Connect with us

Críticas

THE ORVILLE | O retorno de uma das melhores séries de ficção/comédia da atualidade – Episódio 01: Ja’Loja

Publicado

em

E está de volta para sua segunda temporada uma das melhores séries de ficção de 2017. Quando foi anunciada no ano passado, todos imaginaram que The Orville seria uma paródia de Star Trek. O primeiro trailer exibido remetia a uma comédia pastelão, e apesar de seu idealizador, o ator, comediante, dublador, roteirista e animador Seth MacFarlane ter afirmado categoricamente que a atração seria uma homenagem e não uma paródia da obra de Gene Roddenberry, ninguém acreditou.

Após uma temporada de 12 episódios, MacFarlane não só provou o que dizia, mas conseguiu o que ninguém acreditava que conseguiria. Conquistou não apenas aqueles que já eram seus fãs por seu humor cáustico, mas também os super conservadores fãs de Star Trek. O show mostrou um enorme respeito pela obra que a inspirou, sem perder o bom humor e mostrando que uma série de ficção pode sim ser ao mesmo tempo séria e engraçada.

O primeiro episódio da segunda temporada é intitulado Ja’Loja, termo que designa uma estranha tradição do povo Moclan, espécie interplanetária da qual faz parte o segundo oficial da nave U.S.S Orville o comandante Bortus (Peter Macon). Na primeira temporada havíamos descoberto que o planeta Moclus era habitado apenas por machos. Agora, somos informados que esses bizarros alienígenas só urinam uma vez por ano e que há todo um ritual, festejos e comemorações no planeta sempre que isso ocorre. É como uma festa de aniversário para seus habitantes. Logo no início do episódio vemos Bortus pedindo autorização ao capitão Ed Mercer (o próprio MacFarlane) para alterar o curso da espaçonave para seu planeta natal a fim de cumprir a tradição.

Esse cenário é fundo para que o espectador possa verificar a quantas andam os relacionamentos amorosos dos personagens da Orville. Isso porque rapidamente começam a se formar os pares para irem á cerimônia. O capitão Mercer anda depressivo por não conseguir reatar com sua ex-esposa e primeira imediata Kelly Grayson (Adrianne Palicki). A situação só piora quando ele descobre que ela está namorando um dos professores da escolinha da nave, Cassius, personagem estreante interpretado por Chris Johnson

Outra que está sem par é a oficial de segurança Alara Kitan (Halston Sage), que acaba sendo empurrada para um encontro com o engraçadíssimo alienígena cabeçudo (palavras dele mesmo) Dann (Mike Henry). No final da primeira temporada o personagem foi introduzido como coadjuvante e agradou bastante. Agora volta com sua simpatia hilariante e, ao que tudo indica, será mais utilizado nessa nova temporada.

Estreando Michaela McManus no papel da tenente Janel Tyler

A atriz Michaela McManus também fez sua estreia na série na pele da tenente Janel Tyler, a nova especialista em cartografia de matéria escura (seja lá o que isso signifique) da nave. Loira e de olhos azuis, a moça logo chamou a atenção do tímido e atrapalhado tenente Gordon Malloy (Scott Grimes) que vai pedir ajuda do galã conquistador tenente John LaMarr (J.Lee). Porém a beldade parece mais interessada no desolado capitão.

Por último, porém não menos importante, temos a oficial médica dra. Claire Finn (Penny Johnson Jerald) em uma história paralela onde enfrenta problemas com a adolescência de seu filho mais velho Marcus (B.J. Tanner). Envolvido com outros adolescentes “rebeldes”, com os quais tem sua primeira experiência com álcool, o rapaz torna-se uma dor de cabeça para a doutora que acaba sendo auxiliada pela bizarra “psicologia lógica” do ser vivo artificial Isaac (Mark Jackson). A química entre os dois personagens é perceptível, o que nos leva a crer que The Orville talvez venha a investir também na sempre interessante temática do romance entre seres orgânicos e sintéticos num futuro próximo.

No geral foi um episódio morno. Nada de excepcional. Tivemos outros bem melhores. Mas, para um começo de temporada é compreensível que haja a necessidade de uma reapresentação dos personagens e de um recomeço na dinâmica do grupo. E isso “Ja’Loja” executa de forma satisfatória. O espectador bem humorado com certeza vai dar algumas risadas ao longo do episódio, mas não tantas quanto poderiam ser. O show tem potencial para evoluir e se desenvolver ao longo da temporada sem deixar de ser uma boa comédia escrachada ao mesmo tempo que é uma boa ficção científica e uma homenagem respeitosa e emocionante à Star Trek. Agrada de forma perfeita tantos aos fãs de MacFarlane quanto aos de Roddenberry.

 

4/5

Confira também a crítica em vídeo do episódio aqui

 


SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

LOVE AND FORTUNE | Para o amor não existem fronteiras

Nós – Trailer Oficial (Universal Pictures) HD

RED VELVET | Revelado teaser para o próximo MV intitulado “Sappy”

CAPITÃ MARVEL | Classificação indicativa e duração do filme são reveladas

MICHAEL PACHTER | Polêmico analista faz suas previsões para o mercado de games em 2019!

QUE MERDA É ESSA? #06 | Artigo 13 (O fim da internet?)

 

 

Jorge Obelix. Ancião do grupo, com milhares de anos de idade. Fã da DC Comics e maior conhecedor de Crise nas Infinitas Terras e Era de Prata do Universo. Grande fã de Nicholas Cage que acha que um filme sem ele nem pode ser considerado filme. Fã de Jeff Goldblum também, e seu maior sonho é ver ambos (Cage e Goldblum) contracenando.

Advertisement
Comments
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: