Connect with us

Séries

GAME OF THRONES | Estaria a série perdendo a sua essência?

Publicado

em

Uma das coisas que mais me chamou atenção em Game of Thrones quando comecei a acompanhar a série, foi sua autenticidade. A maneira como ela era independente da voz do público e de seus apelos. Antes de mais nada, já aviso que essa matéria CONTEM SPOILERS!

Confesso que certos momentos achei loucura os rumos dados por R.R. Martin, mas depois sempre dei a mão à palmatória quanto aos seus resultados, como por exemplo: a morte de Ned Stark e o casamento vermelho, episódios que me surpreenderam, e muito, pela ousadia.

Nessa época a série se lixava para as expectativas do público, a impressão que dava é que não tínhamos voz, não adiantava clamar: não mata o anão, não mata o anão! (Apesar de que quanto a isso, nós demos sorte). O roteiro não cedia, e nos calava a boca com boas surpresas.

Bem, mas hoje a mudança foi abrupta. A impressão que temos é que os roteiristas estão nos fóruns de internet, só na base do “ctrl+c e ctrl+v“. A série parece decidida a agradar todos os caprichos dos fãs: O romance Daenerys e Jon Snow. A teoria do Dragão de Gelo

Para que essa ultima se concretizasse, a trama foi das mais estúpidas até aqui. Começando com uma missão suicida para convencer a Cersei de que existem mortos-vivos… Logo ela que é protegida por um?

Jon Snow monta uma equipe onde participantes surgiram do acaso, e durante a missão outros participantes surgiram do nada para que alguns figurantes morressem.

A partir da temporada anterior a questão tempo e distância já estava meio confusa, agora na sétima temporada chutaram o balde de vez. Jon Snow viajou todo o norte, enquanto que os vagantes brancos não chegam a lugar nenhum. Os Dragões de Daenerys são verdadeiros “jatos supersônicos”, já vimos isso na batalha contra Jaime Lannister e seus homens, aonde parecia ter sido ali na esquina. Podemos ver novamente agora nesse último episódio, onde ela parte com seus dragões para salvar Jon e os outros, após receber o corvo mais rápido de toda a história, que fora enviado pelo velocista Gendry.

Tudo isso após por sorte, encontrarem um pequeno grupo de vagantes brancos à toa, dando bobeira. E após uma pequena batalha contra eles, Jon mata o líder e descobre que todos que foram “zumbizados” por ele morrem (melhor dizendo, ficam mortos de vez, né?). Mas, convenientemente (palavra chave desta ultima temporada), sobra um vagante que logo é capturado, mas faz um escândalo igual criança no corredor das bolachas e isso atrai o restante da turma dos vagantes brancos.

Pois bem, conseguem se isolar, embora cercados, até que Daenerys vem os resgatar, mas ai me faço algumas perguntas:

Se o rei da noite tinha aquela lança e aquela baita mira e força, por que não os matou antes com ela?

Se eles não atacaram Jon e os outros por causa da água, como fizeram para alcançar o dragão no fundo dela?

De onde raios surgiram àquelas correntes?

E esse tio do Jon?

Não cabe duas pessoas no cavalo?

E por ai vai… Tudo para que se realize uma teoria com o intuito de agradar aos fãs.

É cada vez mais notório o afastamento de George R.R. Martin da série. Em entrevista a Times, declarou que depois da quarta temporada deixou de escrever roteiros (ao menos um episódio por temporada era escrito 100% por ele), mas depois da quinta, sua relação com os showrunners David Benioff e D.B. Weiss ficou distante. Na sexta temporada, ainda prestou consultoria, já nesta sétima notamos as evidências da sua total ausência.

R.R. Martin tem criticado publicamente algumas decisões da série, e está cada vez menos só, e embora a série esteja com um visual lindíssimo e caprichado, o roteiro tem se contentado em ser apenas pop, perdendo a essência de Game of Thrones que é o inesperado e o inteligente.

Ficar só no dracarys não vai resolver. É bacana ver os dragões, ver os vagantes brancos queimando, mas é preciso abandonar tanta conveniência e voltar a ser a histórica série que era. A torcida fica para que a próxima e última temporada tenha menos furos no roteiro, e deixe de ser escrava dos caprichos dos fãs, encerrando essa tão brilhante série que é Game of thrones.

Mas e você, tá satisfeito com os últimos episódios? Você também tá “shipandoDaenerys e Jon Snow? Você acha que a série tem mantido o nível, melhorado ou piorado?

Não se esqueça de deixar seus comentários e compartilhar a matéria.

Paulistano, amo música, filmes, séries, e estou ressuscitando o amor por animes. Aprecio os filmes bons e me divirto debochando dos ruins (o que gerou o injusto apelido de Mestre Hater). Tento ter como característica, textos curtos e objetivos valorizando a informação. Escritor das colunas HATEANDO! Demorei, mas eu vi! Escondido na Netflix

Comente aqui!

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Mais lidos da semana


%d blogueiros gostam disto: