Connect with us

Conheça um pouco mais...

HOMEM ARANHA NO ARANHAVERSO | Confira as referências e os easter eggs mais legais da animação

Publicado

em

Além de incontáveis multiversos, incontáveis referências e easter eggs permeiam a fantástica animação vencedora do Oscar deste ano. Pensando nisso, para saciar sua fome de saber, decidimos listar as “surpresas” mais legais que encontramos na animação que se tornou um divisor de águas para os “desenhos” de super-heróis.

 

1) O Homem-Aranha de Tobey Maguire

 

 

Em uma ótima sacada, a Sony usou como base para sua versão animada do “escalador de paredes” o “Aranha” dos clássicos filmes dirigidos por Sam Raimi e estrelados pelo “Homem Aranha” raiz, Tobey Maguire. Seja na cena de beijo de cabeça para baixo (Homem Aranha 1), na famosa cena do trem (Homem Aranha 2) e é claro, na constrangedora e divertida dancinha do herói (Homem Aranha 3), podemos ver nitidamente uma das encarnações mais amadas do aracnídeo de todos os tempos. Havia uma torcida gigantesca para que Maquire emprestasse a voz para o personagem que o consagrou, mas infelizmente isso não aconteceu.

 

 

2) Como uma revista em quadrinhos

 

Desde o polêmico Hulk de Ang Lee, não vemos uma produção que ousasse realmente se parecer com uma HQ. O estilo da animação usado pela produção impressiona ao longo de toda projeção. Além de usar de forma inteligentíssima os balões de pensamentos e os blocos narrativos, a animação usa e abusa de onomatopeias e vai ainda mais longe, quando exibe os erros de impressão comumente vistos em quadrinhos antigos. Devido às limitações da época, as cores tinham que ser adicionadas uma de cada vez, causando nítidas falhas de impressão. Podemos ver esse efeito ao longo de toda animação, com as cores vermelhas e azuis vazando de cada lado dos personagens.

 

 

3) Acelerador de Genoma Isotópico

 

 

Na clássica origem do “cabeça de teia” Peter Parker participa de uma exposição sobre radioatividade com um acelerador de genoma isotópico. A aranha desceu em sua teia entre as explosões de radioatividade e acabou sendo bombardeada pela radiação. Antes de morrer, ela pica Parker selando o destino do herói. No aranhaverso, quando somos apresentados ao acelerador de partículas que rompe com as realidades, podemos notar que o maquinário é uma versão gigantesca do acelerador apresentado nos quadrinhos. Ou seja, inicialmente uma aranha entra no feixe, desencadeando os eventos que transformariam Peter no Homem-Aranha, agora, um Homem Aranha entra no feixe, desencadeando os eventos que criam o “aranhaverso”.

 

 

4) Wilson Fisk

 

 

Toda a aparência corpulenta do “Rei” do crime na animação é baseada no visual cartunesco idealizado por Bill Sienkiewicz, na clássica Graphic Novel de 1986, Demolidor: Amor e Guerra. Sienkiewicz desenhou um Wilson Fisk, que mal cabia nos quadrinhos, tomando praticamente todo espaço disponível, criando assim, uma das versões mais amedrontadoras do vilão.

 

 

5) “O que aconteceria se?”…

 

 

Quando conhecemos Olivia Octavius, ela revela para o “Rei” a existência de vários multiversos, se referindo a cada um deles como “E se?” (“What If”) uma clara referência as histórias “What If?” da Marvel comics (conhecida no Brasil como: O que aconteceria se?).

 

 

6) Ben Reilly

 

 

Quando o Homem aranha da realidade de Morales é desmascarado, notamos que o cabelo de Peter é loiro, diferente do habitual castanho que conhecemos. Além de deixar claro que esse Peter não é o do nosso universo, a pigmentação loira das madeixas do herói é uma referência a Ben Reilly, o Aranha Escarlate, clone do herói criado pelo Chacal nos anos 70, que reapareceu nos anos 90, na polêmica “Saga dos Clones”.

 

 

7) Buggy Aranha

 

 

Quando estamos na “aranha-caverna” podemos ver o inusitado veiculo do “teioso” o “Spider-Buggy”. Nos quadrinhos, o Homem-Aranha ganhou seu “Batmóvel” de uma empresa chamada Corona Motors, que para promover seu novo motor não poluente, contratou os publicitários da Carter & Lombardo para construir um Spidermóvel, tendo o “Homem Aranha” como garoto propaganda. Peter inicialmente recusou a oferta, mas quando percebeu que não poderia pagar o aluguel, acabou voltando atrás.

 

 

8) As Mary Janes

 

 

 

Quando temos o vislumbre de Times Square no universo de Spider-Gwen, podemos ver claramente um outdoor das “The Mary Janes”, a banda fictícia onde Gwen Stacy é baterista, Mary Jane Watson é a vocalista e guitarrista, Glory Grant é a tecladista e Betty Brant a baixista.

 

 

9) Erik Larsen e John Romita Jr

 

 

 

 

Ao longo de toda animação podemos conferir lindas imagens que fazem referências aos grandes nomes que passaram pelos quadrinhos do Aranha. A arte dinâmica de Erik Larsen e as clássicas poses desenhadas por John Romita Jr, são apenas alguns exemplos das homenagens que aparecem em toda produção.

 

 

10) Madame Teia

 

 

De novo na “caverna-aranha” quanto Tia May se senta em uma espécie de poltrona é uma referência a Cassandra Webb, a “Madame Teia”. Nos quadrinhos Cassandra era uma poderosa clarividente que usava uma cadeira cercada por uma série de tubos em forma de teia, que atuava como seu sistema de suporte de vida. Ambas as personagens ocupam uma posição de figura orientadora que apoia e conduz os Homens-Aranhas.

 

 

11) Homem-Aranha 2099

 

 

Em uma das cenas extras podemos ver Miguel O’Hara, o Homem Aranha latino do ano 2099. O’Hara trabalhava em um projeto para tentar recriar os poderes do Homem-Aranha original. Mas como sempre, algo sai errado e o cientista tem seu DNA reprogramado para ser uma aranha. Essa versão tem quase os mesmos poderes que a tradicional, porém, sem sentido de aranha e com olhos vermelhos sensíveis à luz, que permitem enxergar melhor na escuridão, criando um visual bastante assustador.

 

E você, descobriu alguma referência, ou easter egg, que gostaria de compartilhar conosco?

Deixe nos comentários.

Até a próxima pessoal.

 

 

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

CAPITÃ MARVEL | “Vale a pena?” – Crítica em vídeo com Aline Giugni & Don Giovanni

VIAGEM GAMER | Guacamelee Gold Edition é um jogão! Aribaaaa (Review)

PATRULHA DO DESTINO | O mestre da magia Willoughby “Constantine” Kipling – Episódio #04: Cult Patrol (Crítica)

UM FUNERAL EM FAMÍLIA | Crítica do Neófito

VINGADORES: ULTIMATO | Custe o que custar!  Confira o impactante trailer da produção

CAPITÃ MARVEL | Marvel chega a marca de U$18 bilhões de bilheteria no UCM

THE BATMAN | Ralph Fiennes se oferece para interpretar Alfred em adaptação de Matt Reeves

RED SONJA | Bryan Singer é demitido do projeto

Giovanni Giugni (Don Giovanni) é o exército de um homem só, por trás da "Casa das Ideias". Teve a felicidade de ter como primeiras experiências cinematográficas, filmes do calibre de Superman de 1978 e "O Império Contra-ataca". Destemido desenhista e intrépido apaixonado por "Super-heróis", vive disfarçado como um pacato Professor de musculação.

Comente aqui!

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: