Connect with us

Filmes

STAR WARS: THE LAST JEDI | Novas artes conceituais revelam visual “monge” para Luke Skywalker

Publicado

em

Com o lançamento do livro “The Art of Star Wars: The Last Jedi”, que contém mais de 250 páginas de esboços, artes conceituais e inúmeras ideias (algumas usadas, outras descartadas), os fãs da saga puderam constatar parte do trabalho de pré-produção do filme.

O filme vem dividindo opiniões e algumas artes conceituais da produção, deixam claro que diversas ideias inicias aparentemente eram mais interessantes do que as apresentadas na produção, vamos olhar mais atentamente cada uma delas…

 

O MONGE SKYWALKER

Esta primeira arte conceitual é tecnicamente de “Episódio VII”, já que é o design inicial para o visual mais velho de Luke Skywalker foi apresentado em “O Despertar da Força”, mas é em “The Last Jedi” que podemos acompanhar todo arco do personagem. Confesso que o visual de “monge Jedi” é bastante diferente do que estamos acostumados, mas além de inesperada, esta ideia da conotação de um Luke mais sereno e centrado, mais condizente que a versão “quebrada” e amarga apresentada no longa.

 

 

A CÚPULA DA PEDRA FLUTUANTE

Esta ideia descartada pela produção é bastante interessante, pois demonstra a grandiosidade do poder de Luke. Uma cúpula de pedra flutuante, que serviria de espaço de meditação para o mestre Jedi. O usuário levantaria a rocha com a Força  para criar um espaço silencioso e fechado para estar sozinho com seus pensamentos. Além disso, a “câmara da Luz”, criaria um contraponto interessante com a versão “dark” usada por Vader na trilogia original.

 

 

TREINAMENTO RIGOROSO

Boa parte do treinamento de Rey foi descartado pelo diretor, mas notem que nesta arte podemos ver a aprendiz de Skywalker passando por um teste bem mais complicado do que Luke passou em “Uma nova Esperança”. Acredito que todos os fãs gostariam de mais cenas do treinamento Jedi, isso certamente faria muito bem ao primeiro ato do filme.

 

 

UM NOVO “PENTEADO” PARA O VILÃO

Inicialmente, não seria só Luke que apareceria com um visual de monge. Kylo Ren também ganharia uma cabeça raspada nesta versão descartada pela produção. Diferente, mas a aparência adotada inicialmente em “O Despertar da Força”, ainda é mais interessante na minha opinião.

 

 

VESTIMENTA APROPRIADA

Uma cena bastante criticada pelo publico, foi quanto Finn e Rose tentaram passar despercebidos no cassino, usando roupas da resistência no meio de uma multidão usando black-tie. Nesta imagem conceitual podemos ver que no roteiro original,  Finn e Rose assaltariam uma boutique, para roubar vestimentas mais adequadas para a situação.

 

 

CONSELHO JEDI

Nesta ideia também descartada pela produção, podemos ver uma espécie de sala grande, muito parecida com as usadas pelos Jedi da velha república. Notem que a enorme cúpula se parece bastante como a câmara do Conselho Jedi de Coruscant.

 

 

FORÇA FANTASMA SITH

Diferente dos Jedi que procuram compreender e se entrelaçar a Força, os Cavaleiros Sith usam a força do lado negro, para acumular poder e prolongar sua própria existência mortal. Contudo, essa arte muda completamente esse conceito, fazendo com que um dos Sith, consiga aparecer como uma “força fantasma” para tentar Luke Skywalker. Muito interessante.

 

E você? Gostaria que essas ideias descartadas pela produção, fizessem parte do filme?

Deixe nos comentários.

Que a força esteja com vocês!

 

 

 

 

 

 

Giovanni Giugni (Don Giovanni) é o exército de um homem só, por trás da "Casa das Ideias". Teve a felicidade de ter como primeiras experiências cinematográficas, filmes do calibre de Superman de 1978 e "O Império Contra-ataca". Destemido desenhista e intrépido apaixonado por "Super-heróis", vive disfarçado como um pacato Professor de musculação.

Comente aqui!
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: