Connect with us

Críticas

ALITA: ANJO DE COMBATE | Para todos os “Otakus” de plantão! – Crítica do Don Giovanni

Publicado

em

Produzido por James Cameron, responsável pelas duas produções de maior bilheteria de todos os tempos (Avatar e Titanic) e dirigido pelo competente Robert Rodriguez (Sin City) Alita: Anjo de Combate é um espetáculo visual no melhor estilo “cyberpunk” e uma grande homenagem ao popular universo dos mangás.

Protagonizado pela atriz americana Rosa Salazar (como a cyborg Alita em forma de captura de movimentos) a produção conta com um grandioso elenco. O ótimo Christoph Waltz é o Dr. Dyson Ido, cientista e médico de cyborgs. Jennifer Connelly é sua ex-mulher e também cientista Chiren. O eterno “boca de algodão” Mahershala Ali, vive Vector, um empreendedor responsável por equipar e promover as populares disputas de Motorball. Ed Skrein, o divertido Ajax de Deadpool, empresta “seu rosto” para o caçador de recompensas Zapan, enquanto o polivalente, Jackie Earle Haley, o Rorschach de Watchmen, cede sua voz para dar vida ao gigantesco cyborg Grewishka.

 

 

 

 

Peças no tabuleiro, vamos a trama:

 

Baseado na série de mangá de Yukito Kishiro, Gunnm, também conhecido como “Battle Angel Alita”, o longa (que se passa no ano de 2563, após uma guerra apocalíptica conhecida como “a queda”) conta em escala épica, a jornada de autoconhecimento de Alita, uma cyborg que é encontrada na metrópole de ferro velho da “cidade de ferro” pelo “medico de cyborgs” o Dr. Dyson Ido. Desmemoriada, Alita precisa descobrir a verdade sobre sua origem, para mudar sua realidade e cumprir seu destino, enquanto redescobre um novo mundo repleto de prazeres.

 

O roteiro assinado por Cameron e Laeta Kalogridis, consegue ser bastante eficiente nos três atos do longa, mantendo-se ágil, divertido e movimentado. As cenas de ação orquestradas por James Cameron e Robert Rodrigues são impressionantes e extremamente bem coreografadas. O CGI utilizado na produção é de altíssima qualidade, a carismática cyborg Alita não só convence por sua aparência realista, mas também por seus graciosos movimentos delicados e naturais.

 

 

 

 

Cameron e Rodrigues conseguem adaptar para tela grande de forma perfeita, todo estilo, clima e ambientação, comuns no universo de animes e mangás. Seja nos gigantescos olhos da personagem titulo, ou nos empolgantes duelos de Kung-Fu (no melhor estilo Wing Chun), ou por toda arquitetura que lembra obras como Akira, de Katsuhiro Otomo, a “dupla dinâmica” presenteia os fãs “otakus” com uma grande aventura repleta de ação vertiginosa de tirar o fôlego.

 

Outro ponto interessante do roteiro está relacionado com todos os eventos sociais e políticos que sucedem “a queda”. Após a grande guerra, as poderosas grandes corporações que detém o poder financeiro criaram um verdadeiro “paraíso” no céu conhecido como Zalem. Tudo que não presta é descartado e jogado na esquecida e miserável cidade de ferro, onde o povo sofrido tenta desesperadamente sobreviver e acaba encontrando no “esporte” uma forma de ascender socialmente e garantir créditos suficientes para conhecer a cidade dos sonhos. A opulenta vida dos ricos “empreendedores” que exploram deliberadamente não só o povo mas todo um ecossistema, contrasta com dura realidade dos moradores da “cidade baixa” que são obrigados a aceitar qualquer emprego para garantir sua sobrevivência, sem direitos, sem garantias, sem esperança.

 

Paradoxalmente o único ponto negativo da produção fica por conta de seu ótimo elenco. Com exceção de Christoph Waltz e Ed Skrein (e lógico nossa encantadora Rosa Salazar no papel título), todos parecem estar no piloto automático, principalmente Jennifer Connelly, que parecia mais maquina que todos os cyborgs da produção. Com um elenco tão poderoso, ao final da projeção ficamos com a impressão de que Robert Rodriguez poderia ter extraído mais de todos os seus atores, para não deixar o mérito maior do longa, ficar a cargo das ótimas cenas de ação e dos incríveis efeitos especiais.

 

 

 

Pontuação de 0 a 5

 

 

 

Nota: 4

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK:  facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER:  twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM:  instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE:  www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

STAR TREK DISCOVERY | Um ser de 100.000 anos de idade – Episódio #04: An Obol for Charon – Crítica do Viajante

MONSTER HUNTER: WORLD | Crossover com The Witcher 3 traz Geralt de Rívia para o jogo

TROPICO 6 | Primeiras impressões do Beta do jogo

ALFA – A PRIMEIRA ORDEM | Reveladas novidades da 2º parte da HQ nacional e desenvolvimento do novo herói nordestino ‘Carcará’

THE WALKING DEAD | 10º Temporada é oficialmente confirmada!

BEASTARS | Saiba mais sobre o primeiro video promocional do anime

BOKU NO HERO ACADEMIA | Filme do anime terá exibição em cinemas brasileiros

JUMPFORCE | Confira a lista completa dos personagens que estarão presentes no Crossover!

Giovanni Giugni (Don Giovanni) é o exército de um homem só, por trás da "Casa das Ideias". Teve a felicidade de ter como primeiras experiências cinematográficas, filmes do calibre de Superman de 1978 e "O Império Contra-ataca". Destemido desenhista e intrépido apaixonado por "Super-heróis", vive disfarçado como um pacato Professor de musculação.

Comments
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: