Connect with us

Críticas

STAR TREK: DISCOVERY | O gancho para a introdução da Seção 31 – Episódio 14: The war without, the war within – Crítica do Viajante

Publicado

em

Na crítica da semana passada levantei algumas hipóteses sobre como ficaria a linha de comando da U.S.S Discovery após a morte do capitão Gabriel Lorca (Jason Isaacs). A hipótese que citei como a mais provável era a de que a especialista Michael Burnham (Soneqa Martin-Green) de alguma forma assumisse o comando. Outra possibilidade era que o primeiro oficial, Saru (Doug Jones), que já havia assumido interinamente, fosse efetivado pelo comando da frota. Nada disso aconteceu.

Num primeiro momento a Discovery foi abordada pela Frota e a almirante Kat Cornwell (Jayne Brook) acompanhada do vulcano Sarek (James Frain) sobem a bordo. Temporariamente, a oficial de alta patente assume o comando da nave. Porém, ao tentarem voltar para a Base Estelar 1, descobrem que a mesma foi tomada pelo klingons e que provavelmente a Terra é um dos próximos alvos de um império  desorganizado e dividido entre as 24 casas que disputam de forma sanguinária os espólios de uma cambaleante Federação dos Planetas.

Diante de situação desesperadora, Burnham só vê uma alternativa: Pedir ajuda para a imperatriz do império terráqueo do Universo-Espelho, Philippa Georgiou (Michelle Yeoh) que havia sido trazida para nosso universo ao final do episódio anterior. Seguindo a lógica, Burnham chegou à conclusão acertada de que se a cruel tirana conseguiu derrotar os klingons em seu universo, poderia faze-lo nesse também. 

Com um ousado plano elaborado, a Discovery utiliza um planeta deserto para recriar a rede micelial que permite que seu motor orgânico possa saltar, e abusa do CGI na cena tornando-a de uma beleza sem igual, mas que de certa forma me fez lembrar o Dispositivo Gênesis do longa Star Trek II: A ira de Khan de 1982.

Após uma reunião holográfica entre Cornwell e outros almirantes da Frota, dessa vez nos moldes das reuniões do conselho Jedi de Star Wars, é tomada uma decisão arriscada e que bateu com a terceira hipótese que eu havia levantado em relação ao novo capitão da Discovery: Philippa Georgiu é empossada no comando. Confesso que apesar de teorizar, achava isso improvável. Porém, os roteiristas da série conseguiram tornar isso plausível ao destacar a experiência adquirida por Georgiu ao aniquilar os klingons em seu universo e ao fato de a federação optar por manter a existência do Universo-Espelho em sigilo absoluto. Aliás, isso pode ser a deixa para a introdução da Seção 31 na próxima temporada.

Para os novos fãs que possam estar começando a ingressar no universo de Star Trek a partir de Discovery, a seção 31 é um departamento de inteligência da Frota Estelar tão secreto, que nem mesmo os oficiais de alto escalão sabem de sua existência. A seção 31 foi criada praticamente junto com a Frota, e depois esquecida completamente para que seus membros possam agir livremente. Seria muito interessante vê-la se infiltrando na Discovery na segunda temporada em busca de informações sobre o Universo-Espelho.

Outro fato interessante é que com o comando nas mãos de Georgiu, pouca coisa muda em relação à liderança de Lorca. A Discovery continua tendo uma capitã de caráter duvidoso que não teme passar por cima dos regulamentos para atingir seus objetivos e que em época de guerra não hesitará em tomar decisões discutíveis e até mesmo cruéis, sem se preocupar com os preceitos morais nos quais a Federação se baseia. Para ser mais claro, ela não hesitará em massacrar milhares, talvez milhões de klingons em busca de uma vitória no conflito.

O episódio como um todo é bom, e deixa todos os ganchos para um episódio final sensacional na próxima semana. A única coisa que me incomodou um pouco é o lenga-lenga da relação entre Burnham e Ash Tyler (Shazad Latif). Muito sentimentalismo entediante para uma personagem que foi criada por vulcanos. Minha classificação para o conjunto geral de Discovery continua a mesma:

 

Links para as críticas dos episódios anteriores:

Episódio duplo de estréia

Episódio 03

Episódio 04

Episódio 05

Episódio 06

Episódio 07

Episódio 08

Episódio 09

Episódio 10

Episódio 11

 

(Todos os links quebrados foram corrigidos)

 

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br

Confira também:

VINGADORES: GUERRA INFINITA | Comercial do Super Bowl mostra que Soldado Invernal não existe mais

WESTWORLD | Inédito trailer confirma a data de estreia da segunda temporada!

JURASSIC WORLD 2 | Liberado novo trailer da continuação!

 

 

 

Jorge Obelix. Ancião do grupo, com milhares de anos de idade. Fã da DC Comics e maior conhecedor de Crise nas Infinitas Terras e Era de Prata do Universo. Grande fã de Nicholas Cage que acha que um filme sem ele nem pode ser considerado filme. Fã de Jeff Goldblum também, e seu maior sonho é ver ambos (Cage e Goldblum) contracenando.

Críticas

STEVE MARTIN AND MARTIN SHORT: AN EVENING YOU WILL FORGET FOR THE REST OF YOUR LIFE | Crítica do Mestre Hater

Publicado

em

A Netflix juntou no palco os dois amigos de longa data, Steve Martin e Martin Short para uma conversa que é um verdadeiro show desses dois que já foram ícones da comédia nos anos 70/80. O show se chama Steve Martin and Martin Short: An Evening You Will Forget For The Rest Of Your Life (Steve Martin e Martin Short: Uma noite que você esquecerá pelo resto de sua vida). 

Nessa apresentação eles comentam desde fotos da infância, carreira, bastidores, encontros com Elvis Presley e Frank Sinatra, também contam sobre seus períodos no Saturday Night Live e alfinetam várias celebridades além de apresentarem esquetes musicais cômicas. O especial também conta com a banda The Steep Canyon Rangers, vencedora de um Grammy, além do pianista Jeff Babko, e tem na direção Marcus Raboy.

É difícil não se divertir quando começam a tirar sarro da carreira um do outro e inclusive da própria, e tudo sem fazer uso de um humor apelativo ou ofensivo.

Enquanto Steve Martin está perfeito, Martin Short em alguns momentos deixa um pouco a desejar, e a parte musical entedia um pouco em seu começo, mas quando conta com o apoio da banda é excelente.

No final temos direito a um pequeno bis forçado (mas divertido) de 5 minutinhos, graças aos advogados da Netflix, e o show se encerra deixando saudade e um sorriso, junto com a sensação que essa dupla pode voltar e continuar a nos divertir (e muito) em futuras novas apresentações.

Nota para o filme: 3.5 / 5

 


 SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK:  facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER:  twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM:  instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE:  www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

MY HERO ACADEMIA | Título e prévia legendada do episódio 9 da 3ª temporada de Boku no Hero Academia

NANATSU NO TAIZAI | Título e prévia legendada do episódio 20 da 2ª temporada de Os Sete Pecados Capitais

STEPHEN KING | Iniciada a pré-venda do livro Outsider

BLACK COVER | Título e prévia do episódio 34 do anime

TROPA DOS LANTERNAS VERDES | Título é cancelado oficialmente pela DC Comics

SHINEE | Smtown divulga Teaser de ood Evening”“G


Studio Geek – Os Melhores Produtos da Cultura Pop, Geek e Nerd.

Continue lendo

Críticas

GOTHAM | Um deleite para os fãs do Morcegão! Crítica da 4° temporada (sem spoilers)

Publicado

em

(Foto – Gotham ©/ Fox Channel ©/ Warner Bros. Pictures ©/ DC Comics ©)

A série está sensacional, com um nível na qualidade de produção exuberante. O show não poupa esforços para adaptar de forma magistral todo o vasto e rico conteúdo das HQs do universo do Homem-Morcego. Cada detalhe, cada referência das histórias do Morcegão é jorrada na nossa cara sem pudores, onde temos também as belíssimas atuações de Cameron Monaghan como o nosso Coringa, David Mazouz fazendo o nosso jovem Bruce Wayne e também a rica competência de Ben Mckenzie como o nosso Jim Gordon.

Ao passar das temporadas a série foi evoluindo, confesso que eu adorava bastante a primeira e a segunda temporada que ia em um modo mais detetivesco com um lado bem sombrio. Eu sei que muitos não gostaram da proposta inicial por ter pouca coisa do Universo do Batman e também pelos excessos e exageros ao desenvolverem bem alguns vilões do Cruzado Encapuzado.

Com o tempo a série foi acertando isso e melhorou gradativamente ao chegarmos nesse grande ápice, “Terra de Ninguém”. Uma das adaptações mais famosas do universo do Morcegão, o episódio final da 4ª temporada foi deslumbrante, na verdade toda a temporada foi incrível. Tivemos desde “O Longo Dia das Bruxas”, “Batman: Ano Um” e outras histórias famosas do Batman que serviram como plano de fundo neste magnifico show na TV, que sobrou até tempo para fazer homenagem para a icônica HQ “Piada Mortal”, palmas para o showrunner Bruno Heller pela extrema capacidade e coerência de transmitir tudo com os mínimos detalhes.

Os episódios desta temporada tiveram um toque especial de quero mais, quero mais. Com 22 episódios nesta 4º ano, pareceu que estávamos vendo uma série curta pelo tamanho envolvimento que a história nos passava. Uma pena que o show está acabando e irá entrar na sua 5ª temporada, que será finalizada com 13 episódios no canal Fox nos EUA.

A dúvida que fica no ar é, será que finalmente teremos o Batman na quinta e última temporada da série? Por conta da burocracia ele será chamado mesmo de o “Cavaleiro das Trevas”, outra dúvida pertinente é se veremos David Mazouz ou outro ator neste icônico papel. Obviamente o jovem ator merece sim participar deste último ano do show, ele está sendo ótimo e seria incrível ver o jovem ator encerrando o papel com a chave de ouro nesta incrível série chamada Gotham. Parabéns pela série DC e obrigado a toda a equipe de produção por uma temporada fenomenal, torço para uma season finale honrosa e digna ao manto do nosso amado Cruzado Embuçado.

Nota para a 4ª temporada: 5 / 5

 

Continue lendo

Críticas

DEADPOOL 2 | Crítica em vídeo com Aline Giugni & Don Giovanni – Bônus (Warner vs Ryan Reynolds)

Publicado

em

No aguardado programa de hoje, nossos intrépidos desbravadores da aventura (Aline Giugni & Don Giovanni) falam sobre a continuação do filme do mercenário mais amado do planeta e de quebra, ainda comentam a troca de alfinetadas entre a Warner e o ator Ryan Reynolds…imperdível.

Confira o vídeo abaixo ou clique aqui.

 

Confira nossa crítica por escrito e a matéria com o entrevero entre Reynolds e a Warner:

DEADPOOL 2 | Crítica do Don Giovanni

 

DEADPOOL 2 | Warner se ofende por piadas sobre a DC Comics e pede o anel do Lanterna Verde de volta para Ryan Reynolds

 

 

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK:  facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER:  twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM:  instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE:  www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

MARVEL VS DC | Diretor da Marvel diz que filme da DC é o seu filme de super-herói favorito!

ARROW | Agora vai? Astro promete aparição do famoso cavanhaque na 7ª temporada

BATMAN: ARKHAM | Novo game de mundo aberto baseado em popular personagem da DC Comics pode estar sendo produzido

ONE PIECE | Título e prévia do epísódio 838 do anime

MY HERO ACADEMIA | Prévia e título do episódio 8 da terceira temporada de Boku no Hero

UMA NOITE DE AVENTURAS | O Dia em que o “Rei do crime” foi confundido com o poderoso Thor

DEADPOOL 2 | Warner se ofende por piadas sobre a DC Comics e pede o anel do Lanterna Verde de volta para Ryan Reynolds


Studio Geek – Os Melhores Produtos da Cultura Pop, Geek e Nerd.

Continue lendo
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana

%d blogueiros gostam disto: