Connect with us

Hateando

HATEANDO | Alice Através do Espelho

Publicado

em

Salve, salve viajantes nerds! Para essa  nova edição, escolhi um filme mais recente, com apenas um ano de idade, mas cujo fracasso já está consolidado na contabilidade dos estúdios “Disney”: “Alice Através do Espelho”.

Baseado no livro homônimo do escritor britânico “Lewis Carroll”, o longa, assim como o livro, é a continuação de outra obra de Carroll: “Alice no País das Maravilhas”, também filmado pela Disney em 2010. Tanto o primeiro longa quanto o primeiro livro, são infinitamente superiores à suas sequências, o que talvez explique o prejuízo retumbante do filme em questão.

“Alice através do espelho” custou 170 milhões de dólares sem contar os gastos posteriores com publicidade para seu lançamento. Quando estreou em junho do ano passado, foi impiedosamente massacrado por “X-Men Apocalipse”, dos estúdios “Fox”, lançado na mesma época. Apesar disso, ambos os filmes foram detonados pela crítica especializada.

O primeiro grande erro no caso de “Alice através do espelho”, em minha opinião, foi a troca do diretor Tim Burton que dirigira o filme anterior por James Bobin. Obviamente que o inexperiente diretor que iniciou sua carreira nos cinemas com “The Muppets” em 2011, não estava á altura para tocar esse projeto. Burton, que nesse longa preferiu ficar apenas como produtor, era o homem certo que poderia ter feito dessa sequência um filme tão grandioso quanto o primeiro.

Sacha Baron Cohen, acertada escolha para o personagem “Tempo”.

Mesmo a acertada escolha do ator Sacha Baron Cohen para interpretar o personagem “Tempo”, o retorno de Johnny Depp e Helena Bonham Carter como os engraçadíssimos personagens “Chapeleiro  Louco” e “Rainha de Copas” e os efeitos visuais de primeira qualidade salvaram o filme do péssimo roteiro.

Em tempos de politicamente correto, o envolvimento de Depp em um caso de violência doméstica envolvendo a também atriz e ex-esposa do ator Amber Heard, que estampava as manchetes na época, também pode ter prejudicado a bilheteria do filme.

Pessoalmente, até gostei do filme apesar de concordar que o mesmo é infinitamente inferior ao primeiro, mas não é o tipo de longa que tenho vontade de assistir mais vezes. Uma vez bastou. Não tenho pretensão de voltar a ele, a não ser talvez, em uma longínqua e sonolenta reprise na TV, daquelas que ajudam a combater a insônia…

Nota para o filme: 2,5/5

Jorge Obelix. Ancião do grupo, com milhares de anos de idade. Fã da DC Comics e maior conhecedor de Crise nas Infinitas Terras e Era de Prata do Universo. Grande fã de Nicholas Cage que acha que um filme sem ele nem pode ser considerado filme. Fã de Jeff Goldblum também, e seu maior sonho é ver ambos (Cage e Goldblum) contracenando.

Comente aqui!

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: