Connect with us

Análise

NEED FOR SPEED SHIFT 2 UNLEASHED | O auge da franquia NFS

Publicado

em

O auge de Need for Speed

Essa semana quero falar sobre jogos de corrida. Foi um estilo de jogo que até agora não fiz uma matéria e são muito, mas muito cultuados entre os gamers. E apesar de todas as críticas, a franquia Need for Speed resume bem o que é um game que traz a emoção das pistas. A EA tem um extremo cuidado com essa franquia, e mesmo com o passar dos anos, ela continua forte e atual. Trazendo para os consoles e pc o melhor conjunto de autopeças de corrida, seja ela nas categorias de turismo ou rachas, as populares corridas de rua. Nem preciso dizer em que filmes elas se basearam.

Nesse meio tempo, vários jogos da série se tornaram clássicos. Desnecessário falar a respeito de Need for Speed Underground, pra mim um dos melhores jogos de corrida de todos os tempos, mas também falar de Most Wanted e seu estilo ensolarado com perseguições inacreditáveis, seria chover no molhado. Mas o reino da EA e de NFS foi brutalmente tomado de assalto devido a dois jogos: Racedriver Grid e Forza Motorsport. O porquê disso foi simples, Need sempre foi um jogo baseado na vida real. Ou seja, sim as peças são reais, as corridas idem, mas todo o resto é imaginativo. Em NFS havia uma imaginação de corridas de rua, é bom deixar claro.

Com a chegada da Codemasters no mercado e a Microsoft com seu Forza, os jogadores começaram a pedir por um jogo mais…real. Queriam sentir a verdadeira tensão no controle de uma corrida de verdade, o que Grid e Forza e mais tarde a franquia Dirt, proporcionavam (principalmente no XBox 360, que tem um controle, querendo os fãs da Sony entender ou não, especialista em FPS e Racing). O que causou uma derrocada nos jogos da série, que viu a sua fórmula de história + sensações de corrida ser mal recebida pelos gamers, que queriam emoções reais. Embora tenho que dizer que considero Need for Speed Undercover um dos melhores jogos da franquia, foi deixado para segundo plano.

Diversas opções de customização e tuning, como todo bom NFS

Não tinha jeito. Algo tinha de ser feito pra salvar a franquia, e essa resposta veio em forma de um game diferente de tudo que a EA tinha feito, criando um novo modo de jogar NFS. Com o auxílio da companhia Slightly Mad Studios, com empregados que trabalharam em jogos como GTR 2 e GT Legends, deram um novo horizonte a franquia. Sim agora NFS tinha câmbio com resposta em tempo real, o carro dançava na pista, e não somente o clima influía, mas até a poeira da pista era um desafio. Need for Speed Shift (EA/Slightly Mad, 2009, Diversas plataformas) correspondeu as expectativas, sendo uma resposta da gigante a Codemasters e Microsoft com corridas reais e pilotos reais.

Mas o tempo passa. E os gamers são sempre movidos a novidade. Graças ao fenômeno GTA (vários jogos em um), os jogos de corrida voltaram para as sombras, o que fez com que muitas boas obras do estilo passassem batidas. Assim que a poeira baixou, a EA voltou ao formato de Underground, lançando um NFS a cada ano (assim vieram Nitro, NFS World e Hot Pursuit, que abandonaram o realismo de Shift). Mas após a aventura de um jogo multiplayer de mundo aberto em World, a Slightly Mad mesmo tendo passado a onda de jogos pure racer, soltou o melhor NFS dessa geração, trata-se de NFS Shift 2: Unleashed (EA/Slightly Mad, 2011, XBox 360, PS3 e PC).

As corridas noturnas, destaque de Shift 2

Unleashed como o nome diz, não somente continua o racha de Shift, mas o leva a outro nível. Com a adição do recurso de corridas online Autolog, e uma melhora significativa na física, nos modos de dificuldade, e um jogo muito mais frenético (o que seria visto depois no Grid 2 e no próprio Forza, o que é uma grande ironia). Claro que alguns percalços da saga estão presentes. Os rivais muitas vezes jogam sujo na hora das ultrapassagens, o que muitas vezes pode ser uma fonte de raiva para os jogadores, que terão de repetir muitas vezes as corridas, mas fora isso Unleashed é muito mais que um passeio de domingo, sendo realmente o auge de NFS, com suas 36 pistas do mundo inteiro e mais de 140 carros que podem ser escolhidos. A Slightly Mad faz um trabalho sensacional e merece realmente nossos aplausos, é foi uma grande pena que devido a falta de hype, esse magnífico game tenha passado batido.

Nota para o jogo: 4,5/5

 

 

Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK:  facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER:  twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM:  instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE:  www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

BORUTO: NARUTO NEXT GENERATIONS | Anunciadas novas músicas de abertura e encerramento, confira

 

DISTORTIONS | Entre lembranças, música…e devaneios!

LUKE CAGE | Inédito trailer confirma a data de estreia da 2º temporada!

 

O lobo da noite. O nerd caçador. Sou criador de páginas, nativo da internet desde a chegada no nosso país, músico, escritor e as vezes até poeta. Jogador nato, criado nos games do Atari aos 4K atuais. Também sou fã de literatura, rpg e cyberpunk.

Advertisement
Comments
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: