Connect with us

Críticas

STAR TREK DISCOVERY | Resistir é inútil – Episódio #11: Perpetual Infinity – Crítica do Viajante

Publicado

em

Perpetual Infinity, o episódio dessa semana de Star Trek: Discovery exibido em 28/03 no canal CBS e já disponível na rede de streaming Netflix, já começa com uma cena deprimente para qualquer trekker: o oficial médico da U.S.S Discovery, o doutor Hugh Culber (Wilson Cruz) admitindo que não conseguiu diferenciar o DNA de Michael Burnham (Sonequa Martin-Green) do de sua mãe Gabrielle Burnham (Sonja Burnham). Um erro tosco dessa magnitude eu não esperaria nem da dra. Beverly Crusher (Gates McFaden) a insípida oficial médica de Star Trek: The Next Generation de quem nunca gostei. Puro roteirismo. Para criar o clima pro plot twist. Essa explicação é dada a Michael no momento em que acorda após quase ter morrido no episódio passado para que entenda que o que viu, no caso a mãe saindo do traje de Anjo Vermelho, foi real. Porém, para a consternação da especialista, Gabrielle, que ainda está presa em um campo de contenção no planeta Essof IV, se recusa a vê-la exigindo uma audiência apenas com o capitão Christopher Pike (Anson Mount). Para conter a ansiedade de Michael, Pike lhe entrega os registros de log para que analise enquanto aguarda. 

Nos registros Gabrielle explica que foi puxada para 950 anos no futuro e que está presa a uma galáxia desprovida de vida. Uma espécie de âncora temporal está atrelada a ela e ao traje e que por mais que tente voltar ao passado, sempre é puxada de volta para a Terra devastada do futuro. A causa de toda essa destruição é uma detonação de antimatéria causada pela inteligência artificial conhecida como ControleNa ponte da Discovery Pike é informado que o campo de contenção que segura Gabrielle ao presente está cada vez mais instável. Devido à 3º Lei de Newton conhecida mais popularmente como Lei da Ação e Reação chegam à conclusão que o campo de contenção e o Universo estão em meio a uma espécie de “queda de braço” (achei meio exagerado isso) e, obviamente, o universo vai vencer em determinado momento. 

Na conversa com Pike, Gabrielle argumenta que já tentou de tudo para deter o Controle mas que nada funcionou. Alega que só a destruição da informação coletada na Esfera de 100 mil anos no episódio An Obol for Charon pode impedir o eminente apocalipse já que é esse vasto banco de dados que permite que o Controle se torne senciente. Porém, quando o tenente Saru (Doug Jones) tenta por esse plano em prática, mecanismos de defesa criam firewalls impedindo que a informação seja destruída. 

A ideia passa a ser então armazenar toda a informação no Anjo Vermelho e então libertá-lo pra que volte ao futuro inóspito. Lá, acreditam, a informação estará segura já que não há seres vivos. Também bolam um plano para retirar energia de matéria escura e com isso segurar Gabrielle no presente.

Na nave da Seção 31, a agência de inteligência e espionagem da Frota Estelar, seu capitão Leland (Alan Van Sprang) é infectado por nano-sondas pelo controle e de certa forma é “assimilado” pela AI. Já totalmente dominado, convence sua imediata Philippa Georgiou (Michelle Yeoh) e o agente Ash Tyler (Shazad Latif) de que Gabrielle realmente morreu e que aquela dentro do campo de contenção é uma impostora. Decide então que devem roubar as informações que estão sendo transmitidas para o Anjo Vermelho pois podem ser vitais para a Federação dos Planetas. Envia então Georgiou  para a superfície de Essof IV com um dispositivo a ser colocado perto do Anjo Vermelho com esse fim . Nesse momento existe para mim é um grande furo de roteiro. Ou pelo menos de definição. O fato de o Controle já estar controlando Leland e através dele tomando decisões e fazendo planos, em minha opinião demonstra que já é senciente. Máquinas que apenas seguem uma programação não seriam capazes de tais atos. Podemos até aceitar que o Controle precisa das informações para dominar a galáxia, mas que já se tornou senciente, para mim não há dúvidas. 

Georgiou chega a descer no planeta e implantar o dispositivo, mas ao conversar com Gabrielle que apela para suas emoções, acaba traindo Leland e desligando o dispositivo. Em seguida pede a Tyler que ficou na nave que investigue o que Leland faz nas sombras. O agente adentra então os aposentos do capitão e flagra-o em uma espécie de forma híbrida de máquina e humano. Segue-se uma luta e Leland leva a melhor perfurando Tyler no abdomen com um grande caco de vidro. Em seguida, ao perceber que foi traído por Georgiou, ruma para Essof IV. Tyler mesmo muito ferido consegue alertar Pike na Discovery sobre Leland.

No planeta inicia-se uma batalha com phasers, luta corporal, choradeira de Michael em cena emocional com a mãe. Leland consegue reativar o dispositivo e o download dos dados se reinicia. Por fim chega-se a um impasse onde ou destrói-se os dados ou se salva Gabrielle. O campo de contenção é destruído, Anjo Vermelho e Gabrielle são puxados para o futuro, a base é destruída por torpedos fotônicos. Não sem que todos escapem de uma maneira ou outra. Leland foge com a nave da Seção 31 de cuja qual Tyler escapa em um módulo de fuga. O Controle encerra o episódio com 54% dos dados da esfera em seu poder.

Perpetual Infinity serviu também para realçar a relação de cumplicidade e os laços emocionais entre Michael e seu irmão adotivo meio humano e meio vulcano Spock (Ethan Peck). Os dois voltaram a travar diálogos onde parecem esclarecer pontos de conflito em seu passado em comum incomodando os trekkers mais conservadores que não encaram bem o fato de Spock ser tão afetado pelas emoções humanas e principalmente a informação de que o mesmo seria disléxico. A trama deixa a entender que foi justamente essa deficiência que o tornaram especial a ponto de compreender as mensagens do Anjo Vermelho. Aceitar que aquele personagem amado e considerado um gênio pelos fãs por décadas teria um problema cognitivo é uma pílula dificil de engolir.

Entretanto, o que realmente deixou os trekker de cabelos em pé foi o fato de o controle dizer a Leland através de hologramas que “Resistir é inútil” antes de injetar as nanosondas em seu crânio. A frase e a utilização de nanosondas é procedimento padrão entre os Borgs, raça que segundo o cânone evoluiu no quadrante Delta de nossa galáxia muito antes de a Terra sequer entrar na Revolução Industrial. Mescla de máquina e seres orgânicos, os Borgs varrem o Universo encontrando novas civilizações assimilando seus conhecimentos e adicionando seus membros à sua própria colméia contra a sua vontade. O fato de a trama da série atual insinuar que talvez os mesmos tenham se originado no quadrante Alfa a partir de uma IA do século XXIII é considerado merecidamente um insulto a toda história da franquia. 

Classificação do Viajante Nerd para o episódio:

Críticas dos episódios anteriores:

STAR TREK DISCOVERY | Retorno eletrizante mas que pode desagradar os tradicionalistas – Episódio #01: Brother – Crítica do Viajante

STAR TREK DISCOVERY | De Volta à Estrada de Cogumelos – Episódio #02: New Eden -Crítica do Viajante

STAR TREK DISCOVERY | O Retorno dos Klingons Cabeludos e suas Bat’Leths – Episódio #03: Point of Light – Crítica do Viajante

STAR TREK DISCOVERY | Um ser de 100.000 anos de idade – Episódio #04: An Obol for Charon – Crítica do Viajante

STAR TREK DISCOVERY | Aventura na rede micelial – Episódio #05: Saints of Imperfection – Crítica do Viajante

STAR TREK DISCOVERY | Uma nova perspectiva sobre a 1º Diretriz – Episódio #06: The Sounds of Thunder – Crítica do Viajante

STAR TREK DISCOVERY | Go ask Alice and feed your head – Episódio #07: Light and Shadows – Crítica do Viajante

STAR TREK DISCOVERY | Retorno a Talos IV – Episódio #08: If Memory Serves – Crítica do Viajante

STAR TREK DISCOVERY | Airiam – Episódio #09: Project Daedalus – Crítica do Viajante

STAR TREK DISCOVERY | Paradoxo – Episódio #10: The Red Angel – Crítica do Viajante

 

Leia também as críticas de cada episódio da 1º Temporada:

Episódio duplo de estréia

Episódio 03

Episódio 04

Episódio 05

Episódio 06

Episódio 07

Episódio 08

Episódio 09

Episódio 10

Episódio 11

Episódio 12

Episódio 13

Episódio 14

Episódio 15


SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

ANNABELLE 3: DE VOLTA PARA CASA | Assustador! Liberado primeiro trailer com a boneca diabólica!

ARROW | Emily Bett Rickards, a intérprete de Felicity Smoak anuncia sua saída da série!

SHE-RA E AS PRINCESAS DO PODER | Netflix libera trailer da 2º temporada da animação!

OLHAR DE CINEMA | Festival Internacional de Curitiba chega a sua 8ª edição

THE FLASH | Ezra Miller não interpretará mais o herói! (RUMOR)

DE VOLTA AO PASSADO | Veja como estão atualmente os astros de That ’70s Show

ESCAPE FROM TARKOV | Liberado o 1º episódio de Raid

THE ORVILLE | Crítica do episódio 11 da 2ª temporada

THE SILENCE | Novo filme da Netflix ganha trailer

 

 

 

 

Jorge Obelix. Ancião do grupo, com milhares de anos de idade. Fã da DC Comics e maior conhecedor de Crise nas Infinitas Terras e Era de Prata do Universo. Grande fã de Nicholas Cage que acha que um filme sem ele nem pode ser considerado filme. Fã de Jeff Goldblum também, e seu maior sonho é ver ambos (Cage e Goldblum) contracenando.

Comente aqui!

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: