Connect with us

Críticas

PATRULHA DO DESTINO | Tudo sob controle ? – Episódio #03: Puppet Patrol (Crítica)

Publicado

em

Enquanto nossos estranhos personagens continuam lutando para aceitar a si mesmos e aprender a ser verdadeiros heróis, somos tratados com o que o mundo realmente parece quando a Patrulha do Destino tenta viver nele. A notícia é sobre as aberrações no centro da destruição de Cloverton, e as pessoas da cidade não estão felizes com isso, perseguindo Jane nos momentos de abertura do episódio. Será interessante ver se a turma pode ganhar essas pessoas de novo, ou se isso vai ser importante para elas a longo prazo. De um jeito ou de outro, esse episódio força todos eles a aceitarem os monstros que se tornaram. Parece que caberá a Patrulha decidir qual aprovação significa mais para eles: o mundo exterior ou a deles.

Falando dessa abertura, deixei de mencionar o quão sólida a trilha sonora é desta série. A pontuação de Clint Mansell e Kevin Kiner para esta show é absolutamente perfeita. Temos partes peculiares e góticas, ajustadas ao tom do espetáculo e os personagens se igualam com esta mistura, fazendo também que está produção acabe garantindo regularmente o uso perfeito da mixagem sonora em cada episódio, como na semana passada com o uso de “Lazarus”, de David Bowie, e com a intro do Bikini Kill. As escolhas de música são boas, principalmente da cena de luta mais maluca deste episódio, que funciona incrivelmente com a sonoridade punk do grupo Dead Kennedys.

O episódio desta semana nos mostra a Patrulha indo lentamente para o Paraguai na esperança de encontrar Niles Caulder. Entretanto, o que os espera quando chegam lá é muito mais estranho do que eles poderiam esperar.  Toda está estranheza serve para que os personagens consigam entender o seu verdadeiro eu e atingir esse entendimento pessoal é algo que demanda de uma história do passado bastante interessante. Esse arco que vimos de equilíbrio e autoconsciência aconteceu com Larry, que foi o coração deste episódio.

Larry Trainor, como aprendemos através de seu argumento com o Sr. Ninguém na semana passada e através de seus flashbacks esta semana, é um homem que tem corrido por toda a sua vida. Primeiro de sua própria sexualidade, depois das pessoas que ainda queriam apoiá-lo e, finalmente, da responsabilidade de aprender a lidar com o poder que ele tem dentro de si.

Larry sempre quer o controle, que se manifesta de muitas maneiras diferentes: sua recusa em sair para sua esposa, sua decisão de se isolar de seu namorado, seu desejo de estabelecer “regras básicas” entre ele e a energia que está dentro de seu corpo. Ele quer exercer algum tipo de controle e está sempre fora de seu alcance. O “espírito negativo”, como Jane chama, quase representa uma liberdade que Larry nunca se permitiu ter, mesmo antes de seu acidente. Pode ser por isso que o irrita quase ao ponto de não retornar.

Esta é uma análise verdadeiramente incrível do personagem por parte dos escritores da série. Matt Bomer faz um excelente trabalho de incorporar sua voz com um sentimento de resignação indignada. Ele está tão cansado e triste, mas aborrecido com isso. É uma pena que este arco seja meio embrulhado dentro do momento do roteiro um tanto desajeitado deste episódio.

Uma boa parte desse episódio mergulha na ideia de como controlamos nossas ações. Com o Sr. Ninguém atuando como o narrador aparentemente infalível, nossos heróis genuinamente não sabem se estão puxando suas próprias cordas. De maneira semelhante, o vilão desse episódio criou centenas de autômatos para fazer sua oferta. É fácil concordar com os planos de um gênio doente se você não tiver livre arbítrio.

Este foi um episódio extremamente divertido, com vários momentos emocionantes e algumas cenas de ação com um pouco de sangue que funcionam melhor quando eles se prendem a efeitos práticos. Enquanto os efeitos da Silver Tongue permanecem divertidos e inovadores, os respingos de sangue digital usados ​​durante as partes da luta de Cliff foram um pouco perturbadores. A luta de Cliff foi extremamente divertida, no entanto, o que aconteceria se você tentasse derrubar o Robotman em uma das cenas patenteadas de “luta do corredor” do Demolidor, teríamos uma luta com 100% de brutalidade. 

Além de algumas cenas inusitadas em CGI, os efeitos foram uma melhoria notável neste episódio, especialmente no que diz respeito aos momentos gelatinosos de Rita. A última queixa que tenho com esse episódio parece um pequeno soluço narrativo. Larry vai para a câmara que Von Fuchs usou para criar o Sr. Ninguém e tenta usá-la para separar o espírito negativo de seu corpo. Parece funcionar temporariamente, mas Larry é retirado da câmara antes de chegar a um entendimento com o ser.

Isso é confuso por várias razões, uma das quais é como Larry descobriu como operar a máquina, especialmente enquanto estava dentro dela. Nós vemos a câmara selada e ativada do lado de fora no episódio piloto. Além disso, parece um salto estranho decidir que a máquina que criou o Sr. Ninguém seria capaz de fazer o que ele quer.

Há uma implicação no episódio de que existem vários procedimentos diferentes, dependendo dos resultados que você está procurando. Nós vemos uma câmara diferente no final do episódio, quando somos apresentados a um personagem que eu nunca pensei que veria fora dos quadrinhos (em um dos efeitos mais selvagens do show até hoje). Isso não chega a explicar como Larry chegaria a essa conclusão e começaria a realizar esse plano.

Independentemente disso, enquanto a lógica não funciona muito bem, o arco emocional é visto até o final (para este episódio, pelo menos). A história pessoal de Larry é sólida, mesmo que a execução tenha deixado um pouco a desejar. Após a aventura desta semana, todos na equipe parecem ter encontrado novas perspectivas sobre si mesmos, para melhor ou para pior. Uma das coisas mais atraentes sobre a série é o trabalho de caráter forte, algo que aconteceu bem neste episódio e que casa como um conto de uma HQ bem solida, que continue melhorando!

Nota para o episódio “Puppet Patrol” (03): 4,5 / 5


Confira a promo em vídeo do episódio 04, intitulado Cult Patrol:


Leia mais sobre Doom Patrol


Leia as críticas sobre cada episódio da série Patrulha do Destino:

PATRULHA DO DESTINO | Primeiras impressões da nova série do DC Universe – Episódio #01: Pilot (Crítica)

PATRULHA DO DESTINO | Se aventurando em um lugar inesperado! – Episódio #02: Donkey Patrol (Crítica)


Leia mais sobre Titans


Leia as críticas sobre cada episódio da série Titans:

TITANS | Primeiras impressões da nova série do DC Universe

TITANS | Série começa a “voar”! Episódio #02: Hawk and Dove (Crítica)

TITANS | Lento, mas bem interessante! Episódio #03: Origins (Crítica)

TITANS | Fenomenal! O “Destino” os uniu! Episódio #04: Doom Patrol (Crítica)

TITANS | Enfim, juntos! Titãs, atacar! Episódio #05: Together (Crítica)

TITANS | Dupla de prodígios! Episódio #06: Jason Todd (Crítica)

TITANS | O esquisito e lento “check-up” nos heróis – Episódio #07: Asylum (Crítica)

TITANS | “Maravilha” de episódio – Episódio #08: Donna Troy (Crítica)

TITANS | Bom episódio “filler” – Episódio #09: Hank and Dawn (Crítica)

TITANS | Surpresa demoníaca! – Episódio #10: Koriand’r (Crítica)

TITANS | Episódio bom, final esquisito! – Episódio #11: Dick Grayson (Crítica – Season Finale)


SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

PATRULHA DO DESTINO | O controle do Sr. Ninguém – Episódio #03: Puppet Patrol (Crítica)

CAPITÃ MARVEL | Vale a pena?  Crítica em vídeo com Aline Giugni & Don Giovanni

UMBRELLA ACADEMY | Crítica da série televisiva baseada na premiada HQ de Gerard Way e Gabriel Bá

TEEKCAST #53 | Framboesa de Ouro & Oscar 2019 – Do pior ao melhor!

RAGE 2 | Confira o trailer dublado do jogo

ESQUADRÃO SUICIDA | Heimdall é escolhido para viver o Pistoleiro no reboot comandado por James Gunn

CAPITÃ MARVEL | Crítica do Viajante

GWENT | Crimson Curse, a primeira expansão de cartas, chega ao jogo

JUMP FORCE | Um grande crossover entre animes com potencial desperdiçado (Review)

SHAZAM! | Revelado o 2º trailer oficial do filme

HELLBOY | Com muitas cenas de ação, Lionsgate divulga novo trailer do remake

 

 

Professor de Biologia e Educação Física Escolar, amante de praticamente tudo do mundo nerd e lunático pela 7º Arte. Apresentador do Teekcast, gosta da Marvel mas não tem vergonha de revelar para todos o seu amor platônico pela DC Comics e odeia a briga boba entre marvetes e dcnautas.

Comente aqui!
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: