Connect with us

Papo de Cinema

PAPO DE CINEMA | Paraíso Perdido é uma “pérola perdida” do cinema brasileiro?

Publicado

em

(Foto – Reprodução)

Em meio a tantos super-heróis bombados, mercenários indestrutíveis tagarelas, explosões a rodo, “universocídio” e coisas afins, o cinema autoral, principalmente o brasileiro, tenta se manter vivo, a trancos e barrancos.

Nesse sentido, dia 31 de maio estreia no circuito nacional (muito provavelmente circunscrito às salas Belas Artes e afins espalhadas por aí) o filme Paraíso Perdido, de Monique Gardenberg (do questionável “Ó Paí, Ó“), estrelado por nada mais, nada menos, que Erasmo Carlos, mas contando com a refinada participação de Seu Jorge e de um elenco de primeira, encabeçado por Júlio Andrade, Humberto Carrão e Marjorie Estiano (que repetem a parceria vista na série televisiva Sob Pressão); Hermila Guedes (uma das minhas atrizes favoritas),  Jaloo (o andrógino cantor/compositor de música eletrônica paraense, estreando como ator), Malu Galli, Julia Konrad, Lee Taylor e Felipe Abib.

A história do filme se concentra nos personagens que gerenciam e frequentam a boate Paraíso Perdido, comandada por José (personagem de Erasmo Carlos) e sua “família” (de sangue e por “afinidade”) e tem, como pano de fundo narrativo a música brega brasileira. Não é à toa, por exemplo, que um dos personagens principais tem o sugestivo nome de “Odair”, que, junto com o personagem de Erasmo Carlos, forma o nome de um dos maiores ícones da música brega nacional, Odair José ­– autor de clássicos como “Eu vou tirar você deste lugar” (que conta a história de uma prostituta), “Pare de Tomar a Pílula”, “Vamos Viver essa Noite”, entre outros.

No mesmismo temático da filmografia brasileira, Paraíso Perdido parece ser um “respiro” de criatividade, apesar de – pelo belo trailer – ficar óbvio que a quantidade de personagens em tela (sugerindo muitas tramas paralelas) possa prejudicar o andamento ou a amarração da história como um todo; o baixo orçamento – percebido pela paleta escura da fotografia utilizada – tenha limitado a produção a se centralizar em poucas locações externas e soluções “criativas”.

É esperar para ver (a maioria do público em festivais ou no Canal Brasil, infelizmente).

Para os tripulantes que quiserem uma viagem “diferente”, fica aí a dica!!

Trailer oficial do filme:


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

VINGADORES 4 | Primeira sinopse é revelada!

PANTERA NEGRA 2 | Donald Glover pode interpretar vilão no longa!

A-X-L | Trailer sobre um cachorro-robô-gigante-arma-militar-bonzinho?

ESCONDIDO NA NETFLIX | Uma Caminhada na Floresta

CONFABULANDO LETRAS | Como escrever um livro? (Parte 03)


Studio Geek – Os Melhores Produtos da Cultura Pop, Geek e Nerd.

Sou um quarentão apaixonado pela cultura pop em geral. Adoro quadrinhos, filmes, séries, bons livros e música de qualidade. Pai de um lindo casal de filhos e ainda encantado por minha esposa, com quem já vivo há 19 bons anos, trabalho como Oficial de Justiça do TJMG, num país ainda repleto de injustiças. E creio na educação e na cultura como "salvação" para nossa sociedade!!

Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: