mangá/Anime

Publicado

em

Um dos maiores problemas levantados a respeito do Superman é a dificuldade para escrever boas histórias envolvendo um personagem tão poderoso quanto ele.

Um ser invulnerável, superforte, capaz de voar, correr e se movimentar em velocidades próximas à da luz é, realmente, um “semideus”; alguém que, em verdade, é praticamente impossível de ser derrotado.

Quase que poderíamos dizer o mesmo a respeito da criação máxima de Akira Toriyama, a série mangá/anime de Dragon Ball.

Os personagens desta que, indubitavelmente, é uma das mais amadas e conhecidas criações dos quadrinhos/animações japonesas ao redor do mundo, têm ficado cada dia mais poderosos, quase a um ponto absurdo.

Freeza, por exemplo, o “amado” vilão da série, é capaz de destruir um planeta inteiro literalmente apenas com um dedo (vide Dragon Ball Super: Broly); todavia, não se mostrou páreo para Goku na forma de super saiyajin simples (saga Dragon Ball Z) e, atualmente, quase que é um saco de pancadas de Goku e Vegeta (vide O Renascimento de Freeza), do Trunks do futuro (vide saga contra o Cell) e muito provavelmente de Broly (Dragon Ball Super: Broly).

Foto: Divulgação

Bills, o deus da destruição, Whis e Zeno-Sama, então, nem se fale de seu nível de poder! Separados, são capazes de abalar as estruturas de um universo inteiro!!

Foto: Divulgação

A questão é que a saga, para funcionar, precisa apresentar desafios cada vez maiores para seus protagonistas (em especial, Goku), como, no atual momento (no mangá), temos o temível Moro (que não tem relação alguma com um certo ex-juiz brasileiro, que agora é ministro), chamado como o Devorador de Mundos.

Moro foi capaz de derrotar facilmente Goku e Vegeta juntos. Tendo a capacidade de absorver energia, também impediu que os saiyajins conseguissem acessar suas formas mais poderosas, tornando-os adversários muito inferiores a ele.

Foto: Divulgação

Certamente, se Toriyama não quiser encerrar de vez sua “galinha dos ovos de ouro”, alguma reviravolta ocorrerá de modo a capacitar os heróis a se tornarem páreos para o cruel vilão (que mata violentamente toda a população de um planeta!!).

O nível de poder dos personagens chegou a tal ponto, que, para que a série continue a apresentar desafios dignos do poder de um instinto superior, por exemplo, muitas vezes a trama tem que se esquecer da coerência e de um mínimo de verossimilhança. A saga do Torneio do Poder deixou isso bem claro, ao mostrar derrotas e vitórias que, numa lógica rígida, não poderiam ter ocorrido.

Por um outro prisma, talvez o que ocorra mesmo seja um problema de interpretação acerca de Goku e Vegeta, no sentido deles serem, de fato, mais fracos do que seus adversários; todavia, em compensação, possuírem uma capacidade de superação, persistência e determinação tão extraordinária, que os capacite vencer mesmo batalhas que, pela lógica, deveriam perder.

A cultura japonesa possui peculiaridades que podem escapar à mentalidade ocidental, de modo que Toriyama talvez queira passar, para além do mero entretenimento, a lição de que não se deve nunca desistir perante os desafios da vida, por maiores que sejam ou pareçam; que mesmo correndo o risco da derrota certa, o importante é continuar lutando e buscando formas de vencer; por fim, que a jornada é mais relevante que a chegada.

Os kamikazes que o digam!

De toda forma, apesar da incoerência crescente observada no decorrer da saga Dragon Ball, é incrivelmente delicioso acompanhar as batalhas e aventuras dos saiyajins lutadores e sua sempre incansável busca pelo aprimoramento e superação de limites.

Foto: Divulgação

Que venham rápido novas sagas e lutas épicas!!!

_________________________________________________________________________________________________________________________________________

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

TEEKCAST #56 | Games que todo mundo ama, mas a gente odeia!

VOX LUX | Crítica do Neófito

ORPHAN BLACK: HELSINQUE | Uma excelente prequel para a série de TV (Resenha)

WARRIORS | Série baseada em manuscritos de Bruce Lee estreia em maio

VINGADORES: ULTIMATO | Veja os novos pôsteres individuais dos heróis

LOVE DEATH & ROBOTS | 5 Curiosidades de uma das melhores séries animadas de todos os tempos

DUMBO | Crítica do live-action

QUADRINHOS | MIS-SP prorroga exposição sobre HQs

VEEP | Série da HBO se prepara para 7ª e última temporada

A MENINA E O LEÃO | Confira o primeiro trailer do filme francês

BONS MENINOS | Novo filme de Seth Rogen e Evan Goldberg recebe trailer internacional

GLORIA BELL | Crítica do Neófito

Sou um quarentão apaixonado pela cultura pop em geral. Adoro quadrinhos, filmes, séries, bons livros e música de qualidade. Pai de um lindo casal de filhos e ainda encantado por minha esposa, com quem já vivo há 19 bons anos, trabalho como Oficial de Justiça do TJMG, num país ainda repleto de injustiças. E creio na educação e na cultura como "salvação" para nossa sociedade!!

Comente aqui!
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: