Connect with us

Quadrinhos

OS CORVOS DE MANA’OLANA | Review do Viajante

Publicado

em

Salve, salve tripulantes! Uma boa HQ é aquela que cativa o leitor logo no primeiro quadro. E foi exatamente isso que ocorreu comigo ao iniciar a leitura do arco “Os Corvos de Mana’Olana” que faz parte da série “The Few and Cursed” ou “Os Poucos & Amaldiçoados” em português.

Logo na primeira página, o balão de descrição diz:

“Em algum lugar do oceano Pacífico… Agora”

Porém a imagem que vislumbramos é a de um enorme deserto cheio de vales e montanhas, sob um sol escaldante e a silhueta de uma solitária cavaleira atravessando-o. Tal início bastou para prender minha atenção, amante que sou da temática pós-apocalíptica. A cavaleira em questão, conhecida apenas como “Ruiva”, é a protagonista dessa história que se passa em um mundo alternativo onde 90% da água do planeta simplesmente desapareceu no ano de 1840.

Faroeste em um mundo quase sem cavalos

A história se passa 70 anos depois e a ambientação é de faroeste, apesar de quase não existirem mais cavalos no planeta. Os trajes, armas e locais, tudo remete ao tema. Isso se explica por a escassez de água ter estagnado a evolução tecnológica da sociedade. Porém há algo mais. Há nitidamente um quê de sobrenatural. Ruiva é uma “Caçadora de Maldições” e ganha a vida enfrentando “amaldiçoados”. Logo na primeira edição enfrenta uma serpente gigante e em seguida saí atrás dos “corvos” do título, cuja lenda reza que possuem “asas do tamanho de bois”.

“The Few and Cursed” é uma série criada pelo roteirista Felipe Cagno e pelo desenhista Fabiano Neves e que capta recursos através do site de financiamento coletivo “Catarse”.

A Ruiva

“Os Corvos de Mana’Loana” foi lançado no final de 2015 e teve duas edições lançadas no Brasil pelo Catarse (as que eu li) e mais três no exterior pelo também site de financiamento “Kickstarter”. Agora, Cagno lançará as “Crônicas de The Few and Cursed”, também através do Catarse e contando com grandes nomes do HQ nacional como Luke Ross, José Luis, Pedro Mauro, Andrew Dalhouse, Adriano Di Benedetto, Sam Hart, Felipe Watanabe, Geraldo Borges entre outros. A ideia é contar 7 histórias de 7 páginas cada dentro do mesmo universo original de “Os Corvos de Mana’Olana”:

 

“Quando terminei o roteiro da terceira edição da série principal, Os Corvos de Mana’Olana, percebi que tinha criado alguns personagens interessantes que eu mesmo queria conhecer melhor. Além disso, tem todo um mundo além da Ruiva que também sofreu com o sumiço de 90% da água no planeta da noite pro dia. Eu não queria esperar a conclusão dos Corvos para só então explorar mais desse mundo e como já tive duas experiências bem positivas com antologias antes, surgiu a ideia das Crônicas.”

 

O desenhista Fabiano Neves e o roteirista Felipe Cagno

Sobre as duas edições que tive o prazer de ler, posso dizer que além da temática, temos uma protagonista também cativante. Ruiva é uma sobrevivente. A personagem me deu a impressão de ser uma mescla de “Jean Grey” e “Wolwerine”. Uma sedutora mulher de cabeleira vermelha, porém exímia lutadora e assassina de sangue frio. Porém, percebemos que as circunstâncias a levaram a ser dura e impiedosa, mas que no fundo, seu bom caráter prevalece. Preocupa-se em ser justa principalmente quando há inocentes e crianças envolvidas. Há um bom coração debaixo de sua aparência gélida e poeirenta.

Com poucos balões de descrição, como um HQ deve ser em minha opinião, a história se sustenta através dos diálogos e das detalhadas, porém limpas, sem grandes rebuscamentos desnecessários, ilustrações de Fabiano Neves. A história é contada no presente, mas também traz flashbacks que contam a trajetória de “Ruiva” até ali, porém sem entregar tudo, mantendo o mistério que qualquer história que envolva o sobrenatural necessita.

“The Few and Cursed” prova mais uma vez que a qualidade da HQ nacional não deixa nada a dever às grandes editoras internacionais como Marvel e DC, precisando apenas de um pouco mais de investimento.

Felipe Cagno já teve mais de 15 campanhas de financiamento coletivo bem sucedidas no Catarse e Kickstarter e quem apoiou qualquer trabalho dele sabe que pode esperar grandes surpresas como sobrecapa/pôster em gloss brilhante, imãs exclusivos e até cards colecionáveis. Tudo isso a custo zero para o apoiador através das “Metas Estendidas”.

 

“É só através do sucesso de um projeto no Catarse e indo além da meta inicial que podemos investir o excedente em produtos exclusivos e colecionáveis. Essa é a vantagem de se apostar numa pré-venda assim.” – revela Cagno

Quem quiser contribuir com “Crônicas de The Few and Cursed” tem até 07/08 apenas com pacotes de recompensas começando a partir de R$30,00. A HQ terá formato americano e no mínimo 64 páginas. É só acessar https://www.catarse.me/as_cronicas .

E a nota do viajante para as duas primeiras edições de “Os Corvos de Mana’Olana”:

 

 

 

 

 

 

Jorge Obelix. Ancião do grupo, com milhares de anos de idade. Fã da DC Comics e maior conhecedor de Crise nas Infinitas Terras e Era de Prata do Universo. Grande fã de Nicholas Cage que acha que um filme sem ele nem pode ser considerado filme. Fã de Jeff Goldblum também, e seu maior sonho é ver ambos (Cage e Goldblum) contracenando.

Advertisement
Comments
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: