Connect with us

Conheça um pouco mais...

PERDIDOS NA NOITE | Programa tosco dos anos 80 que teve importância fundamental para o rock nacional

Publicado

em

Fausto Silva, também conhecido como Faustão, todo mundo conhece. É aquele chato de galochas que aparece na TV aberta todos os domingos apresentando um programa de auditório insuportável. É conhecido por não permitir que seus convidados sequer terminem um raciocínio, interrompendo-os o tempo todo. Mas acreditem, Faustão pode ser considerado um dos grandes heróis do rock nacional.

Após chamar a atenção como repórter esportivo, Fausto Silva teve sua primeira oportunidade como apresentador de TV em 1984 (nos estertores da ditadura) mas foi só em 1986 (já na abertura política) que seu programa Perdidos na Noite, que era gravado no antigo Teatro Záccaro, passou a ser exibido em rede nacional nas noites de sábado pela TV Bandeirantes.

Nesse período pós-ditadura o rock nacional vinha florescendo de forma exuberante, principalmente após o primeiro Rock In Rio em 1985 mas apenas as bandas mais famosas e de certa forma mais comprometidas com uma certa auto-censura tinham espaço na mídia televisiva e nas principais emissoras como a Globo. Grandes bandas como TitãsParalamas do Sucesso, ou Barão Vermelho até participavam de programas como o Cassino do Chacrinha ou Globo de Ouro, desde que com as canções certas, ou seja, sem críticas políticas, palavrões ou posições mais agressivas. Punk Rock nem pensar.

E foi nesse ambiente que o Perdidos na Noite se destacou. A produção era tosca, o cenário anárquico, com cabos correndo caoticamente pelo palco, holofotes á mostra, contra-regras e outros  funcionários aparecendo o tempo todo na tela. Era comum ver os membros das bandas convidadas montando o próprio equipamento em palco ao mesmo tempo em que eram entrevistadas pelo Faustão. O apresentador não se furtava a soltar palavrões considerados mais leves como “porra” e “merda”, para desespero da produção. Também era ríspido muitas vezes com a platéia, que no mesmo clima descontraído mostrava cartazes para as câmeras, muitas vezes fazendo críticas a políticos ou celebridades. 

Mas o mais importante é que Faustão dava espaço para toda e qualquer banda de rock para que tocassem o que bem entendessem. Ratos do PorãoGarotos PodresInocentes, entre outras tiveram a oportunidade de mostrar seus trabalhos no Perdidos. As bandas tradicionais, democraticamente, também tiveram seu espaço de divulgação, podendo tocar qualquer coisa. É emblemática a apresentação da música Bichos Escrotos dos Titãs. A banda canta:

 

“Oncinha pintada
Zebrinha listrada

Coelhinho peludo
Vão se fuder!”

 

A produção tenta inutilmente colocar um “bip” para ocultar o palavrão, porém o coro da platéia sobrepõe-se ao artifício e os telespectadores em casa entendem exatamente o que os artistas cantam. A platéia por sinal é uma atração à parte. Esqueça os espectadores comportados sentados em suas cadeiras como acontece no programa atual de Fausto Silva.  Além dos bem humorados e politicamente incorretos cartazes já citados, a platéia canta e dança inclusive performances de punk rock que por muitos são consideradas desnecessariamente violentas. Tudo isso sem censura ou intromissão de seguranças. Pessoalmente não duvido de que “baseados” fossem fumados entre as colunas do teatro ao fundo da platéia. 

Diante de tudo isso, meu amigo leitor deve estar imaginando que a censura, a repressão, os políticos ou coisa que o valha tenha acabado com o programa. Não foi bem assim. Com a queda da ditadura muito recente, vivia-se um clima de liberdade total nos meios de comunicação no final dos anos 80. Foi nessa esteira que surgiram mídias totalmente politicamente incorretas como as publicações da Editora Circo, ou o próprio Perdidos na Noite. A própria chegada da MTV ao Brasil, emissora conhecida por ser totalmente despojada e irreverente ocorreu nesse ambiente.

Até ocorreram tentativas de conservadores nesse sentido, o prefeito de SP na época, Jânio Quadros, chegou a processar o Perdidos por se sentir ofendido por piadas de seu apresentador. Mas o que realmente acabou com o Perdidos na Noite foi a força das grandes corporações. Faustão chamou tanta atenção que em dezembro de 1988 a Rede Globo acabou com a festa contratando-o e colocando-o para apresentar aquele programa de domingo. O apresentador até tentou manter sua irreverência no começo, mas acabou dobrado pelas imposições da emissora que o transformaram naquele “pentelho” (palavras do próprio Faustão) que hoje conhecemos.

O Perdidos na Noite foi transmitido por quase 3 anos e nesse período contribuiu de forma contundente para a divulgação do rock nacional em todas as suas formas sem preconceito ou frescura. O programa acabou, mas inventaram o Youtube. Lá você encontra vídeos de dezenas de bandas em início de carreira e que tentavam conseguir seu lugar ao sol no cenário musical brasileiro. Muitas conseguiram, outras tantas não, mas está tudo registrado lá. Tudo está cru, exibindo as sequelas do tempo no material. As imagens nunca são boas, o áudio tampouco e as falhas e distorções constantes. Mas é o registro de uma época e vale muito a pena ser conferido. Abaixo confira João Gordo e os Ratos do Porão marcando sua presença no programa:

 

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

DEMOLIDOR | Série chega ao seu ápice de qualidade na nova temporada – Crítica

BORUTO: NARUTO NEXT GENERATIONS | Revelados título, sinopse prévia e spoilers do episódio 79

GOBLIN SLAYER | Confira mais sobre o anime Seinen da temporada de outono

NIGHTWING | Diretor mantém esperanças por filme do Asa Noturna: Nightwing Vive, Sempre!

ANIMAIS FANTÁSTICOS 2 | Confira trailer que destaca o bruxo das trevas Grindelwald

 

Jorge Obelix. Ancião do grupo, com milhares de anos de idade. Fã da DC Comics e maior conhecedor de Crise nas Infinitas Terras e Era de Prata do Universo. Grande fã de Nicholas Cage que acha que um filme sem ele nem pode ser considerado filme. Fã de Jeff Goldblum também, e seu maior sonho é ver ambos (Cage e Goldblum) contracenando.

Comente aqui!
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: