Connect with us

Conheça um pouco mais...

O SEGREDO ALÉM DO JARDIM | Conheça um pouco mais…

Publicado

em

Por dentro do Desconhecido…
O segredo além do Jardim, (“Over the Garden Wall”, no original)  é um desenho muito curtinho (somente 10 episódios mas são muito bem feitos e bem amarrados). A série foca nos dois irmãos, Wirt e Greg, que se perdem numa floresta estranha chamada Unknown (Desconhecido). Para encontrar o caminho de casa, os dois viajam por toda a floresta mágica, com a ajuda do sábio idoso Woodsman (Lenhador ), e Beatrice (Beatriz) um pássaro azul que viaja com os meninos, para desfazer a maldição que afetou toda a sua família.
Wirt, o irmão mais velho, se preocupa demais e prefere guardar para si mesmo a ter que tomar uma decisão. Suas duas paixões são o clarinete e a poesia, mas ele guarda segredo disso e tem medo de ser ridicularizado. Por outro lado, Greg, o irmão mais novo, adora  brincar e é muito despreocupado. Greg carrega um sapo, cujo nome não está definido e que pode se comunicar apenas através do canto. Beast (Fera), é uma criatura antiga que leva as almas perdidas, até desistirem e se transformarem em “Árvores de Edelwood”.

A produção de Over the Garden Wall começou em março de 2014. Sendo a primeira minissérie do canal, com dez episódios, e uma temporada. Foi criada por Patrick McHale, que se graduou no Instituto de Artes da Califórnia, a série foi baseada no curta-metragem Tome of the Unknown, que ele escreveu e dirigiu para o Cartoon Network Studios.

A história foi idealizada pela primeira vez em 2004, com um enredo baseado em uma aventura mais assustadora. Antes de trabalhar como artista de storyboard na série ‘As Trapalhadas de Flapjack’, Patrick McHale apresentou a série Over the Garden Wallem 2006. Ele a viu como “um possível especial do Dia das bruxas”, mas tinha dificuldade para adaptar a premissa com um arco de história maior. Depois de Flapjack, McHale trabalhou em Hora de Aventura, onde atuou como diretor de criação e posteriormente como escritor. O canal mais tarde lhe perguntara se tinha interesse em desenvolver um piloto, que o levou a regressar à sua obra, lançando no canal. Eles finalmente estabeleceram  o formato da minissérie, e McHale disse: “Foi algo que senti, uma maior qualidade do que o que poderíamos fazer com uma série regular”.

A série apresentou Wood (reprisando seu papel do curta), Lynskey e Dean como o principal elenco de dubladores. A série é caracterizada numa “comédia-fantasia”; em uma entrevista de outubro de 2014, McHale declarou que, embora a maior parte do tempo aderisse a esse gênero, haveria alguns momentos assustadores que tentam ser “uma experiência para o público”. Apesar disso, ele e sua equipe tentaram manter o equilíbrio com outros episódios que são apenas leves e divertidos. Na mesma entrevista, McHale retratou, que suas inspirações para a série, foram a literatura infantil do século 19, a música americana no início do século 20 e a arte folclórica em geral.

Além disso, McHale buscou inspiração em Gustave Doré e “Alice Comedies” para os “layouts” da série. Da mesma forma para a sua música, McHale, partilhou que a série teria vários estilos, incluindo o “clássico americano, canto lírico”, mas que não iria ter muitas qualidades quaisquer com a Broadway. Entretanto, Nick Cross foi o diretor de arte e Nate Cash foi o supervisor de direção; ambos trabalharam com McHale ao lado de artistas de storyboard em Nova Iorque e Chicago. Esta distância foi difícil para McHale, que “considerou particularmente assustadora a natureza idiossincrática da produção”.

Agora, falando como espectadora, particularmente eu amei a serie. Visualmente é linda, super bem feita, com uma animação incrível e um fundo maravilhoso. Estou seriamente apaixonada por Nate Cash, o diretor de arte, pois escolheu grandes artistas para fazer os desenhos. Eu como estudante de artes fiquei apaixonada e impressionada com a qualidade há muito tempo não via um desenho tão lindo quanto esse é espero que tenha mais no estilo dele (nossa estou babando um ovo grande para ele, melhor eu mudar de assunto). O roteiro no desenho ficou ótimo com uma grande historia que se encaixa no final ( até a abertura você consegue entender no final) e por falar em abertura… Que abertura estranha (juro que o inicio fiquei com medo) mas é a temática do desenho. O vilão e fantástico e eu fiquei apavorada com ele na primeira vez que o vi.

Bom com tudo isso posso falar que vale muito ver esse desenho, são apenas 10 episódios e o piloto, e não custa nada… Veja!!

Deixe seu Comentário!

A NerdTrip teve seu início no ano de 2016 com a missão de levar entretenimento, notícias, resenhas e tudo sobre o universo pop/nerd/geek. “Uma ideia na cabeça, talento e vontade em nossas mãos!”

Conheça um pouco mais...

LUKE CAGE | 2ª Temporada do show tem importante conexão com o filme do “Pantera Negra”

Publicado

em

VOCÊ SABIA…

Que a ótima segunda temporada de Luke Cage, tem uma conexão importante com o filme do Pantera Negra, além de uma referência ao Capitão América, em forma de easter egg?

SPOILER ALERT!  SPOILER ALERT!  SPOILER ALERT!  SPOILER ALERT!  SPOILER ALERT!

 

—————————————————-SPOILER————————————————————

 

A erva “nightshade” que Bushmaster inala em seu ritual, que confere força e capacidades sobre-humanas e que mais tarde é usada por Tilda Johnson para curar o próprio John Mclver, é na verdade a erva sagrada de Wakanda, que conferem os poderes do grande felino para o Pantera Negra, batizada com outro nome, por ter sido descoberta na Jamaica.

 

 

O termo “nightshade” ou “Solanaceae” é usado para denominar uma família de ervas que inclui cipós, arbustos, plantas medicinais, especiarias, ervas daninhas e etc, que contém um alto índice de alcaloides altamente tóxicos.

 

 

Tilda Johnson nos quadrinhos nunca teve seu nome “Nightshade” (Sombra da Noite) associado a nenhuma erva especial. Ela nasceu em Nova York e bem cedo descobriu que tinha uma grande aptidão natural para a ciência, tornando-se uma das maiores mentes criminosas da cidade.

 

 

John McIver, conhecido como John Bushmaster, tornou-se chefe do crime na Europa e depois expandiu-se para os Estados Unidos. Mclver passou pelo mesmo processo científico que deu a Luke Cage seus poderes, concedendo-lhe super força e resistência sobre-humana. Também em nenhum momento, o Bushmaster dos quadrinhos usa algum tipo de erva para aprimorar seus poderes.

 

 

Na série da Netflix, Bushmaster inala a “erva sagrada” (que pode ser vista em seus tons de lilás e roxo), diferente do procedimento utilizado em Wakanda, onde a erva é macerada e bebida pelo rei. Interessante notarmos que pelo fato da erva ter sido descoberta na Jamaica, ela foi batizada por outro nome, diferente da terminologia usada em Wakanda, que se manteve “fechada” para o mundo externo. A referência ao Capitão aparece, quando descobrimos que o Bushmaster sobreviveu ao uso da erva, devido a uma vacinação que receberá em sua juventude, que lhe concedeu resistência sobre-humana, mais uma das incontáveis tentativas do governo de replicar o soro do super soldado.

 

 

E você, conseguiu “pescar” essa “poderosa” conexão e essa incrível referência em forma de easter egg? Gradativamente as conexões entre os grandiosos filmes da Marvel Studios e as ótimas séries da Netflix começam tomar maiores proporções, interligando ainda mais o competente universo compartilhado da “casa das ideias”.

 

Confira também nossa crítica em vídeo da excelente segunda temporada de “Lucas Grant” logo abaixo, ou clicando aqui.

 

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

TEEKCAST #43 | Homem-Formiga e a Vespa – O que achamos do filme

UNCHARTED | Natan Fillion é Nathan Drake em filme produzido por fãs! Assista!

RUGRATS | Nickelodeon confirma o retorno de “Os Anjinhos” em nova série animada e filme em live-action!

AVES DE RAPINA | Site diz que filme produzido por Margot Robbie terá Arlequina ao lado de Canário Negro, Caçadora, Cassandra Cain e Renee Montoya!

DEADPOOL DUPER CUT | Confira a primeira imagem do Omega Red vivido por Dakota Shepley

UNIVERSO CINEMATOGRÁFICO MARVEL | Astro de Quarteto Fantástico quer entrar para o UCM como um vilão


Studio Geek – Os Melhores Produtos da Cultura Pop, Geek e Nerd.

Deixe seu Comentário!

Continue lendo

Conheça um pouco mais...

MORBIUS, O VAMPIRO VIVO | Conheça a origem do “vilão” que será interpretado por Jared Leto nos cinemas

Publicado

em

Com o anuncio de que a Sony irá produzir um filme de Morbius, o vampiro vivo, um dos vilões mais tradicionais do Homem Aranha, com Jared Leto no papel principal, inúmeras duvidas surgiram na internet sobre o vampiro mais importante do universo Marvel. Para saciar sua fome de saber, resolvemos dar um rápido resumo na história do vilão que infernizou a vida do aracnídeo nos anos 70.

 

QUEM É MORBIUS?

 

Certa vez, o cientista vencedor do premio Nobel de bioquímica, o Dr. Michael Morbius, descobriu que estava doente. Uma rara enfermidade destruía suas células sanguíneas.

Para tentar salvar sua própria vida, o renomado cientista desenvolveu uma tecnologia que destilava e sintetizava o sangue de morcegos vampiros, na forma de um potente soro com intuito de estabilizar sua doença. Porém, nenhum sucesso foi obtido.

Desesperado, o Dr. Morbius, com a ajuda de um amigo, submeteu-se a um tratamento de choque para estimular a produção de células sanguíneas em seu corpo. A eletricidade de alguma forma agiu como um catalisador, estimulando as substancias extraídas dos morcegos vampiros existentes em seu corpo, provocando uma mudança radical em toda sua estrutura física.

 

 

Michael Morbius transformou-se em um ser, que em muitos aspectos se assemelha a um vampiro (força sobrenatural, caninos alongados, pele pálida e uma incrível sede de sangue que assola seu organismo, que tenta desesperadamente repor as células que estavam se deteriorando).

Após beber o sangue de algumas vitimas (inclusive seu amigo Nikos) o cientista ficou bastante abalado e tentou cometer suicidio atirando-se ao mar, mas devido ao próprio instinto de sobrevivência, Morbius acabou nadando para superfície.

 

 

Movido por suas necessidades vampirescas e incapaz de se controlar, Michael matou indiscriminadamente para saciar sua sede, vivendo com a culpa oriunda de sua eterna maldição. Ao longo de sua carreira, o vilão cruzou o caminho do Homem Aranha por diversas vezes, mas sempre encontro a derrota pelas mãos do “escalador de paredes”.

 

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK:  facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER:  twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM:  instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE:  www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

GEEK CITY | Porta dos Fundos, Choque de Cultura e despedida do personagem Kiko são presença confirmadas no evento!

BORUTO: NARUTO NEXT GENERATIONS | Revelados título, prévia e spoilers do episódio 64

ALTERED BEAST | 30 anos de nostalgia de um clássico esquecido!

COMANDO PARA MATAR | Personagem de Arnold Schwarzenegger foi inspirado em clássico herói da DC Comics

FAIRY TAIL | Criador do anime anuncia um spin-off!

O CANDIDATO HONESTO 2 | Leandro Hassum mais sincero do que nunca no inédito trailer da continuação!


Studio Geek – Os Melhores Produtos da Cultura Pop, Geek e Nerd.

 

Deixe seu Comentário!

Continue lendo

Conheça um pouco mais...

COMANDO PARA MATAR | Personagem de Arnold Schwarzenegger foi inspirado em clássico herói da DC Comics

Publicado

em

VOCÊ SABIA

 

Que o personagem John Matrix, vivido por Arnold Schwarzenegger no clássico oitentista “Comando para Matar” (1985) foi inspirado no personagem da DC Comics, Sgt. Rock?

Arnold Schwarzenegger e o produtor Joel Silver tentaram adaptar o personagem Sgt. Rock durante vários anos, mas nunca conseguiram dar continuidade ao projeto. O roteirista Jeph Loeb deixou um “easter egg” que comprova o fato e faz uma homenagem ao herói da DC Comics.

O primeiro nome do Sgt. Rock “Franklin” foi dado para o General Kirby (mentor do herói no filme) e o nome do meio “John” para o personagem de Schwarzenegger, Matrix.

 

O Sargento Franklin John Rock, foi criado por Robert Kanigher e Joe Kubert em julho de 1959.
Durante a Segunda Guerra Mundial, o sargento lutou na infantaria do exército dos EUA, liderando a famosa companhia “moleza”.

 

 

SIGA-NOS nas redes sociais:


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

FAIRY TAIL | Criador do anime anuncia um spin-off!

O CANDIDATO HONESTO 2 | Leandro Hassum mais sincero do que nunca no inédito trailer da continuação!

RAIO NEGRO | Crítica da 1º temporada  (sem spoilers)

OS INCRÍVEIS 2 | Quem não gosta de um repeteco as vezes? – Crítica sem Spoilers do Mestre Hater

GLASS | Confira o primeiro cartaz oficial da sequência de Corpo Fechado e Fragmentado!

DEMOREI, MAS EU VI! | Shingeki no Kyojin; Um Anime Brutal

O HOMEM DE AÇO | Snyder confirma para fã que vilã sobreviveu no filme!


Deixe seu Comentário!

Continue lendo
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana

%d blogueiros gostam disto: