Connect with us

Vale a Maratona?

VALE A MARATONA? | Liga da Justiça: Os heróis mais poderosos da Terra!

Publicado

em

Não haveria momento melhor para criar uma análise como essa agora. Afinal, depois de uma década de planejamento finalmente o famigerado filme com os heróis DC saiu, e tem recebido boas e algumas não boas críticas.

Porém, mesmo com o lançamento do filme, nada consegue apagar (aliás o segredo da resistência da DC é seu mais que bem-sucedido universo animado) o brilho de uma animação que se tornou um dos marcos da editora/estúdio no atual século. Estou falando de Liga da Justiça, que foi sucedida por Liga da Justiça: Sem Limites (Justice League e Justice League Unlimeted, Warner/DC, 2001-2006).

Seriedade e temas adultos

Tudo começou com uma série, que nos anos 90, pavimentou todo o caminho, também um fenômeno, Batman – The Animated Series, com trilha do genial Danny Elfman e o roteiro do sensacional Paul Dini (que foi o grande responsável pelo morcego dos anos 80, junto com Norm Breyfogle nos pincéis). Com o estrondoso sucesso (não é exagero) da série animada que rendeu dois spin-off (inclusive com a entrada do Robin, Batgirl e Asa Noturna) e diversos filmes. Após o fim da série, Dini começou a criar a série do Superman (outro grande sucesso), daí para a criação da Liga foi um pulo.

O inicio, que deu origem a Liga

Com um enredo forte, e inteligente para uma série que abordava crianças e adolescentes, Liga da Justiça logo se tornou um sucesso. Dini amarrou direitinho todos os pontos e aos poucos para deter uma ameaça vinda do espaço, os heróis mais poderosos da Terra foram se juntando. Com uma fórmula que lembrava Star Trek pela simplicidade do roteiro, mas ao mesmo tempo pela sofisticação (afinal o show do seriado era as intensas origens dos personagens com suas complicadas vidas, a fórmula deu tão certo que até a Marvel copiou a idéia em Vingadores – Os Heróis mais Poderosos da Terra oito anos depois) e nessa tocada gloriosa simplesmente o melhor desenho americano de heróis de todos os tempos foi seguindo.

As tramas complexas lembram muito essa galera aqui

Percebam que é realmente difícil achar pontos negativos na série. É quase impossível achar erros, cada episódio segue como a saudosa série do Capitão Kirk, tendo momentos corajosos dentro do universo de heróis e vilões da DC, e mesmo quando a série entra em tons polêmicos (como um certo tom machista, as vezes), o roteiro e a ótima composição dos personagens faz com que as vezes pareça que você não está assistindo um desenho animado, sem pagar pau demais.

O gênio por trás de tudo

Todas as intrigas e nuances que cercam os personagens e vilões da trama, merecem ser saboreadas com uma maratona se possível. Liga da Justiça é tão bom, tão bom que o desenho chegou a influenciar os quadrinhos em muitas oportunidades. Portanto a minha dica, é depois que assistir o filme nos cinemas, faça depois uma maratona com esse seriado, vale a pena.

Nota para a série animada: 5 / 5

O lobo da noite. O nerd caçador. Sou criador de páginas, nativo da internet desde a chegada no nosso país, músico, escritor e as vezes até poeta. Jogador nato, criado nos games do Atari aos 4K atuais. Também sou fã de literatura, rpg e cyberpunk.

Comente aqui!

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: