Connect with us

Games

JOTUN | Multi disponível na PSN

Publicado

em

A verdade tem que ser dita. Nascido de parto complicado, o PS4 tem sido o console mais combatido da antiga líder Sony. Recebendo todos os dias (e agora ainda mais com a chegada do One X) uma concorrência sem tréguas e contando com os próprios erros em seu desenvolvimento (a falta de uma rede eficiente e confiável, os altos preços e falta de política de jogos de preço mais acessível), o PS4 anda aos tropeços. Mas aos poucos a Sony parece estar entendendo o espírito do jogo.

Observando a concorrente e aos poucos trazendo boas idéias para o seu console, a antiga líder de mercado tem contra atacado a Microsoft e Nintendo (que hoje tem no grande sucesso Switch o maior adversário das enginehouses AAA), seja com títulos de peso como Horizon Zero Down, que realmente concorre ao GOTY com muito merecimento, e remasters de peso como o de Shadow of the Colossus por exemplo

Só que isso não tira o estigma do console. O PS4 sofre com os altos preços para quase tudo (principalmente em terras brasileiras, onde a Sony ainda tem muitos fãs), o “4 The Players” da empresa “ferra” bastante com o consumidor nacional que é obrigado a gastar muitos “Temers” com seus jogos (a irritação é tão grande que leva o fã da Sony a concordar com os fãs da principal concorrente, a Microsoft e seu Xbox, muitos até chegaram a migrar ou comprar o console da MS como segunda opção pelo custo/benefício).

Mas as vezes aquela companhia que mudou o mundo com as versões iniciais do PlayStation, vem à tona. E copiando as idéias da concorrente, e trazendo um pouco da nostalgia de seus jogos, tem bons resultados com um custo mais acessível. Baseado na mitologia nórdica e seus deuses, com um toque bem interessante de jogos antigos como Ys (principalmente Wanderers of Ys, do Mega e Super Nintendo), Zelda e Ori and the Blind Forest (esse logo será analisado aqui), e com cara de jogo indie, a Sony solta Jotun (PS4/PC, 2017).

Jotun conta a história de uma guerreira chamada Thora que devido a resultados de uma batalha, acaba caindo aos pés da Yggdrasil, a árvore dos planos nórdicos, após um começo bem bolado), a garota enfrenta o desafio dos deuses para merecer um lugar no Valhalla e acaba em Jormungagap, o vácuo de onde terá que derrotar um a um os titãs do mundo do frio.

Aos poucos Thora vai recebendo graças a seu esforço a benção dos diversos deuses nórdicos como Frigg, Loki, Freyja, Thor e é claro, Odin. Porém nada é de graça, os chefes são bem elaborados e lembram Dark Souls pela dificuldade (algumas vezes como no Jotun do céu por exemplo), mas tudo que você terá é sua habilidade e estratégia. Cair é comum, afinal como DS, o jogo é bem punitivo. Mas as recompensas conseguem prender a atenção.

 Jotun conta com um gráfico semelhante ao de Kingdoms of Amalur – Reckoning com um 2d bem feito com desenhos bem coloridos, e diálogos todos em Sueco bem carregado como se espera de um jogo escandinavo. Com certeza tem potencial para agradar em cheio jogadores que curtam um bom desafio, e pode ser comprado na PSN por 18 a 30 reais, um preço justo. Jotun também está disponível para PC na Steam e GOG Galaxy. Uma grata surpresa Sony, e esperamos que essa nova política se estenda. Os fãs merecem.

O lobo da noite. O nerd caçador. Sou criador de páginas, nativo da internet desde a chegada no nosso país, músico, escritor e as vezes até poeta. Jogador nato, criado nos games do Atari aos 4K atuais. Também sou fã de literatura, rpg e cyberpunk.

Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: