Connect with us

DC Comics

SUPERMAN | Herói chega a recordista edição 1000!

Publicado

em

Todos precisamos de um fio de esperança. Na DC nenhum símbolo demonstra mais isso que o Superman. Sim eu era um admirador do Batman como muitos de vocês (e gosto mesmo, principalmente dos antigos), mas com o tempo e os maus roteiros, passei para os outros vigilantes de Gotham como Dick Grayson, Jason e Selina, passando também pelas Sereias e um pouco pelas Aves de Rapina (sério nunca fui com a Batgirl, sou fã da Batwoman) mas a DC por mais que se queira fugir, é do azulão. Quem poderia por juízo na cabeça de Bruce, senão uma mente limpa como a de Kal El/Clark? Quem poderia orientar o seu discípulo Dick a ser uma contenção as vezes para o morcego. É galera, Clark é tudo isso.

Preparem-se pra festa.

Preparem-se pra festa.

Passando por esse paradigma, o de ser um alien que tenta ser um humano (a cena final do filme Kill Bill é indelével, aquele diálogo pra mim merecia o Oscar), o azulão é o personagem mais importante da editora, engulam o choro. Se não fosse por aquela antológica Action Comics (atualmente a melhor revista de comics do mundo) em que o azulão levantava um carro para impedir (impedir, NUNCA MATAR…) o vilão da semana que mais uma vez tentava destruir Metrópolis, sua amada cidade.

Desde daí são quase mil edições (número recorde em todos os parâmetros), há uma pequena parte que defende que o herói ficou tão grande, que mereceria o Domínio Público. Só imaginem galera o Supes tendo matérias em editoras como a Image, a Dark Horse Comics, ou até da Marvel! Imagina uma história do azulão pelo mestre Stan Lee! (se bem que ele até tentou mas não pôde usar totalmente o personagem).

Capa da antológica edição 1

Essa data não poderia passar batido. Por isso a DC na sua edição de número 1000, só traz isso: os melhores. Pra começar temos histórias do mestre Daniel Jurgens e Peter Tomasi, já figurinhas carimbadas da revista (e responsáveis diretos por seu sucesso), mas o presente não fica só ai. Paul Levitz, ex-editor do azulão e ex-presidente da DC assinará a edição. E também junto com Jules Feiffer, contará as grandes fases do Azulão passando por Supergirl, Brainiac e a Fortaleza da Solidão (Elza é o @#$%¨&*, kkk), continuando a edição uma história com Geoff Johns e Richard Donner (lembra dos filmes e dos X-Men?) e fechando com chave de ouro, uma história inédita dos criadores Jerry Siegel e Joe Shuster, arquivada na editora desde 1960, a história se chamará “The K-Metal from Krypton” e originalmente trazia o que seria a Kriptonita no futuro, e mesmo naquela época traria a revelação da identidade secreta a Lois. Isso em 1941. Pra terminar vou pôr um pequeno especial em vídeo do Homem de Aço, e que o escoteiro da justiça brilhe por muitos anos.

O lobo da noite. O nerd caçador. Sou criador de páginas, nativo da internet desde a chegada no nosso país, músico, escritor e as vezes até poeta. Jogador nato, criado nos games do Atari aos 4K atuais. Também sou fã de literatura, rpg e cyberpunk.

Advertisement
Comments
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: