Connect with us

Escondido na Amazon Prime

ESCONDIDO NA AMAZON PRIME | O Regresso – A luta dupla de DiCaprio e o fim de um meme!

Publicado

em

(Foto – Reprodução)

Alejandro González Iñárritu, o cineasta mexicano ultimamente tem lançado filmes complexos e obras marcantes (“Amores Brutos”, “Birdman”  e “Babel” são grandes exemplos!), embora que ainda este filme não seja o melhor da carreira do diretor que infelizmente não percebeu alguns problemas na narrativa do filme ao não ter mão firme para explorar a dor humana (vide o mais recente “Biutiful”).

Entretanto, ele nos mostra que ele continua ambicioso para colocar nos filmes o seu estilo explorador nos cinemas com um resultado de um filme robusto, lento, fisicamente esmagador e cheio de passagens marcantes de um cinema puro, mas em análise profunda, não se trata apenas de um filme tecnicamente perfeito.

Não é um arrasa quarteirão e tampouco não é uma obra que pregou envergadura popular, mas quem aprecia o cinema como arte, viscerabilidade e impacto, com certeza irá se esbaldar com este exemplar de como fazer cinema com competência, genialidade e simplicidade ao mesmo tempo.

O roteiro é preguiçoso, enxuto e simples, o filme empaca na impossibilidade de representar a verdadeira selvageria fazendo com que Leonardo DiCaprio seja explorado ao máximo diante de suas expressões de garra, paixão e as inúmeras dificuldades enfrentadas durante as filmagens e as condições que o personagem sofreu durante o filme, se entregando de corpo e alma ao papel para finalmente ser digno de vencer um Oscar. 

(Foto – Poster do filme – Reprodução)

A cena do ataque do urso digital (que dilacera DiCaprio com cuidado) se revela como uma das candidatas a cenas antológicas da cronologia cinematográfica. Mas o filme não é só deste grande ator, é um filme de um grande diretor e de uma equipe técnica primorosa, vide a quantidade de Oscars que o filme foi indicado na época. Cada momento do longa é feito ou tenta ser de uma forma para causar um sentimento no telespectador, não é aquele tipo de filme de sobrevivência que passa horas mostrando o lamento do protagonista, vemos aqui um confronto pessoal entre os dois personagens principais, o que leva um ao outro realizar as suas ações pelo puro instinto de sobrevivência. 

Com os seus erros o filme ainda se sustenta a ser muito bom, ainda que em determinados momentos a beleza da longa fotografia acaba poluindo um pouco o imaginário geográfico do público, já que os caminhos se confundem entre estar perto ou distante do abrigo e da segurança. No roteiro vago, as falas são poucas dos atores, o que faz o filme ser rico numa linguagem visual que pelas belas cenas e situações que prospectam a uma comunicação que fazem com que o cidadão pense que o silêncio é importante numa época de tanta poluição sonora e tecnológica, onde conversar é sinônimo de contato tecnológico por meio das redes sociais em um momento que a mídia televisiva fabrica sonhos manipulados, o filme em poucas palavras transmite a sensação que todos erramos em algum momento.

Já o sentido de lealdade e fraternidade não se apaga, antagonista e protagonista dão conta do recado. A trilha misteriosa que parece em um primeiro momento escondida, é um show à parte, resgatando o papel do som como suporte indispensável à obra, mas sem a mesmice de instrumentos contínuos e melodias repetitivas. 

Visualmente espetacular e com uma fotografia magistral, é uma obra que aborda a luta pela sobrevivência, a perseverança e a esperança que apesar de ilustrar cenas de muita arrogância em um mundo ainda em descoberta, caótico e perigoso que não exalta também à ufania que os filmes americanos adoram evidenciar. Se o filme tivesse uma direção menos histriônica e com um roteiro mais explorador, “O Regresso” poderia ser um filmaço e até uma obra prima do cinema cult mundial. 

Nota: 3,5 / 5

Sinopse:

1822. Hugh Glass (Leonardo DiCaprio) parte para o oeste americano disposto a ganhar dinheiro caçando. Atacado por um urso, fica seriamente ferido e é abandonado à própria sorte pelo parceiro John Fitzgerald (Tom Hardy), que ainda rouba seus pertences. Entretanto, mesmo com toda adversidade, Glass consegue sobreviver e inicia uma árdua jornada em busca de vingança.

Um dos melhores filmes de 2015 onde temos mais uma vez a direção do competente e engenhoso Iñárritu que faz um ótimo trabalho de câmera onde consegue explorar um filme com um o roteiro vazio, cansativo e simplista. Vale a pena conferir!

Onde assistir? Amazon Prime Video


SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

CASTLEVANIA | Produtor confirma estreia da 2º temporada para o fim do ano!

BLEACH | Live-action ganha novos trailers que focam em Ichigo, Rukia e Uryū

TARTARUGAS NINJAS | Novo filme é confirmado pela Paramount!

MTV MOVIE & TV AWARDS | Pantera Negra domina a premiação!

HOMEM-FORMIGA E A VESPA | Marvel libera novo trailer cheio de cenas inéditas!

SUPERGIRL | “Adorado pelos fãs”, Mon-El não retorna para a 4º temporada!

YU-GI-OH! VRAINS | Confira a prévia e o título do episódio 57

DYING LIGHT | O segundo pode ser ainda melhor

BLACK CLOVER | Título e prévia legendada do episódio 38 do anime

MY HERO ACADEMIA: TWO HEROES | Confira teaser trailer e data de lançamento nos cinemas

DRAGON BALL SUPER | Revelados 3 novos personagens para o filme!

CORINGA | Robert De Niro pode participar do longa ao lado de Joaquin Phoenix


Studio Geek – Os Melhores Produtos da Cultura Pop, Geek e Nerd.

Professor de Biologia e Educação Física Escolar, amante de praticamente tudo do mundo nerd e lunático pela 7º Arte. Apresentador do Teekcast, gosta da Marvel mas não tem vergonha de revelar para todos o seu amor platônico pela DC Comics e odeia a briga boba entre marvetes e dcnautas.

Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: