Connect with us

Conheça um pouco mais...

LOVE DEATH & ROBOTS | 5 Curiosidades da série animada

Publicado

em

Indiscutivelmente Love Death & Robots é um prato cheio para todos os nerds de plantão. Remetendo a clássicos como a  animação de 1981 “Heavy Metal” e aos memoráveis episódios de “Além da Imaginação” de 1958, a série animada para adultos da Netflix usa e abusa de todos os elementos que povoam o imaginário dos amantes da aventura, da ficção científica, da fantasia e do terror. Contando com 18 ótimos episódios independentes, o show é apontado como uma das melhores series de animação de todos os tempos. Todo esse sucesso é justificável pela qualidade dos roteiros, pela diversidade dos estilos de animação e pelos finais surpreendentes apresentados em cada episódio da primeira temporada. Além de entreter, a série propicia algumas boas reflexões sobre inúmeras questões referente a nossa humanidade, ao nosso “desenvolvimento” e ao nosso declínio como civilização, criando uma experiência única e extremamente divertida. Mediante ao tamanho e a originalidade desta “obra de arte” resolvemos listar cinco curiosidades sobre a série que certamente cairá no gosto e fará parte do seleto grupo de “séries preferidas” de muita gente.

 

Vamos a elas…

 

1 – A série animada da Netflix, foi produzida por David Fincher. Tanto as paletas de cores, bem como os finais surpreendentes apresentados em toda série, são marcas registradas do diretor consagrado por filmes como Seven e Clube da Luta.

2O talentoso diretor Tim Miller, responsável pelo primeiro filme do Deadpool é o criador do show. Miller escreveu, ou co-escreveu praticamente quase todos os episódios do programa.

3No episódio, ‘The Witness‘, o diretor de arte, Alberto Meilgo, baseou o visual da protagonista, em uma arte conceitual de Peni Parker da excelente animação “Homem Aranha no Aranhaverso”, na qual Meilgo foi diretor de arte principal.

4 No episódio “Helping Hand“, a identificação do satélite que deve ser reparado é “LV-426“. No filme Alien de 1979, dirigido por Ridley Scott, LV-426 é o nome do planeta onde o “xenomorfo” é encontrado.

5Ainda no episódio “Helping Hand“, o traje espacial de Alex é similar aos trajes espaciais usados ​​em Alien (1979). Por fim, na cena onde podemos ver Alex gritar de forma inaudível, fica clara a referência ao slogan do cartaz de Alien: 

No espaço, ninguém pode ouvir você gritar.”

 

 

“that’s all folks!”

 

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

QUADRINHOS | MIS-SP prorroga exposição sobre HQs

QUADRINHOS | MIS-SP prorroga exposição sobre HQs

VEEP | Série da HBO se prepara para 7ª e última temporada

A MENINA E O LEÃO | Confira o primeiro trailer do filme francês

BONS MENINOS | Novo filme de Seth Rogen e Evan Goldberg recebe trailer internacional

GRAVE KEEPER | Nem só de gráficos viverá um gamer (Review)

STAR TREK DISCOVERY | Paradoxo – Episódio #10: The Red Angel – Crítica do Viajante

SHANG-CHI | Revelados os atores cotados para viverem o Mestre do Kung Fu (Rumor)

Giovanni Giugni (Don Giovanni) é o exército de um homem só, por trás da "Casa das Ideias". Teve a felicidade de ter como primeiras experiências cinematográficas, filmes do calibre de Superman de 1978 e "O Império Contra-ataca". Destemido desenhista e intrépido apaixonado por "Super-heróis", vive disfarçado como um pacato Professor de musculação.

Comente aqui!
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: