Connect with us

Games

DISHONORED | Em Death of the Outsider, a missão é simples: Mate um deus

Publicado

em

Se tem uma companhia de jogos que gosta de alfinetar com questões políticas e ideológicas, essa companhia é a Bethesda. Em Skyrim por exemplo, uma intensa briga pelo poder entre Imperiais, Stormcloaks e Thalmors chega até a tirar o foco do personagem principal. E esse não é o único jogo onde isso acontece, em Fallout, as disputas são feitas entre governo, rebeldes e até uns loucos querendo restituir a Roma antiga, os césares. Pois bem, Dishonored (Arkane/Bethesda, 2012), não fica atrás nesse território de intrigas políticas.

É possível matar um deus?

O cenário é Dunwall, cidade pesqueira de arquitetura decadente que vive do consumo de uma iguaria produzida pelas baleias. Baseado na França do século retrasado, o jogo retrata uma sociedade decrépita, corrupta e baseada em misticismo. Todos esses fatores fizeram da história de Corvo Attano um grande sucesso. Misturando elementos de stealth e 1ª pessoa, o

jogo caiu nas graças da galera, se tornando mais um grande sucesso por onde passou. A adoção também de atores famosos para dublar os personagens como Susan Sarandon (como “A Empregadora”), Brad Dourif (como Corvo), Michael Madsen (como Daud, o assassino), Carrie Fisher (em um de seus últimos trabalhos), Lena Headey (ela mesma, a Cersei de GOT) e Chloe Grace Moretz (como a filha da Empregadora), deram ainda mais força e visualização ao game.

O interessante de Dishonored é que como jogos como The Witcher por exemplo, suas ações tinham peso e mudavam os caminhos do jogo, inclusive a forma como Corvo (que é alvo de uma conspiração) reage com os guardas, quanto mais assassinatos pior a coisa fica. E quando digo pior, falo sério. Ratos tomam a cidade e a repressão aos pobres (ricos nem sabem o que repressão nesse jogo) fica ainda pior. E pra melhorar a situação, uma espécie de entidade conhecida como “The Outsider” (em português, O Estranho) se alimenta de todo esse caos, fornecendo munição mística para os dois lados, alimentando lendas, criaturas da escuridão e mais assassinato. Um cenário de horror sem dúvida.

O spin off que chega agora para PS4, XboxOne e PC, Death of the Outsider, trata exatamente disso. Um pouco de spoiler agora, um dos grandes pilares da história do jogo (inclusive pra história do 2) é Daud. Interpretado com a voz e o rosto de Michael Madsen (um puta ator de hollywood, várias séries, filmes e jogos), é a figura central das 3 expansões do primeiro

Daud retorna pra seu último contrato

Dishonored (chego a dizer que as missões dele são mais importantes que o próprio jogo) que enfrenta a bruxa Delilah na sua obsessão por Emily, a filha da Empregadora assassinada no primeiro jogo. Porém a vida de assassino é dura e Daud como todos na vida, sofre a ação do tempo. Mesmo sendo um assassino com grande poder místico (dado por você sabe quem), resolve que é hora de dar um fim a esse “deus” para que o mundo tenha um pouco de paz.

É aí que ele resolve contratar Billy Lurk (Rosario Dawson, de Sin City, Machete, velha conhecida dos filmes de ação), uma antiga discìpula dele, que não foi maculada com o mensageiro das trevas, para finalmente entrar no Limbo e dar cabo da entidade. Mas como é que se elimina um deus? Eis o grande enigma a descobrir. Para isso um novo arsenal (sem coisas místicas), está a disposição do jogador e com a perseguição, pedaços do passado do Estranho vão sendo revelados, Death of the Outsider fechará os acontecimentos de Dishonored 2 dando um final a história de Emily Kaldwin e Corvo. Vale a pena conferir.

[embedyt] https://www.youtube.com/watch?v=Wr6XWVJLB5c[/embedyt]

 

 

O lobo da noite. O nerd caçador. Sou criador de páginas, nativo da internet desde a chegada no nosso país, músico, escritor e as vezes até poeta. Jogador nato, criado nos games do Atari aos 4K atuais. Também sou fã de literatura, rpg e cyberpunk.

Comente aqui!

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: