Connect with us

Games

STAR WARS BATTLEFRONT II | Versão Beta – Análise do Viajante

Publicado

em

E esteve aberto por todo esse fim de semana a versão beta do jogo da Dice/EA Games : “Star Wars Battlefront II“. No último dia 4, o game já havia sido liberado para download apenas para aqueles que haviam feito a pré-venda. No dia 6 liberaram para o públio em geral.

Eu como grande fã do original de 2015, ainda o jogo quase que todas as noite, não comprei essa sequência ainda pois não tinha certeza se meu PC o rodaria, e portanto esperei a beta para testar. A Dice havia divulgado que o processador I5 seria requisito mínimo para esse game, e eu com meu modesto I3 estava apreensivo. A boa notícia é que a versão beta rodou sem problemas. Contudo, devo salientar que tenho 16 GB de memória ram, o dobro do requisitado pela Dice. Abaixo, os requisitos pedidos:

Requisitos Mínimos

  • OS: 64-bit Windows 7 SP1, Windows 8.1, Windows 10
  • Procesador: (AMD): AMD FX-6350 ou Intel Core i5 6600K
  • Memória: 8GB RAM
  • Gráfica: AMD Radeon™ HD 7850 2GB ou NVIDIA GeForce® GTX 660 2GB
  • DirectX: Compatível com 11.0
  • Ligação: 512 KBPS ou superior
  • HDD: 15GB livres

Requisitos Recomendados

  • OS: 64-bit Windows 10
  • Procesador: AMD FX 8350 Wraith ou Intel Core i7 6700
  • Memória: 16GB RAM
  • Gráfica: AMD Radeon™ RX 480 4GB ou NVIDIA GeForce® GTX 1060 3GB
  • DirectX: Compatível com 11.0
  • Ligação: 512 KBPS ou superior
  • HDD: 15GB livres

Quanto ao jogo, devo confessar que não me empolgou muito. A grande novidade de Battlefront II será o modo campanha, ausente no primeiro. Porém, esse modo não foi liberado no modo beta, apenas um resumo da história inicial porém sem que o espectador tivesse como jogar. Apenas um vídeo.

Já no multiplayer voltamos a ter a versão maior para 40 players. Apenas uma missão foi disponibilizada para teste, ambientada no planeta Naboo no período da “Guerra dos Clones“. Divididos entre ‘clones” e “dróides de combate”, as batalhas ocorrem nas ruas da capital e depois dentro do palácio real. Duas versões de heróis foram introduzidas: “Rey” do lado dos clones e “Darth Maul” do lado dos dróides. Ambos incoerentes, já que na cronologia Star Wars, Rey só viria a nascer décadas depois, já no período da “Primeira Ordem” e Maul já havia “morrido” (entre aspas porque sabemos que anos depois, no início do império, ele ressurgiria, porém sua presença aqui é incoerente, sim) antes do surgimento dos clones. Os heróis “Han Solo” e “Bobba Fett” também puderam ser utilizados nessa versão beta, porém estes dois já estavam presentes em Battlefront I, por isso não tiveram a graça de ser uma novidade.

Diferentemente do primeiro jogo, para se tornar um herói, o jogador precisa alcançar 5000 pontos de combate na partida para ter essa opção. No game anterior era só encontrar um “símbolo” de herói pelo campo de batalha. O mesmo acontecia para naves de combate e veículos que agora também só podem ser pilotadas caso se alcancem um determinado número de pontos de combate. Isso dificulta para os menos experientes. A jogabilidade é praticamente a mesma, com os mesmos tipos de comando, movimentação e uso das cartas com habilidades especiais como granadas, escudos, etc…

A diferença fica por conta das armaduras e armas. No primeiro jogo você comprava armaduras e armas e podia combiná-las da forma como melhor lhe entendesse. No beta, você tem 4 opções de soldado: “assalto”, “pesado”, “oficial” ou “especialista”. Ao escolher um, as armas são diferentes para cada um, assim como as cartas. Obviamente que conforme se adquire experiência e dinheiro, você pode ir trocando essas armas e cartas, porém, se você está usando um soldado de assalto, não pode usar cartas e armas de um especialista. Você pode trocar de tipo de soldado cada vez que morre, assim como podia trocar de arma no primeiro jogo.

Já o modo para 24 pessoas apresentado, temos os combates com caças em “Fondor“, o estaleiro espacial. Nesse modo em particular, achei que a jogabilidade facilitou demais na hora de pilotar as naves. Ficou muito fácil controlá-las, o que tirou um pouco da graça do modo. No primeiro Battlefront, era mais dificil e até irritante dirigir os caças, porém, com o tempo, íamos ficando mais hábeis e a sensação de triunfo era muito maior a cada caça abatido. Com a facilitção, perdi rapidamente o interesse.

Por último, também foi disponibilixada uma versão para 16 jogadores onde os jogadores são divididos em “Primeira Ordem” ou rebeldes. Ambientada em um planeta de nome “Takodana“, é uma espécie de missão “rouba bandeira”, onde os rebeldes devem entrar em um castelo da Primeira Ordem e roubar um artefato e levá-lo a um ponto de extração. Os “Stormtroopers” devem impedir que os rebeldes consigam fazer isso. Nada muito diferente de Battlefront I a não ser pelo visual, trajes e cenários.

Concluíndo, devo confessar que a versão beta não empolgou muito. Mas manteve a ansiedade pelos novos heróis e missões que estão por vir no jogo completa que será disponibilizado aos compradores a partir do dia 17/11. O jogo pode ser adquirido em pré-venda no site da “Origin

 

Jorge Obelix. Ancião do grupo, com milhares de anos de idade. Fã da DC Comics e maior conhecedor de Crise nas Infinitas Terras e Era de Prata do Universo. Grande fã de Nicholas Cage que acha que um filme sem ele nem pode ser considerado filme. Fã de Jeff Goldblum também, e seu maior sonho é ver ambos (Cage e Goldblum) contracenando.

Advertisement
Comments
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: