Connect with us

Críticas

POKÉMON: DETETIVE PIKACHU | Crítica

Publicado

em

Seguindo a onda de live-actions desse ano, temos mais um filme que toca profundamente os corações de toda uma geração: Pokémon: Detetive Pikachu, estreando no próximo dia 9.

Imagem retirada do site Gamer By Mistake

Pokémon Red © The Pokémon Company

 

A franquia Pokémon iniciou-se em 1996 como vídeo-game (Pokémon Red) e no ano seguinte ganhou sua versão em anime. Acabou se tornando um verdadeiro clássico, sendo atualmente consagrado pelos jogos digitais, jogos analógicos, animações, torneios e goodies oficiais. Esse ano, os apaixonados pela franquia ao redor do mundo foram contemplados por um filme baseado em um spin-off do vídeo-game para Nintendo 3DS.

Assim como seus personagens de vídeo-game, o live-action de Pokémon começa com o protagonista vivendo em uma cidade do interior. Tim Goodman (Justice Smith) recebe a triste notícia de que seu pai, Harry, sofreu um acidente de carro na grande cidade de Ryme e foi dado como morto. Após anos sem ter contato com o pai devido a uma mágoa que corroía Tim por dentro, o jovem finalmente começa a encarar fatos da vida de Harry, de que tanto fugia. Dessa forma, o longa consegue tocar na questão de relacionamentos familiares em que pouca atenção é dada aos filhos. Ou pelo menos era assim que o protagonista encarava.

Pokémon: Detetive Pikachu © The Pokémon Company

Tim encontra Pikachu (Ryan Reynolds) de forma inusitada e, depois de muita resistência por parte do rapaz, ambos começam a trabalhar juntos para resolver o mistério do paradeiro de seu pai. Se não acharam o corpo, ele ainda pode estar vivo. A dupla se enche de esperança e parte para uma missão, seguindo uma pista encontrada no apartamento de Harry. Eles contam também com a ajuda de Lucy Stevens (Kathryn Newton), uma estagiária de jornalismo com gênio forte e muito obstinada, representando o empoderamento feminino frente à vida profissional.

Detetive Pikachu traz três plot twists interessantes, que enriquecem a narrativa e instigam a curiosidade do público. Entretanto, o clímax é breve e a sensação é de que os roteiristas precisaram abreviar algumas provações dos personagens para “facilitar a vida deles” ou simplesmente para encurtar a história, que tem 1h e 44min.

O gênero do filme é descrito como ação e aventura, com um quê de fantasia urbana: a cidade Ryme, onde era possível pokémon coexistirem com humanos, recebeu em sua arquitetura elementos de uma Londres futurista. Dirigida por Rob Letterman, a fotografia do filme apresentou um tratamento um tanto quanto adulto, implementando luzes duras e cenas escuras. A ambientação futurista e também algumas luzes neon remetem ao estilo cyberpunk.

Por outro lado, o humor é leve e divertido: até na cena mais triste é possível rir de Pikachu chorando e cantarolando o tema de abertura do anime, “Temos que pegar“. A versão dublada contém várias gírias que conversam com o público brasileiro de todas as idades.

É possível notar uma boa sincronia dos atores com os elementos de CGI, que por sua vez cumpriram o seu propósito: o filme atingiu um grau de imersão bem satisfatório. Trouxe inúmeros pokémon, tais como cubone, lickitung, squirtle, charmander, bouffalant charizard, bulbasauro, blastoise, jigglypuff, psyduck, machamp, gengar, Mr. Mime, magikarp/gyarados, ditto, eeve/flareaon, aipom, snubbull, treecko, ludicolo, loudred, torterra, pancham/pangoro, morelull e o maravilhoso e supremo Mewtwo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

No entanto, ao final do filme, não houve muita química durante a atuação de Justice Smith com o ator que interpreta seu pai (não daremos spoiler!). Ou seja, o filme constrói toda uma expectativa para o desfecho em que revela quem é Harry e como terminaria a relação pai-filho, porém nesse ponto não entrega 100% de sua capacidade e qualidade.

A mensagem que o filme traz é sobre união, reencontro, cooperação e reconciliação, havendo conflitos a nível interno e externo. O final é idealista e dá margem para continuação: algumas menções dentro do filme sugerem que pode haver uma futura presença da famosa Equipe Rocket.

Nota: 4/5

Você pode assistir aos trailers abaixo:

 


SIGA-NOS nas redes sociais:
FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial

TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial

INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_

VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

GAME OF THRONES | 8ª Temporada – Episódio #04 (Crítica)

HOMEM-ARANHA: LONGE DE CASA | Novo trailer revela futuro do herói no MCU!

GAME OF THRONES | A última guerra se aproxima na prévia do penúltimo episódio!

TEEKNEWS #86 | Papagaio X-9 e Barbie Black Metal!

DUMBO | Você reparou?

Carioca estudante de Marketing, cinéfila, gamer, amante de gatos, de livros e escrita, fascinada pela Coreia do Sul e Egito antigo. Meu sonho é trabalhar com audiovisual ♥

Comente aqui!
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: