Connect with us

Conheça um pouco mais...

VINGADORES: GUERRA INFINITA | Contagem Regressiva (Faltam 6 dias)

Publicado

em

Em nossa ansiosa “contagem regressiva”, já abordamos o problema das longevas continuidade e cronologia dos personagens em histórias em quadrinhos; falamos de algumas das alterações necessárias – bem e malsucedidas – para a transposição de personagens em arte sequencial para o live-action; e demonstramos como o Universo Cinematográfico da Marvel, em grande parte, baseou sua concepção sobre a linha Ultimate Marvel e sua pegada mais “realista”.

Tudo isso pode ser aplicado na curiosidade de hoje: o Máquina de Combate.

A identidade e certos elementos da origem e características da versão quadrinística do herói foram mantidas na sua transposição para a tela grande, mas outras foram simplificadas e alteradas, pelo “bem narrativo” das produções cinematográficas.

Esclarecendo essas diferenças, assim como nos quadrinhos, o nome da identidade “secreta” do Máquina de Combate no cinema é James Rhodes (nos quadrinhos foi secreta por um tempo, inclusive no primeiro Guerras Secretas*, mas não demorou muito para que soubessem quem ele era).

(*A “Guerras Secretas” foi uma saga em quadrinhos, na qual uma entidade super-poderosa chamada Beyonder leva vários heróis e vilões para um mundo nos confins do universo – inclusive Galactus –, divididos em grupo para um combate de morte, em quem ninguém morre, na verdade)

Mas, enquanto nos filmes, Rhodes (ou Rhodey, para os íntimos), continua sendo essencialmente um soldado do exército (tenente-coronel da força aérea norte americana), nos quadrinhos ele apenas possui um passado militar como piloto (da Guerra do Vietnã, na sua origem concebida por Stan Lee, em 1963), que foi abatido e ajudou Tony Stark – então munido de sua primeira e precária armadura, montada na selva vietnamita para que pudesse fugir de seus captores – a retornar para os Estados Unidos.

Desse evento surgiu uma profunda amizade entre James Rhodes e Tony Stark, ao ponto deste último ter confiado àquele sua identidade como Homem de Ferro.

Todavia, esse detalhe de Rodhey ter ajudado Tony a fugir do Vietnã só foi acrescido um bom tempo depois de 1979 (ano em que o personagem foi introduzido na cronologia), numa revisitação à origem do Homem de Ferro e à medida que o James Rhodes ganhava destaque nas histórias do super-herói.

Com o passar do tempo, da mesma forma que ocorreu com o Justiceiro, a vinculação da origem do Homem de Ferro estar ligada à Guerra do Vietnã se mostrou inviável, haja vista o problema da idade do personagem.

Desse modo, nos filmes, Tony Stark é capturado no Afeganistão, em plena Guerra do Iraque.

Mas o assunto aqui é o Máquina de Combate, certo?

Nesse sentido, nos quadrinhos, Rhodes, no segundo arco de histórias em que Tony Stark cede ao alcoolismo (1982-1984), chegando a perder suas empresas para Obadiah Stane (vilão do primeiro filme do Homem de Ferro), acaba assumindo a armadura do Homem de Ferro até que a interface com o traje afetasse sua mente, tornando-o agressivo e violento.

Para corrigir o problema (que decorria do fato da armadura do Homem de Ferro ser projetada para os padrões cerebrais de Tony), tratar de um problema de saúde (para o qual Tony Stark forja sua morte) e legar um novo herói para o mundo, Stark desenvolve a armadura do Máquina de Combate, esta, sim, projetada para a mente de Rhodey.

Depois disso, Rhodes faz curta carreira solo, ingressa nos Vingadores da Costa Oeste (que é quando tem sua identidade revelada), perde a armadura do Máquina de Combate, abre uma empresa, vai à falência, entra para a SHIELD no comando do Esquadrão Sentinela (criado para vigiar e controlar os mutantes), volta a usar a armadura do Máquina de Combate, sofre um acidente que o aleija e é transformado em um ciborgue, recupera o corpo por meio de clonagem e, finalmente, volta a usar a armadura do Máquina de Combate. Ufa!!

No cinema, a única complicação do personagem – que continua um tenente-coronel da força aérea norte-americana, apesar de integrar os Vingadores liderados por Tony Stark como Máquina de Combate – é que, no filme de 2008 (Homem de Ferro) ele é interpretado por Terrence Howard, mas a partir de Homem de Ferro 2 (2010), e demais filmes Marvel, passa a ter o rosto e corpo de Don Cheadle.

A mudança mais “radical” é o fato do Máquina de Combate, nos filmes, ser obra de Justin Hammer, concebida sobre a segunda versão da armadura do Homem de Ferro.

Em Capitão América: Guerra Civil, o Máquina de Combate é severamente ferido na luta entre as equipes de super-heróis, passando a andar, no final, com a ajuda de algum apetrecho eletrônico nas pernas e deixando dúvidas se poderá lutar contra Thanos ou se, quem sabe (especulação pura) não será “ciborguizado” por Stark, como nos quadrinhos.

Já pensaram nisso?

Mas, infelizmente, há outra tese possível, bem mais trágica, por sinal. 

Em Guerra Civil 2, James Rhodes (então namorado oficial de Carol Danvers, a Capitã Marvel – mesmo empunhando a armadura – é morto pelo titã Thanos!

Isso abriu espaço para uma inusitada situação: o atual detentor do Máquina de Combate, nos quadrinhos, é ninguém menos do que Frank Castle, o temível Justiceiro!!

Seria esse o destino de Rhodey em Guerra Infinita??

Amanhã tem mais, viajantes!!!

Confira as outras matérias com curiosidades e a contagem regressiva para Vingadores: Guerra Infinita!


SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

GOD OF WAR | Lançamento do livro – A Arte de Deus da Guerra

PAPO DE CINEMA | Cronologia do universo de filmes e séries da Marvel

FORTNITE | Epic fala sobre problema de replay corrompido

VINGADORES: GUERRA INFINITA | Cinemas fazem maratona de Vingadores no dia 25 abril! Saiba os detalhes!

VINGADORES: GUERRA INFINITA | Contagem Regressiva (Faltam 7 dias)


Studio Geek – Os Melhores Produtos da Cultura Pop, Geek e Nerd.

Sou um quarentão apaixonado pela cultura pop em geral. Adoro quadrinhos, filmes, séries, bons livros e música de qualidade. Pai de um lindo casal de filhos e ainda encantado por minha esposa, com quem já vivo há 19 bons anos, trabalho como Oficial de Justiça do TJMG, num país ainda repleto de injustiças. E creio na educação e na cultura como "salvação" para nossa sociedade!!

Advertisement
Comments
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: