Connect with us

Séries

THE BIG BANG THEORY | O casamento de Sheldon Cooper, a 12º temporada e a velha questão: Até quando é válido prolongar uma série?

Publicado

em

Quem em sã consciência imaginaria há 11 anos atrás a cena ilustrada na capa dessa matéria? Eis que em 2007 estreava na CBS a série The Big Bang Theory. Produzida pela Warner Bros. Television em parceria com a Chuck Lorry Productions, o sitcom trazia uma temática nerd e em pouco tempo se tornou referência.

E um dos grandes motivos do sucesso de TBBT (como logo foi abreviada) é sem dúvida nenhuma o personagem Sheldon Cooper. Interpretado impecavelmente pelo ator Jim Parsons. Não é a toa que o mesmo recebeu 4 Emmy Awards e um Globo de Ouro pelo trabalho ao longos de 11 temporadas já transmitidas.

Sheldon é o arquétipo exagerado, quase um estereótipo daquilo que se convencionou chamar de nerd. Ou seja, um rapaz estudioso, na verdade um gênio, que justamente por ser tão inteligente e dedicado a tudo que se propõe a fazer, sofreu bullying por parte dos outros garotos por toda a infância e adolescência. Adulto, trabalha como físico teórico em uma universidade da cidade onde vive (Pasadena) e tem vários “problemas” comportamentais. Além de um grande complexo de superioridade por seu QI alto, é extremamente metódico, com manias que beiram o TOC (transtorno obsessivo compulsivo). Possui várias fobias, entre elas pássaros, aranhas e germes, e é avesso a qualquer tipo de contato físico com outros seres humanos. Anti-social, evita travar qualquer tipo de conversa com qualquer um que não seja seu amigo Leonard Hofstader (Johnny Galecki), um físico experimental com quem divide seu apartamento, os outros dois colegas de trabalho que frequentam seu ambiente, no caso o sino-americano Howard Wolowitz (Simon Helberg) e o indiano Rajesh “Raj” Koothrappali (Kunal Nayyar).

Com esse perfil psicológico era duvidoso que Sheldon chegasse sequer a perder a virgindade, quanto mais se casar. As primeiras temporadas de TBBT focavam na convivência dos 4 rapazes e principalmente na relação deles com a vizinha do apartamento da frente Penny (seu sobrenome nunca foi pronunciado em toda a série, porém, seu pai, quando conheceu Leonard foi tratado por sr. Wyatt. o que nos leva a crer que seu nome de solteira seja esse), uma linda loura que tem pretensões de ser atriz, mas trabalha como garçonete no Cheesecake Factory. Ela é interpretada por Kaley Cuoco.

A série evoluiu através dos anos, os personagens se desenvolveram, novos surgiram, entre eles Amy Farrah Fowler (Mayim Bialik), uma neurocientista tão psicológicamente pertubada quanto Sheldon, porém sem sua aversão por contato físico. Muito pelo contrário, a moça é carente e sonha em consumar uma relação carnal com Sheldon, o que acaba acontecendo apenas na 9º temporada. O casal começa a namorar por contrato, principalmente para que Amy possa dar satisfações a sua mãe que reclama que ela não consegue arrumar um par. Porém ambos acabam realmente se apaixonando.

Após 5 anos, com todos os outros protagonistas já casados com exceção de Raj, alguns com filhos (Howard), finalmente Sheldon pediu Amy em casamento no último episódio da 10º temporada. Pedido aceito, a 11º temporada focou principalmente nos preparativos para o casório. E finalmente a cerimônia ocorreu no último episódio celebrada por ninguém mais, ninguém menos do que Mark Hamill, Luke Skywalker da franquia Star Wars, uma das preferidas de Sheldon. 

Mark Hamill celebra o casamento

Desde o início, como bons nerds, os 4 rapazes demonstraram o tempo todo paixão pela cultura pop, principalmente quadrinhos, cinema e games. Com a popularização da série, isso acabou rendendo muitas participações especiais como por exemplo Bill Gates Neil Gaiman, isso só nessa temporada. Wil Wheaton, que interpretou o alferes Wesley Crusher no final dos anos 80 e começo dos 90 na série Star Trek: The Next Generation, acabou inclusive se tornando personagem recorrente interpretando a si mesmo como arqui-inimigo e depois amigo de Sheldon.

Aliás, o fato de Sheldon e sua turma terem evoluido como personagens incomodou muitos dos fãs mais conservadores que reclamaram que os mesmos perderam suas características. Besteira. Evolução é uma das características que tornam séries longevas. O próprio termo sitcom é a abreviatura de situation comedy, em tradução livre: comédia da situação. Ou, utilizando-se de um termo mais comum no Brasil: comédia de costumes.

E o que vem a ser comédia de situação ou comédia de costumes? É aquele típico programa satírico de cerca de 20 minutos e que brinca com os costumes da sociedade vigente. Ou seja, algo que pode estar sempre se renovando conforme a própria sociedade evolui. Quando assistimos a uma série dramática, ansiamos pela conclusão. Queremos saber qual o desfecho daquela situação, como tudo irá acabar. E é por isso que séries como The Walking Dead ou Supernatural tornam-se enfadonhas ao se prolongarem demasiadamente. Nossa ânsia por ver como tudo se resolverá nunca é satisfeita, e acabamos por nos cansar do programa.

Com sitcoms isso não ocorre. O que vemos nas telas são situações cotidianas, e isso muda todos os dias. O contexto político, social e humano da sociedade não é estático, e o sitcom, por acompanhá-lo, também não. Peguemos por exemplo outra série de grande sucesso dentro desse modelo: Friends.

Friends teve 10 temporadas de sucesso absoluto de audiência entre os anos de 1994 e 2004. E não acabou por falta de espectadores, mas sim porque os salários dos 6 protagonistas alcançaram níveis estratosféricos (cada um estava ganhando na faixa de 1 milhão de dolares por episódio na última temporada) e o programa se tornou inviável em termos financeiros. Porém, se não fosse a ganância pessoal dos atores, provavelmente a série estaria no ar até hoje. Prova disso é que ainda é reprisada incessantemente nas madrugadas da Warner e nas tardes de domingo. 

Hoje em dia, em uma sociedade mais politicamente correta, já se levantaram vozes mais exaltadas para lembrar que muitas das piadas de Friends tinham cunho homofóbico ou machista. Fato. Não há como negar isso. Mas como eu disse, por se tratar de um retrato da sociedade, se a série estivesse hoje em sua 24º temporada, com certeza teria mudado junto com a sociedade e certamente assuntos como homofobia e machismo seriam agora as vítimas das piadas.

Outros sitcoms como por exemplo Two and a half men That 70’s Show que foram sensacionais em sua época, naufragaram em suas últimas temporadas vergonhosamente. Mas aí o motivo foi outro: troca de protagonistas. O primeiro perdeu Charlie Sheen e o segundo, ficou em situação ainda pior ao perder dois de seus astros: Ashton Kutcher Topher Grace. Tentar substitui-los, mesmo que por outros personagens, foi o grande tiro no pé nas duas ocasiões. Nesses casos, era sim a hora de parar. E a Warner, hoje sabe disso. Two and a half men, assim como Friends, ainda é incessantemente reprisada. Porém os episódios sem Sheen foram devidamente esquecidos e varridos para debaixo do tapete. Nunca são reprisados.

Mas voltando à TBBT, uma parcela de fãs acha que a série perdeu uma grande chance de fechar com chave de ouro. Para esses, um episódio tão importante e emocionante como foi “The bow tie assymmetry” poderia ter sido o momento perfeito para encerrar o show. Eu discordo desse ponto de vista. Acredito que a série tem fôlego para mais muitas temporadas, evoluindo sempre seus personagens em sintonia com a situação da sociedade. Eu gostaria muito de ver a vida de casado de Sheldon, e, porque não, encarando as agruras de ser pai. Também gostaria de ver Raj encontrando seu par definitivo, já que está solteiro até hoje e talvez até saindo do armário e encarando uma homossexualidade tantas vezes insinuada. Ou não. O que importa é que enquanto estiver dando certo, atraindo audiência e arrancando risadas de seus espectadores, continue no ar. Lembrando tristemente que TBBT já se encontra em situação semelhante à que levou ao fim de Friends, com 5 de seus protagonistas já ganhando próximo a 1 milhão de dolares por episódio e com outras duas atrizes, a já citada intérprete da agora esposa de Sheldon, Mayim Bialik e Melissa Rauch (Bernadette Rostenkowski) reinvindicando equiparação de rendimentos com eles. A 12º temporada é oficialmente considerada a derradeira. Mas sabemos que bom faturamento por parte dos produtores pode mudar isso. 

SIGA-NOS nas redes sociais:

FACEBOOK: facebook.com/nerdtripoficial
TWITTER: twitter.com/nerdtripoficial
INSTAGRAM: instagram.com/nerdtrip_
VISITE NOSSO SITE: www.nerdtrip.com.br


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

RAGE 2 | Liberado inédito trailer gameplay na sequência do FPS de mundo aberto

BLACK COVER | Confira a prévia e o título do episódio 33 do anime

BOHEMIAN RHAPSODY | Divulgado primeiro trailer da cinebiografia de Freddy Mercury

DEADPOOL 2 | Crítica da Viajante

DEADPOOL 2 | A Segunda Vez é Muito Melhor! (2)


Studio Geek – Os Melhores Produtos da Cultura Pop, Geek e Nerd.

 

 

 

 

Jorge Obelix. Ancião do grupo, com milhares de anos de idade. Fã da DC Comics e maior conhecedor de Crise nas Infinitas Terras e Era de Prata do Universo. Grande fã de Nicholas Cage que acha que um filme sem ele nem pode ser considerado filme. Fã de Jeff Goldblum também, e seu maior sonho é ver ambos (Cage e Goldblum) contracenando.

Anime

BLACK COVER | Título e prévia do episódio 34 do anime

Publicado

em

(Foto: Divulgação – Black Cover ©)

O próximo episódio do anime Black Cover, o episódio 34, teve seu título e prévia revelados. O título é “Magia Iluminada Vs Magia Negra” (Light Magic VS Dark Magic – Hikari Mahō VS Yami Mahō). Esse episódio vai ao ar no dia 29 de maio. Assista a prévia legendada em português do episódio 34:

Sobre Black Cover:

“Em um mundo onde magia é tudo, Asta e Yuno são abandonados em uma igreja no mesmo dia. Enquanto Yuno possui poderes mágicos excepcionais, Asta é a única pessoa do mundo todo desprovida desse dom. Aos quinze anos, ambos recebem grimórios – livros mágicos que amplificam os poderes do detentor. Asta recebe um raro grimório de anti-magia, capaz de negar e repelir os feitiços do oponente. Dois opostos que nutrem uma rivalidade amigável, Yuno e Asta estão prontos para encarar os mais difíceis desafios para conquistar seu sonho em comum: tornar-se o Rei dos Feiticeiros. Desistir não é opção!”

Black Cover é transmitido no Japão pelo serviço de streaming Crunchyroll.


Leia mais notícias sobre Black Cover!

Leia mais notícias sobre animes!


Leia outras notícias do Nerdtrip e confira também:

TROPA DOS LANTERNAS VERDES | Título é cancelado oficialmente pela DC Comics

SHINEE | Smtown divulga Teaser de “Good Evening”

THE WOLF AMONG US 2 | Segunda temporada de título da Telltale é adiada para 2019!

THE SIMS 4 | Confira o trailer e data de lançamento da nova expansão “Estações”

CONCERTOS URBANOS | Elza Soares e Pitty fazem show gratuito no Rio!


Studio Geek – Os Melhores Produtos da Cultura Pop, Geek e Nerd.

Continue lendo

Séries

DOCTOR WHO | Com exibição de mais de 500 episódios, Twitch vai realizar maratona de sete semanas da série!

Publicado

em

(Foto – Doctor Who ©/ BBC ©/ Reprodução)

A plataforma social de vídeos Twitch uniu-se à BBC Studios para realizar a primeira transmissão digital da clássica série Doctor Who. Mais de 500 episódios de 26 temporadas, gravadas entre o início do programa em 1963 e os anos 1980 irão ao ar durante um período de sete semanas. De 29 de maio a 23 de julho, os fãs poderão assistir ao programa, de segunda a sexta-feira, às 15h (horário de Brasília), em Twitch.tv/TwitchPresents.

Doctor Who é uma série britânica sci-fi de ação e aventura produzida pela BBC Studios que acompanha as aventuras do Doutor, um alienígena do planeta Gallifrey que viaja no tempo em uma TARDIS (Time and Relative Dimensions in Space ou, em português, Tempo e Dimensões Relativas no Espaço), uma nave espacial em formato de cabine telefônica. Acompanhado por vários amigos, o Doutor combate uma variedade de inimigos, enquanto trabalha para salvar civilizações e ajudar os necessitados. Ele tem a capacidade de se regenerar quando seu corpo é mortalmente danificado, ganhando uma nova aparência e personalidade, o que levou a 13 diferentes encarnações do Doutor na série.

Nick Coulter, Diretor de Vendas Digitais e Desenvolvimento de Negócios da BBC Studios, diz que:

“Estamos constantemente buscando formas de alcançar novos públicos e facilitar a participação dos fãs em nossos shows mais populares. Doctor Who, em particular, tem uma grande tradição de tecnologias pioneiras, desde os primeiros VHS até os novos serviços digitais. A Twitch é outro grande exemplo disso, por ser um serviço com mais de 15 milhões de usuários ativos diários, e estamos felizes em poder oferecer a eles a chance de celebrar o legado da série e seus 55 anos de entusiasmo e inovação.”

Aproveitando a experiência de visualização compartilhada em tempo real que define a Twitch, Doctor Who é o mais recente de diversos programas de TV que foram ao ar na plataforma. Para tornar a experiência no bate-papo mais envolvente, os espectadores que se inscreverem no canal TwitchPresents terão acesso a 14 emoticons exclusivos feitos em homenagem a cada um dos sete primeiros Doutores.

Como parte do evento, os principais criadores de conteúdo digital do Reino Unido, The Yogscast, estão produzindo uma série de programas que apresentará cada um dos Doutores. Com um elenco de roteiristas, especialistas, fãs e até mesmo um ex-companheiro do Doutor, a equipe do Yogscast e o especialista da série Matt Toffollo discutirão por que as plateias modernas devem acompanhar Doctor Who. Com 20 minutos de duração, cada episódio apresentará um breve resumo das histórias que serão exibidas, incluindo atores, monstros, frases famosas e erros de produção. Com o conhecimento de Katy Manning (que interpretou Jo Grant, a companheira do terceiro Doutor) e dos escritores Bob Baker e Paul Cornell, os shows darão uma visão de humor e irreverência à série.

De acordo com Jane Weedon, Diretora de Desenvolvimento de Negócios da Twitch:

“Doctor Who e sua visão inteligente da ficção científica fazem uma conexão interessante entre os interesses da comunidade da Twitch, misturando tecnologia e games. Apresentar este icônico programa da BBC em um formato interativo é uma maneira nova e divertida de unir várias gerações de fãs enquanto levamos o programa a novas audiências.”

Fiquem ligados no Nerdtrip para acompanhar todas as novidades no mundo Nerd.

Continue lendo

Séries

WATCHMEN | Primeiros nomes do elenco da série são revelados!

Publicado

em

(Foto – Watchmen ©/ Warner Bros. Pictures ©/ DC Comics ©)

Após o showrunner Damon Lindelof revelar detalhes da história da série inspirada na obra da prestigiada HQ Watchmen (para saber os detalhes, clique aqui), a HBO anunciou os primeiros membros do elenco da série.

Vale destacar que os personagens dos atores, é claro, ainda são mantidos em segredo e entre eles temos como destaque principal do anúncio a atriz Regina King, que vai se reunir com Lindelof novamente, ela já trabalhou com ele em The Leftovers.

Além de King, teremos estrelando a trama: Don Johnson (Miami Vice), Tim Blake Nelson (O Incrível Hulk), Louis Gossett Jr. (A Força do Destino), Adelaide Clemens (Rectify) e Andrew Howard (Hatfields and McCoys) entre os primeiros escalados da série.

Elenco da série sobre a HQ “Watchmen” (Foto – Reprodução)

É esperado que a produção da série se inicie neste ano, por enquanto não existe uma previsão de estreia para o show. Vale lembrar que a famosa HQ de Alan Moore e David Gibbons já foi adaptada para os cinemas em 2009, com  a versão dirigida por Zack Snyder.

Gostou da matéria? Então deixa seu like, compartilhe com os amigos e continue ligado no Nerdtrip!

Continue lendo
Advertisement

Receba as novidades do Nerdtrip em seu e-mail!

Insira seu endereço de e-mail para embarcar nessa Viagem Nerd!

Advertisement

Mais lidos da semana

%d blogueiros gostam disto: