Connect with us

Demorei, mas eu vi!

DEMOREI MAS EU VI! | American Horror History – Roanoke – Reinventando o gênero (Crítica com spoilers)

Publicado

em

De tempos em tempos algo redefine o gênero de que gostamos tanto, pela nossa capacidade de nos impressionar e de nos assustar. O terror não é algo controlável, que possa ser posto em uma forma, mas sim algo como o barro de um oleiro, do qual com talento e paciência, é possível se fazer maravilhas. 

Sim como em toda criação, o ato de criar passa por uma base (você não cria algo do nada), e a partir da idéia inicial (geralmente já pronta) você acrescenta a sua visão do fato (ou ficção criada) e com isso cria-se o escopo de uma nova história.

 Existem várias séries de terror atualmente, podemos citar The Strain (Netflix), Strange Things (terror mais juvenil, mas mesmo assim terror), The Walking Dead (existe terror pior do que o lado mais sombrio da mente humana?) e similares. Mas poucas séries atuais chegaram ao nível de assombro e criatividade que a série capitaneada por Ryan Murphy e um elenco tão estrelado que beira a imaginação. Estou falando de American Horror Story (FX, 2000-atualmente).

 

Um documentário de gelar o sangue!

 American Horror Story é uma iniciativa original, única e com poucos pontos comparáveis a qualquer série do gênero. Talvez o grande diferencial do folhetim do FX seja a capacidade (e coragem) do diretor e criador de buscar novos caminhos para o terror. Colocando atores com altíssimo gabarito (como Jessica Lange e Kathy Bates) com atores excelentes da nova safra (como Evan Peters, Sarah Paulson e Lily Rabe além de Lady Gaga) AHS tem conseguido manter níveis excelentes de audiência no exigente mercado de séries norte americano, temporada após temporada, sempre reciclando idéias e chocando o público (seja com sustos ou polêmicas).

Com Roanoke, a sexta temporada que foi ao ar o ano passado (a atual e bem de audiência, é Cult), não foi diferente. Como sempre uma idéia realmente original (com homenagens explícitas a alguns grandes filmes) mas com aquele gosto do passado, que são a marca registrada da série. Mais uma vez voltamos ao tema da casa mal assombrada, mas feito de tal maneira a não parecer com nada já visto. Assim como em Murder House ou AHS (nessa série todas as temporadas são nomeadas), a diferença aqui está na abordagem. Em Roanoke, na sua primeira parte, o ritmo escolhido (e muito interessante) foi o de um documentário. Há um personagem ator e outro que conta a história, que é escabrosa.

 

Um elenco ágil e brilhante

 Após terem problemas em uma rua da cidade com um grupo de vândalos racistas, um casal interracial resolve comprar uma casa no campo que estava com “condições facilitadas”. Pra variar, o diabo está nos detalhes e eles acabam não por comprar um problema mas sim algo que literalmente pode ameaçar suas vidas. Pra piorar recebem a visita da irmã policial (Lee Harris, Angela Bassett) de Matt (o rapaz negro, que é vivido por Cuba Gooding Jr em uma atuação ok, mas que é canastrona de propósito) que é marido de Shelby (moça branca, altruísta e generosa) que por sua vez é interpretada pela competente Sarah Paulson (a bruxinha cega de Coven) e sua filhinha Clara, que é a principal de Roanoke.

 A partir daí começa um passeio de montanha russa no trem fantasma, pra Jason e Freddy não botarem defeito. Entre brigas do ex casal Lee e Mason (o pai de Clara) aos poucos Shelby e Matt começam a ser tragados pela atmosfera infernal do lugar. Entre acontecimentos estranhos, fantasmas e uma estranhíssima Lua de Sangue, tudo acontece, sendo aos poucos relatado pelos personagens “reais” ao melhor estilo Linha Direta e Documento Verdade. Após a morte misteriosa do pai de Clara (içado como um porco em um madeiro), a garota some após ter contato com um dos fantasmas da casa, Priscilla, e ai começa o real pesadelo (que nomeia o documentário My Roanoke Nightmare). Após gastar as energias psicologicamente e espiritualmente com a entrada de dois colaboradores que emaranham ainda mais a cama de gato, redneck (Elias, o professor que tinha deixado fitas; e Cricket, um médium de eficiência comprovada mas um tanto excêntrico e caro), durante uma caçada na floresta pela menina, aparece a personagem mais importante: A Bruxa da Floresta (bem interpretada por Lady Gaga) que sodomiza e enfeitiça Matt para seu próprio uso (o cara a enraba, simples assim) e Shelby vê tudo pra piorar.

A cena. Selvageria no meio do mato rs

 Após a cópula com a bruxa, Matt, libertado do transe, retorna sem saber de nada. Mas o estrago estava feito. Pra não dar muito spoiler, a partir daí as coisas pioram muito, Cricket, mesmo mostrando que sabia do riscado, é preterido, e ai Elias ajuda a encerrar alguns dos mistérios e explica que a casa sim, é maligna, e na época da Lua de Sangue o portal para os mortos se abre e com isso os mesmos saem pra brincar…com os vivos. Mas isso não era tudo. Após mais tragédias, o médium retorna e explica que o verdadeiro mal que assombrava a área era a mítica colônia de Roanoke (um grande mistério americano, no original há várias versões sobre a lenda), que tinha uma líder que pagava sacrifícios a deuses pagãos (na verdade Thomasin se tornou a Açougueira por feitiço da Bruxa da Floresta) e que toda Lua Sangrenta era o tempo da colheita, sendo eles os próximos a serem sacrificados.

Maravilha de lugar pra passar as férias

Após muito mais muito sofrimento, Clara é libertada e depois de sofrerem igual cães nas mãos dos caipiras malucos da região, graças a ação do espirito do dono da casa Edward e do filho de Thomasin, que tentou salvar os colonos da bruxa, conseguem fugir apenas com as roupas do corpo e com muita sorte. Nesse meio tempo Cricket foi assassinado depois de fazer um pacto, entregando Matt de mão beijada à Bruxa numa cena bem interessante e sensual, que conta as origens dela, sendo na verdade uma moça celta (seguidora de Scathach, a deusa da morte irlandesa) que após desembarcar nos EUA trouxe sua magia comsigo, criando algo novo. Pena que termina praticamente aí a participação dela.

 A partir daí muda tudo. Numa puta declaração de coragem, Murphy transforma a história inicial em um reality show com toques de Bruxa de Blair (mas quase sem bruxa, infelizmente). No início um drama entre atores e personagens “reais”, mas depois a matança toma conta de novo, por conta da Lua Sangrenta. O reality Return to Roanoke: Three Days in Hell se torna um matadouro e literalmente vai rolar de tudo (inclusive com a participação da Bruxa, mais monstruosa que encanta Matt mais uma vez). A homenagem descarada a The Blair Witch Project é visível. Apesar do ritmo meio estranho, a esticada vale a pena, e prepara o espectador para o anti clímax que é de lei em AHS.

 

Desespero e situações anti clímax

 O saldo pra dar um fim na matéria é profundamente positivo. Ryan após dar uns tropeços em Coven e Freak Show, acerta novamente. Com uso de vários anticlímax (parece got, não se apegue a ninguém), conta uma história concisa, sangrenta e muitas vezes desesperadora. O fim é desconcertante e vale cada minuto assistido. Roanoke passa de “bom” e realmente eu recomendo assistir várias vezes.

O lobo da noite. O nerd caçador. Sou criador de páginas, nativo da internet desde a chegada no nosso país, músico, escritor e as vezes até poeta. Jogador nato, criado nos games do Atari aos 4K atuais. Também sou fã de literatura, rpg e cyberpunk.

Demorei, mas eu vi!

DEMOREI, MAS EU VI! | Shingeki no Kyojin – Um Anime Brutal

Publicado

em

Imagem de divulgação do anime Shingeki no Kyojin. Copyright © Funimation Productions, LTD. All Rights Reserved Ltd.

Um anime brutal, que foge do tradicional e não liga para sutilezas, que não alisa e que tem gente morrendo de tudo quanto é jeito nas mãos (e pés, bocas e etc..) de gigantes de até 60 metros de altura sedentos por carne humana. Bem, isso é só um fiapo de Shingeki no Kyojin (Attack on Titan), um anime que Demorei, mas eu vi e que agora quero recomendar para vocês.

Shingeki no Kyojin é um anime dirigido por Tetsuro Araki e produzido pelo Wit Studio com a colaboração do estúdio Production I.G, exibida no Japão pela emissora Mainichi Broadcasting System (MBS). Baseado no mangá de Hajime Isayama lançado em 2009 na revista Bessatsu Shonen Magazine da editora Kodansha, e ainda em publicação.

Cena do anime Shingeki no Kyojin. Copyright © Funimation Productions, LTD. All Rights Reserved Ltd.

A humanidade foi atacada por gigantes, e para conseguir sobreviver ela vive detrás de 3 muralhas (Maria, Rose e Sina), que ficam uma atrás da outra, como camadas aonde a população vive e é separada e definida por classes entre elas, num ambiente mesclado entre o medieval e o industrial.

Em meio a tudo isso acompanhamos os adolescentes Eren Jäger, Mikasa Ackerman e Armin ArletEles vivem na primeira cidade que fica atrás da Muralha Maria, a mais externa. Então um dia aparece de repente um Titã Colossal de 60 metros de altura que acaba abrindo uma passagem na muralha para que os outros Titãs menores entrem por ela, e então um massacre se inicia na cidade.

Cena do anime Shingeki no Kyojin. Copyright © Funimation Productions, LTD. All Rights Reserved Ltd.

O anime aqui é angustiante e seco, os traços são competentes e transmitem bem a angústia vivida pela população enquanto é devorada. Os poucos sobreviventes se refugiam na próxima camada das muralhas e alguns deles juram e passam a se preparar para vingar as vítimas dos Titãs.

Não irei estender na sinopse pois o anime é cheio de reviravoltas e de surpresas. Além de um roteiro quase impecável, a arte é de uma qualidade acima da maioria dos animes, mesmo nas cenas mais ágeis e rápidas não há queda na qualidade, e a maneira como a suposta câmera se posiciona é um show à parte.

A trilha sonora é poderosa desde a abertura, que aliás é considerada por muitos a mais marcante e vibrante dos animes. Shingeki no Kyojin não brinca em serviço, um conselho que dou é não escolher um personagem favorito, pois assim como em Game of Thrones quase ninguém é poupado.

Na segunda temporada o ritmo dá uma diminuída, mas a trama cresce e com qualidade, passamos a ser instigados tentando solucionar mistérios e quando os embates retornam temos batalhas memoráveis que colocam o anime entre os melhores já produzidos.

A terceira temporada é prevista para ainda esse ano, enquanto isso a primeira temporada está disponível na Amazon Prime Vídeo, enquanto que na Crunchyroll todos os episódios estão disponíveis.

Demorei, mas eu vi!

E não me arrependi, recomendo muitíssimo Shingeki no Kyojin.

Deixe nos comentários o que você achou desse anime e mande alguns outros que você indica.

Nota para o Anime: 4,5 / 5

 


SIGA-NOS nas redes sociais:

Continue lendo

Demorei, mas eu vi!

DEMOREI, MAS EU VI! | Outlander: Guia de episódios e resumo – parte VIII (1ª Temporada)

Publicado

em

A primeira temporada da série foi baseada no primeiro livro da série da autora Diana Gabaldon – “Outlander“, em português “Viajante no Tempo”.

“No final da Segunda Guerra Mundial, 1945, a enfermeira Claire Randall reencontra seu amado marido, com quem segue para uma segunda lua de mel na romântica Inverness, situada nas Ilhas Britânicas. Ele é um historiador em busca de um antepassado famoso. Insiste em conhecer um local místico conhecido como Craignadum, um círculo de pedras, no qual testemunha rituais de bruxaria local. Dias depois, quando resolve retornar ao local, ela desmaia e de maneira inexplicável e de repente, volta no tempo para o ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros. Arrastada para o passado por forças desconhecidas Claire enfrenta intrigas e perigos que torna a saudade uma amiga constante, seu coração é partido pela ausência do esposo e os perigos que tem que enfrentar fuguram-se além de suas aparentes habilidades e potenciais. Contudo, ao conhecer melhor Jamie, um jovem highlander, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo ardente pelo escocês. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente para a sua antiga vida?”

Guia de Episódios:

“Existem razões para  muitas pessoas acharem que essa sequencia dos últimos dois episódios da primeira temporada são os melhores vistos até então. Eu particularmente, acredito que apesar das cenas de violência e muito sangue, foram muito bem construídos e nos deixam com o gosto de “quero mais nos lábios” para a próxima temporada.”

Ep 15 – Wentworth Prison (59 Min. 2015 – 16/05/2015): Jamie aguarda sua sentença de morte na prisão de Wentworth, enquanto Claire e os Highlanders procuram um plano de resgate. Quando Jamie é visitado por Black Jack, ele percebe que há um destino pior do que a morte. E sofre seus piores horrores entre aquelas paredes. Ele aceita ser subjugado por Randall para salvar a vida de Claire, mas ela não vai descansar, enquanto não encontrar um meio de tirar de lá o homem que conquistou seu coração de maneira irreversível.

Ep 16 – To Ransom A Man’s Soul (61 Min. – 2015 – 30/05/2015): Um plano desesperado e de sucesso pouco provável consegue libertar Jamie. Muito embora suas feridas físicas nem se comparam à destruição de seu interior. Claire leva seu marido para um mosteiro nas proximidades, e tenta com todos os seus conhecimentos, salvar a mão, a vida e a alma do homem que ama. A mente do homem ainda está sofrendo os efeitos da tortura e ela arriscará tudo para não perder a única chama de esperança e amor que ainda queima. Pois sabe que aquele homem é tudo o que lhe restou naquele passado estranho o hostil.

Curiosidades:

  • A autora Diana Gabaldon fez uma pequena aparição no episódio “The Gathering” (1 temporada, episódio 4), como a personagem Iona McTavish que tem uma breve conversa com Mrs. Fitz enquanto leva a Claire para assistir a cerimônia de juramento ao Clã Mackenzie.
  • O Fort William na série, na realidade, se chama Blackness Castle.
  • Sam Heughan foi o primeiro a ser chamado para fazer parte da série como Jamie Fraser, mesmo o criador Ronald D. Moore pensando que ele seria um dos últimos. Catriona Balfe, como Claire Randall, foi chamada semanas antes de começar a filmar.

Fontes: *https://www.starz.com, *Wikkipédia, * Imagens obtidas na internet

 

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

VIOLET EVERGARDEN | Com o sucesso do anime, novo projeto está sendo planejado!

DEADPOOL 2 | Novo trailer mostra várias cenas de ação e apresenta a X-Force!

TRIP LISTA | Imaginamos o elenco dos sonhos para um filme do Preacher

HOTEL TRANSILVÂNIA 3 | Animação ganha inédito trailer!

TEEKCAST #38 | Framboesa de Ouro 2018: O pior dos piores na cultura nerd!

SONIC | Sega provoca os fãs com teaser do próximo game do Ouriço mais rápido do mundo

RADIANT | Confira o primeiro trailer da adaptação do mangá francês para anime


 

Studio Geek – Os Melhores Produtos da Cultura Pop, Geek e Nerd.

Continue lendo

Demorei, mas eu vi!

DEMOREI, MAS EU VI! | Outlander: Guia de episódios e resumo – parte VII – (1ª Temporada)

Publicado

em

A primeira temporada da série foi baseada no primeiro livro da série da autora Diana Gabaldon – “Outlander“, em português “Viajante no Tempo”.

“No final da Segunda Guerra Mundial, 1945, a enfermeira Claire Randall reencontra seu amado marido, com quem segue para uma segunda lua de mel na romântica Inverness, situada nas Ilhas Britânicas. Ele é um historiador em busca de um antepassado famoso. Insiste em conhecer um local místico conhecido como Craignadum, um círculo de pedras, no qual testemunha rituais de bruxaria local. Dias depois, quando resolve retornar ao local, ela desmaia e de maneira inexplicável e de repente, volta no tempo para o ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros. Arrastada para o passado por forças desconhecidas Claire enfrenta intrigas e perigos que torna a saudade uma amiga constante, seu coração é partido pela ausência do esposo e os perigos que tem que enfrentar fuguram-se além de suas aparentes habilidades e potenciais. Contudo, ao conhecer melhor Jamie, um jovem highlander, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo ardente pelo escocês. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente para a sua antiga vida?”

Guia de Episódios:

Ep 13 – The Watch (59 Min. 2015 – 02/05/2015) Jamie encontra-se entre uma rocha e um lugar difícil quando ressurge um desertor do exército de Randall do seu passado. Claire auxilia a uma Jenny em seus trabalhos, enquanto Jamie e Ian se juntam ao The Watch, resultando em consequências devastadoras. Claire ainda está ocupada e acompanha a gestação da cunhada,  preocupando-se com seu estado, que ela considera delicado.

Ep 14 – The Search (61 Min. 2015 – 09/05/2015): Claire e Jenny, ainda se reabilitando do parto difícil, partem para resgatar Jamie de seus captores exercito inglês. Quando Murtagh, amigo de Jamie e simpatizante dos jacobitas, se junta à busca por ele. Jenny retorna para casa e para seu filho recém-nascido, enquanto os outros companheiros de viagem se voltam para táticas pouco ortodoxas para enviar a uma mensagem para Jamie. Mas quando essa mensagem realmente tem um retorno, a notícia não é o que eles esperavam, para desespero de Claire.

Fontes: *https://www.starz.com, *Wikkipédia, * Imagens obtidas na internet

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

VIOLET EVERGARDEN | Com o sucesso do anime, novo projeto está sendo planejado!

DEADPOOL 2 | Novo trailer mostra várias cenas de ação e apresenta a X-Force!

TRIP LISTA | Imaginamos o elenco dos sonhos para um filme do Preacher

HOTEL TRANSILVÂNIA 3 | Animação ganha inédito trailer!

TEEKCAST #38 | Framboesa de Ouro 2018: O pior dos piores na cultura nerd!

SONIC | Sega provoca os fãs com teaser do próximo game do Ouriço mais rápido do mundo

RADIANT | Confira o primeiro trailer da adaptação do mangá francês para anime


 

Studio Geek – Os Melhores Produtos da Cultura Pop, Geek e Nerd.

Continue lendo
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana


WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: