Connect with us

Análise

DEEP FEAR | Um jogo totalmente obscuro! (Sega Saturn) – Análise do Viajante!

Publicado

em

Breve apresentação

Olá queridos amigos! Me chamo Jardel, tenho — anos (a idade vocês descobrirão abaixo) e quero contribuir no blog trazendo Jogos e Consoles Retrô, tanto conhecidos e que batem aquela nostalgia, quanto obscuros como o objeto dessa postagem, para que aqueles que não os jogaram saibam um pouco mais e se quiserem procurem jogar. Além disso vou falar de mercado de games atual e lançamentos que eu tiver acesso. Importante que saibam que só irei falar de games que joguei ou que estou jogando, pois como vão ver em meu texto gosto de passar minha experiência pessoal, para que vocês que jogaram possam estar também pensando como tiveram acesso ao jogo, com quem jogaram e as sensações que tiveram. 

Esporadicamente, posso falar de algum outro tema que não games, mas sempre trazendo minha vivência pessoal. Agradeço aos amigos do site pelo espaço cedido e espero contribuir para que sempre sigamos em frente ! Agora aos que não tem medo de um Survival Horror vamos lá !!!!

Resumo do Game

Hoje lhes trago um game obscuro aqui no Brasil e que quase ninguém conhece, trata se de “Deep Fear”, produzido pela Sega em 1998, nos últimos respiros de vida do Sega Saturn.O jogo se passa numa base submersa, onde são feitas pesquisas com seres vivos (animais), expondo-os a metais e outros componentes químicos terrestres e trazidos do espaço.  No game, o jogador assume o controle de John Mayor, fuzileiro naval lotado como membro de um grupo de resgate em caso de emergência, que foi chamado ao local.

Chegando lá é atacado por um grupo de mutantes, estando a base infestada por estes. Os mutantes que a infestam, estão atacando a tripulação, motivo pelo qual John Mayor tem de lutar pela vida tentando descobrir um meio de fugir. Em sua jornada, descobre que os mutantes são pessoas que foram expostas a um meteorito trazido inadvertidamente do espaço junto com uma cápsula espacial em regresso a terra.

Comparações com Resident Evil

No gênero Survival Horror, como sabemos, Resident Evil dominava todas as atenções. Deep Fear tem em sua mecânica o mesmo método de imagens estáticas utilizadas, ou seja, os gráficos são como uma grande foto estática, tendo apenas o movimento dos personagens nela, que contém também itens de interação. Esse método era usado na época pelo baixo poder de renderização 3D dos consoles daquela geração (Playstation, Sega Saturn e Nintendo 64). Com as imagens estáticas, a preocupação com a renderização em tempo real foi bem diminuta, já que tinha menos elementos e movendo. De resto na sua Gameplay, utiliza-se vastamente dos elementos que cativavam os fãs de Resident Evil, como itens escondidos, puzzles e sustos surpresa que vinham de onde menos se espera; as Cgs (cenas de computação gráfica) eram muito boas, até porque o jogo se dividia em 2 CDS, permitindo assim a Sega abusar dos vídeos, já que espaço não era problema.

Resposta da Sega as Third Parties

Sem adentrar muito no tema (até porque espero fazer posts sobre consoles), o Sega Saturn sofreu bastante com o abandono das Third Parties em detrimento a seu concorrente Playstation da Sony.Isso nada tinha a ver com o poder do console, já que o sega Saturn tinha por exemplo 2MB de Ram contra 1MB do Playstation (sem contar a possibilidade de usar o cartucho de expansão). O que ocorreu era que as produtoras alegavam ser difícil a programação no Sega Saturn, de modo que jogos Multi Plataformas em seus ports para Sega Saturn tinham de ser quase que 100% refeitos, não dando para usar as mesmas estruturas de Playstation e PCs, o que encarecia o custo de desenvolvimento.

Então no fim de vida do Saturn, a Sega acabou por lançar e financiar belos jogos como “Radiant Silvergun”, “Panzer Dragon Zwei” e este “Deep Fear” como quem dizia: “Olha o potencial que não está sendo aproveitado”. Infelizmente já era tarde demais…

A minha experiência com o jogo

 
Tive acesso a esse jogo em 1999, momento no qual estava bem chateado por ter escolhido o Sega Saturn ao invés do Playstation… Tinha meus 17 anos (entreguei minha idade), e não entendia nada sobre games como negócios. A única coisa que percebia era que os jogos que saiam pra ambos eram muito parecidos entre si, e nos ports de Arcades o Sega Saturn dava de lavada, sobretudo com o uso do cartucho de expansão que transformava o console num “avião”. 

Então em minha cabeça me perguntava: “Se esse console é tão poderoso, porque não saiu Sillent Hill, Resident 2 e 3, Tomb Raider 2 entre outros?”. Hoje já tenho essas respostas, mas à época apenas a frustração.

Daí num belo sábado ao adentrar a locadora de games em Petrópolis – RJ, para alugar os mesmos jogos de sempre, me deparei com a novidade Deep Fear.Peguei o game e me deparei com um jogo bem feito, matei saudade dos sustos que sentia falta desde Resident 1 (único que saiu pra Saturn). Me chamava a atenção a qualidade das CGS onde a fala dos personagens eram encaixadinhas com o movimento bucal. Meu irmão, 8 anos mais novo que eu, gostou bastante também e partimos naquela jornada que fechamos em duas ou três locações. Jornada essa que marcou pelo enredo e qualidade do trabalho feito. 

Conclusão

Deep Fear, no calor de meus 17 anos recebeu minha nota 10, foi super divertido e uma alegria encontrar algo novo para Sega Saturn.Hoje, um pouco mais exigente, diria que é um jogo nota 7, mas que com certeza ainda surpreende pela qualidade quando levamos em consideração seus 18 anos de idade, num momento que as produções 3D patinavam e eram muito cruas. 

Nota para o jogo: 4 / 5

 

Espero que tenham gostado e deixo aí pra vocês: Qual jogo você queria ver com o tema Jogos Obscuros??? Deixe sua opinião nos comentários e caso eu tenha jogado também, quem sabe, não poderemos até trocar nossas experiências em um próximo Post, quando poderei estar falando da minha e da sua sensação em jogar o game. Não esqueçam de dar seu feedback até para que eu saiba os temas que mais gostam. Se curtiram não deixe de compartilhar em seus grupos e com seus amigos. 

Grande Abraço a todos e até breve !!!

A NerdTrip teve seu início no ano de 2016 com a missão de levar entretenimento, notícias, resenhas e tudo sobre o universo pop/nerd/geek. “Uma ideia na cabeça, talento e vontade em nossas mãos!”

Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: