Connect with us

Resenhas

AGATHA CHRISTIE: O MISTERIOSO CASO DE STYLES | Resenha da Viajante

Publicado

em

Queria compartilhar com vocês que estou lendo essa consagrada escritora de mistério na sequência em que ela lançou seus livros. Claro que, como fã de carteirinha, não posso deixar de citar que leio concomitantemente com o livro  “From My Heart”, que é a única biografia da autora escrita genuinamente em português pelo embaixador da nossa rainha do mistério no Brasil, o escritor Tito Prates.

Tive a honra de conhecê-lo em outubro passado, no Barueri Anime Fest. Onde inclusive, estarei presente neste ano também, com data marcada para os dias 29/10 e 30/10/17. O embaixador, e agora amigo, tem em sua casa, na cidade de São Paulo, um museu da Agatha e a maior coleção de seus livros no Brasil. Para os que amam esse gênero e a escritora, curtam a sua página oficial no Facebook Agatha Christie Brasil (https://www.facebook.com/groups/154978804593340/  e https://www.facebook.com/AgathaChristieBrasil/?ref=br_rs

Então vamos deixar de enrolação e falar de seu primeiro livro, The Mysterious Affair at Styles, de 1920 (O Misterioso Caso de Styles, com sua 1ª edição lançada no Brasil pela editora Edameris, em 1965). Este é o primeiro livro da autora e também o primeiro a contar com a participação do detetive belga Hercule Poirot, aqui ajudado por seu amigo, Capitão Hastings. O livro apresenta, ainda, o inspetor Japp, da Scotland Yard. Vale ressaltar que temos neste livro um Hercule muito arrogante e divertido, que foi delineado pela autora ao longo dos anos, ganhando esse “tipão” de arquétipo detetivesco, diferenciando-o em muito do nosso já conhecido na época, Sherlock Holmes, muito embora, sei que alguns discordarão de mim.

O romance é narrado em primeira pessoa, pelo Capitão Hastings, um personagem fantástico e muito inconstante sentimentalmente. Mas acalmem-se pois não é neste livro que ele conhece sua amada esposa. A história é ambientada em uma enorme e isolada casa de campo com alguns suspeitos, os quais escondem informações sobre suas próprias vidas. O livro inclui mapas da casa, bem como da cena do assassinato e uma parte do fragmento de um testamento. Há também uma boa quantidade de pistas falsas e mudanças surpreendentes na trama, e isso temos mesmo!

Enredo:

No meio da noite, os hóspedes da mansão Styles acordam assustados com o fato de que a rica proprietária da casa, Emily Inglethorp, passa aparentemente pelo que seria um ataque cardíaco com direito a acessos de convulsões, o que resulta no surgimento de nossa vítima. Para complicar tudo, as portas do quarto estavam trancadas por dentro e tudo indicava tratar-se de morte natural. Mas o médico da família levanta uma suspeita: assassinato por envenenamento. Maneira pela qual a Nossa Alteza adorava usar em seus livros para assassinar suas vítimas indefesas (ou nem tão indefesas assim…). Todos os hóspedes da velha mansão, inclusive seu segundo esposo e seus enteados John e Lawrence, tinham motivos suficientemente bons para matar a Sra. Inglethorp, e nenhum deles possuía um álibi convincente.

Para solucionar o crime entra em ação o detetive Hercule Poirot e seu fiel amigo Capitão Arthur Hastings, que fazem as suas estreias neste intrigante caso.

Vale ressaltar que o livro é escrito por uma mulher no início do século 20, época em que tínhamos pouca expressividade e menos ainda direitos. E ela sempre trazia personalidades femininas fortes e guerreiras para protagonizar suas aventuras. Agatha popularizou um novo gênero literário, em um período da história em que publicar mistério era quase uma “vergonha” para as editoras, que faziam selos novos para não publicar esses folhetins em sua marca principal.

Recomendo a leitura a todos os viajantes. Dou 4/5 timões para a obra.

 

Autora de A Senhora do Caos - A Viajante e o Dragão e coautora de Sociedade dos Corvos, com o conto Vida Perfeita. Nasci no Espírito Santo, mas vivo no interior paulista com minha família. Sou graduada em Pedagogia, atuo na área de administração de empresas, escritora e redatora do NerdTrip. Iniciei minha carreira literária publicando na plataforma de leitura online Wattpad e em 2016 lancei meu primeiro livro impresso. Com verdadeiro fascínio por histórias fantásticas, gibis, livros e pelo mundo nerd, sou jogadora assumida de RPG. Comecei a escrever por volta dos doze anos e convicta digo que os livros salvaram minha vida, tornaram-me um adulto mais completo e possibilitaram que obtivesse sucesso em minha carreira.

Advertisement
Comments
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: