Connect with us

Listas

TRIP LISTA | Quando o trailer é melhor que o filme!

Publicado

em

A indústria de cinema sabe nos enganar direitinho. Um bom trailer tem a função de criar expectativas e nos deixar com aquela vontade maluca de ver o filme que vai estrear ano que vem! E ainda mais agora com a internet, os estúdios procuram fazer trailers cada vez mais caprichados, bem editados, com trilha sonora estrondosa e, as vezes, até mesmo com cenas que nem estão nos filmes.

E ocorre que com este capricho todo, os trailers podem ficar melhores  que os filmes em si!

X-MEN 3 – 

O trailer que mais me enganou até hoje. Foi o primeiro dos filmes dos X-men que pude ver no cinema, e quando saiu o primeiro trailer minhas expectativas sobre o filme foram jogadas nas alturas. O trailer prometia tudo. Mas o tudo prometido ficou apenas nos trailers. O filme não chega a ser uma bomba, mas ficou muito aquém do que poderia ter sido.

ESQUADRÃO SUICIDA – 

O primeiro trailer dá o tom que um filme sobre vilões deveria ter. Denso, com pouquíssimos momentos de humor, e uma música extremamente depressiva. Mostra um caminho que se trilhado daria um filme da intensidade de “Cavaleiro das trevas”. O outro é empolgante do início ao fim. Música do Queen, situações tensas mescladas com piadas que funcionam, e um clima sujão, meio dark, e, que pra mim, tem a frase que deveria definir o filme: “Somos vilões! É o que fazemos!”. Um dos melhores trailers que já vi no cinema. Mas aí que o filme não poderia ficar somente nos trailers, e quando o vimos em tela, a decepção foi enorme. Uma história mal amarrada, personagens subaproveitados, conclusões de arcos óbvios. Foi um dos filmes mais odiados do ano de 2016, e com muita razão.

STAR WARS EPISÓDIO I – A AMEAÇA FANTASMA – 

A maior saga da história do cinema, que empolgou uma geração toda de fãs finalmente retorna às salas de projeção. E o primeiro trailer traz o que os fãs estavam loucos de saudades: lutas de sabres de luz, naves no espaço, Mestre Yoda, um vilão marcante e o grande encontro entre Anakin Skywalker e Obi-Wan Kenobi. Tudo, é claro, embalado pela incrível música de John Willians. Isso levou milhões de pessoas aos cinemas, e a não ser que elas fossem muito crianças, saíram frustradas, para não dizer iradas, após a exibição! E o filme em questão foi apenas o início de uma trilogia que apenas George Lucas diz gostar. Tivemos que esperar mais alguns anos até que “O Despertar da Força” e “Rogue One” fizessem justiça à está história!

INDIANA JONES E O REINO DA CAVEIRA DE CRISTAL – 

Um chapéu, uma música e uma sombra! Isso já bastou para ficarmos loucos para ver esta quarta aventura do arqueólogo mais famoso do cinema. Parecia tudo perfeito no trailer: Steven Spielberg, George Lucas, Harisson Ford e John Willians juntos novamente, uma grande atriz (Cate Blanchet) como vilã e o astro teen do momento (Shia LaBeouf) fazendo a ponte com os mais jovens, função que foi de River Phoenix em “A Última Cruzada” ! O que poderia dar errado? Tudo! O filme é uma grande confusão e correria em uma história desinteressante e com uma conclusão frustrante. Basta esperar para ver se o prometido quinto capítulo da história irá fazer jus à história do personagem e sua importância para o cinema.

SUPERMAN RETURNS – 

Sabe aquele trailer bem curto, quase um teaser, que te deixa desesperado para ver um filme? Foi este o caso desta bela bomba! O primeiro trailer é um primor: narração de Marlon Brando e uma música que busca em nossa memória os excelentes primeiros filmes do Azulão. O clima de nostalgia ainda ganha mais força com o visual meio antigo das imagens, mostrando uma parte da infância de Clark e as descobertas sobre seus poderes e sua história. Ainda dá uma aura divina ao mostrá-lo vindo dos céus, quando a narração afirma: “Eu envio você meu filho!”. Lindo de se ver! Mas e o filme? Melhor esquecer que foi feito.

HANCOCK –  

Este filme poderia ter adiantado em vários anos o sucesso, de público e crítica, de Deadpool. A premissa mostrada no primeiro trailer é revolucionária para o cinema: um ser superforte (com poderes similares ao do Escoteiro Azul) mas sem a honra e decência. O trailer já mostra Will Smith, no auge da fama, dormindo bêbado em um banco de praça, assediando mulheres, sendo insultado por crianças e jogando baleias de volta no mar pelo rabo. Mas ai vem o filme para estragar tudo, quando coloca um amor impossível (e jogado totalmente de graça na história) entre Hancock e a personagem vivida por Charlize Theron, e que de uma hora para outra, e sem explicação nenhuma, é transformada em uma vilã destruidora. Este é um filme que merecia uma refilmagem nesta era pós-Deadpool!

X-MEN ORIGINS: WOLVERINE – 

(Duas estrelas pela cena de abertura e pela sequência das Guerras. por mim o filme pararia ali!)

Qual fã de Wolverine não foi à loucura com este trailer? Ele traz tudo que se espera de uma historia sobre a origem do Arma-X: cenas baseadas na excelente graphic novel “Wolverine: Origens”, onde somos apresentados ao jovem James Howlet; Willian Striker e todo o projeto do Arma X; e o embate com seu nêmesis, Dente de Sabres. Perfeito! Pena que não pudemos ficar apenas no trailer. Tivemos que ir no cinema e ver aquela tragédia, em que a honra do Carcaju foi mergulhada na lama e somente retirada agora com o excelente “Logan”.

BATMAN VS SUPERMAN – A ORIGEM DA JUSTIÇA – 

O embate dos dois mais famosos heróis do mundo dos quadrinhos, aguardado por todos os fãs desde que Christopher Reeve voou e que Michael Keaton vestiu o manto do cavaleiro solitário. Como ambos heróis no cinema seguiriam caminhos separados, este encontro estava cada vez mais distante. Até que a DC (e Warner) vendo o sucesso estrondoso da Marvel, resolve finalmente unir seu universo cinematográfico. E o que vimos no trailer deixou os fãs desesperados para irem para a fila dos cinemas. Ele tinha tudo que queríamos em um filme adulto, denso e o mais realista que um filme de heróis pode ser. Sem contar que ainda fomos apresentado à beleza estonteante da Mulher Maravilha, já dando sinais de que o filme da “Liga da Justiça” estava a caminho. Já a realização do filme foi sofrível, fraco, sem uma ligação interessante entre as histórias, as cenas de ação pareciam ter sido filmadas aleatoriamente e juntadas por um editor com sono. E o embate entre os dois heróis era aquilo mostrado nos trailers, e só!

 

Professor de História e Grande apaixonado pela sétima arte e da maior premiação do cinema, o Óscar. Viciado em séries e Redador das colunas "Vale a Maratona" e "Papo de Cinema".

Listas

TRIP LISTA | As melhores aparições de Stan Lee em adaptações dos quadrinhos

Publicado

em

O mundo geek está de luto, pois a grande lenda dos quadrinhos Stan Lee morreu aos 95 anos. Em homenagem à esse grande criador de grandes personagens como o Quarteto Fantástico, X-Men, Thor, Homem de Ferro (estes criados em sua parceria com Jack Kirby), Demolidor (junto com Bill Everret) e o querido Homem-Aranha (criado também por Steve Ditko), nós do Nerdtrip selecionamos as 10 melhores aparições de Stan Lee em adaptações dos quadrinhos.

10 – O Julgamento do Incrível Hulk (1989)

E por que não começarmos com a primeira aparição especial desse mito? Em 1989, no filme para TV “O Julgamento do Incrível Hulk”, Lee apareceu interpretando um dos membros do tribunal durante o julgamento do doutor David Banner.

09 – Venom (2018)

A última aparição de dele nos cinemas foi no famigerado filme do simbionte alienígena, onde em uma cena hilária ele aconselha Eddie Brock e Venom a não desistirem de Annie Weying, deixando claro que sabe da existência do simbionte. Ao final da cena, Venom pergunta a Eddie sobre quem é o velho que falou com eles.

08-  Quarteto Fantástico 2 (2007)  

Outra excelente participação especial de Stan Lee em um filme de qualidade questionável. Dessa vez ele aparece tentando entrar sem ter sido convidado no casamento de Reed Richards (Senhor Fantástico) com Sue Storm (Mulher-Invisível).

07- Thor (2011)

No primeiro filme do deus do trovão, a participação de Stan Lee acontece em uma divertida cena onde ele tenta puxar o Mjolnir preso ao chão amarrando-o na sua caminhonete, consequentemente falhando no ato e danificando o veículo.

06-  Homem-Aranha: A Série Animada (1995)  

Se você achou que as aparições foram apenas nos filmes. Você se enganou completamente, pois o nosso lendário quadrinista também apareceu no episódio final da série animada do aracnídeo que durou de 1994 à 1998, onde Peter Parker se encontra com um de seus grandes criadores.

05-  Os Vingadores – The Avengers (2012)

Mais uma participação que não poderia faltar nessa lista. No primeiro filme dos heróis mais poderosos da terra, Stan Lee  aparece em uma entrevista jogando xadrez em um parque desacreditando da existência de super-heróis em Nova York. LOGO ELE…

04- Marvel’s Spider-Man (2018)

No mais recente jogo do Homem-Aranha, fomos surpreendidos com uma breve aparição de Lee dialogando com Mary Jane, dizendo que sempre torceu pelo romance dela com Peter Parker. A aparição acontece em um restaurante, logo após o encontro do casal mais famoso das histórias em quadrinhos.

03- Vingadores: A Era de Ultron (2015)

Na cena da festa na torre dos Vingadores, acontece um dos momentos mais divertidos de Vingadores: A Era de Ultron, no qual Thor permite que um veterano interpretado por Stan Lee experimente uma bebida forte demais para “meros mortais”. O veterano ignora o aviso do deus do trovão e bebe o drink. Após isso, a cena acaba com o veterano já embriagado sendo carregado por duas pessoas.

02- Guardiões da Galáxia Vol. 2 (2017)

Em uma aparição de explodir cabeças, vemos em uma das cenas dos créditos de Guardiões da Galáxia Vol. 2, três Vigias ouvindo um astronauta contar suas histórias. Esse astronauta é ninguém menos que o próprio Lee contando (ou não) tudo que viu em suas múltiplas aparições em outras obras.

01- O Espetacular Homem-Aranha (2012)

Na sua participação mais divertida, vemos a nossa lenda dos quadrinhos usando headphones, ouvindo música distraído em uma biblioteca enquanto ao fundo, o Cabeça-de-Teia e o Lagarto se enfrentam destruindo o local inteiro.

Menção Honrosa –  Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas

Stan Lee foi tão importante para a indústria dos quadrinhos que até mesmo a DC, editora “rival” da “Casa das Ideias”, o homenageou com uma pequena participação especial no novo longa animado dos Jovens Titãs, lançado em agosto deste ano.


SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK:  facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER:  twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM:  instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE:  www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

TOY STORY 4 | Novo teaser trailer destaca novos personagens que tiram sarro de Buzz Lightyear!

BLACK CLOVER | Confira o título e prévia do episódio 59 do anime

GUERRA FRIA | Filme do vencedor do Oscar Pawel Pawlikowski tem estreia programada para fevereiro

EM CHAMAS | Filme baseado em conto de Haruki Murakami é escolhido para representar a Coreia de Sul no Oscar

POKÉMON SUN & MOON | Confira título e prévia legendada do episódio 97 do anime

ELSEWORLDS | Liberado primeiro teaser do inédito crossover entre as séries do Arrowverse!

 

Continue lendo

Listas

TRIP LISTA | Os melhores filmes de terror de todos os tempos pela equipe Nerdtrip

Publicado

em

E para comemorar o Dias das Bruxas, também conhecido como Haloween, a equipe Nerdtrip dessa vez resolveu eleger o top 10 melhores filmes de terror de todos os tempos. Cada membro da equipe elegeu seus 10 preferidos e depois através de um sistema de pontuação onde cada primeiro lugar recebeu 10 pontos, cada segundo lugar 9 pontos, cada terceiro lugar 8 pontos e assim sucessivamente, até chegar ao décimo que recebeu um ponto. Após votação e apuração, eis que nossa lista ficou definida da seguinte maneira:

 

10º – O Chamado (2002)

O Chamado é um filme de terror psicológico que teve sua estreia em 2002. Dirigido por Gore Verbinski e roterizado por Ehren Kruger, se trata de uma regravação do longa original japonês de título Ringu.

A atriz Naomi Watts deu vida à repórter e mãe solteira que decide investigar a misteriosa morte da sobrinha que supostamente faleceu devido a uma parada cardíaca. Porém houve rumores sobre a causa de sua morte estar ligada ao fato da mesma ter assistido a uma fita de vídeo e após seu término a vítima ter recebido um sinistro telefonema com uma aterrorizante voz do outro lado da linha proferindo a frase “sete dias”.

Esse longa na ocasião arrepiou tanto que fez por muito tempo qualquer um quase morrer de susto ao ouvir um toque de telefone. No conteúdo da fita misteriosa havia apenas um círculo brilhante que mais parecia o eclipse da lua. Até aí nada de mais. Contudo o que vinha a seguir segundo a lenda, é que se outra pessoa não assistisse ao vídeo após a vítima, a mesma morreria em 7 dias, e não era qualquer morte não, primeiro a pobre alma seria atormentada por uma garotinha macabra com vastos cabelos sobre o rosto saindo da televisão.

A produção recebeu muitos elogios da crítica na época, inclusive foi considerada uma produção melhor que a original. O final, apesar de confuso, agradou muito ao público e rendeu mais tarde duas sequências não tão bem sucedidas. (por Ritinha Angel)

9º – O Exorcismo de Emily Rose (2005)

É um filme de terror macabro baseado em fatos reais que teve sua estreia em 2005. O longa é uma adaptação de um caso verídico ocorrido na Alemanha com a jovem católica chamada Annelise Michel.

A história gira em torno de uma família, cuja qual uma das filhas acredita está sendo vítima de uma possessão demoníaca. Os pais já tinham passado por diversos especialistas que acreditavam ser um caso de esquizofrenia e psicose porém, quem testemunhou os estranhos fenômenos sobrenaturais sofrido pela moça não acreditam em outra coisa a não ser na obra do mal.

A primeira coisa que me chamou a atenção nesse filme foi o fato de ser baseado em um caso verídico, no entanto, ao assistir, entrou no meu top de filmes sobrenaturais de terror mais assustadores de todos os tempos. Com uma equipe de atores super competentes e com merecido destaque a atriz Jennifer Carpenter que nos arrancou lágrimas ao mostrar de maneira super convincente o sofrimento vivido pela jovem.

O longa é extremamente perturbador, contém cenas da garota comendo insetos, batendo a cabeça na parede e falando a língua do capeta. Curiosamente na época ficamos sabendo que essa cena se trata da dublagem original da garota possuída, é a voz foi gravada em uma fita cassete pelo padre Moore em uma das suas sessões de exorcismo com a vítima. (por Ritinha Angel)

8º – Psicose (1961)

Escrito por Joseph Stefano e dirigido pelo gênio Alfred Hitchcock, em 1960 “Psicose” foi definitivamente um filme a frente de seu tempo. A produção recebeu críticas mistas na época, mas sua extraordinária bilheteria fez com que muitos desses críticos mudassem de opinião, transformando o longa em uma unanimidade. Os excessivos e dinâmicos closes usados pelo diretor (muito comuns nas Hqs),  a música (Hitchock dizia que 33% do impacto do filme era mérito da trilha sonora), sua tensão psicológica, violência e sexualidade, chocaram espectadores e críticos que nunca tinham visto um vazo sanitário no cinema.

Considerado um dos melhores filmes de Hitchcock, Psicose se tornou um dos grandes exemplos de “arte cinematográfica” sendo elogiado e aclamado por acadêmicos de todo mundo. O romance no qual o filme é baseado foi inspirado na história real de Ed Gein, um serial killer que também serviu de inspiração para clássicos como “O Massacre da Serra Elétrica” de 1974 e “O Silencio dos Inocentes” de 1991. A história da secretária Marion Crane (Janet Leigh) que acaba fugindo para um distante e isolado motel (de propriedade de Norma e Norman Bates, vivido magistralmente por Anthony Perkins ) historicamente é considerado um dos primeiros filmes do gênero slasher. (por Giovanni Giugni)

7º – A Hora do Pesadelo (1984)

Freddy Krueger. A menção desse nome nos anos 80 causava arrepios. E muito desse sucesso em causar admiração (sim) e medo, vem do clássico primeiro filme da franquia (que o autor Wes Craven não queria que fosse). Alguns dos 90 minutos mais bem produzidos da história do cinema.

Robert Englund, escolhido para interpretar o infame assassino de crianças que teve o corpo todo queimado em uma caldeira. Sua marca registrada, a luva de lâminas que usava pra fatiar e atormentar suas vítimas. Renascido por um pacto com o próprio Satã, Freddy ganhou a habilidade de aprisionar suas vítimas em horríveis pesadelos.

A partir daí o filme se torna uma experiência visual fortíssima e escatológica. A Hora do Pesadelo influenciaria filmes dos anos 80 e 90 como A Mosca e até mesmo Jason Voorhees e seu Sexta Feira 13. Não é um filme pra ser comentado, e sim pra ser sentido.

Recomendo assistir de madrugada, luzes apagadas, e e se possível em uma noite tempestuosa. O filme merece. (por Marcos Roberto Neves)

6º – A Profecia (1976)

Dirigido por Richard Donner, A Profecia é baseado no livro homônimo escrito por David Seltzer. Na trama somos apresentado à Robert Thorn (Gregory Pack), um embaixador americano no Reino Unido, e sua esposa Katherine (Lee Remick), que estão ansiosos pela chegada de seu primogênito. Acontece que o bebê acaba morrendo durante o parto, então preocupado com a reação de sua esposa ao descobrir, Robert acaba por adotar uma criança que perdeu a mãe nessa mesma noite e o dá o nome de Damien.

No aniversário de cinco anos de Damien (Harvey Stephens), sua babá acaba por cometer suicídio, iniciando assim uma série de acontecimentos macabros ao redor do membro mais novo da família Thorn. A história passa a ficar ainda mais macabra quando surge um padre (Patrick Troughton) que tenta convencer Robert de que seu filho na realidade é o Anticristo, o filho do Diabo que foi gestado por um Chacal. A partir daí acompanhamos Robert na sua procura pela verdade sobre a criança.

A Profecia conseguiu realizar um feito incrível, pois apesar do orçamento de apenas 2 milhões de dólares, conseguiu se tornar um dos filmes de terror mais marcantes de todos, ganhando alguns prêmios como o Oscar de Melhor Trilha-Sonora, com as músicas compostas por Jerry Goldsmith. Além disso o longa ganhou a fama de “o filme mais amaldiçoado de todos”, devido aos diversos acidentes que ocorreram durante as gravações. (por Luiz Rocky)

5º Poltergeist: O Fenômeno (1982)

Em 1982, Steven Spielberg estava em alta, após Os Caçadores da Arca Perdida (1981) e estando prestes a lançar o eterno clássico E.T. – O Extraterrestre. Nesse meio tempo, surgiu em sua cabeça uma história de terror envolvendo uma televisão e uma fofa menininha (interpretada de forma inesquecível por Heather O’Rourke, que viria a tragicamente falecer de bloqueio intestinal, aos 12 anos, logo após as filmagens de Poltergeist III).

Assim, com o roteiro pronto, Spielberg – também produtor executivo – deixou a direção para Tobe Hooper, conhecido pelo também clássico, O Massacre da Serra Elétrica, de 1974. O resultado não poderia ser outro: um filme de terror assustador, com ótimos efeitos especiais, cujo elemento sobrenatural afetava a pobre família Freeling tanto durante a noite, quanto no decorrer do dia (uma inovação), assombrando árvores, copos de leite, pedaços de carne e um apavorante palhaço de brinquedo (que gerou uma das melhores sequências de terror de todos os tempos!).

A produção ganhou duas continuações bem inferiores – Poltergeist II: o Outro Lado (1986); e Poltergeist III: O Capítulo Final (1988) – além de uma recente refilmagem (2015). Mas nada supera o original e os estranhos acontecimentos em torno da produção, como a já mencionada morte de Heather O’Rourke e de Dominique Dunne (que fez a filha mais velha da família assombrada) que foi assassinada pelo namorado ao som da trilha sonora do filme (argh!!!), fenômenos com quadros e fumaça nas casas e fotos dos atores, bem como a morte por doença de outros envolvidos. Tudo muito estranho, para o deleite dos fãs!!! Clássico absoluto. (por João Nélio)

4º – Invocação do Mal (2013)

Filme lançado em 2013 e dirigido por James Wan, sobre dois investigadores paranormais Ed e Lorraine Warren. Neste primeiro filme eles são chamados para ajudar uma família que está sendo aterrorizada por uma entidade demoníaca.

Por ser um filme baseado em fatos reais causa em nós muito mais medo do que as recentes tentativas de terror que a indústria tenta todos os anos produzir. Com um roteiro bem amarrado e com um ótimo elenco principal, com uma observação para o excelente trabalho de Lily Taylor como Carolyn Perron. Invocação do mal entra no grupo dos melhores filmes de terror do século XXI e também na nossa lista. Se você ainda não assistiu assista vale muito a pena. (por Katherine Reis).

3º – O Bebê de Rosemary (1968)

Efeitos especiais de primeiras, espectros, criaturas assustadoras… Esqueça tudo isso. Em 1968 o diretor Roman Polanski provou com “O Bebê de Rosemary” que é possível se fazer um filme de terror extremamente assustador e pertubador com orçamento razoável (apenas 3,2 milhões de dolares) e apenas calcado na atuação de seus atores. 

Mia Farrow interpreta magistralmente a pequena e ingênua Rosemary Woodhouse, uma jovem que atravessa uma gravidez sinistra. Farrow nos entrega uma personagem totalmente frágil, desprotegida e insegura que causa empatia imediata no espectador. Não há como assistir ao filme sem ficar incomodado e querer ajudá-la de qualquer forma. A angústia e a dualidade de sentimentos de Rosemary sobre o bebê que carrega no ventre é compartilhada com o espectador de forma contundente.

A interpretação de Ruth Gordon da personagem Minnie Castevett, uma idosa e aparentemente alegre e bisbilhoteira vizinha lhe valeu o Oscar de melhor atriz coadjuvante. Ela realmente está impagável no filme.

Destaque para a música de abertura que causa arrepios na espinha até hoje.  (por Jorge Obelix)

 

2º – O Exorcista (1973)

O gênero de terror sempre foi relegado a uma segunda categoria. Até o lançamento dele!

O Exorcista é o primeiro filme do gênero a ser indicado ao prêmio principal do Oscar, além de outras 9 indicações, incluindo diretor, e vencendo o prêmio de Roteiro Adaptado. O longa acompanha duas histórias trágicas que acabam se cruzando: a do padre Damien Karas e seu conflito de fé, e a da atriz Chris MacNeil que enfrenta a misteriosa doença de sua filha, a jovem e meiga Regan.

Sem escancarar inicialmente para o horror, o filme leva a tensão psicológica ao extremo, e quando estamos envolvidos com a angustia, entra em cena os dois grandes personagem do filme: Padre Merrin (o exorcista do título) e Pazuzo, o demônio a ser expulso. Por mais que algumas cenas tenham envelhecido mal (o vômito verde), o filme ainda causa gelo na espinha, em especial por assistirmos a transformação radical da personagem de Linda Blair, e a luta do bem contra o mal que está dentro de cada um de nós. O fato de ser baseado em fatos torna a história ainda mais aterrorizadora. (por João Paulo Rocha)

1º O Iluminado (1980)

Baseado no livro homônimo do “rei do terror” Stephen King, o longa “O Iluminado” de 1980 consegue ser tão aterrorizante quanto a obra original, o que é muito raro. Isso se dá principalmente à genialidade de Stanley Kubrick na direção e de Jack Nicholson atuando como protagonista. A química dessa dupla é explosiva.

Jack Torrance (personagem de Nicholson) é um escritor, alcoólatra em recuperação que aceita um emprego de zelador em um gigantesco e antigo hotel no alto das montanhas durante o inverno. Jack, sua esposa e filho devem ficar isolados do resto do mundo nessa construção por seis meses, até a volta dos funcionários e hóspedes no verão. Porém, o que eles não sabem, é que o hotel é assombrado…

Aos poucos Jack vai enlouquecendo por influência dos espíritos ali presentes, e a transformação dele é aterradora. A atuação de Nicholson é fantástica e realmente causa medo nos espectadores. As tomadas de câmera fechada nos corredores do hotel (foto acima) e a ambientação criadas por Kubrick são geniais e se tornaram referências posteriormente no gênero.

É simplesmente impossível assistir O Iluminado sem que o mesmo lhe deixe com uma sensação estranha após o final totalmente surpreendete e inesperado. Uma das melhores adaptações de livros para o cinema em todos os tempos. (por Jorge Obelix).

Abaixo saiba como votou cada redator do Nerdtrip:

 

Ana Carolina

Caçula do Nerdtrip, especialista em K-Pop.

 

 

 

1º Annabelle
2º O exorcismo de Emily Rose
3º Quando as luzes se apagam
4º Invocação do mal
5º O grito
6º A possessão de Piper Rose
7º Sobrenatural
8º Um lugar silencioso
9º A maldição da casa Winchester
10° O exorcista

 

Fernanda “Momoko” Dias

22 anos, amante de gatos, animes, dança, admiradora da cultura pop oriental, viciada em Just Dance, cosplayer e aprendiz de gamer.

 

 

1º O Iluminado
2º Psicose
3º O Exorcista
4º Invocação do Mal
5º It: A Coisa (2017)
6º Jogos Mortais (2004)
7º O Chamado
8º O Babadook
9º O Ritual
10° A Entidade

 

“Don” Giovanni Giugni

É o exército de um homem só, por trás da “Casa das Ideias Nerd”. Teve a felicidade de ter como primeiras experiências cinematográficas, filmes do calibre de “Superman” de 1978 e “O Império Contra-ataca”. Destemido desenhista e intrépido apaixonado por “Super-heróis”, vive disfarçado como um pacato Professor de musculação.

 

1º O Exorcista
2º O Iluminado (1980)
3º O Bebe de Rosemary
4º A Profecia (1976)
5º Dracula (1931)
6º Coração Satanico
7º Frankenstein (1931)
8º Entrevista com Vampiro
9 Nosferatu
10° Dracula: Bram Stoker

 

 

Hugo “Senhor da Ordem” Francato

RPGista, colecionador de HQs desde 1992, viciado em séries e profundo conhecedor do Universo Marvel (mas gosta da DC também).

 

 

1º Evil Dead II: Uma Noite Alucinante (1987)
2º Poltergeist: O fenômeno
3º A hora do pesadelo (1984)
4º O sexto sentido
5º Reanimator
6º A profecia (1976)
7º O iluminado
8º Hellraiser
9º Brinquedo assassino 1
10° Identidade

Igor “Ops” Souza

Professor de Biologia e Educação Física Escolar, amante de praticamente tudo do mundo nerd e lunático pela 7º Arte.

Apresentador do Teekcast, respeita a Marvel mas não tem vergonha de revelar para todos o seu amor platônico pela DC Comics e odeia a briga boba entre marvetes e dcnautas.

 

1º Evil Dead: A Morte do Demônio (1981)
2º Invocação do Mal (2013)
3º Evil Dead: A Morte do Demônio (2013)
4º O Iluminado (1980)
5º Evil Dead II: Uma Noite Alucinante (1987)
6º Alien: O Oitavo Passageiro (1979)
7º Poltergeist – O Fenômeno (1982)
8º O Exorcista (1973)
9º O Massacre da Serra Elétrica (1974)
10° It – A Coisa (2017)

 

João “Neófito” Nélio

Sou um quarentão apaixonado pela cultura pop em geral. Adoro quadrinhos, filmes, séries, bons livros e música de qualidade.
Pai de um lindo casal de filhos e ainda encantado por minha esposa, com quem já vivo há 19 bons anos, trabalho como Oficial de Justiça do TJMG, num país ainda repleto de injustiças.
E creio na educação e na cultura como “salvação” para nossa sociedade!!

1º O Iluminado
2º O Exorcista
3º O Bebê de Rosemary
4º Poltergeist – O Fenômeno (1982)
5º Drácula – Bram Stoker
6º Os Pássaros
7º O Advogado do Diabo
8º O Chamado
9º Madrugada dos Mortos – 2004
10° Os Outros

João Paulo Rocha

Professor de História e grande apaixonado pela sétima arte e da maior premiação do cinema, o Oscar. Viciado em séries e redador das colunas “Vale a Maratona” e “Papo de Cinema”.

 

 

1º O Exorcista
2º O Bebê de Rosemary (1968)
3º A Noite dos Mortos Vivos (1968)
4º A Profecia (1976)
5º Espíritos – A Morte está a seu lado
6º Despertar dos Mortos – 1978
7º O Iluminado
8º Sexta Feira 13
9º Madrugada dos Mortos – 2004
10° Invocação do Mal

 

Jorge “Obelix” Cardoso

Ancião do grupo, com milhares de anos de idade. Fã da DC Comics e maior conhecedor de Crise nas Infinitas Terras e Era de Prata do Universo. Grande fã de Nicolas Cage que acha que um filme sem ele nem pode ser considerado filme. Fã de Jeff Goldblum também, e seu maior sonho é ver ambos (Cage e Goldblum) contracenando.

 

1º – A Mosca
2º – O Iluminado (1980)
3º – Drácula – Bram Stoker
4º – Poltergeist – O Fenômeno (1982)
5º – O Bebê de Rosemary (1968)
6º – It – A Coisa (2017)
7º – O Retorno dos Mortos-Vivos (1985)
8º – O Exorcista
9º – Os Pássaros
10° – O advogado do diabo

 

JR “Mestre Hater” Costa

Paulistano, amo música, filmes, séries, e estou ressuscitando o amor por animes.  Aprecio os filmes bons e me divirto debochando dos ruins (o que gerou o injusto apelido de Mestre Hater).

Tento ter como característica, textos curtos e objetivos valorizando a informação. Escritor das colunas “HATEANDO!” “Demorei, mas eu vi!”  e “Escondido na Netflix”.

1º Todo mundo quase morto
2º Evil dead: Uma noite alucinante 3
3º A vila
4º Os outros
5º A mosca
6º Jogos mortais
7º O chamado
8º It: A coisa (2017)
9º Pânico
10° Pânico na floresta

 

Kathe Reis

Adoro filmes de terror e suspense e séries principalmente The Walking Dead.

 

 

 

1º Psicose
2º O Iluminado
3ºInvocação do Mal
4º O Chamado
5º O Exorcista
6° Corra!
7º Annabelle
8º Hush
9º Fragmentado
10° A noite dos Mortos Vivos ( 1968)

 

Laryssa Stoller

20 anos, Gamer de carteirinha, viciada em animes & cultura pop oriental, admiradora nata de Cyberpunk, RPG, e o melhor do mundo Nerd.

 

 

1º O Exorcista
2º O iluminado (1990)
3ºO Bebe de Rosemary
4º Halloween (1977)
5º O Orfanato (2007)
6º O Massacre da Serra Elétrica (2003)
7º Invocação do Mal (2013)
8º Evil Dead: A morte do Demônio (2013)
9º Espíritos – A Morte Está ao Seu Lado (2004)
10° Suspiria (1977)

 

Luiz Rocky

Estudante de Educação Física. Sou apaixonado por cinema, mangás, games, séries e Star Wars.

 

 

 

1º O Iluminado (1980)
2º A Profecia (1976)
3º O Exorcista
4º Madrugada dos Mortos (2004)
5º Cemitério Maldito
6º Halloween (1977)
7º O Exorcismo de Emily Rose
8º A Hora do Pesadelo (1984)
9º O Bebê de Rosemary
10° Poltergeist – O Fenômeno (1982)

 

Marcos “Contraditório” Roberto Neves

O lobo da noite. O nerd caçador. Sou criador de páginas, nativo da internet desde a chegada no nosso país, músico, escritor e as vezes até poeta.

Jogador nato, criado nos games do Atari aos 4K atuais.
Também sou fã de literatura, rpg e cyberpunk.

1º Halloween (1977)
2º A Hora do Pesadelo (Wes Craven, 1984)
3º Evil Dead (1981)
4º Jogos Mortais
5° O Exorcista
6º Colheita Maldita
7º Scanners – Sua mente pode destruir
8º O Massacre da Serra Elétrica (2003)
9º A Beira da Loucura
10° Rec

Rafael Gonzalez Gil

Fã de HQs, cinema e séries.

 

 

 

1º Psicose
2º It: A Coisa (1990)
3º O exorcista
4º O exorcismo de Emily Rose
5º O iluminado
6º Jogos mortais
7º O chamado
8º Planeta zumbi
9º Hellraiser
10°

 

“Ritinha” Angelim

Baiana, apaixonada por cultura oriental, HQs, seriados de TV, livros, cinema e música. Adora Pizza, pipoca, Hugh Jackman, Wolverine, visitar a Saraiva, shopping, maquiagem e leitura. Amores da vida são filha, marido, família e Netflix.
Cristã e fã do seriado Supernatural, tem o sonho de um dia conhecer os Winchesters e o Japão. Sonha no mundo real e vive na fantasia.

 

1º O exorcismo de Emily Rose
2º Sobrenatural
3º A hora do pesadelo (1984)
4º O exorcista
5º Colheita maldita
6º A hora do espanto (1985)
7º O Grito
8º O chamado
9º A profecia (1976)
10° O advogado do diabo

Sammylle Matheus

Amante da sétima arte. Fascinada na relação entre cinema, história e filosofia. Devoradora de quadrinhos, aprecia um bom clássico e combate o crime em Gotham City nas horas vagas.

 

 

1º O Iluminado (1980)
2º O Exorcista
3º O Bebê de Rosemary
4º O Enigma de Outro Mundo (1982)
5º Poltergeist – O Fenômeno (1982)
6º Psicose
7º Halloween: A Noite do Terror
8º Suspiria (1977)
9º Frankenstein (1931)
10° O Gabinete do Dr. Caligari (1920)

 

 

Sethe Goêbe

Nascido em 1991, santista, por naturalidade (e apenas por naturalidade), jornalista, escritor, publicitário, empresário e professor. De estilo hiponga, vegetariano e agnóstico, tem por suas maiores paixões os irmão: Lucas e Daniel. Compositor e letrista de mais de 500 canções, adepto a meditações e passeios a lugares simples e de contato com a natureza. Fundador da SHA ONE COMUNICAÇÕES e da CPR CONFERENCES, ama debates filosóficos, políticos e religiosos. Amante de historiologia, está em constante estudo de antropologia, teologia, psicologia e ciência política.

1º A Profecia (2006)
2º Os Espíritos (1996)
3º Brinquedo Assassino 1
4º Brinquedo Assassino 2
5º Almas Condenadas
6º O Sexto Sentido
7º Os Outros
8º O Exorcismo de Emily Rose
9º A morte do Demônio
10° Mama

Tiago Cezar

DCnauta, fã de Star Wars e Star Trek e da melhor banda de rock do mundo, Led Zeppelin claro!

 

 

 

1º O Iluminado
2º O exorcista
3º Invocação do Mal
4º It: a coisa (2017)
5º Jogos Mortais 1
6º Olhos famintos
7º O chamado
8º Anabelle
9º Atividade paranormal 1
10° Brinquedo Assassino 2

 

Walquiria “Senhora do Caos” F. Endlich

Autora de A Senhora do Caos – A Viajante e o Dragão e coautora de Sociedade dos Corvos, com o conto Vida Perfeita. Nasci no Espírito Santo, mas vivo no interior paulista com minha família. Sou graduada em Pedagogia, atuo na área de administração de empresas, escritora e redatora do NerdTrip. Iniciei minha carreira literária publicando na plataforma de leitura online Wattpad e em 2016 lancei meu primeiro livro impresso. Com verdadeiro fascínio por histórias fantásticas, gibis, livros e pelo mundo nerd, sou jogadora assumida de RPG. Comecei a escrever por volta dos doze anos e convicta digo que os livros salvaram minha vida, tornaram-me um adulto mais completo e possibilitaram que obtivesse sucesso em minha carreira.

1º Identidade
2º Sexto sentido
3º Evil dead II: Uma noite alucinante
4º Poltergeist: O fenômeno
5º A Hora do Pesadelo (1984)
6º Reanimator
7º A profecia (1976)
8º O Iluminado
9º Hellraiser
10° Brinquedo assassino 1

William Peloso

Sou um dos administradores e redator do Nerdtrip. Entusiasta dos games e livros. Meu foco é dividido em diversas áreas, indo desde cinema e séries, até animes e tokusatsus. Assisto filmes e séries repetidamente e sempre me divirto como se estivesse vendo pela primeira vez. Grande fã de Harry Potter e também da Marvel e DC, sem esquecer é claro de Dragon Ball e Cavaleiros do Zodíaco.

 

1º Zumbilândia
2º Beetlejuice
3º Gremlins 2
4º Gremlins 1
5º Brinquedo Assassino 1
6º Brinquedo Assassino 2
7º Atividade Paranormal 1
8º Como sobreviver a um ataque zumbi 1
9º garota infernal
10° Jogos Mortais 1


SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

MARVEL | Rumores apontam que personagens dos filmes podem ganhar séries em streaming da Disney

TECNOLOGIA | Apple afirma que novo iPad é tão poderoso quanto Xbox One S e tem resposta da Microsoft

TOKYO GHOUL: RE | Confira a prévia e o título do episódio 5 da 4ª temporada do anime

O DOUTRINADOR | Crítica do filme sobre o “Justiceiro” brasileiro

DEMOLIDOR | Crítica em vídeo da 3º temporada com Aline Giugni & Don Giovanni

POKÉMON SUN & MOON | Revelados título e prévia do episódio 95 do anime

BLACK CLOVER | Confira o título e prévia do episódio 57 do anime

 

 

 

 

 

Continue lendo

Listas

TRIP LISTA | Os melhores filmes de super-heróis de todos os tempos pela equipe Nerdtrip

Publicado

em

Dando continuidade à série de listas que a equipe Nerdtrip está elegendo nas últimas semanas, chegou a vez dos filmes baseados em super heróis das histórias em quadrinhos. Cada membro da equipe elegeu suas 10 séries favoritas com essa temática, onde uma primeira receberia 10 pontos, uma segunda 9 pontos, uma terceira 8 pontos e assim sucessivamente, até chegar à décima que receberia um ponto.

Após votação e apuração, eis que nossa lista ficou definida da seguinte maneira:

10º – Os Vingadores (2012)

Escrito e dirigido por Joss Whedon, Os Vingadores é um marco nos filmes de super-heróis. Além de consolidar o sucesso da Marvel Studios apresentando um crossover entre quatro franquias diferentes, o filme que alcançou uma aprovação de 92% no  Rotten Tomatoes, talvez seja a produção com a maior quantidade de cenas espetaculares já produzidas.

Escolher a melhor cena do longa é uma árdua tarefa, mas uma em especial retrata de forma impecável o universo dos comics e também traça um importante paralelo entre o bem e o mal. No “confronto em Stuttgart”, Loki chega para “conquistar o mundo” simbolicamente em solo alemão. Seu discurso é afiado como navalha: “É a verdade não declarada sobre a humanidade, vocês almejam por submissão. A atração da liberdade diminui a alegria de suas vidas em uma louca disputa por poder, por identidade. Vocês foram feitos para serem governados. No final, vocês sempre se ajoelharão.”

Subitamente um ancião, que já viveu os horrores praticados pela ditadura de extrema direita nazista, recusa-se a se ajoelhar dizendo: “Não para homens como você.” Loki responde: “Não há homens como eu.” E em uma clara referencia ao símbolo máximo do fascismo, o desgastado soldado  diz:  “Sempre existirão homens como você.” Encarnando o déspota ditador, Loki está prestes a repreender o combalido senhor, quando é interrompido pelo defensor da liberdade  e por uma frase mais poderosa que seu escudo de vibranium…“A última vez que estive na Alemanha, vi um homem se destacar entre os demais, nós discordando em tudo.”

A histórica referência a Hitler, o símbolo máximo do fascismo, vindo do Capitão América, o símbolo vivo da democracia, faz um interessante contraponto representando de forma clara o embate entre o bem e o mal. Uma cena inesquecível, um momento para reflexão. (por Giovanni Giugni)

9ºLogan (2017)

Quando estreou em 2017, Logan tinha uma dura missão que era puxar a fila dos filmes de super-heróis daquele ano. E a concorrência trazia grandes páreos fazendo de Logan o patinho feio diante de Guardiões da Galáxia Vol.2, Mulher-Maravilha, Homem-Aranha: De Volta ao Lar, Thor: Ragnarok e a tão aguardada Liga da Justiça.

Vindo de dois filmes fracos (Wolverine: Origem e Wolverine: Imortal) o nosso mutante rabugento não despertava certeza de um grande filme, mas quando saí da sessão do cinema saí com uma certeza: acabo de ver o melhor filme do ano, e estamos apenas em Março! E eu estava certíssimo.

Logan renovou os filmes de heróis trazendo uma obra cheia de camadas e profundidade, nos apresentando um herói mais humano que mutante numa angustiante luta contra o tempo, a velhice e a mortalidade com um jeitão western. Não bastasse a excelente história, somos premiados com as perfeitas atuações de Patrick Stewart (Prof. Xavier), de Hugh Jackman (Logan) que encerrou a franquia de forma brilhante e da cereja do bolo: Dafne Keen (Laura / X-23) que arrebatou o coração de todos. Diante de tudo isso, não tinha como Logan não estar na nossa lista.  (por Júnior Costa)

8º – Superman (1978)

Em minha nada modesta opinião “Superman: O Filme” de 1978 deveria por merecimento figurar no topo de qualquer lista de melhores filmes de super-heróis de todos os tempos. Alcançando o impressionante montante de US $ 300,21 milhões nas bilheterias mundiais, o filme recebeu 94% de aprovação do Rotten Tomatoes e foi indicado para três prêmios da academia (melhor edição, melhor música e melhor som). Faturou o Oscar especial de efeitos visuais sendo considerado inovador em todos os seus aspectos técnicos.

Vários elementos foram determinantes para o sucesso da produção, muitos poderão dizer que foi o brilhante roteiro de Mario Puzo, David e Leslie Newman, aliados a fantástica direção de “Dick” Donner. Mas o sucesso do filme se deve a visão do personagem criada por Christopher Reeve e Richard Donner. Reeve conseguiu humanizar o “homem do amanhã” destacando suas qualidades mais nobres, mas expondo suas fraquezas e suas limitações. A analogia com o homem de Nazaré é exacerbada, destacando a bondade, a honra, o altruísmo e a liderança do personagem.

O mundo precisa do Superman, hoje mais do que nunca precisamos acolher, respeitar, amar e entender que o dialogo, a tolerância e a não violência, são aspectos fundamentais para nossa evolução como pessoa e como civilização. (por Giovanni Giugni)

 

7º – Capitão América – Soldado Invernal (2014)

Repleto de reviravoltas,  o segundo filme do Capitão é o único da Marvel que rivaliza com o grande campeão da DC Comics, “Batman: O Cavaleiro das Trevas”. A história continua os “desenrolamentos” iniciados em “Capitão América: O Primeiro Vingador” e “Vingadores”.

Só que Capitão 2 pega pesado no enredo, mostrando que a organização Hidra estava longe de ter sido derrotada. Fazendo-se valer de uma rede de agentes secretos infiltrados, ela toma a S.H.I.E.L.D. e por pouco Nick Fury (Samuel L. Jackson) não é morto pelos traidores.

A partir daí inicia-se uma caçada pelos arquivos secretos, onde o próprio governo dos EUA se torna o inimigo, colocando Steve Rogers como um renegado. E pra piorar surge um novo inimigo, um atirador sniper de braço metálico a serviço dos soviéticos e da própria Hidra que acaba por se revelar mais um fantasma de seu passado que teima em vir à tona.

Sombrio, Soldado Invernal é o divisor de águas entre os filmes da Marvel. A partir daqui o mundo que tinha aprendido a gostar dos filmes de origem incluindo a sua equipe, passaria a considerar dramaticamente a Casa das Idéias no cinema a sério.

Steve Rogers faz um belo par com Scarlett Johansson (sempre bela e surpreendente) como Viúva Negra e pena que o romance dos dois na telona não vingou. As cenas de luta são pesadas e coreografadas ao melhor estilo do Batman de Nolan. Os irmãos Russo mostraram que sim, a Marvel tinha muito a mostrar ao mundo, o que se confirmou com Guerra Civil e Guerra Infinita, alguns anos depois.

(por Marcos Roberto Neves)

6º – Homem de Ferro (2008)

O Homem de Ferro é um dos heróis mais importantes do Universo Marvel, mas afirmo sem o menor medo de errar… no Cinema!!! Muito embora ele tenha toda essa influência e seja o principal responsável por iniciar essa maravilhosa conexão dos filmes, nos quadrinhos o herói não tem toda essa representatividade, ou pelo menos, não tinha.

Mas creio que todo esse inegável sucesso não foi ao acaso, deve-se a uma excelente atuação de Robert Downey Jr (Tony Stark), marcando com louvor sua volta às telonas. Acrescento também a acertada escolha da trilha sonora, o que, diga-se de passagem, é um ponto forte nessa sequência de filmes do MCU. Nesses 10 anos, o personagem ganhou uma legião de fãs e marcou presença não apenas em seu filme solo, mas também nos Vingadores e nos filmes Capitão América: Guerra Civil e Homem Aranha: De Volta ao Lar. Esse sucesso todo também acabou gerando um problema::O que fazer quando Downey Jr aposentar a armadura? Com certeza não existe reposta fácil pra essa pergunta. (por Walquiria F. Endlich)

5º – Capitão América – Guerra Civil (2016)

Guerra Civil, de fato, foi uma lição da Marvel em relação a DC. O filme doutrinou Batman vs Superman, filme a qual é comparado. O longa supera em ritmo e em relação a manipulação orquestrada pelo vilão (o que ocorre nos dois filmes). A película já dividia fãs antes de seu lançamento e até a sua estreia ficou realmente difícil afirmar com certeza, qual equipe dispunha de razão em relação a trama. Mas apesar da complexidade das emoções que regem as atitudes dos personagens, Barnes parece ter um instinto racional que o guia para o melhor caminho, enquanto Tony age por impulsos do coração, traumatizado pelos civis mortos nos filmes anteriores. Zemo, está o tempo todo manipulando as situações para que os Vingadores destruam uns aos outros, por vingança, devido à perda de sua família em Sokovia. O vilão está realmente distante do que viria a ser o Barão Zemo retratado nos quadrinhos e entra para a lista dos personagens sub-aproveitados nos longas da produtora.

Em seu enredo o Capitão assume a liderança do grupo denominado Vingadores, porém, problemas surgem com o aumento da imposição política que institui um processo que define quando solicitar sua prestabilidade. Com este fato, a equipe se divide em duas partes. Uma equipe é regida pelo Capitão América e a outra tem Stark por liderança.

O longa-metragem tem como cerne de sua trama expor o quanto a vingança pode dominar alguém. Outro personagem que está em busca de uma punição severa é Pantera Negra que a deseja devido a morte de seu pai, causada pelos eventos do filme. O foco de sua retaliação é o Soldado, a quem todos atribuem responsabilidade pelo atentado e depois é convertida ao real culpado, Zemo. Mas compreendendo que o vilão age também por pura vingança, o Pantera não apenas se compadece do vilão como o impede de se suicidar.

Quanto ao Homem Aranha, o personagem não tem uma mega apresentação no vídeo. Após uma espécie de entrevista, Parker é aprovado e chamado para a equipe do Homem de Ferro que ganha um uniforme tecnológico criado por Stark, o que causou polêmica entre os fãs do aranhaverso. Mesmo assim, o aranha de Tom Holland é muito melhor aceita que o de Andrew Garfield (O Espetacular Homem-Aranha).

A batalha no aeroporto, com o Homem-Formiga gigante, é o ponto alto do filme e impressiona em muitos aspectos. Não há vencedores nesta trama, pois desestabilizados pelo vilão, a equipe perde sua total cumplicidade, sendo que tudo poderia ter sido de alguma forma evitado. Contudo não há tempo para mais divisões na equipe pois logo mais todos enfrentarão Thanos, em Os vingadores: Guerra Infinita.

 O filme teve a maior bilheteria de 2016, conquistando a décima quinta posição das maiores bilheterias de todos os tempos, sendo a quarta produção da Marvel a ultrapassar a marca do bilhão. (por Sethe Goêbe)

4º – Guardiões da Galáxia (2014)

Sendo o 10º filme produzido pela Marvel Studios, Guardiões da Galáxia era uma das maiores apostas do seu gênero,  tendo personagens totalmente desconhecidos do publico geral. O filme arrisca e se torna um dos maiores sucessos do estúdio!

Apesar de ter uma trama simples, com um grupo de foras da lei se unindo para combater um mal maior em prol da galáxia, o filme se sobressai, e muito por causa de seu elenco. Chris Pratt que vive Peter Quill, O Senhor Das Estrelas, entrega um personagem engraçado e egoísta, mas que ao longo da trama se mostra um homem de bom coração e que se importa com as coisas, tanto no presente quanto na parte ligada ao seu passado.

Zoë Saldaña se sai muito bem nas cenas de ação interpretando Gamora, filha de Thanos e par romântico de Quill. Dave Bautista é uma das grandes surpresas do filme, ex-lutador de WWE, Bautista interpreta “Drax, O Destruidor”, um alienígena que não entende metáforas, tudo para ele é entendido literalmente, assim tento alguns dos momentos mais engraçados do filme. Temos também uma Árvore e um Guaxinim falantes (Groot/Vin Diesel e Rocket Raccon/Bradley Cooper) como protagonistas e entregando uma das melhoras duplas do cinema esbanjando carisma e humor. 

Ao contrário do que muitos achavam, o filme foi um sucesso! James Gunn (Diretor e Roteirista) conseguiu trazer para as telonas  personagens totalmente carismáticos e engraçados, com ótimas piadas e bom humor! O filme também conta com uma excelente trilha sonora diegética que conquistou os fãs, com musicas tiradas da fita cassete “Awesome Mix Vol.1” de Peter Quill, podemos embarcar nas cenas com clássicos como “Come And Get Your Love” da banda Redbone, “I Want to Back” do grupo Jackson 5 e “Hooked on a feeling” de Blue Swede. (por Guilherme Lemes)

3º – Homem Aranha 2 (2004)

Um dos responsáveis, juntamente com X-Men, por revitalizar o gênero de filmes de heróis, foi o primeiro Homem-Aranha. Mas foi com a segunda parte da trilogia dirigida por Sam Raimi e estrelada magistralmente por Tobey Maguire, que a aventura do amigão da vizinhança foi levada a sério como experiência cinematográfica.

O filme que não perde tempo em explicar a origem do herói, nem seus relacionamentos, seja a relação filial com May, o amor complicado com Mary Jane ou a conflituosa amizade com Harry Osborne. O filme parte logo para discussão de qual realmente é a missão do herói.

Além disso, contribui para a qualidade da história um dos melhores vilões apresentados nos filmes de heróis. O Dr. Octopus de Alfred Molina, além de ser defendido por um ator de qualidade, tem motivação sólida, interessante e que até desperta a simpatia do público. As cenas de ação, mesmo já tendo 14 anos, continuam empolgando. Sem dúvidas, essa obra segue firme como um dos melhores filmes de heróis já feitos no cinema. (por João Paulo)

2º Batman – O Cavaleiro das Trevas (2008)

Após uma desastrosa quadrologia nas telonas na década de 90, em 2005 finalmente o mais “trevoso” super-herói da DC Comics protagonizou um filme que lhe dava o devido valor sob a batuta do diretor Chistopher Nolan: “Batman Begins”

Porém, o auge do morcego realmente chegou na sequência desse filme, “Batman: O Cavaleiro das Trevas“, dirigido pelo mesmo diretor. Totalmente sombrio, violento, mostrando uma Gotham City decadente e dominada pelo crime. Christian Bale convence na pele do herói traumatizado, mas o brilho do filme indubitavelmente surge dos vilões. O Duas-Caras (Aaron Eckhart) aparece por pouco tempo, mas aterroriza completamente o espectador. E o Coringa de Heath Ledger é tão sensacional que rendeu ao ator, que morreria de overdose no mesmo ano, um Oscar de Melhor Ator Coadjuvante póstumo. Uma grande parte dos fãs de Batman consideram-no o “Coringa Definitivo”.

Nolan fecharia a trilogia em 2012 com o fraco Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge, que não chega nem aos pés dos dois primeiros filmes.  (por Jorge Obelix)

1º – Vingadores – Guerra Infinita (2018)

Tudo começou com a ascensão de Avi Arad no comando da Marvel, juntamente com os controversos (mas muito talentosos) Bill Jemas e Joe Quesada. Em 1998 surge Blade, que foi uma enorme surpresa positiva. Em 2000, estreia X-Men. Mas, em 12 de abril de 2008, ocorre a grand prémiere de Homem de Ferro, com um fantástico Robert Downey Jr. na pele de Tony Stark, e que viria a mudar a história do cinema e das adaptações de quadrinhos, ao iniciar uma das mais fantásticas sagas cinematográficas da sétima arte. Dois filmes do Capitão América, três filmes do Thor, um filme do Hulk, dois filmes dos Vingadores, dois filmes dos Guardiões da Galáxia, um do Homem-Formiga, um do Homem-Aranha, um do Pantera Negra, e mais dois do Homem de Ferro depois, surge, para o deleite de fãs e expectadores do mundo todo, a primeira parte de um épico cinematográfico: Vingadores Guerra Infinita!

Um verdadeiro desbunde de técnica, efeitos especiais, ótimas interpretações, muita ação, drama, um pouco de comédia, um excelente vilão (que Thanos é aquele!!!) e a primeira parte da conclusão de uma história que foi sendo pacientemente construída ao longo de 10 anos! Guerra Infinita especializou-se em quebrar recordes de audiência e de unanimidade no gosto de todos os que pagaram ingresso para assistir a uma belíssima e bem cuidada produção. Após Guerra Infinita – dirigida pelos artesões irmãos Russo – todos os demais filmes de super-heróis passaram a  ‘correr atrás do prejuízo’. Tornou-se referência obrigatória e qualquer elogio para a obra é pouco, diante de sua grandeza e impacto. E olha que é só a metade da história, pois em maio do ano que vem tem mais!!! (por João Nélio)

 

E a partir desta lista, amigo leitor, você também saberá como votou cada redator do Nerdtrip. Abaixo, o top 10 de cada um deles:

Fernanda “Momoko” Dias

22 anos, amante de gatos, animes, dança, admiradora da cultura pop oriental, viciada em Just Dance, cosplayer e aprendiz de gamer.

 

 

1º Vingadores : Guerra Infinita
2º Homem de Ferro
3º Logan
4º Doutor Estranho
5º Kick-Ass
6º Homem-Aranha : De Volta ao Lar
7º Guardiões da Galáxia
8º Pantera Negra
9º Kick-Ass 2
10° Capitão América : O Primeiro Vingador

“Don” Giovanni Giugni

É o exército de um homem só, por trás da “Casa das Ideias Nerd”. Teve a felicidade de ter como primeiras experiências cinematográficas, filmes do calibre de “Superman” de 1978 e “O Império Contra-ataca”. Destemido desenhista e intrépido apaixonado por “Super-heróis”, vive disfarçado como um pacato Professor de musculação.

 

1º Superman : O Filme (1978)
2º Batman (1989)
3º Vingadores: Guerra Infinita
4º Os Vingadores: The Avengers (2012)
5º Capitão América – Guerra Cívil
6º O Homem de Aço
7º Homem de Ferro
8º Capitão América – O Soldado Invernal
9º Guardiões da Galáxia
10º Watchmen

Guilherme Martins

O único podcaster do Brasil com voz de taquara rachada e fã numero 1 de Homem-Formiga! Oficialmente um hater da Dc e amante da Marvel, coleciona desde etiquetas de tênis até grandes figuras de ação. Apaixonado por Guardiões da Galáxia, tendo até uma tatuagem no braço (realmente, um fanboy da Marvel…).

 

1º Batman – O Cavaleiro das Trevas
2º Dredd (2012)
3º Vingadores: Guerra Infinita
4º Capitão América – Guerra Civil
5º Capitão América – O Soldado Invernal
6º Watchmen
7º Corpo Fechado
8º Logan
9º Homem-Aranha 2 (2004)
10° Guardiões da Galáxia

Hugo “Senhor da Ordem” Francato

RPGista, colecionador de HQs desde 1992, viciado em séries e profundo conhecedor do Universo Marvel (mas gosta da DC também).

 

 

1º Homem-Aranha 2 (2004)
2º Batman – O Cavaleiro das Trevas
3º Guardiões da Galáxia
4º Vingadores: Guerra Infinita
5º Capitão América – Soldado Invernal
6º Thor: Ragnarok
7º Hellboy
8º Logan
9º Os Vingadores: The Avengers (2012)
10º Pantera Negra

Igor “Ops” Souza

Professor de Biologia e Educação Física Escolar, amante de praticamente tudo do mundo nerd e lunático pela 7º Arte.

Apresentador do Teekcast, respeita a Marvel mas não tem vergonha de revelar para todos o seu amor platônico pela DC Comics e odeia a briga boba entre marvetes e dcnautas.

1° Batman – O Cavaleiro das Trevas
2° Homem-Aranha 2 (2004)
3° Vingadores: Guerra Infinita
4° Watchmen
5° Os Vingadores: The Avengers (2012)
6° Batman vs Superman: A Origem da Justiça
7° Capitão América – O Soldado Invernal
8° Superman : O Filme (1978)
9° Mulher Maravilha
10° O Homem de Aço

João “Neófito” Nélio

Sou um quarentão apaixonado pela cultura pop em geral. Adoro quadrinhos, filmes, séries, bons livros e música de qualidade.
Pai de um lindo casal de filhos e ainda encantado por minha esposa, com quem já vivo há 19 bons anos, trabalho como Oficial de Justiça do TJMG, num país ainda repleto de injustiças.
E creio na educação e na cultura como “salvação” para nossa sociedade!!

1º Vingadores: Guerra Infinita
2º Superman : O Filme (1978)
3º Batman – O Cavaleiro das Trevas
4º Homem-Aranha 2 (2004)
5º Os Vingadores: The Avengers (2012)
6º Watchmen
7º Capitão América – O Soldado Invernal
8º Mulher Maravilha
9º Pantera Negra
10° Blade 2

João Paulo Rocha

Professor de História e grande apaixonado pela sétima arte e da maior premiação do cinema, o Oscar. Viciado em séries e redador das colunas “Vale a Maratona” e “Papo de Cinema”.

 

1º Batman – O Cavaleiro das Trevas
2º Vingadores: Guerra Infinita
3º Superman : O Filme (1978)
4º X-Men II
5º Logan
6º Homem-Aranha 2 (2004)
7º Pantera Negra
8º Capitão América – Guerra Civil
9º X-Men: First Class
10° Batman (1989)

Jorge “Obelix” Cardoso

Ancião do grupo, com milhares de anos de idade. Fã da DC Comics e maior conhecedor de Crise nas Infinitas Terras e Era de Prata do Universo. Grande fã de Nicolas Cage que acha que um filme sem ele nem pode ser considerado filme. Fã de Jeff Goldblum também, e seu maior sonho é ver ambos (Cage e Goldblum) contracenando.

 

1º Batman – O Cavaleiro das Trevas
2º Batman vs Superman: A Origem da Justiça
3º Vingadores: Guerra Infinita
4º Kick-Ass
5º Watchmen
6º Mulher Maravilha
7º Batman Begins
8º Kick-Ass 2
9º Homem-Aranha 2 (2004)
10° Pantera Negra

JR “Mestre Hater” Costa

Paulistano, amo música, filmes, séries, e estou ressuscitando o amor por animes.  Aprecio os filmes bons e me divirto debochando dos ruins (o que gerou o injusto apelido de Mestre Hater).

Tento ter como característica, textos curtos e objetivos valorizando a informação. Escritor das colunas “HATEANDO!” “Demorei, mas eu vi!”  e “Escondido na Netflix”.

1º Homem-Aranha 2 (2004)
2º Logan
3º Vingadores: Guerra Infinita
4º Guardiões da Galáxia
5º Homem Aranha: De Volta ao Lar
6º Homem-Aranha (2002)
7º O Homem de Aço
8º Mulher Maravilha
9º Batman (1989)
10° Vingadores: Era de Ultron

Kathe Reis

Adoro filmes de terror e suspense e séries principalmente The Walking Dead.

 

 

 

1º Vingadores: Guerra Infinita
2º Batman – O Cavaleiro das Trevas
3º Homem de Ferro
4º Pantera Negra
5º Homem-Aranha (2002)
6º Mulher Maravilha
7º Guardiões da Galáxia
8º Thor
9º X- Men: O Confronto Final
10° Justiceiro (2004)

Marcos “Contraditório” Roberto Neves

O lobo da noite. O nerd caçador. Sou criador de páginas, nativo da internet desde a chegada no nosso país, músico, escritor e as vezes até poeta.

Jogador nato, criado nos games do Atari aos 4K atuais.
Também sou fã de literatura, rpg e cyberpunk.

1º Batman – O Cavaleiro das Trevas
2º Vingadores: Guerra Infinita
3º Superman II
4º X2 (X-Men 2)
5º Capitão América – Soldado Invernal
6º O Homem de Aço
7º Batman Begins
8º Transformers
9º Conan, O Destruidor
10° Spawn – O Soldado do Inferno

“Marquinhos” dos Santos Serafim

Gamer maníaco, fã de tokusatsu e dragon ball, e sempre dizendo que nunca haverá filme melhor que Zohan.

 

 

1º Homem de Ferro
2º Homem-Aranha: De Volta ao Lar
3º Capitão America – Soldado Invernal
4º Os Vingadores: The Avengers (2012)
5º O Máskara
6º Mulher Maravilha
7º Liga da Justiça
8º O Sombra
9º O Corvo
10° Fantasma

“Ritinha” Angelim

Baiana, apaixonada por cultura oriental, HQs, seriados de TV, livros, cinema e música. Adora Pizza, pipoca, Hugh Jackman, Wolverine, visitar a Saraiva, shopping, maquiagem e leitura. Amores da vida são filha, marido, família e Netflix.
Cristã e fã do seriado Supernatural, tem o sonho de um dia conhecer os Winchesters e o Japão. Sonha no mundo real e vive na fantasia.

1º Watchmen
2º X-Men
3º Batman – O Cavaleiro das Trevas
4º X-Men Origins: Wolverine
5º X-Men: Dias de um Futuro Esquecido
6º Homem de Ferro
7º Doutor Estranho
8º Capitão América – Guerra cívil
9º Mulher Maravilha
10° Homem-Aranha (2002)

Sethe Goêbe

Nascido em 1991, santista, por naturalidade (e apenas por naturalidade), jornalista, escritor, publicitário, empresário e professor. De estilo hiponga, vegetariano e agnóstico, tem por suas maiores paixões os irmão: Lucas e Daniel. Compositor e letrista de mais de 500 canções, adepto a meditações e passeios a lugares simples e de contato com a natureza. Fundador da SHA ONE COMUNICAÇÕES e da CPR CONFERENCES, ama debates filosóficos, políticos e religiosos. Amante de historiologia, está em constante estudo de antropologia, teologia, psicologia e ciência política.

1º Vingadores: Guerra Infinita
2º Thor: Ragnarok
3º Capitão América – Guerra Civil
4º Thor: Mundo Sombrio
5º Homem de Ferro 3
6º Doutor Estranho
7º X-Men: Apocalipse
8º Thor
9º Pantera Negra
10° Mulher Maravilha

Tiago Cezar

DCnauta, fã de Star Wars e Star Trek e da melhor banda de rock do mundo, Led Zeppelin claro!

 

 

1º Batman – O Cavaleiro das Trevas
2º Vingadores: Guerra Infinita
3º Batman (1989)
4º Superman : O Filme (1978)
5º Batman vs Superman: A Origem da Justiça
6º Capitão América – Guerra Civil
7º Logan
8º Mulher Maravilha
9º Homem de Ferro
10° Homem-Aranha: De Volta ao Lar

Walquiria “Senhora do Caos” F. Endlich

Autora de A Senhora do Caos – A Viajante e o Dragão e coautora de Sociedade dos Corvos, com o conto Vida Perfeita. Nasci no Espírito Santo, mas vivo no interior paulista com minha família. Sou graduada em Pedagogia, atuo na área de administração de empresas, escritora e redatora do NerdTrip. Iniciei minha carreira literária publicando na plataforma de leitura online Wattpad e em 2016 lancei meu primeiro livro impresso. Com verdadeiro fascínio por histórias fantásticas, gibis, livros e pelo mundo nerd, sou jogadora assumida de RPG. Comecei a escrever por volta dos doze anos e convicta digo que os livros salvaram minha vida, tornaram-me um adulto mais completo e possibilitaram que obtivesse sucesso em minha carreira.

1º Homem-Aranha 2 (2004)
2º Vingadores: Guerra Infinita
3º Deadpool
4º Guardiões da Gálaxia
5º Batman – O Cavaleiro das Trevas
6º Capitão América – Guerra Civil
7º Os Vingadores: The Avengers (2012)
8º Kick-Ass
9º Hellboy
10° Pantera Negra

William Peloso

Sou um dos administradores e redator do Nerdtrip. Entusiasta dos games e livros. Meu foco é dividido em diversas áreas, indo desde cinema e séries, até animes e tokusatsus. Assisto filmes e séries repetidamente e sempre me divirto como se estivesse vendo pela primeira vez. Grande fã de Harry Potter e também da Marvel e DC, sem esquecer é claro de Dragon Ball e Cavaleiros do Zodíaco.

1º Vingadores: Guerra Infinito
2º Batman: O Cavaleiro das Trevas
3º Homem-Aranha 2 (2004)
4º Guardiões da Galáxia
5º Justiceiro (2004)
6º Lâmina 2
7º Batman (1989)
8º Os Vingadores: Os Vingadores (2012)
9º Capitão América – Guerra Civil
10º Homem-Aranha: De Volta ao Lar

Continue lendo
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: