Connect with us

Vale a Maratona?

VALE A MARATONA? | Dark, a anti-Stranger Things

Publicado

em

Um garoto desaparecido, uma cidade se mobilizando nas buscas e muitos mistérios envolvidos! Você até pode achar que já conhece essa história, e que ela se chama “Stranger Things”, mas não: esta é a trama central de Dark, a nova série da Netflix.

Resultado de imagem para dark

Vamos procurar um demogorgon? (imagem da internet)

As semelhanças com a série fenômeno param por aí. A produção alemã que está com sua primeira temporada inteira disponível tem um tom muito mais adulto (e pesado), mas com uma história tão envolvente quanto.

A séria já choca em sua primeira cena, ao mostrar em detalhes o suicídio de Michael Khanwald. A partir daí as tramas se interligam, e presente, passado e futuro passam a ter uma conexão intensa.

Como é uma produção europeia, o ritmo pode estranhar um pouco quem está acostumado apenas com séries norte-americanas. Porém, as coisas se acertam bem a partir do segundo episódio, e a cada nova revelação a tensão e a curiosidade vão aumentando, deixando o espectador grudado na TV.

Resultado de imagem para dark

Jonas em busca da verdade – imagem da internet

A série não possui um protagonista claro, e o foco fica nas quatro principais famílias da cidade, Os Nielsen, os Khanwald, os Dopler e os Tiedemann, cada uma com vários personagens, com histórias e personalidades distintas, que ao longo da trama vão sendo revelados aos poucos. Os que chegam mais próximos deste posto são Ulrich  Nielsen  (Oliver Masucci) e Jonas Khanwald  (Louis Hofmann). Ulrich é policial na cidade, e responsável pelas buscas do primeiro garoto desaparecido, que o faz lidar com fantasmas do passado pois seu irmão Mads desapareceu em circunstâncias semelhantes há 33 anos. Porém quando ocorre o desaparecimento de mais um garoto, o mundo do agente da lei vai literalmente andar para trás. Ulrich inicia a série tendo um caso com Hannah, que vem a ser a mãe de Jonas e viúva do suicida do início, e descobriremos com o tempo, possui uma improvável ligação familiar com o filho de sua amante.

Resultado de imagem para dark ulrich

Ulrich Nielsen (imagem da internet)

Todos os personagens da série possuem sua relevância e desempenham papel importante dentro da trama, que gira em torno da onipresente presença da Usina Nuclear de Widden, a mais antiga em operação na Alemanha, criada durante a Guerra Fria, e que conecta todas as tramas da história.

Tecnicamente, a série é excelente. As atuações são bem contidas e seguras. O clima sempre chuvoso e frio do interior da Alemanha e a fotografia escura passam a sensação sombria que a série se propõe, complementada com uma trilha sonoro poderosa. O cuidado estético e de detalhes de cena para cada época temporal é bem visível. Também não se choque com nudez, palavrões e muita violência gráfica (como um garotinho sendo espancado com uma pedra, em detalhes).

 

A trama em si não chega a ser original, porém é tratada com respeito e de forma a prender a atenção do público, não tratando o espectador como bobo, e mostrando conceitos interessantes. Uma história bem amarrada, que no correr do tempo (para frente e para trás) fica cada vez mais intrigante. São apenas 10 episódio, e quando termina, a sensação de impotência que transmite nos deixa agoniados pela próxima temporada.

 

DARK

NOTA : 4 / 5

Emissora original: Netflix
Transmissão original 12/2017
N.º de temporadas 1
N.º de episódios 10

DISPONÍVEL NA NETFLIX? SIM

Professor de História e Grande apaixonado pela sétima arte e da maior premiação do cinema, o Óscar. Viciado em séries e Redador das colunas "Vale a Maratona" e "Papo de Cinema".

Advertisement
Comments
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: