Connect with us

Escondido na Netflix

ESCONDIDO NA NETFLIX | A Luta Pela Esperança

Publicado

em

E hoje no “Escondido na Netflix“, quero indicar o filme:

A Luta pela Esperança.

Esse é um daqueles filmes que inspiram, que motivam e que nos fazem ter esperança ao se identificar na tela com o boxeador James J. Braddock, interpretado por Russell Crowe.

O filme tem a direção de Ron Howard (Uma Mente Brilhante, Apollo 13), e conta também com as atuações de Renée Zellweger e Paul Giamatti em seus melhores dias, sendo até indicado ao Oscar de melhor ator coadjuvante.

O roteiro é de Akiva Goldsman, e conta o drama vivido pelo boxeador James J. Braddock e sua família durante os anos seguintes à Grande depressão (crise econômica que teve início em 1929, e que persistiu ao longo da década de 1930, terminando apenas com a Segunda Guerra Mundial. É considerada o pior e o mais longo período de recessão econômica do século XX).

E justamente nesse período, Braddock sofre uma sequência de derrotas (nunca por nocaute) e lesões, e acaba sendo afastado das grandes lutas, restando lhe apenas lutas menores e desvalorizadas, o que lhe faz rapidamente viver a falta de dinheiro, até acabar sendo afastado de vez do boxe profissional, e tendo de sobreviver de serviços temporários de baixíssimo pagamento e nem sempre possíveis no cais.

Acabamos sofrendo e vivendo junto os tantos obstáculo e percalços, (um dos mais dramáticos momentos se dá quando ele se humilha quase que pedindo esmola) e admirando o honrado homem, lutador e pai de família representado por James Braddock.

Até que surge a oportunidade de voltar aos ringues para uma última luta, uma despedida, contra o número 2 dos pesos pesados do mundo. E ele entra na luta apenas como um fantasma do grande lutador que um dia já foi, as apostas são apenas para saber em que round ele cairá. Mas… bem, vou deixar pra você conferir.

Os ângulos em que as lutas são filmadas chamam atenção por alternar a visão em primeira pessoa com outros planos mais abertos. Sendo assim nosso envolvimento torna-se maior.

As lutas são bem coreografadas, cada golpe parece bem real, mérito da boa direção, que falha apenas ao retratar de maneira injusta e caricata o lutador campeão mundial “Max Baer“. A família de Max Baer inclusive protestou contra o filme, já que Max na verdade foi uma excelente pessoa. Ron Howard acabou pedindo desculpas publicamente e alegou que retratou Max daquela forma para dar maior dramaticidade ao filme, o que nesse sentido funcionou.

Braddock na época foi apelidado de Cinderella-Man (Homem Cinderella) pelo cronista esportivo Damon Runyon, o que resume bem o conto de fadas real que é a história de Braddock e sua família, que inspirou toda a nação naquele difícil período.

Um homem que ao subir no ringue não lutava apenas contra outro boxeador, mas contra a fome, o frio e a necessidade e como ele mesmo disse:

Luto por leite!

Para interpretar o lutador, Crowe perdeu 23 quilos, submetido a um duro treinamento sob a supervisão de Angelo Dundee, que já foi técnico do Muhamad Ali, Sugar Ray Leonard e até do nosso Maguila.

A Luta Por Esperança está “Escondido na Netflix” e merece ser conferido o mais rápido possível já que quase diariamente títulos são removidos da Netflix.

E não deixe de voltar aqui e comentar o que achou do filme. Então, boa sessão, e até a próxima.

Paulistano, amo música, filmes, séries, e estou ressuscitando o amor por animes. Aprecio os filmes bons e me divirto debochando dos ruins (o que gerou o injusto apelido de Mestre Hater). Tento ter como característica, textos curtos e objetivos valorizando a informação. Escritor das colunas HATEANDO! Demorei, mas eu vi! Escondido na Netflix

Escondido na Netflix

ESCONDIDO NA NETFLIX | A Grande Aposta – Entenda porque estamos na crise financeira!

Publicado

em

Um filme inteligente, oportunista e com um roteiro engraçado que consegue explicar a maioria dos termos financeiros da ultima crise financeira mundial de maneira quase compreensível ao espectador.

Sinopse:

Michael Burry (Christian Bale) é o dono de uma empresa de médio porte, que decide investir muito dinheiro do fundo que coordena ao apostar que o sistema imobiliário nos Estados Unidos irá quebrar em breve. Tal decisão gera complicações junto aos investidores, já que nunca antes alguém havia apostado contra o sistema e levado vantagem. Ao saber destes investimentos, o corretor Jared Vennett (Ryan Gosling) percebe a oportunidade e passa a oferecê-la a seus clientes. Um deles é Mark Baum (Steve Carell), o dono de uma corretora que enfrenta problemas pessoais desde que seu irmão se suicidou.Paralelamente, dois iniciantes na Bolsa de Valores percebem que podem ganhar muito dinheiro ao apostar na crise imobiliária americana e, para tanto, pedem ajuda a um guru de Wall Street, Ben Rickert (Brad Pitt), que vive recluso.

Um filme cômico e inteligente que é baseado em fatos reais e descrito no livro “The Big Short: Inside the Doomsday Machine”(escrito por Michael Lewis) e que aborda como tema à crise financeira global que teve início em 2008. Com uma boa atuação de atores famosos (Ryan Gosling,Brad Pitt, Christian Bale e Steve Carell), o filme nos apresenta uma ótima surpresa na direção e no roteiro escrito por Adam McKay (ganhou o Oscar de Melhor Roteiro Adaptado em 2016 por este filme), que é famoso por dirigir filmes pastelões estrelados por Will Ferrell.

Bem, o filme tenta explicar como os maiores bancos dos EUA passaram a sofrer prejuízos elevados devido à inadimplência advinda dos títulos de financiamentos imobiliários. O filme ainda escâncara a total falta de controle sobre as dívidas hipotecárias, pois o crédito era sempre aprovado e mostra que houve grandes fraudes, com a cobertura do governo americano e a total impunidade recaindo com o problema exclusivamente para todas as classes sociais. Para piorar o filme ainda nos alerta que atualmente novos títulos semelhantes continuam sendo oferecidos com uma nova bomba relógio armada.

O público poderá ter dificuldades para entender o enredo, já que boa parte dos diálogos apresentam termos técnicos da área financeira. Entretanto, esses termos são explicados de uma maneira bem-humorada no decorrer da história que serve como uma ótima aula sobre a crise financeira atual. Com um bom roteiro e interpretações brilhantes em uma história envolvente e ao mesmo tempo inteligente.

A Grande Aposta é um filme que não permite distração, é dinâmico e nos convida a todo instante a raciocinar sobre os acontecimentos em que nós já sabemos o desfecho final da história, mas o filme ainda assim consegue manter um certo suspense que prende o espectador do começo ao fim. Se você está com um tempo livre e não tem o que assistir e quer aprender sobre o porque dessa atual crise financeira e como ela se iniciou, assista este inteligente filme que está “Escondido na Netflix”.

[embedyt] https://www.youtube.com/watch?v=9XXS3uWqgH4[/embedyt]

Continue lendo

Escondido na Netflix

ESCONDIDO NA NETFLIX | Miss Simpatia – Sandra Bullock no seu auge!

Publicado

em

Quando todos pensam em filmes com Sandra Bullock, a primeira coisa que se vem à mente é que ele deverá ser engraçado e com toda certeza ser bom. Claro que a ganhadora do Oscar já fez grandes porcarias e sendo uma das únicas até hoje em ir receber o “glamoroso” Framboesa de Ouro por um filme que é melhor a gente nem  se lembrar.

De patinho feio a musa!

Entretanto, estou aqui para indicar uma grande pérola que se encontra “Escondido na Netflix” e faz parte da lista de todo fã como um dos maiores filmes da carreira desta grande atriz. Estou aqui para falar de Miss Simpatia, produção que foi um grande sucesso no início dos anos 2000, o longa mostra Bullock “armada e poderosa” (um belo trocadilho com a continuação deste filme que acabou sendo um fiasco) em um caso que envolve um atentado em um concurso de bolsa de estudos para jovens mulheres bonitas. Deixando o politicamente correto, acabamos caindo de cabeça pelo fantasioso mundo dos concursos de beleza, com muitas loucuras, intrigas, falsidades e mulheres belíssimas.

O mais legal da produção é que ela apresenta uma evolução coerente, tanto da personagem de Bullock que era um patinho feio e também das fases do Miss Estados Unidos. No meio das investigações e a companhia de um grande elenco (temos: Michael Caine, Benjamin Bratt, Ernie Hudson, Candice Bergen e William Shatner) Bullock consegue ser cativante e conquistar a simpatia tanto dos personagens e também do público que aprecia o longa de 1 hora e 50 minutos.

No final temos uma bela produção que usa e abusa de um tom cômico com pitadas de ação e aventura no melhor estilo de alguns sucessos dos anos 90. Parabéns Sandra Bullock por um filme simples, dinâmico e gostoso de assistir, literalmente a produção é um típico filme de sessão da tarde ou um longa para se assistir em uma tarde chuvosa e fria, corram já para ver a simpática Bullock no seu grande auge em um filme que está “Escondido na Netflix”.

Trailer:

 

Continue lendo

Escondido na Netflix

ESCONDIDO NA NETFLIX | O Impossível

Publicado

em

O Impossível” é um filme baseado em fatos reais, que conta a história de uma família britânica que ao passar as férias na Tailândia, acaba vivendo o pesadelo causado pelo tsunami da Indonésia que matou mais de 200 mil pessoas no final de 2004.

O filme é uma produção espanhola, que custou 30 milhões de euros, mas que encarou de frente as produções Hollywoodianas e se manteve nos primeiros lugares das bilheterias mundiais na época.

No filme, o casal, Maria (Naomi Watts) e Henry (Ewan McGregor), estão hospedados com os três filhos pequenos num resort, quando são atingidos pela primeira onda, e se perdem uns dos outros, e o longa se desenrola entre cuidar de seus ferimentos, e ser humano e cuidar do próximo, sem perder a fé que sua família ainda está viva.

Na época, durante as primeiras exibições do filme, muitas pessoas passaram mal nas salas de cinema, pois o diretor, o espanhol Juan Antonio Bayona, empenhou-se em ser o mais realista possível, e ele se mostra competente pois sentimos a aflição e o desespero que não só aquela família passou, mas que aquele país viveu.

É dramático ver a luta de pais, mães, filhos e parentes em geral buscando uns aos outros e isso claramente nos aflige mas nos conduz à reflexão de quão importante é a família, e só isso já faz o filme valer muito a pena.

Vale destacar as ótimas atuações de Naomi Watts e de Ewan McGregor que transmitem veracidade em suas atuações, e é interessante ver o promissor Tom Holland mostrando muito talento em tela.

Seu final é criticado mas é realista e não esconde a tristeza da desigualdade social, mostrando que infelizmente o “final feliz” não é para todos.

O Impossível“, um drama excelente para se assistir com toda a família e que está “Escondido na Netflix“, lembrando que a Netflix adiciona e remove filmes de seu catálogo diariamente então não perca tempo e assista logo.

Confira o trailer:

 

 

Continue lendo
Advertisement

mobile 2

Mais lidos da semana

%d blogueiros gostam disto: