Connect with us

Listas

TRIP LISTA | Os melhores filmes de terror de todos os tempos pela equipe Nerdtrip

Publicado

em

E para comemorar o Dias das Bruxas, também conhecido como Haloween, a equipe Nerdtrip dessa vez resolveu eleger o top 10 melhores filmes de terror de todos os tempos. Cada membro da equipe elegeu seus 10 preferidos e depois através de um sistema de pontuação onde cada primeiro lugar recebeu 10 pontos, cada segundo lugar 9 pontos, cada terceiro lugar 8 pontos e assim sucessivamente, até chegar ao décimo que recebeu um ponto. Após votação e apuração, eis que nossa lista ficou definida da seguinte maneira:

 

10º – O Chamado (2002)

O Chamado é um filme de terror psicológico que teve sua estreia em 2002. Dirigido por Gore Verbinski e roterizado por Ehren Kruger, se trata de uma regravação do longa original japonês de título Ringu.

A atriz Naomi Watts deu vida à repórter e mãe solteira que decide investigar a misteriosa morte da sobrinha que supostamente faleceu devido a uma parada cardíaca. Porém houve rumores sobre a causa de sua morte estar ligada ao fato da mesma ter assistido a uma fita de vídeo e após seu término a vítima ter recebido um sinistro telefonema com uma aterrorizante voz do outro lado da linha proferindo a frase “sete dias”.

Esse longa na ocasião arrepiou tanto que fez por muito tempo qualquer um quase morrer de susto ao ouvir um toque de telefone. No conteúdo da fita misteriosa havia apenas um círculo brilhante que mais parecia o eclipse da lua. Até aí nada de mais. Contudo o que vinha a seguir segundo a lenda, é que se outra pessoa não assistisse ao vídeo após a vítima, a mesma morreria em 7 dias, e não era qualquer morte não, primeiro a pobre alma seria atormentada por uma garotinha macabra com vastos cabelos sobre o rosto saindo da televisão.

A produção recebeu muitos elogios da crítica na época, inclusive foi considerada uma produção melhor que a original. O final, apesar de confuso, agradou muito ao público e rendeu mais tarde duas sequências não tão bem sucedidas. (por Ritinha Angel)

9º – O Exorcismo de Emily Rose (2005)

É um filme de terror macabro baseado em fatos reais que teve sua estreia em 2005. O longa é uma adaptação de um caso verídico ocorrido na Alemanha com a jovem católica chamada Annelise Michel.

A história gira em torno de uma família, cuja qual uma das filhas acredita está sendo vítima de uma possessão demoníaca. Os pais já tinham passado por diversos especialistas que acreditavam ser um caso de esquizofrenia e psicose porém, quem testemunhou os estranhos fenômenos sobrenaturais sofrido pela moça não acreditam em outra coisa a não ser na obra do mal.

A primeira coisa que me chamou a atenção nesse filme foi o fato de ser baseado em um caso verídico, no entanto, ao assistir, entrou no meu top de filmes sobrenaturais de terror mais assustadores de todos os tempos. Com uma equipe de atores super competentes e com merecido destaque a atriz Jennifer Carpenter que nos arrancou lágrimas ao mostrar de maneira super convincente o sofrimento vivido pela jovem.

O longa é extremamente perturbador, contém cenas da garota comendo insetos, batendo a cabeça na parede e falando a língua do capeta. Curiosamente na época ficamos sabendo que essa cena se trata da dublagem original da garota possuída, é a voz foi gravada em uma fita cassete pelo padre Moore em uma das suas sessões de exorcismo com a vítima. (por Ritinha Angel)

8º – Psicose (1961)

Escrito por Joseph Stefano e dirigido pelo gênio Alfred Hitchcock, em 1960 “Psicose” foi definitivamente um filme a frente de seu tempo. A produção recebeu críticas mistas na época, mas sua extraordinária bilheteria fez com que muitos desses críticos mudassem de opinião, transformando o longa em uma unanimidade. Os excessivos e dinâmicos closes usados pelo diretor (muito comuns nas Hqs),  a música (Hitchock dizia que 33% do impacto do filme era mérito da trilha sonora), sua tensão psicológica, violência e sexualidade, chocaram espectadores e críticos que nunca tinham visto um vazo sanitário no cinema.

Considerado um dos melhores filmes de Hitchcock, Psicose se tornou um dos grandes exemplos de “arte cinematográfica” sendo elogiado e aclamado por acadêmicos de todo mundo. O romance no qual o filme é baseado foi inspirado na história real de Ed Gein, um serial killer que também serviu de inspiração para clássicos como “O Massacre da Serra Elétrica” de 1974 e “O Silencio dos Inocentes” de 1991. A história da secretária Marion Crane (Janet Leigh) que acaba fugindo para um distante e isolado motel (de propriedade de Norma e Norman Bates, vivido magistralmente por Anthony Perkins ) historicamente é considerado um dos primeiros filmes do gênero slasher. (por Giovanni Giugni)

7º – A Hora do Pesadelo (1984)

Freddy Krueger. A menção desse nome nos anos 80 causava arrepios. E muito desse sucesso em causar admiração (sim) e medo, vem do clássico primeiro filme da franquia (que o autor Wes Craven não queria que fosse). Alguns dos 90 minutos mais bem produzidos da história do cinema.

Robert Englund, escolhido para interpretar o infame assassino de crianças que teve o corpo todo queimado em uma caldeira. Sua marca registrada, a luva de lâminas que usava pra fatiar e atormentar suas vítimas. Renascido por um pacto com o próprio Satã, Freddy ganhou a habilidade de aprisionar suas vítimas em horríveis pesadelos.

A partir daí o filme se torna uma experiência visual fortíssima e escatológica. A Hora do Pesadelo influenciaria filmes dos anos 80 e 90 como A Mosca e até mesmo Jason Voorhees e seu Sexta Feira 13. Não é um filme pra ser comentado, e sim pra ser sentido.

Recomendo assistir de madrugada, luzes apagadas, e e se possível em uma noite tempestuosa. O filme merece. (por Marcos Roberto Neves)

6º – A Profecia (1976)

Dirigido por Richard Donner, A Profecia é baseado no livro homônimo escrito por David Seltzer. Na trama somos apresentado à Robert Thorn (Gregory Pack), um embaixador americano no Reino Unido, e sua esposa Katherine (Lee Remick), que estão ansiosos pela chegada de seu primogênito. Acontece que o bebê acaba morrendo durante o parto, então preocupado com a reação de sua esposa ao descobrir, Robert acaba por adotar uma criança que perdeu a mãe nessa mesma noite e o dá o nome de Damien.

No aniversário de cinco anos de Damien (Harvey Stephens), sua babá acaba por cometer suicídio, iniciando assim uma série de acontecimentos macabros ao redor do membro mais novo da família Thorn. A história passa a ficar ainda mais macabra quando surge um padre (Patrick Troughton) que tenta convencer Robert de que seu filho na realidade é o Anticristo, o filho do Diabo que foi gestado por um Chacal. A partir daí acompanhamos Robert na sua procura pela verdade sobre a criança.

A Profecia conseguiu realizar um feito incrível, pois apesar do orçamento de apenas 2 milhões de dólares, conseguiu se tornar um dos filmes de terror mais marcantes de todos, ganhando alguns prêmios como o Oscar de Melhor Trilha-Sonora, com as músicas compostas por Jerry Goldsmith. Além disso o longa ganhou a fama de “o filme mais amaldiçoado de todos”, devido aos diversos acidentes que ocorreram durante as gravações. (por Luiz Rocky)

5º Poltergeist: O Fenômeno (1982)

Em 1982, Steven Spielberg estava em alta, após Os Caçadores da Arca Perdida (1981) e estando prestes a lançar o eterno clássico E.T. – O Extraterrestre. Nesse meio tempo, surgiu em sua cabeça uma história de terror envolvendo uma televisão e uma fofa menininha (interpretada de forma inesquecível por Heather O’Rourke, que viria a tragicamente falecer de bloqueio intestinal, aos 12 anos, logo após as filmagens de Poltergeist III).

Assim, com o roteiro pronto, Spielberg – também produtor executivo – deixou a direção para Tobe Hooper, conhecido pelo também clássico, O Massacre da Serra Elétrica, de 1974. O resultado não poderia ser outro: um filme de terror assustador, com ótimos efeitos especiais, cujo elemento sobrenatural afetava a pobre família Freeling tanto durante a noite, quanto no decorrer do dia (uma inovação), assombrando árvores, copos de leite, pedaços de carne e um apavorante palhaço de brinquedo (que gerou uma das melhores sequências de terror de todos os tempos!).

A produção ganhou duas continuações bem inferiores – Poltergeist II: o Outro Lado (1986); e Poltergeist III: O Capítulo Final (1988) – além de uma recente refilmagem (2015). Mas nada supera o original e os estranhos acontecimentos em torno da produção, como a já mencionada morte de Heather O’Rourke e de Dominique Dunne (que fez a filha mais velha da família assombrada) que foi assassinada pelo namorado ao som da trilha sonora do filme (argh!!!), fenômenos com quadros e fumaça nas casas e fotos dos atores, bem como a morte por doença de outros envolvidos. Tudo muito estranho, para o deleite dos fãs!!! Clássico absoluto. (por João Nélio)

4º – Invocação do Mal (2013)

Filme lançado em 2013 e dirigido por James Wan, sobre dois investigadores paranormais Ed e Lorraine Warren. Neste primeiro filme eles são chamados para ajudar uma família que está sendo aterrorizada por uma entidade demoníaca.

Por ser um filme baseado em fatos reais causa em nós muito mais medo do que as recentes tentativas de terror que a indústria tenta todos os anos produzir. Com um roteiro bem amarrado e com um ótimo elenco principal, com uma observação para o excelente trabalho de Lily Taylor como Carolyn Perron. Invocação do mal entra no grupo dos melhores filmes de terror do século XXI e também na nossa lista. Se você ainda não assistiu assista vale muito a pena. (por Katherine Reis).

3º – O Bebê de Rosemary (1968)

Efeitos especiais de primeiras, espectros, criaturas assustadoras… Esqueça tudo isso. Em 1968 o diretor Roman Polanski provou com “O Bebê de Rosemary” que é possível se fazer um filme de terror extremamente assustador e pertubador com orçamento razoável (apenas 3,2 milhões de dolares) e apenas calcado na atuação de seus atores. 

Mia Farrow interpreta magistralmente a pequena e ingênua Rosemary Woodhouse, uma jovem que atravessa uma gravidez sinistra. Farrow nos entrega uma personagem totalmente frágil, desprotegida e insegura que causa empatia imediata no espectador. Não há como assistir ao filme sem ficar incomodado e querer ajudá-la de qualquer forma. A angústia e a dualidade de sentimentos de Rosemary sobre o bebê que carrega no ventre é compartilhada com o espectador de forma contundente.

A interpretação de Ruth Gordon da personagem Minnie Castevett, uma idosa e aparentemente alegre e bisbilhoteira vizinha lhe valeu o Oscar de melhor atriz coadjuvante. Ela realmente está impagável no filme.

Destaque para a música de abertura que causa arrepios na espinha até hoje.  (por Jorge Obelix)

 

2º – O Exorcista (1973)

O gênero de terror sempre foi relegado a uma segunda categoria. Até o lançamento dele!

O Exorcista é o primeiro filme do gênero a ser indicado ao prêmio principal do Oscar, além de outras 9 indicações, incluindo diretor, e vencendo o prêmio de Roteiro Adaptado. O longa acompanha duas histórias trágicas que acabam se cruzando: a do padre Damien Karas e seu conflito de fé, e a da atriz Chris MacNeil que enfrenta a misteriosa doença de sua filha, a jovem e meiga Regan.

Sem escancarar inicialmente para o horror, o filme leva a tensão psicológica ao extremo, e quando estamos envolvidos com a angustia, entra em cena os dois grandes personagem do filme: Padre Merrin (o exorcista do título) e Pazuzo, o demônio a ser expulso. Por mais que algumas cenas tenham envelhecido mal (o vômito verde), o filme ainda causa gelo na espinha, em especial por assistirmos a transformação radical da personagem de Linda Blair, e a luta do bem contra o mal que está dentro de cada um de nós. O fato de ser baseado em fatos torna a história ainda mais aterrorizadora. (por João Paulo Rocha)

1º O Iluminado (1980)

Baseado no livro homônimo do “rei do terror” Stephen King, o longa “O Iluminado” de 1980 consegue ser tão aterrorizante quanto a obra original, o que é muito raro. Isso se dá principalmente à genialidade de Stanley Kubrick na direção e de Jack Nicholson atuando como protagonista. A química dessa dupla é explosiva.

Jack Torrance (personagem de Nicholson) é um escritor, alcoólatra em recuperação que aceita um emprego de zelador em um gigantesco e antigo hotel no alto das montanhas durante o inverno. Jack, sua esposa e filho devem ficar isolados do resto do mundo nessa construção por seis meses, até a volta dos funcionários e hóspedes no verão. Porém, o que eles não sabem, é que o hotel é assombrado…

Aos poucos Jack vai enlouquecendo por influência dos espíritos ali presentes, e a transformação dele é aterradora. A atuação de Nicholson é fantástica e realmente causa medo nos espectadores. As tomadas de câmera fechada nos corredores do hotel (foto acima) e a ambientação criadas por Kubrick são geniais e se tornaram referências posteriormente no gênero.

É simplesmente impossível assistir O Iluminado sem que o mesmo lhe deixe com uma sensação estranha após o final totalmente surpreendete e inesperado. Uma das melhores adaptações de livros para o cinema em todos os tempos. (por Jorge Obelix).

Abaixo saiba como votou cada redator do Nerdtrip:

 

Ana Carolina

Caçula do Nerdtrip, especialista em K-Pop.

 

 

 

1º Annabelle
2º O exorcismo de Emily Rose
3º Quando as luzes se apagam
4º Invocação do mal
5º O grito
6º A possessão de Piper Rose
7º Sobrenatural
8º Um lugar silencioso
9º A maldição da casa Winchester
10° O exorcista

 

Fernanda “Momoko” Dias

22 anos, amante de gatos, animes, dança, admiradora da cultura pop oriental, viciada em Just Dance, cosplayer e aprendiz de gamer.

 

 

1º O Iluminado
2º Psicose
3º O Exorcista
4º Invocação do Mal
5º It: A Coisa (2017)
6º Jogos Mortais (2004)
7º O Chamado
8º O Babadook
9º O Ritual
10° A Entidade

 

“Don” Giovanni Giugni

É o exército de um homem só, por trás da “Casa das Ideias Nerd”. Teve a felicidade de ter como primeiras experiências cinematográficas, filmes do calibre de “Superman” de 1978 e “O Império Contra-ataca”. Destemido desenhista e intrépido apaixonado por “Super-heróis”, vive disfarçado como um pacato Professor de musculação.

 

1º O Exorcista
2º O Iluminado (1980)
3º O Bebe de Rosemary
4º A Profecia (1976)
5º Dracula (1931)
6º Coração Satanico
7º Frankenstein (1931)
8º Entrevista com Vampiro
9 Nosferatu
10° Dracula: Bram Stoker

 

 

Hugo “Senhor da Ordem” Francato

RPGista, colecionador de HQs desde 1992, viciado em séries e profundo conhecedor do Universo Marvel (mas gosta da DC também).

 

 

1º Evil Dead II: Uma Noite Alucinante (1987)
2º Poltergeist: O fenômeno
3º A hora do pesadelo (1984)
4º O sexto sentido
5º Reanimator
6º A profecia (1976)
7º O iluminado
8º Hellraiser
9º Brinquedo assassino 1
10° Identidade

Igor “Ops” Souza

Professor de Biologia e Educação Física Escolar, amante de praticamente tudo do mundo nerd e lunático pela 7º Arte.

Apresentador do Teekcast, respeita a Marvel mas não tem vergonha de revelar para todos o seu amor platônico pela DC Comics e odeia a briga boba entre marvetes e dcnautas.

 

1º Evil Dead: A Morte do Demônio (1981)
2º Invocação do Mal (2013)
3º Evil Dead: A Morte do Demônio (2013)
4º O Iluminado (1980)
5º Evil Dead II: Uma Noite Alucinante (1987)
6º Alien: O Oitavo Passageiro (1979)
7º Poltergeist – O Fenômeno (1982)
8º O Exorcista (1973)
9º O Massacre da Serra Elétrica (1974)
10° It – A Coisa (2017)

 

João “Neófito” Nélio

Sou um quarentão apaixonado pela cultura pop em geral. Adoro quadrinhos, filmes, séries, bons livros e música de qualidade.
Pai de um lindo casal de filhos e ainda encantado por minha esposa, com quem já vivo há 19 bons anos, trabalho como Oficial de Justiça do TJMG, num país ainda repleto de injustiças.
E creio na educação e na cultura como “salvação” para nossa sociedade!!

1º O Iluminado
2º O Exorcista
3º O Bebê de Rosemary
4º Poltergeist – O Fenômeno (1982)
5º Drácula – Bram Stoker
6º Os Pássaros
7º O Advogado do Diabo
8º O Chamado
9º Madrugada dos Mortos – 2004
10° Os Outros

João Paulo Rocha

Professor de História e grande apaixonado pela sétima arte e da maior premiação do cinema, o Oscar. Viciado em séries e redador das colunas “Vale a Maratona” e “Papo de Cinema”.

 

 

1º O Exorcista
2º O Bebê de Rosemary (1968)
3º A Noite dos Mortos Vivos (1968)
4º A Profecia (1976)
5º Espíritos – A Morte está a seu lado
6º Despertar dos Mortos – 1978
7º O Iluminado
8º Sexta Feira 13
9º Madrugada dos Mortos – 2004
10° Invocação do Mal

 

Jorge “Obelix” Cardoso

Ancião do grupo, com milhares de anos de idade. Fã da DC Comics e maior conhecedor de Crise nas Infinitas Terras e Era de Prata do Universo. Grande fã de Nicolas Cage que acha que um filme sem ele nem pode ser considerado filme. Fã de Jeff Goldblum também, e seu maior sonho é ver ambos (Cage e Goldblum) contracenando.

 

1º – A Mosca
2º – O Iluminado (1980)
3º – Drácula – Bram Stoker
4º – Poltergeist – O Fenômeno (1982)
5º – O Bebê de Rosemary (1968)
6º – It – A Coisa (2017)
7º – O Retorno dos Mortos-Vivos (1985)
8º – O Exorcista
9º – Os Pássaros
10° – O advogado do diabo

 

JR “Mestre Hater” Costa

Paulistano, amo música, filmes, séries, e estou ressuscitando o amor por animes.  Aprecio os filmes bons e me divirto debochando dos ruins (o que gerou o injusto apelido de Mestre Hater).

Tento ter como característica, textos curtos e objetivos valorizando a informação. Escritor das colunas “HATEANDO!” “Demorei, mas eu vi!”  e “Escondido na Netflix”.

1º Todo mundo quase morto
2º Evil dead: Uma noite alucinante 3
3º A vila
4º Os outros
5º A mosca
6º Jogos mortais
7º O chamado
8º It: A coisa (2017)
9º Pânico
10° Pânico na floresta

 

Kathe Reis

Adoro filmes de terror e suspense e séries principalmente The Walking Dead.

 

 

 

1º Psicose
2º O Iluminado
3ºInvocação do Mal
4º O Chamado
5º O Exorcista
6° Corra!
7º Annabelle
8º Hush
9º Fragmentado
10° A noite dos Mortos Vivos ( 1968)

 

Laryssa Stoller

20 anos, Gamer de carteirinha, viciada em animes & cultura pop oriental, admiradora nata de Cyberpunk, RPG, e o melhor do mundo Nerd.

 

 

1º O Exorcista
2º O iluminado (1990)
3ºO Bebe de Rosemary
4º Halloween (1977)
5º O Orfanato (2007)
6º O Massacre da Serra Elétrica (2003)
7º Invocação do Mal (2013)
8º Evil Dead: A morte do Demônio (2013)
9º Espíritos – A Morte Está ao Seu Lado (2004)
10° Suspiria (1977)

 

Luiz Rocky

Estudante de Educação Física. Sou apaixonado por cinema, mangás, games, séries e Star Wars.

 

 

 

1º O Iluminado (1980)
2º A Profecia (1976)
3º O Exorcista
4º Madrugada dos Mortos (2004)
5º Cemitério Maldito
6º Halloween (1977)
7º O Exorcismo de Emily Rose
8º A Hora do Pesadelo (1984)
9º O Bebê de Rosemary
10° Poltergeist – O Fenômeno (1982)

 

Marcos “Contraditório” Roberto Neves

O lobo da noite. O nerd caçador. Sou criador de páginas, nativo da internet desde a chegada no nosso país, músico, escritor e as vezes até poeta.

Jogador nato, criado nos games do Atari aos 4K atuais.
Também sou fã de literatura, rpg e cyberpunk.

1º Halloween (1977)
2º A Hora do Pesadelo (Wes Craven, 1984)
3º Evil Dead (1981)
4º Jogos Mortais
5° O Exorcista
6º Colheita Maldita
7º Scanners – Sua mente pode destruir
8º O Massacre da Serra Elétrica (2003)
9º A Beira da Loucura
10° Rec

Rafael Gonzalez Gil

Fã de HQs, cinema e séries.

 

 

 

1º Psicose
2º It: A Coisa (1990)
3º O exorcista
4º O exorcismo de Emily Rose
5º O iluminado
6º Jogos mortais
7º O chamado
8º Planeta zumbi
9º Hellraiser
10°

 

“Ritinha” Angelim

Baiana, apaixonada por cultura oriental, HQs, seriados de TV, livros, cinema e música. Adora Pizza, pipoca, Hugh Jackman, Wolverine, visitar a Saraiva, shopping, maquiagem e leitura. Amores da vida são filha, marido, família e Netflix.
Cristã e fã do seriado Supernatural, tem o sonho de um dia conhecer os Winchesters e o Japão. Sonha no mundo real e vive na fantasia.

 

1º O exorcismo de Emily Rose
2º Sobrenatural
3º A hora do pesadelo (1984)
4º O exorcista
5º Colheita maldita
6º A hora do espanto (1985)
7º O Grito
8º O chamado
9º A profecia (1976)
10° O advogado do diabo

Sammylle Matheus

Amante da sétima arte. Fascinada na relação entre cinema, história e filosofia. Devoradora de quadrinhos, aprecia um bom clássico e combate o crime em Gotham City nas horas vagas.

 

 

1º O Iluminado (1980)
2º O Exorcista
3º O Bebê de Rosemary
4º O Enigma de Outro Mundo (1982)
5º Poltergeist – O Fenômeno (1982)
6º Psicose
7º Halloween: A Noite do Terror
8º Suspiria (1977)
9º Frankenstein (1931)
10° O Gabinete do Dr. Caligari (1920)

 

 

Sethe Goêbe

Nascido em 1991, santista, por naturalidade (e apenas por naturalidade), jornalista, escritor, publicitário, empresário e professor. De estilo hiponga, vegetariano e agnóstico, tem por suas maiores paixões os irmão: Lucas e Daniel. Compositor e letrista de mais de 500 canções, adepto a meditações e passeios a lugares simples e de contato com a natureza. Fundador da SHA ONE COMUNICAÇÕES e da CPR CONFERENCES, ama debates filosóficos, políticos e religiosos. Amante de historiologia, está em constante estudo de antropologia, teologia, psicologia e ciência política.

1º A Profecia (2006)
2º Os Espíritos (1996)
3º Brinquedo Assassino 1
4º Brinquedo Assassino 2
5º Almas Condenadas
6º O Sexto Sentido
7º Os Outros
8º O Exorcismo de Emily Rose
9º A morte do Demônio
10° Mama

Tiago Cezar

DCnauta, fã de Star Wars e Star Trek e da melhor banda de rock do mundo, Led Zeppelin claro!

 

 

 

1º O Iluminado
2º O exorcista
3º Invocação do Mal
4º It: a coisa (2017)
5º Jogos Mortais 1
6º Olhos famintos
7º O chamado
8º Anabelle
9º Atividade paranormal 1
10° Brinquedo Assassino 2

 

Walquiria “Senhora do Caos” F. Endlich

Autora de A Senhora do Caos – A Viajante e o Dragão e coautora de Sociedade dos Corvos, com o conto Vida Perfeita. Nasci no Espírito Santo, mas vivo no interior paulista com minha família. Sou graduada em Pedagogia, atuo na área de administração de empresas, escritora e redatora do NerdTrip. Iniciei minha carreira literária publicando na plataforma de leitura online Wattpad e em 2016 lancei meu primeiro livro impresso. Com verdadeiro fascínio por histórias fantásticas, gibis, livros e pelo mundo nerd, sou jogadora assumida de RPG. Comecei a escrever por volta dos doze anos e convicta digo que os livros salvaram minha vida, tornaram-me um adulto mais completo e possibilitaram que obtivesse sucesso em minha carreira.

1º Identidade
2º Sexto sentido
3º Evil dead II: Uma noite alucinante
4º Poltergeist: O fenômeno
5º A Hora do Pesadelo (1984)
6º Reanimator
7º A profecia (1976)
8º O Iluminado
9º Hellraiser
10° Brinquedo assassino 1

William Peloso

Sou um dos administradores e redator do Nerdtrip. Entusiasta dos games e livros. Meu foco é dividido em diversas áreas, indo desde cinema e séries, até animes e tokusatsus. Assisto filmes e séries repetidamente e sempre me divirto como se estivesse vendo pela primeira vez. Grande fã de Harry Potter e também da Marvel e DC, sem esquecer é claro de Dragon Ball e Cavaleiros do Zodíaco.

 

1º Zumbilândia
2º Beetlejuice
3º Gremlins 2
4º Gremlins 1
5º Brinquedo Assassino 1
6º Brinquedo Assassino 2
7º Atividade Paranormal 1
8º Como sobreviver a um ataque zumbi 1
9º garota infernal
10° Jogos Mortais 1


SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

MARVEL | Rumores apontam que personagens dos filmes podem ganhar séries em streaming da Disney

TECNOLOGIA | Apple afirma que novo iPad é tão poderoso quanto Xbox One S e tem resposta da Microsoft

TOKYO GHOUL: RE | Confira a prévia e o título do episódio 5 da 4ª temporada do anime

O DOUTRINADOR | Crítica do filme sobre o “Justiceiro” brasileiro

DEMOLIDOR | Crítica em vídeo da 3º temporada com Aline Giugni & Don Giovanni

POKÉMON SUN & MOON | Revelados título e prévia do episódio 95 do anime

BLACK CLOVER | Confira o título e prévia do episódio 57 do anime

 

 

 

 

 

Listas

TRIP LISTA | Os melhores Games de todos os tempos pela equipe Nerdtrip

Publicado

em

Salve, salve tripulantes!! Dessa vez a equipe Nerdtrip se reuniu para votar nos melhores games de todos os tempos! Valendo desde o mais antigo dos Arcades até o mais sofisticado jogo de última geração, cada membro da equipe elegeu seus 10 preferidos e depois através de um sistema de pontuação onde cada primeiro lugar recebeu 10 pontos, cada segundo lugar 9 pontos, cada terceiro lugar 8 pontos e assim sucessivamente, até chegar ao décimo que recebeu um ponto, apuramos o seguinte ranking:

10º – The Elder Scrolls V: Skyrim

The Elder Scrolls já possuia em seu currículo títulos conhecidos como Oblivion e Daggerfall, e com o lançamento de The Elder Scrolls V: Skyrim a reação do público não foi diferente. A obra trouxe inovação para os PC’s da época com uma variedade de missões, NPC’s e Guildas em mundo aberto repleto de conteúdo para ser explorado. Skyrim foi lapidado pouco tempo depois do lançamento de Oblivion (2006), ganhando uma icônica língua ancestral que além de ser transformada em trilha sonora por Jeremy Soule e Adam Adamowicz, teria enorme importância no enredo.

Todo o trabalho executado pela equipe desenvolvedora gerou boas horas de Gameplay e eternizaram a jornada do Dovahkiin nos corações dos jogadores. Vivenciar uma profecia lendária enquanto desfruta de uma trilha sonora inesquecível e um sistema de jogabilidade agradável nunca foi tão bom para os amantes de RPG. Skyrim foi como um prato cheio para quem gosta de explorar os variados tipos de combinações em jogos do mesmo gênero. (por Laryssa Stoller)

Mundo aberto de proporções gigantescas, Batman: Arkham City é, em minha opinião, o melhor da franquia de games Batman Arkham que havia sido iniciada em 2009 com Batman: Arkham Asylum. Lançado em 2011, Arkham City traz quase todos os vilões do Batman em algum momento da história do jogo, desde o mais obscuro, como o Homem-Calendário até os mais clássicos como Coringa e Charada. Para os fãs do “Morcegão” é um prato cheio e suculento. Horas de diversão garantida num cenário sombrio e caótico, digno das melhores histórias de HQ.

A jogabilidade é excelente, e com a prática o gamer consegue sem problemas aprender todos os tipos de golpes e como usar cada apetrecho do arsenal do herói. A história é cativante e cada novo personagem que surge é uma agradável surpresa para os fãs das HQs do personagem. Platinar Batman: Arkham City é uma tarefa dificílima, devido ao número de itens a serem recolhidos e missões secundárias a serem realizadas. Porém não impossível.

Posteriormente já foram lançados mais 3 jogos da franquia: Batman: Arkham Origins (prequel) de 2013, Batman: Arkham Knight de 2015 e Batman: Arkham VR de 2016 para ser jogado com óculos VR. Porém Batman: Arkham City ainda é o melhor da franquia. (por Jorge Obelix)

8º – Chrono Trigger

Criado em 1995, pelo considerado “time dos sonhos”, Chrono Trigger teve seu desenvolvimento nas mãos de grandes lendas como Hinorobu Sakagushi (criador da série Final Fantasy), Akira Toriyama (criador de Dragon Ball), Yuji Horii (criador de Dragon Quest). Produzido pela Square inicialmente apenas para Super Nintendo, esse jogo é considerado por muitos o melhor rpg de todos os tempos devido à sua incrível história com foco em viagens no tempo, sua fabulosa trilha-sonora e a fantástica arte de Akira Toriyama.

O jogo conta a história de Chrono, que durante um festival milenar de seu país, acaba viajando para o passado através de um portal para buscar uma garota que havia acabado de conhecer e que havia sido sugada por esse vortex. A partir daí, na pele de Chrono e diversos personagens que acabam surgindo na história, você vivencia uma enorme aventura que possui 13 finais alternativos. O jogo posteriormente ganhou versão para PlayStation One e Nintendo DS (por Luiz Rocky)

7º – Super Mario World

Lançado no Japão em 1990 com o título de Super Mario 4, este game para plataforma Super Nintendo ganhou o resto do mundo com o título Super Mario World. Estão de volta o encanador Mario, seu irmão Luigi e, pela primeira vez surge o dinossauro Yoshi, que tantas vezes seria sacrificado para salvar a vida dos protagonistas cujo objetivo é (mais clichê impossível) salvar a princesa Peach das garras do vilão Bowser.

Bidimensional, o jogo possui um mapa enorme e é cheio de surpresas e passagens secretas que por sua vez levam a outros mapas menores. Pessoalmente levei meses para percorrer tudo, jogando muitas horas por semana. Ou seja, é garantia de diversão por muito tempo. Sem dúvidas um dos melhores jogos lançados para Super Nintendo. (por Jorge Obelix)

6º – Sonic: The Hedgehog

Você não achou que o ouriço mais famoso dos vídeo games ficaria de fora dessa lista, achou? Sonic The Hedgehog é o jogo mais popular do Mega Driver, o console da era 16-bits da Sega. Lançado em 1991 e produzido pelo Sonic Team, Sonic The Hedgehog é um jogo de plataforma, de deslocação lateral em 2D, em que você controla Sonic, um ouriço que tem supervelocidade e que tem a missão de percorrer 7 cenários e impedir o malvado Dr. Robotnik (chamado de Eggman no Japão).

Dentre os pontos do jogo, temos a maravilhosa trilha-sonora composta por Masato Nakamura, este que conseguiu criar temas que simplesmente grudam na cabeça do jogador, vale sem dúvida mencionar as músicas da Green Hill Zone, Marble Zone e o tema do Robotnik. Até hoje Sonic The Hedgehog continua divertido e desafiador, ainda conseguindo trazer algumas horinhas de diversão dependendo da habilidade do gamer. O jogo serviu para destronar de vez o Alex Kidd, e transformar o ouriço azul no novo mascote para a Sega. (por Luiz Rocky)

5º – Grand Theft Auto (GTA) V

A franquia Grand Theft Auto tornou-se conhecida mundialmente ao oferecer um sistema diferenciado de gameplay fugindo um pouco dos padrões de jogos da época apresentando uma temática mais adulta. Não fosse uma das franquias mais rentáveis de toda a indústria de jogos, a obra criada por  David Jones e Mike Dailly carrega o título de  jogo do gênero ação a alcançar o maior valor em vendas em 24 horas. No sétimo título da ambiciosa franquia a experiência foi ainda mais icônica, contando pela primeira vez com 3 personagens jogáveis em um mundo aberto com infinitas possibilidades e missões muito divertidas, GTA V provou que quem é Rei jamais perde a Majestade, mantendo uma jogabilidade, enredo e gráficos que agradaram imensamente o público que não dispensa uma boa ação e levando o título ”Game of The Year” em inúmeras fontes. (por Laryssa Stoller)

 

 

4º – Grand Theft Auto (GTA): San Andreas

Grand Theft Auto ou GTA para os íntimos é uma franquia de jogos muito popular, principalmente aqui no Brasil onde praticamente 10 entre cada 10 pessoas já jogaram algum jogo da série. O fato é que GTA San Andreas foi certamente um dos jogos mais vendidos da história, um ótimo jogo e uma grande evolução no mundo dos games, uma história não muito forte, mas fácil de entender e com altos “plot-twist”. O game é com certeza um dos melhores jogos da época no consagrado Play Station 2 que fazia você viciar e explorar ele por dias e dias.

Marcado por um mundo aberto, que querendo ou não, continua grande, com personagens marcantes, momentos marcantes, cenas marcantes. Um jogo, marcante até hoje (por isso está neste top 10!). Fez parte da vida de muitos gamers, e deu o início a jogatina de muitos também.

Na época o jogo possuía bons gráficos, com detalhes de danos em carros, a paisagem das praias e do pôr do sol era algo de extrema exuberância que casava com uma história que contava com ótimos personagens e momentos marcantes, como o reinado “temporário” da Groove Street e as incríveis batidas musicais da rádio K-Rose e Los Santos, aqui os jogadores colocavam em estações de rádio que tocavam músicas perfeitas que casavam com o jogo e iam andando sem rumo no mapa, apenas decorando as músicas e fazendo uma leve baderna nas ruas.

Um jogo incrível e de extrema importância no vício gamer de muitos jogadores da nova geração, um game que merece ser prestigiado e lembrado até hoje, pois ele foi o carro-chefe para que deixasse a Rockstar Games com o status de uma poderosa produtora de games atualmente, o que é bem merecido pelo o que ele vem fazendo, um trabalho incrível.  (por Igor Ops)

3º – The Witcher 3: Wild Hunt

Falar desse game é mato. Talvez o mais premiado do nosso tempo juntamente com The Elder Scrolls V – Skyrim, The Witcher 3 é a conclusão de um épico na história dos games.

A verdade é que a história dos games trouxe  gênios do nível de Tolkien e C.S. Lewis das prateleiras para esse universo. Toda a história dos jogos são do universo do escritor polonês Andrej Sapkowski (as vezes amado, as vezes odiado como J.R.R. Martin), sendo claramente uma adaptação do fim dos livros do mestre.

Mas aí entra a coragem de um grande time, hoje unanimidade entre os gamers: a CD Projekt Red  que unindo respeito aos gamers, projeto impecável  e história irrepreensível fizeram de TW3 algo único e febril na história dos jogos.

TW3 pega a verve de seus dois antecessores (The Witcher e The Witcher 2: Assassins of Kings, igualmente brilhantes) e aumenta todas as expectativas no mais alto nível. Inicia trazendo a história de Ciri, a “pupila” de Geralt, filha do imperador implacável de Nilfgaard, Emmyr Var Emreis. Geralt e a treina em Kaer Morhen, fortaleza dos bruxeiros do Clã do Lobo junto com seu tutor e amigo Vesemir.

Após muitos anos e muitas aventuras, o Emmyr chama Geralt a mando da feiticeira Yennefer de Vengerberg, sua grande paixão do passado. A missão seria descobrir o paradeiro de Ciri, que teria se envolvido com um culto de mortos-vivos apocalípticos conhecido como a Caçada Selvagem. A partir daí e depois com a igualmente sexy Triss Merigold, o bardo Dandelion e o sempre amigo Zoltan Chivay, recomeçam as desventuras do bruxão que envolvem fantasia, terror, batalhas, sexo (muito) e um certo lado paternal (que pra mim é melhor que God of War 4).

Tudo que eu disser sobre esse game é grandioso. Mas fica aqui a citação a um game nostálgico, Phantasy Star III: Generations of Doom (do Mega Drive) onde sim, o seu envolvimento amoroso pode decidir os rumos do jogo, isso só pra falar de um dos pontos do espetacular mundo tridimensional criado pelos roteiristas. TW3 é um épico histórico, eloquente como poucos jogos chegarão a ser, e está no topo do Olimpo dos games atuais, sem nenhum desmerecimento, onde poucos games até agora conseguiram ficar. (por Marcos Roberto Neves)

2º – The Last of Us

The Last of Us explora o mesmo cenário pós-apocalíptico de dezenas de outros jogos, mas sua abordagem é totalmente própria. Ele pinta uma visão de um futuro próximo que é frio, sem coração e, em muitos casos, absolutamente mal. Não é um lugar divertido para se estar, e da mesma forma, o jogo não é realmente divertido de se jogar.

The Last of Us é estrelado por Joel, um sobrevivente de meia-idade e grisalho que foge de uma peste fúngica que transforma suas vítimas em monstros homicidas. Joel está vivendo sua vida em uma zona de quarentena protegida militarmente na costa leste dos Estados Unidos. No meio de uma operação de contrabando, ele conhece Ellie, uma garota de 14 anos tentando fazer o seu caminho para o oeste por razões misteriosas. A circunstância os une e ambos partem em uma perigosa viagem através do país.

As melhores partes de The Last of Us são dedicadas a construir esses dois personagens e seu relacionamento um com o outro. O desenvolvimento de Ellie é especialmente poderoso. Embora endurecida pelo mundo em que vive, fala e age como uma adolescente crível. Quando ela fica brava com Joel, sua raiva é aparente fora das cenas – ela visivelmente retrocede e rejeita os comandos de Joel. Outras vezes ela pula, sussurra para si mesma e conversa sobre tópicos aleatórios com os quais você esperaria que uma criança de 14 anos se preocupasse.

O compromisso da desenvolvedora Naughty Dog com esse tom sombrio e deprimente é alternadamente impressionante e frustrante. Apesar de alguns defeitos de mecânica de jogo, como a inteligência artificial de alguns parceiros de Joel e Ellie que fazem o jogador muitas vezes querer deixa-los morrer, The Last of Us tem uma narrativa digna de Oscar que envolve e emociona o jogador do início ao fim do jogo. (por Tiago Cezar)

1º – The Legend of Zelda: Ocarina of Time

O jogo mais fabuloso do Nintendo 64 e da história dos games. O jogo que teve a maior pontuação na história do Metacritic, com avaliação máxima de 99 em 100 pontos, The Legend of Zelda: Ocarina of Time é o nosso primeiríssimo lugar e por suas incríveis façanhas, este jogo merece sim estar no primeiro posto de qualquer lista relacionada a games.

Podem existir algumas pessoas que não gostam desse jogo e essas pessoas foram as que nunca jogaram, porque tipo assim, ele é um jogo perfeito! Ele tem tudo de bom em gráficos, ele tem uma história boa, ele tem uma jogabilidade incrível e ele tem até uma espada super maneira, só isso garante muitos pontos!

Mas falando sério, esse jogo mostra a história bem interessante, onde acompanhamos o nosso querido Link (personagem principal, ele não se chama Zelda catzo!) teve que livrar o mundo das garras do terrível Ganondorf, pois ele está querendo se apossar do triforce, que vai dar um poder inimaginável para qualquer um que botar as mãos nele, seja para o bem ou para o mal. Esse jogo é exuberante e um dos principais diferenciais por exemplo são as músicas, fazendo com que as vendas de Ocarina disparassem depois do lançamento do jogo e muita gente nem sabia e nem sabe o que é Ocarina até hoje (inclusive este redator!).

Brincadeiras à parte, Ocarina é um instrumento musical e é objeto mais cobiçado neste jogo de aventura e RPG em mundo aberto. Até então, nesta época o jogo acabou revolucionando também por não ter muitos jogos em mundo aberto, como temos de montão até agora. Uma curiosidade bastante legal envolvendo a produção de Ocarina of Time é que o jogo quase foi em primeira pessoa, você consegue imaginar isso acontecendo?

Os produtores do game queriam que o Link não aparecesse na tela até que ele entrasse em combate, mas só que eles não aguentaram a pressão, o Link não aparecer seria um tiro no pé, um personagem tão famoso que usa o seu chapeuzinho verde. Com a insistência da Nintendo, a desistência dessa ideia acabou servindo de argumento para que os produtores do game criassem a mecânica do Z target, algo inovador na época e que acabou ajudando bastante na exploração da jogatina. Por inúmeras façanhas, The Legend of Zelda: Ocarina of Time é o maior jogo de todos os tempos e merece ficar um bom tempo neste primeiro posto. (por Igor Ops)

Abaixo, saiba quem são e como votaram nossos redatores do Nerdtrip:

 

Fernanda “Momoko” Dias

22 anos, amante de gatos, animes, dança, admiradora da cultura pop oriental, viciada em Just Dance, cosplayer e aprendiz de gamer.

 

 

1º Nier: Automata
2º Bound
3º Life Is Strange 
4º Kingdom Hearts II
5º Tomb Raider: Legend
6º Just Dance 2019
7º Persona 3
8º GTA V
9º Silent Hill: Shattered Memories
10° Patapon 3

 

“Don” Giovanni Giugni

É o exército de um homem só, por trás da “Casa das Ideias Nerd”. Teve a felicidade de ter como primeiras experiências cinematográficas, filmes do calibre de “Superman” de 1978 e “O Império Contra-ataca”. Destemido desenhista e intrépido apaixonado por “Super-heróis”, vive disfarçado como um pacato Professor de musculação.

 

1º Batman: Arkham City
2º Driver 2
3º Tekken 3
4º Driver
5º Mortal Kombat 2 
6º Cadillacs and Dinosaurs 
7º Crui’n World 
8º Galaga 
9º River Raid 
10° Adventure 

 

Guilherme Lemes

O único podcaster do Brasil com voz de taquara rachada e fã numero 1 de Homem-Formiga! Oficialmente um hater da Dc e amante da Marvel, coleciona desde etiquetas de tênis até grandes figuras de ação. Apaixonado por Guardiões da Galáxia, tendo até uma tatuagem no braço (realmente, um fanboy da Marvel…).

 

1º Medal of Honor: Vanguard
2º Sonic the Hedgehog
3º GTA: San Andreas
4º Streets of Rage
5º Tintin Au Tibet
6º Midnight Club 3: Dub Edition Remix
7º Ratchet and Clank
8º Star Wars: The Force Unleashed
9º Marvel: Ultimate Alliance
10° Diablo 3

 

Hugo “Senhor da Ordem” Francato

RPGista, colecionador de HQs desde 1992, viciado em séries e profundo conhecedor do Universo Marvel (mas gosta da DC também).

 

 

1º Megaman 3
2º Chrono Trigger
3º Super Mario World
4º Battletoads (NES)
5º Contra (NES)
6º FIFA 17
7º Super Metroid (SNES)
8º Spider-Man (PS4)
9º Star Craft
10° X-Wing vs Tie Fighter

 

Igor “Ops” Souza

Professor de Biologia e Educação Física Escolar, amante de praticamente tudo do mundo nerd e lunático pela 7º Arte.

Apresentador do Teekcast, respeita a Marvel mas não tem vergonha de revelar para todos o seu amor platônico pela DC Comics e odeia a briga boba entre marvetes e dcnautas.

 

1º The Legend of Zelda: Ocarina of Time
2º Super Mario 64
3º The Legend of Zelda: Breath of The Wild
4º Pokémon: Fire Red
5º The Legend of Zelda: Majora’s Mask
6º Red Dead Redemption
7º Grand Theft Auto: San Andreas
8º Super Mario Kart
9º Top Gear
10° Sonic The Hedgehog 2

 

João “Neófito” Nélio

Sou um quarentão apaixonado pela cultura pop em geral. Adoro quadrinhos, filmes, séries, bons livros e música de qualidade.
Pai de um lindo casal de filhos e ainda encantado por minha esposa, com quem já vivo há 19 bons anos, trabalho como Oficial de Justiça do TJMG, num país ainda repleto de injustiças.
E creio na educação e na cultura como “salvação” para nossa sociedade!!

1º God Of War 2
2º Street Fighter 2 (original)
3º Star Wars Battlefront
4º Star Wars Battlefront 2
5º Doom
6º Gears of War
7º Assassin’s Creed II
8º Injustice: Gods Among Us
9º The Witcher 3
10° Super Mario World

 

Jorge “Obelix” Cardoso

Ancião do grupo, com milhares de anos de idade. Fã da DC Comics e maior conhecedor de Crise nas Infinitas Terras e Era de Prata do Universo. Grande fã de Nicolas Cage que acha que um filme sem ele nem pode ser considerado filme. Fã de Jeff Goldblum também, e seu maior sonho é ver ambos (Cage e Goldblum) contracenando.

 

 

1º – Civilization V
2º – Star Wars Battlefront
3º – Far Cry 4
4º – Batman Arkham City
5º – Donkey Kong Country 3
6º – Super Mario World 
7º – Alex Kidd in Miracle World
8º – Super Street Fighter II
9º – Star Wars Battlefront 2
10° – Age of Empires 3 

 

JR “Mestre Hater” Costa

Paulistano, amo música, filmes, séries, e estou ressuscitando o amor por animes.  Aprecio os filmes bons e me divirto debochando dos ruins (o que gerou o injusto apelido de Mestre Hater).

Tento ter como característica, textos curtos e objetivos valorizando a informação. Escritor das colunas “HATEANDO!” “Demorei, mas eu vi!”  e “Escondido na Netflix”.

 

1- Pro Evolution Soccer
2- Black
3- Super Mario World
4- Driver 2
5- Mortal kombat 3 (super Nintendo)
6- Super Mario kart 
7- Space Invaders (Atari)
8- God of war 2
9- Sonic The Hedgehog 2
10- Donkey Kong Country 2

 

Kathe Reis

Adoro filmes de terror e suspense e séries principalmente The Walking Dead.

 

 

 

1º The Last of Us
2º GTA V
3º Batman: Arkham Knight
4º Red Dead Redemption 2
5º The Walking Dead
6º Resident Evil 2
7º Outlast
8º Resident Evil 7: Biohazard
9º GTA: San Andreas
10° Far Cry 4

 

Laryssa Stoller

20 anos, Gamer de carteirinha, viciada em animes & cultura pop oriental, admiradora nata de Cyberpunk, RPG, e o melhor do mundo Nerd.

 

 

1º The Legend Of Zelda: Ocarina Of Time
2º The Witcher 3: Wild Hunt
3º The Elder Scrolls V: Skyrim
4º The Last of Us
5º GTA V
6º Hellblade
7º L.A Noir
8º Outlast
9º Far Cry 3
10° Final Fantasy XV

 

Luiz Rocky

Estudante de Educação Física. Sou apaixonado por cinema, mangás, games, séries e Star Wars.

 

 

 

1º Star Wars: Knights of the Old Republic
2º Sonic The Hedgehog
3º Chrono Trigger
4º Grand Theft Auto: San Andreas
5º The Legend of Zelda: Ocarina of Time
6º Final Fantasy VII
7º Pokemon: Fire Red
8º Top Gear
9º Sonic The Hedgehog 2
10° Alex Kidd in Miracle World

 

Marcos “Contraditório” Roberto Neves

O lobo da noite. O nerd caçador. Sou criador de páginas, nativo da internet desde a chegada no nosso país, músico, escritor e as vezes até poeta.

Jogador nato, criado nos games do Atari aos 4K atuais.
Também sou fã de literatura, rpg e cyberpunk.

1º The Witcher 3: Wild Hunt
2º The Elder Scrolls V: Skyrim
3º Resident Evil 2
4º Gears of War
5º Sonic: The Hedgehog
6º The Legend of Zelda: Majora’s Mask
7º The Elder Scrolls IV: Oblivion
8º Dead Space
9º Vampire the Mascarade: Bloodlines
10° Red Dead Redemption

 

“Marquinhos” dos Santos Serafim

Gamer maníaco, fã de tokusatsu e dragon ball, e sempre dizendo que nunca haverá filme melhor que Zohan.

 

 

 

1º Red Dead Redemption
2º Bloodborne
3º L.A. Noir
4º Final Fantasy 6
5º Chrono Trigger
6º Splatterhouse
7º Super Mario RPG
8º Final Fantasy Tactics
9º Castlevania: Symphony of The Night
10° Street Fighter 2

 

“Ritinha” Angelim

Baiana, apaixonada por cultura oriental, HQs, seriados de TV, livros, cinema e música. Adora Pizza, pipoca, Hugh Jackman, Wolverine, visitar a Saraiva, shopping, maquiagem e leitura. Amores da vida são filha, marido, família e Netflix.
Cristã e fã do seriado Supernatural, tem o sonho de um dia conhecer os Winchesters e o Japão. Sonha no mundo real e vive na fantasia.

 

1º Devil May Cry
2º Final Fantasy 8
3º Mario Kart 64
4º Star Fox 64
5º Top Gear
6º Metal Gear Solid 3: Snake Eater (PS2)
7º Tomb Raider 4: The Last Revelation (PS one)
8º Bomberman 3 (SNES)
9º Golden Eye 007 (N64)
10° Pac-Man

 

Sammylle Matheus

Amante da sétima arte. Fascinada na relação entre cinema, história e filosofia. Devoradora de quadrinhos, aprecia um bom clássico e combate o crime em Gotham City nas horas vagas.

 

 

1º Doom
2º The Legend of Zelda: Ocarina of Time
3º The Witcher 3
4º The Last of Us
5º Gears of War
6º Half-Life 2
7º Portal 2
8º Castlevania: Symphony of the Night
9º The Elder Scrolls V: Skyrim
10° Final Fantasy VII

 

Tiago Cezar

DCnauta, fã de Star Wars e Star Trek e da melhor banda de rock do mundo, Led Zeppelin claro!

 

 

 

1º The Last of Us
2º Metal Gear Solid (1998)
3º Resident Evil 3
4º GTA V
5º Batman: Arkham Knight
6º Dragon Age: Inquisition
7º Red Dead Redemption 2
8º The Elder Scrolls Online
9º Killer Instinct
10° Halo 4

 

William Peloso

Sou um dos administradores e redator do Nerdtrip. Entusiasta dos games e livros. Meu foco é dividido em diversas áreas, indo desde cinema e séries, até animes e tokusatsus. Assisto filmes e séries repetidamente e sempre me divirto como se estivesse vendo pela primeira vez. Grande fã de Harry Potter e também da Marvel e DC, sem esquecer é claro de Dragon Ball e Cavaleiros do Zodíaco.

 

1º Metal Gear Solid (1998)
2º Máfia The City of Lost Heaven
3º Yu-Gi-Oh: Forbidden Memories
4º Super Mario Kart
5º Pokémon: Fire Red 
6º GTA: San Andreas 
7º Batman: Arkham City 
8º Dragon: Age Origins 
9º Street Fighter II: The World Warriors
10° Metal Gear Solid V: The Panthon Pain 

 

A seguir lista completa com os 114 games citados nessa eleição:

1º The Legend of Zelda: Ocarina of Time
2º The Last of Us
3º The Witcher 3: Wild Hunt
4º GTA: San Andreas (2004)
5º GTA V
6º Sonic the Hedgehog
7º Super Mario World (SNES)
8º Chrono Trigger
9º Batman: Arkham City
10º The Elder Scrolls V: Skyrim
11º Metal Gear Solid (1998)
12º Gears of War
13º Pokemon: Fire Red
14º Red Dead Redemption
15º Doom
16º Driver 2
17º Super Mario Kart
18º Batman: Arkham Knight
19º God of War 2
20º Resident Evil 2
21º Street Fighter 2 (versão original)
22º L.A. Noir
23º Top Gear
24º Final Fantasy VII
25º Red Dead Redemption 2
26º The Legend of Zelda: Majora’s Mask
27º Civilization V
28º Devil May Cry
29º Megaman 3
30º Medal of Homor: Vanguard
31º Nier: Automata
32º Pro Evolution Soccer
33º Star Wars: Knights of the Old Republic
34º Far Cry 4
35º Black
36º Bound
37º Final Fantasy VIII
38º Mafia: The City of Lost Heaven
39º Star Wars Battlefront 2
40º Star Wars Battlefront (2015)
41º Bloodborne
42º Super Mario 64
43º Life is Strange
44º Mario Kart 64
45º Resident Evil 3
46º Star Wars: Battlefront (2004)
47º Tekken 3 (1997)
48º The Legend of Zelda: Breath of the Wild
49º Yu-Gi-Oh: Forbidden Memories
50º Outlast
51º Battletoads
52º Driver
53º Final Fantasy VI
54º Kingdom Heart 2
55º Star Fox 64
56º Streets of Rage
57º Contra (NES)
58º Donkey Kong Country 3
59º Lara Croft Tomb Raider: Legend
60º Mortal Kombat 2
61º Mortal Kombat 3
62º The Walking Dead
63º Tintin au Tibet
64º FIFA 17
65º Sonic the Hedgehog 2
66º Alex Kidd in Miracle World
67º Castlevania: Simphony of the Night
68º Cadillacs and Dinosaurs
69º Dragon Age: Inquisition
70º Half-Life 2
71º Hellblade
72º Just Dance 2019
73º Metal Gear Solid Snake Eater
74º Midnight Club 3 Dub Edition Remix
75º Splatter House
76º Assassin’s Creed II
77º Crui’n World
78º Persona 3
79º Portal 2
80º Ratchet and Clank
81º Space Invaders
82º Super Mario RPG
83º Super Metroide
84º The Elder Scrolls IV: Oblivion
85º Tomb Raider 4: The Last Revelation
86º Bomberman 3
87º Dragon Age Origins
88º Galaga (1991)
89º Injustice: Gods Among Us
90º Dead Space
91º Final Fantasy TaCtics
92º Resident Evil 7: Biohazard
93º Spider Man (PS4)
94º Star Wars The Force Unleashed
95º Super Street Fighter II
96º The Elder Scrolls Online
97º Golden Eye 007 (N64)
98º Far Cry 3
99º Killer Instinct
100º Marvel: Ultimate Aliance
101º River Raid
102º Silent Hill: Shattered Memories
103º StarCraft
104º Vampire: The Mascarade Bloodlines
105º Adventure
106º Age of Empires 3
107º Diablo 3
108º Donkey Kong Country 2
109º Final Fantasy XV
110º Halo 4
111º Metal Gear Solid V: The Panthon Pain
112º Pac-Man
113º Patapon 3
114º X-Wing vs Tie Fighter

Continue lendo

Listas

TRIP LISTA | Japoneses elegem o ator “mais legal” da era Heisei de Kamen Rider

Publicado

em

Após divulgarmos uma pesquisa realizada no Japão para definir quais os maiores rivais dos animes, que você pode conferir aqui, trazemos agora para o Nerdtrip outra pesquisa realizada por um site japonês, o Yoshi-Toku. Dessa vez, nossos amigos nipônicos escolheram os 10 atores mais legais da era Heisei de Kamen Rider.

Para os desinformados, podemos dividir os heróis Kamen Riders em duas eras, Showa e Heisei. Em geral, os Riders da era Showa são aqueles que tiveram o envolvimento de Shotaro Ishinomori em sua criação, que vai até 1989. Após isso, a “nova geração” de Riders fazem parte da era Heisei.

Sem mais enrolação, confira os vencedores:

1º Takeru Satoh (Kamen Rider Den-O)


2º Sota Fukushi (Kamen Rider Fourze)


3º Masaki Suda (Kamen Rider W)


4º Ryoma Takeuchi (Kamen Rider Drive)


5º Hiro Mizushima (Kamen Rider Kabuto)


6º Ryo Yoshizawa (Kamen Rider Meteor)


7º Jun Kaname (Kamen Rider G3)


8º Seto Koji (Kamen Rider Kiva)


9º Joe Odagiri (Kamen Rider Kuuga)


10º Tokuyama Hidenori (Kamen Rider TheBee/Kick Hopper)

O que achou da lista? Concorda ou discorda? Comenta aí!


SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK:  facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER:  twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM:  instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE:  www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

KAMEN RIDER CROSS-Z | Revelado trailer para o especial Build NEW WORLD, de Kamen Rider Build

TSURUNE | Saiba mais sobre o anime de Kyudo dessa temporada

BLACK CLOVER | Confira o título e prévia do episódio 60 do anime

THE PURGE | É noite de purificação, tudo é permitido. Expurgue! (Crítica sem spoilers da 1ª temporada)

UMA AVENTURA LEGO 2 | Aguardada continuação ganha inédito trailer!

BORUTO: NARUTO NEXT GENERATIONS | Confira os títulos e sinopses dos episódios 83, 84 e 85

POKÉMON SUN & MOON | Confira título e prévia legendada do episódio 98 do anime

GAME OF THRONES | McFarlane Toys lança novos hominhos de Daenerys Targaryen e Viserion (versão Dragão de Gelo)

AQUAMAN | Com cenas inéditas, Filme com o Rei dos Mares ganha trailer final!

PETS: A VIDA SECRETA DOS BICHOS 2 | Gatinha Chloe é destaque no 2º trailer divulgado

O CORINGA | Confira Joaquin Phoenix em movimentada cena de atropelamento

TRIP LISTA | Japoneses definem os 15 maiores rivais dos animes

Continue lendo

Listas

TRIP LISTA | Japoneses definem os 15 maiores rivais dos animes

Publicado

em

O que é rivalidade? Segundo o dicionário, o conceito de rivalidade é: Condição que têm aqueles que são rivais. Duas pessoas ou conjuntos são rivais, por sua vez, quando competem entre si ou são inimigos.

Quando falamos em animes e citamos os seus protagonistas, por vezes pensamos imediatamente eu seus rivais e adversários. Esses rivais, ou antagonistas, por vezes ganham bastante destaque nas produções, e sabendo de sua importância, uma pesquisa realizada pelo site japonês Goo Ranking definiu os maiores rivais dos animes. Participaram dessa pesquisa, 500 fãs com idades entre 20 e 40 anos. Confira o Top 15:

 

1- Vegeta – Dragon Ball Z

2- Raoh – Fist of the North Star

3- Kojiro Hyuuga – Captain Tsubasa

4- Terryman – Kinnikuman

5- Hajime Saitou – Samurai X

6- Rukawa Kaede – Slam Dunk

7- Sasuke Uchiha – Naruto

8- L – Death Note

9- Umibozu – City Hunter

10- Toguro – Yu Yu Hakusho

11- Killua Zoldyck – Hunter × Hunter

12- Shinobu Senui – Yu Yu Hakusho

13- Dio Brando – JoJo’s Bizarre Adventure

14- Hisoka Morow – Hunter × Hunter

15- Akira Toya – Hikaru no Go

O que você achou desse ranking? Concorda ou discorda? Deixe sua opinião e seu ranking abaixo!


SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

CAPUZ VERMELHO E OS FORA DA LEI | Redefinindo o conceito de equipe de ação

TITANS | Dupla de prodígios! Episódio #06: Jason Todd (Crítica)

TRIP LISTA | Os melhores Animes de todos os tempos pela equipe Nerdtrip

ACE COMBAT 7: SKIES UNKNOWN | Divulgado trailer durante a Golden Joystick Awards

JUST CAUSE 4 | Trailer “Deep Dive” é revelado

DUAS RAINHAS | Saoirse Ronan e Margot Robbie estampam novo cartaz do filme

DUMBO | Disney libera novo trailer oficial do live action

CCXP 2018 | Mutantes no Brasil! Sophie Turner,  Jessica Chastain e Simon Kinberg são confirmados no evento nerd!

O JUDOKA | Clássica HQ nacional é relançada pela AVEC Editora!

BUMBLEBEE | Paolla Oliveira dublará vilã em spin-off de Transformers

ANIMAIS FANTÁSTICOS 4 | Rumores indicam uma possível gravação no Brasil

STARCON 2019 | Ator Doug Jones confirmado na edição de 2019 da convenção de Star Trek

Continue lendo
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana


WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: